Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 30 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 30 questões gratuitas para resolução." />
30 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

51181 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

A história da educação de surdos permite constatar que diferentes concepções sobre surdez e sujeito surdo permearam a escolha das abordagens usadas na educação do surdo. A esse respeito, assinale V (verdadeiro) ou F (falso) em cada afirmativa a seguir.

( ) Na conferência de Milão, em 1880, decidiu-se pelo oralismo como melhor método para a educação dos surdos. No Brasil, o oralismo puro ganhou força a partir da fundação da primeira escola para surdos na cidade do Rio de Janeiro, no ano de 1857. O francês E. Huet foi o terapeuta da fala que efetivou o oralismo na prática educacional, desenvolvendo treinamento auditivo, leitura orofacial e reabilitação da fala.

( ) Na idade moderna, surgiram as primeiras preocupações com a educação de surdos; o nome de Pedro Ponce de León é considerado o primeiro professor de surdos na história. Nesse período, o surdo começou a ser percebido como pessoa na condição de que se transforme em um ouvinte.

( ) Na década de 1960, os surdos conquistaram o direito a Educação Bilíngue no Brasil, e a Língua de Sinais Brasileira começou a fazer parte da educação desses sujeitos. Essa década é marcada por muitas conquistas da comunidade surda referentes ao Bilinguismo.

( ) Na conferência de Milão, em 1880, decidiu-se que o uso da língua oral faria parte da educação dos surdos; naquela ocasião foi abolida a língua gestual e deu-se início à proposta oralista.

A sequência correta é

  • a)
    V ‒ V ‒ F ‒ V.
  • b)
    F ‒ F ‒ V ‒ V.
  • c)
    F ‒ V ‒ F ‒ V.
  • d)
    V ‒ F ‒ V ‒ F.
  • e)
    V ‒ V ‒ V ‒ F

51182 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

No contexto educacional, o tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais desenvolve práticas profissionais que são classificadas como atividades interpretativas ou atividades tradutórias.

Associe os tipos de atividades na primeira coluna com as práticas na segunda coluna.

A sequência correta é

  • a)
    2 ‒ 1 ‒ 1 ‒ 1 ‒ 2.
  • b)
    2 ‒ 2 ‒ 1 ‒ 2 ‒ 1.
  • c)
    1 ‒ 2 ‒ 1 ‒ 1 ‒ 2.
  • d)
    1 ‒ 1 ‒ 2 ‒ 2 ‒ 1.
  • e)
    1 ‒ 1 ‒ 2 ‒ 1 ‒ 2.

51186 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

Sobre Bimodalismo, assinale a alternativa que define corretamente essa prática de ensino.

  • a)
    Define a língua de sinais como principal língua de instrução aos sujeitos surdos, desconsiderando a língua oral nesse processo.
  • b)
    Considera que a língua oral é importante no desenvolvimento da criança surda, mas descarta a língua de sinais no processo de aprendizagem.
  • c)
    Prioriza a língua oral, mas considera a língua de sinais em sua estrutura gramatical como imensamente importante na prática de ensino.
  • d)
    Utiliza dois modos como prática de ensino: a produção textual e a língua de sinais como apoio para aprendizagem, com o objetivo de desenvolver a língua portuguesa escrita do sujeito surdo.
  • e)
    Foca na comunicação em língua oral como base e em língua de sinais como língua de apoio, com o objetivo de desenvolver a linguagem oral do sujeito surdo.

51187 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

Uma exigência básica para a atuação como tradutor e intérprete de língua de sinais é o conhecimento minucioso tanto da língua-fonte quanto da língua-alvo. _________ é a passagem de um texto escrito de uma língua-fonte para uma língua-alvo. No caso de a língua-fonte ser uma língua oral ou outra língua de sinais, o processo denomina-se _________.

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas.

  • a)
    Equivalência absoluta ‒ Tradução
  • b)
    Interpretação ‒ Tradução
  • c)
    Flexão verbal ‒ Interpretação
  • d)
    Arbitrariedade ‒ Tradução
  • e)
    Tradução ‒ Interpretação

51189 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

Existem diferentes abordagens que orientaram práticas de ensino para os sujeitos surdos. Associe as abordagens na primeira coluna às definições na segunda coluna.

A sequência correta é

  • a)
    3 ‒ 2 ‒ 1 ‒ 2.
  • b)
    2 ‒ 3 ‒ 1 ‒ 1.
  • c)
    1 ‒ 2 ‒ 3 ‒ 1.
  • d)
    3 ‒ 1 ‒ 2 ‒ 2.
  • e)
    2 ‒ 1 ‒ 3 ‒ 2.

51190 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

O dia nacional da pessoa surda é comemorado em 26 de setembro. Esta é uma data muito significativa para a história da Educação de Surdos, pois no ano de 1857 foi fundado(a) no Brasil o(a)

  • a)
    Escola Primária de Educação de Surdos.
  • b)
    Instituto para Crianças Surdas-Mudas.
  • c)
    Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos.
  • d)
    Instituto Brasileiro de Educação dos Deficientes Auditivos.
  • e)
    Instituto Nacional de Educação de Surdos.

56296 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

Estudos de Quadros e Karnopp (2004) evidenciam que os verbos na língua de sinais estão divididos em classes. Nesse sentido, é correto afirmar que os verbos _____________ apresentam mais liberdade na sinalização. As marcas não manuais são obrigatórias nos verbos _____________ e opcionais nos verbos _____________.

Assinale a alternativa que completa as lacunas:

  • a)
    principais ‒ com concordância ‒ com concordância.
  • b)
    com concordância ‒ principais ‒ sem concordância.
  • c)
    principais ‒ sem concordância ‒ com concordância.
  • d)
    sem concordância ‒ com concordância ‒ principais.
  • e)
    com concordância ‒ com concordância ‒ sem concordância.

56297 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

O tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais é o profissional que interpreta de uma determinada língua de sinais para outra língua, seja ela uma língua de sinais ou uma língua oral, bem como faz a interpretação de uma língua oral para uma determinada língua de sinais.

Acerca dos preceitos éticos na atuação do profissional tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais, assinale a alternativa correta.

  • a)
    O tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais precisa se adaptar ao local onde vai realizar a interpretação, evitando posicionamentos que possam dificultar, atrapalhar ou impedir a atenção das pessoas ouvintes presentes no local.
  • b)
    É importante que o intérprete se coloque em situações de desafio, como, por exemplo, aceitar atividades de tradução ou interpretação em contextos que ele ainda não domina, pois desta maneira poderá qualificar o seu trabalho.
  • c)
    Cabe apenas às pessoas surdas esclarecerem possíveis equívocos quanto aos surdos e à língua de sinais. O tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais apenas poderá fazê-lo quando solicitado por uma pessoa surda em qualquer ocasião.
  • d)
    Sempre que julgar necessário, o tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais poderá intervir e opinar no transcurso da interpretação, bem como participar das aulas mesmo quando o aluno surdo estiver ausente, para que possa acessar o conteúdo e ter mais qualidade na interpretação posteriormente.
  • e)
    O tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais deve reconhecer os limites de sua função e não ir além de suas responsabilidades, bem como dispor o melhor de sua habilidade, procurando transmitir o pensamento, a intenção e a entonação da fala do enunciador.

56298 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

Um dos parâmetros fonológicos da língua de sinais são as expressões não-manuais. Acerca deste parâmetro, é correto afirmar que

  • a)
    os movimentos dos olhos, da cabeça, da face e do tronco podem ser utilizados na língua de sinais conforme a necessidade, não fazendo parte da estrutura da língua.
  • b)
    as expressões não-manuais assumem dois papéis na língua de sinais: marcação de construções sintáticas e diferenciação de itens lexicais.
  • c)
    duas expressões não-manuais não poderão ocorrer simultaneamente; apenas uma expressão poderá ser usada para marcar a paralinguagem.
  • d)
    o movimento do tronco não é considerado uma expressão não-manual.
  • e)
    as formas sintáticas da língua de sinais não apresentam expressões não-manuais como componente lexical, apenas como marcador de prosódia.

56299 UFSM (2017) - UFSM - Intérprete Tradutor de Libras / Pedagogia

Sobre o contexto de atuação do tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais, assinale V (verdadeiro) e F (falso) em cada afirmativa.

( ) O tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais, durante muito tempo, atuou de maneira voluntária.

( ) Para atuar como tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais, é preciso conhecer e compreender o tema, mas não é necessário ser profissional da área que esse tema envolve.

( ) O tradutor e intérprete de Língua de Sinais surge a partir dos anos 2000, com o objetivo de monitorar os sujeitos surdos nas escolas regulares.

( ) Os familiares das pessoas surdas iniciaram o trabalho de interpretação nas universidades públicas e privadas a partir da década de 1970.

A sequência correta é

  • a)
    V ‒ F ‒ F ‒ V.
  • b)
    F ‒ V ‒ V ‒ F.
  • c)
    V ‒ V ‒ F ‒ F.
  • d)
    F ‒ F ‒ V ‒ V.
  • e)
    V ‒ F ‒ V ‒ V.