90 resultados encontrados para . (0.006 segundos)

114454 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Segurança e Saúde no Trabalho

As Convenções da Organização Internacional do Trabalho – OIT podem ser ratificadas sem limitação de prazo por qualquer dos Estados Membros. Entre as Conven- ções já ratificadas pelo Brasil, tem-se a

  • a)
    Convenção no 184, que trata da segurança e saúde na agricultura e tem como área de aplicação as atividades de produção agrícola, incluindo a exploração industrial de florestas e a agricultura familiar ou de subsistência.
  • b)
    Convenção no 182, que trata da segurança e saúde na aplicação de produtos químicos no campo e estabelece, entre outros, que as pessoas envolvidas na preparação, aplicação descarte de embalagens sejam adequadamente instruídas quanto aos riscos envolvidos.
  • c)
    Convenção no 176, que trata da segurança e saúde na mineração, incluindo em sua área de aplicação todas as minas, de superfície ou subsolo, onde se pratica a extração de xisto, óleo, gás, carvão, minerais metálicos e não metálicos, além das estruturas associadas destinadas ao beneficiamento do minério extraído.
  • d)
    Convenção no 167, que trata de todas as atividades de construção, ou seja, trabalhos de edificação, obras públicas e trabalhos de montagem e desmontagem, incluindo qualquer processo, operação e transporte nas obras, desde sua preparação até a conclusão do projeto e traz, entre outras, a obrigatoriedade da definição de medidas contra riscos em trabalhos em altura.
  • e)
    Convenção no 151, que trata do asbesto, tendo como área de aplicação todas as atividades nas quais os trabalhadores estejam expostos ao asbesto e impõe, aos empregadores, a responsabilidade de tomar medidas para prevenir ou controlar o desprendimento da poeira de asbesto no ar, evitando a utilização da crocidolita, a mais nociva das fibras do asbesto.

114455 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Segurança e Saúde no Trabalho

A investigação e análise de acidentes de trabalho é uma atividade que, dentro das atribuições dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho das organizações, vem angariando importância crescente. A respeito, é correto afirmar que

  • a)
    a demonstração inequívoca junto ao INSS que a organização se esforça em promover exaustivas investigação e análise, identificando com clareza os responsáveis, pode reduzir o impacto negativo dos acidentes ocorridos no fapímetro a ser aplicado à organização por aquela autarquia.
  • b)
    a reprodução da compreensão que o acidente é fruto de um ato inseguro do trabalhador ou de uma condição insegura no ambiente de trabalho em nada ou quase nada contribui para que se estabeleça um processo de aprendizagem organizacional na investigação e análise e consequente geração de subsídios para a melhoria das condições de trabalho.
  • c)
    a utilização dos métodos de base sistêmica como a espinha de peixe e o diagrama da árvore de causas permite a contextualização dos desvios operatórios e dos atos inseguros cometidos pelos trabalhadores, identificando aqueles que são simples erros e aqueles que embutem burla ou propósito de causar algum prejuízo ao sistema de produção.
  • d)
    a experiência tem demonstrado que a aplicação simultânea de métodos analíticos complementares como a Análise Preliminar de Perigos e a Análise de Modos de Falhas e Efeitos mostra capacidade de apenas identificar situações anômalas, propícias à ocorrência de acidentes, sem o risco de apenas identificar possíveis culpados.
  • e)
    sua adequada realização atende vários interesses estratégicos da organização, como a identificação e punição dos trabalhadores cujos comportamentos atentam contra a política de segurança no trabalho da organização, gerando subsídios para o recrutamento de novos colaboradores.

114456 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Legislação Federal

A Resolução n 1.002, de 26 de novembro de 2002, adotou o Código de Ética Profissional da Engenharia. De acordo com esse Código,

  • a)
    a profissão do engenheiro é bem social da comunidade e o profissional é o agente capaz de exercê-lo, tendo como objetivo a preservação e o desenvolvimento harmônico do ser humano e seu meio ambiente.
  • b)
    a profissão é um bem tecnológico da comunidade e seu agente deve aplicá-la de forma a promover continuamente a qualidade de vida dos seres humanos.
  • c)
    a eficácia profissional realiza-se pelo cumprimento responsável e competente dos compromissos profissionais, desenvolvendo técnicas adequadas e garantindo o resultado conforme contrato.
  • d)
    a profissão é praticada através de relacionamento honesto, justo e com espírito progressista dos profissionais para com os gestores, ordenadores, destinatários, beneficiários e colaboradores de seus serviços, com igualdade de tratamento entre os profissionais e com lealdade na competição.
  • e)
    na prática profissional, o engenheiro deverá atuar com transparência no mercado de trabalho, informando seus pares sobre as normas que regulamentam o exercício da profissão, resguardando, sempre que possível, os interesses da engenharia.

114462 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Agrimensura

Dada a representação dos sistemas de projeção a seguir,

assinale a alternativa que indica a correspondência

correta



  • a)
    I – Transversa de Mercator; III – Cilíndrica Transversa.
  • b)
    I – Plana; II – Cônica Transversa.
  • c)
    II – Cônica Transversa; IV – Cônica Polar.
  • d)
    II – Cônica Polar; III – Cilíndrica Transversa.
  • e)
    I – Plana; IV – Cônica Transversa.

114463 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Agrimensura

É uma característica do sistema UTM:

  • a)
    projeção cônica de mercator.
  • b)
    coeficiente de redução de escala Ko = 1:10.000.
  • c)
    fusos de 10o de amplitude.
  • d)
    projeção conforme.
  • e)
    coordenadas de origem do sistema N= 7.000.000,00 m e E = 250.000,00 m.

114464 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Agrimensura

É a superfície de referência do datum Córrego Alegre:

  • a)
    SAD 69
  • b)
    Imbituba
  • c)
    WGS 84
  • d)
    SIRGAS 2000
  • e)
    Hayford

114465 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Agrimensura

Dada a tabela a seguir, obtida da monografia atual do

IBGE, código internacional 93.800, assinale a alternativa

correta.



  • a)
    O MC indica que o meridiano central possui limite entre 49 e 51º W.
  • b)
    A altitude ortométrica foi obtida por meio de nivelamento geométrico e processada pelo sistema do IBGE MAPGEO no ano de 2010.
  • c)
    As coordenadas planas UTM são no sistema WGS 84.
  • d)
    A altitude elipsoidal reflete a altura do vértice a partir do nível médio dos mares.
  • e)
    A altitude ortométrica reflete a altura aproximada a partir do N.M.M., obtida por meio de modelagem matemática.

114466 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Agrimensura

São métodos utilizados para medidas de vasão em condutos abertos:

  • a)
    Flutuador; Vertedor; Gravimétrico.
  • b)
    Topobatimétrica; Vertedor; Medição direta.
  • c)
    Ecobatimétrica; Gravimétrico e Poligonação.
  • d)
    Tubo de Pitot; Poligonação e Flutuador.
  • e)
    Gravimétrico; Topobatimétrica e Ecobatimétrica.

114467 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Legislação Federal

A Lei Federal n 10.267/01 inovou no controle de grilagem de terras devido a

  • a)
    utilização de novas tecnologias para medição.
  • b)
    criação do CNIR.
  • c)
    obrigatoriedade do Cadastro de Imóvel Rural.
  • d)
    padronização do código do geomensor.
  • e)
    obrigatoriedade de implantação de marcos nos limites dos imóveis.

114468 VUNESP (2015) - Prefeitura de São José dos Campos - SP - Analista Técnico / Legislação Federal

O Decreto Federal n 5.570/05 realizou a seguinte mudança:

  • a)
    a realização do georreferenciamento em toda a ação judicial a partir da publicação.
  • b)
    novo prazo para georreferenciamento, ou seja de 10 anos para imóveis rurais com área inferior a 500 ha.
  • c)
    autorização para os oficiais de Registro de Imóveis a realizarem vendas e desmembramentos não importando a dimensão do imóvel e a ausência da certificação do georreferenciamento.
  • d)
    dispensa da apresentação do CCIR para fins de transferência de domínio.
  • e)
    a averbação do número do georreferenciamento na matrícula do imóvel.