Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 30 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 30 questões gratuitas para resolução." />
30 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

114428 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Geral

Mostrar/Esconder texto associado

Considere as informações do TEXTO 2. Se o saldo da conta Investimentos Permanentes em Coligadas em 31/12/X4 era de R$ 200.000,00, o saldo em 31/12/X5 deverá ser de:

  • a)
    R$ 195.000,00.
  • b)
    R$ 205.000,00.
  • c)
    R$ 170.000,00.
  • d)
    R$ 230.000,00.
  • e)
    R$ 200.000,00.

114429 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Geral

Mostrar/Esconder texto associado

A variação que representa o impacto das transações mencionadas no total do Patrimônio Líquido da sociedade, cujos dados foram apresentados no TEXTO 2, antes da apuração do resultado do período, é:

  • a)
    Um aumento de R$ 115.000,00.
  • b)
    Um aumento de R$ 125.000,00.
  • c)
    Uma redução de R$ 5.000,00.
  • d)
    Um aumento de R$ 120.000,00.
  • e)
    Um aumento de R$ 5.000,00.

114430 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Geral

De acordo com a legislação vigente, são avaliados pelo método da equivalência patrimonial os investimentos permanentes em outras sociedades:

  • a)
    Quando o valor do investimento for superior a 10% do patrimônio líquido da investida.
  • b)
    Quando o valor do investimento for superior a 5% do patrimônio líquido da investidora.
  • c)
    Quando o valor do investimento não puder ser mensurado com confiabilidade.
  • d)
    Quando o valor do investimento for superior a 10% do patrimônio líquido da investida e superior a 5% do patrimônio líquido da investidora.
  • e)
    Quando houver controle ou influência significativa da investidora sobre a investida.

114431 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Pública

A alternativa INCORRETA no que diz respeito às etapas da execução orçamentária é:

  • a)
    Segundo a Lei nº 4.320/1964, no art. 58, o empenho de despesa é o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição.
  • b)
    Quando o fato gerador do passivo exigível ocorrer antes do empenho, ou entre o empenho e a liquidação, é necessário o registro de uma etapa intermediária entre o empenho e a liquidação, chamada “empenho em liquidação”.
  • c)
    A liquidação de um passivo, segundo a Lei nº 4.320/1964, consiste na verificação do direito adquirido pelo credor tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito, ou seja, é a verificação de um passivo exigível já existente.
  • d)
    O pagamento é a penúltima etapa da execução da despesa orçamentária, e consiste na efetiva saída do recurso financeiro que ocasionará a baixa de um passivo exigível existente.
  • e)
    O empenho em liquidação é necessário para a diferenciação, ao longo e no final do exercício, dos empenhos não liquidados e que constituíram, ou não, obrigação presente.

114432 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Pública

Considerando a Lei nº 4.320/1964, a Lei Complementar nº 101/2000 e as Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público, analise as afirmações abaixo. I.O Balanço Orçamentário demonstra a receita e a despesa orçamentárias, bem como os recebimentos e os pagamentos de natureza extraorçamentária, conjugados com os saldos em espécie provenientes do exercício anterior e os saldos que se transferem para o exercício seguinte. II.O Balanço Patrimonial evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situação patrimonial da entidade pública, por meio de contas representativas do patrimônio público, além das contas de compensação. III.O Balanço Financeiro demonstra as receitas e despesas previstas em confronto com as realizadas. É CORRETO o que se afirma em:

  • a)
    I apenas.
  • b)
    II apenas.
  • c)
    III apenas.
  • d)
    II e III apenas.
  • e)
    I, II e III.

114433 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Geral

Uma sociedade empresária produz os bens A e B, que têm como custo variável unitário respectivamente de R$ 5,00 e R$ 8,00. Ambos os produtos têm preço de venda unitário de R$ 10,00. Durante um mês os custos fixos são de R$ 60.000,00. A quantidade do produto A que deve ser produzida e vendida em um mês, para que a empresa tenha um lucro de R$ 20.000,00, se no mesmo mês forem produzidas e vendidas 6000 unidades do produto B, é de:

  • a)
    3.750 unidades.
  • b)
    13.600 unidades.
  • c)
    1.600 unidades.
  • d)
    7.350 unidades.
  • e)
    4.000 unidades.

121197 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Geral

A opção que contém apenas contas integrantes da Demonstração do Resultado do Período é:

  • a)
    Despesas Administrativas, Depreciação Acumulada e Resultado de Equivalência Patrimonial.
  • b)
    Custo das Mercadorias Vendidas, Depreciação Acumulada e Despesas Operacionais.
  • c)
    Resultado de Equivalência Patrimonial, Descontos Concedidos, Tributos Sobre Vendas.
  • d)
    Custo das Mercadorias Vendidas, Descontos Obtidos e Depreciação Acumulada.
  • e)
    Custo das Mercadorias Vendidas, Resultado de Equivalência Patrimonial e Reserva de Lucros.

121198 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Geral

Mostrar/Esconder texto associado

Levando-se em conta os dados do TEXTO 2, o resultado do exercício que constará da Demonstração do Resultado será de:

  • a)
    R$ 482.000,00.
  • b)
    R$ 440.000,00.
  • c)
    R$ 680.000,00.
  • d)
    R$ 450.000,00.
  • e)
    R$ 1.130.000,00.

121199 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Geral

A Lei 11.638/2007 incorporou ao ativo imobilizado os direitos que tenham por objeto bens destinados à manutenção das atividades da entidade, ou exercidos com essa finalidade, inclusive os decorrentes de operações que transfiram à entidade os benefícios, os riscos e o controle desses bens. Dessa forma, passou a abranger inclusive os bens que não são de propriedade da entidade, mas cujos controles, riscos e benefícios são por ela exercidos. Com a mencionada alteração, passou a fazer parte do imobilizado o seguinte item abaixo, se destinado à manutenção das atividades da entidade:

  • a)
    Terreno.
  • b)
    Veículo adquirido e alienado fiduciariamente.
  • c)
    Bem objeto de arrendamento mercantil financeiro.
  • d)
    Imóvel em construção.
  • e)
    Bem adquirido por meio de consórcio.

121200 UFES (2015) - UFES - Técnico em Contabilidade / Contabilidade Pública

No que se refere ao Patrimônio Público, é CORRETO afirmar:

  • a)
    O Patrimônio Público é composto por ativos e passivos.
  • b)
    A classificação do ativo e do passivo considera a segregação entre ativo circulante e ativo permanente.
  • c)
    Ao avaliar se um item se enquadra na definição de ativo, deve-se atentar a sua essência e realidade econômica e não apenas a sua forma legal.
  • d)
    Os ativos devem ser classificados como circulantes quando satisfizerem cumulativamente aos seguintes critérios: estiverem disponíveis para realização imediata; e tiverem a expectativa de realização até doze meses após a data das demonstrações contábeis.
  • e)
    Um ativo é reconhecido no patrimônio público quando for provável que benefícios futuros dele provenientes fluirão para a entidade, mesmo se seu custo ou valor não puder ser determinado em bases confiáveis.