Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 30 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 30 questões gratuitas para resolução." />
30 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

72945 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Mostrar/Esconder texto associado

O sistema fonológico da língua portuguesa falada no Brasil apresenta alguns embaraços (sobretudo para os alunos) quando se estão estudando as regras de ortografia. Nesse caso, a palavra ”desprezo” (l. 09) pode ser considerado exemplo desse tipo de dificuldade para o discente, porque:

  • a)
    o fonema [z] em posição intervocálica pode ser representado pelos grafemas S ou Z.
  • b)
    os fonemas [s] e [z] são intercambiáveis quando se situam na sílaba tônica.
  • c)
    a sibilante sonora [z] se ensurdece quando está entre duas vogais.
  • d)
    o fonema [s] em posição mediossilábica tende a dessonorizar-se.

72946 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Na palavra “corpos” (l. 08), tem-se a flexão de número do substantivo corpo. Além da marca do plural, a desinência nominal -s, observa-se a modificação do timbre da vogal tônica, isto é, fechado no singular [o] e aberto no plural [?]. A essa mudança dá-se o nome de:

  • a)
    eufonia.
  • b)
    metafonia.
  • c)
    homofonia.
  • d)
    heterofonia.

72947 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Segundo os PCN, a proposta feita à escola é organizar o ensino de língua portuguesa a fim de que o aluno desenvolva os seus conhecimentos discursivos e linguísticos, com base nas habilidades abaixo relacionadas. Assinale a habilidade que não faz parte dessa proposta.

  • a)
    “Ler e escrever conforme seus propósitos e demandas sociais”.
  • b)
    “Expressar-se apropriadamente em situações de interação oral diferentes daquelas próprias de seu universo imediato”.
  • c)
    “Considerar outras habilidades comunicativas, em função da especificidade de algumas línguas estrangeiras e das condições existentes no contexto escolar”.
  • d)
    “Refletir sobre os fenômenos da linguagem, particularmente os que tocam a questão da variedade linguística, combatendo a estigmatização, discriminação e preconceitos relativos ao uso da língua”.

72948 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Levando-se em conta a definição e as características de letramento constantes dos PCN, qual é a asserção falsa quanto a esses aspectos?

  • a)
    É a ação orientada por uma finalidade específica, um processo de interlocução que se realiza nas práticas sociais existentes nos diferentes grupos de uma sociedade, nos distintos momentos de sua história.
  • b)
    Constitui práticas discursivas que necessitam da modalidade escrita da língua para torná-las significativas, mesmo que, às vezes, não envolvam as atividades específicas de ler ou escrever.
  • c)
    Entende-se letramento como o resultado do processo de participação em práticas sociais nas quais se utiliza a escrita como sistema simbólico e tecnológico.
  • d)
    Inexiste o grau zero de letramento, porque, nas sociedades urbanas modernas, todos os indivíduos participam, de algum modo, das práticas sociais.

72949 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

No tocante ao ensino da norma culta na escola e à variação linguística, marque a asserção cujo teor é correto.

  • a)
    Ensinar a norma culta é dar relevo a essa norma em detrimento de outras variedades linguísticas estigmatizadas.
  • b)
    Aprender a norma culta é saber usar, de modo eficiente, uma variedade predominante para a ascensão social.
  • c)
    O ensino da norma culta não deve condenar a língua falada na família ou na comunidade do discente.
  • d)
    A norma culta deve ser o único modelo de descrição da língua no contexto escolar.

72950 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

É inegável que a língua portuguesa, como qualquer idioma, passa por mudanças, adaptações motivadas pelo uso, pelos falantes obviamente. Com base na articulação entre morfologia e sintaxe, menciona-se a mudança (não tão recente) no sistema pronominal do português. Quanto a isso, equivoca-se quem afirma que:

  • a)
    a forma vós e a forma você são intercambiáveis.
  • b)
    o pronome nós e a locução a gente estão em competição.
  • c)
    o pronome tu ocorre com menos frequência que o pronome você.
  • d)
    as formas átonas o(s) e a(s) estão sendo substituídas por ele(s) e ela(s).

81374 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Em uma aula de produção textual, o uso do fragmento em análise (Marginalzinho: a socialização de uma elite vazia e covarde), como um texto motivador, conduziria o professor à possibilidade de trabalhar vários tópicos, à exceção:

  • a)
    das questões do desenvolvimento histórico da língua.
  • b)
    do treinamento do raciocínio e da argumentação.
  • c)
    das estratégias de redação e questões de estilo.
  • d)
    da questão da leitura e da compreensão.

81375 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Em “altíssimo” (l. 01), vê-se o emprego do superlativo absoluto sintético. O ensino desse conteúdo gramatical – o grau do adjetivo – implica:

  • a)
    os conceitos das classes gramaticais.
  • b)
    a articulação da morfologia com a sintaxe.
  • c)
    os aspectos sintático-semânticos das categorias gramaticais.
  • d)
    o estudo de estratégias de identificação dos elementos mórficos.

81376 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Em conformidade com os PCN, no início dos anos 80, com base, por exemplo, nos estudos que se desenvolveram em variação linguística e em psicolinguística, entre as críticas mais recorrentes ao ensino tradicional de língua portuguesa, destacava-se:

  • a)
    o ensino da metalinguagem normalmente associado a exercícios de identificação de fragmentos linguísticos com base em um contexto.
  • b)
    o uso do texto como meio para se ensinarem valores sociopolíticos e como pretexto para o tratamento de aspectos linguísticos.
  • c)
    a inexpressiva escolarização das atividades de leitura e de produção de texto.
  • d)
    a desconsideração dos interesses e da realidade dos alunos.

81377 Prefeitura de Fortaleza - CE (2016) - Prefeitura de Fortaleza - CE - Professor - Português / Português

Com relação à leitura de textos escritos, entre as sugestões didáticas apresentadas pelos PCN e orientadas para a formação de leitores, está a “leitura autônoma”, a qual:

  • a)
    “é uma excelente estratégia didática para o trabalho de formação de leitores, principalmente para o tratamento dos textos que se distanciem muito do nível de autonomia dos alunos”.
  • b)
    “é uma atividade em que o professor lê um texto com a classe e, durante a leitura, questiona os alunos sobre os índices linguísticos que dão sustentação aos sentidos atribuídos”.
  • c)
    “envolve a oportunidade de o aluno poder ler, de preferência silenciosamente, textos para os quais já tenha desenvolvido uma certa proficiência”.
  • d)
    “é uma situação didática adequada para discutir coletivamente um título considerado difícil para a condição atual dos alunos”.