30 resultados encontrados para . (0.006 segundos)

49957 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

No modelo OSI/ISO, existe uma camada que é responsável pela troca de dados e a comunicação entre hosts. Ela permite que duas aplicações em computadores diferentes possam se comunicar, não precisando se preocupar com problemas como colisões e perda de pacote. Trata-se da camada de:

  • a)
    transporte.
  • b)
    ligação.
  • c)
    sessão.
  • d)
    física.

49960 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

O GPS (Global Positioning System) utiliza uma constelação de satélites que transmitem, principalmente, em frequências disponíveis na banda

  • a)
    C.
  • b)
    Ku.
  • c)
    L.
  • d)
    K.

49961 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

São algoritmos que se utilizam de chaves simétricas:

  • a)
    DES, DEA e RSA.
  • b)
    WEP, CRC e WPA2.
  • c)
    DES, IDEA e RC4.
  • d)
    WEP, MMA e EAP.

49963 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

A interface serial RS-232, concebida na década de 1960, ainda é bastante utilizada para a configuração e o monitoramento de equipamentos de telecomunicações. Uma de suas principais características é:

  • a)
    permitir transmissão de dados na forma balanceada.
  • b)
    utilizar conectores do tipo “X”.
  • c)
    realizar transmissão full-duplex com apenas três fios.
  • d)
    prover alinhamento de quadro via sinais de controle.

49964 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

O procedimento de “equalização” é bastante utilizado em sistemas de comunicação. Tal procedimento tem como objetivo:

  • a)
    corrigir variações de frequência do sinal recebido devido ao jitter adicionado ao sistema.
  • b)
    compensar distorções de fase do sinal recebido devido ao atraso propagado na transmissão.
  • c)
    corrigir desvios de sincronismo do sistema devido à variações de frequência e fase.
  • d)
    compensar distorções de amplitude devido à resposta não plana em função da frequência.

49965 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

São dois dispositivos. Um deles retransmite um sinal no meio da transmissão visando aumentar seu alcance. O outro também faz o mesmo, mas com a capacidade de selecionar o nó da rede onde o sinal será retransmitido. Que dispositivos são esses?

  • a)
    Repetidor e switch.
  • b)
    Roteador e bridge.
  • c)
    Switch e repetidor.
  • d)
    Repetidor e hub.

55102 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

Dentre os vários algoritmos de criptografia com chaves simétricas pode-se destacar o DES (Data Encryption Standard). Ele possui

  • a)
    uma chave privada para a codificação e uma pública para a decodificação.
  • b)
    chaves iguais de codificação e decodificação.
  • c)
    chave de codificação com o dobro de bits da chave de decodificação.
  • d)
    chaves de comprimento inferior a 24 bits.

55103 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

As centrais de comutação digital são elementos-chave das redes telefônicas atuais, porque viabilizam o envio do sinal de voz e dados da origem ao destino. Neste contexto, os principais estágios de comutação são:

  • a)
    Temporal e Espacial.
  • b)
    Temporal e Crossover.
  • c)
    CPA-T e Espacial.
  • d)
    Cross-Connect e CPA-T.

55106 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

Os GBICs (Gigabit Interface Converters), muito utilizados em redes de fibra óptica,

  • a)
    possibilitam a conversão de sinal óptico para sinal elétrico.
  • b)
    permitem a conversão de sinal óptico de fibras monomodo para fibras multimodo.
  • c)
    são dispositivos indispensáveis em todo o projeto de cabeamento estruturado.
  • d)
    podem ser instalados em redes de fibra óptica através de procedimentos de fusão.

55109 UFG (2017) - UFG - Técnico em Telecomunicações / Telecomunicações

A evolução para o SDH (Synchronous Digital Hierarchy) proporcionou inúmeros benefícios, além de manter a compatibilidade com o sistema de transmissão precursor, o PDH. Esta compatibilidade foi possível, dentre outros aspectos, devido à manutenção

  • a)
    do mecanismo de adaptação de taxa denominado rejustificação.
  • b)
    da taxa de amostragem em 8.000 amostras por segundo.
  • c)
    do sinal de sincronismo (relógio) entre equipamentos de rede.
  • d)
    do mecanismo de detecção e recuperação de erro.