15 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

77204 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

Os negros nunca aceitaram passivamente a escravidão. Havia muitas formas de revoltas coletiva e individual. Do ponto de vista histórico, os quilombos foram à estratégia de resistência que melhor representou a luta contra a ordem escravocrata. Ao organizarem suas fugas, os negros formaram comunidades no interior das matas conhecidas como quilombos. Sobre fenômeno de constituição dos quilombos no Brasil, pode-se afirmar que:

  • a)
    Os quilombos mantinham hábitos da sociedade afro-brasileira adquiridos nas senzalas
  • b)
    Caracterizou-se pela formação de comunidades isolacionistas que, ao pretender recriar a África no Brasil, acabaram criando uma sociedade de alternativa à sociedade escravocrata.
  • c)
    É uma decorrência necessária das fugas, individuais ou coletivas, já que era impossível ao escravo fugido integrar-se à massa de negros livres, principalmente nos centros urbanos.
  • d)
    Os quilombos eram compostos única e exclusivamente por escravos africanos e descendentes de africanos, já que as relações entre indígenas e africanos eram marcadas pelos frequentes enfrentamentos.

77205 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

A República Velha, ou Primeira República, é o nome dado ao período compreendido entre a Proclamação da República, em 1889, e a eclosão da Revolução de 19Todas as afirmações sobre a primeira república estão corretas, EXCETO.

  • a)
    A República da Espada abrange os governos dos marechais Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. Foi durante a República da Espada que foi outorgada a Constituição que iria nortear as ações institucionais durante a Primeira República.
  • b)
    O período República da Espada foi marcado por crises econômicas, como a do Encilhamento, e por conflitos entre as elites brasileiras, como a Revolução Federalista e a Revolta da Armada.
  • c)
    A República Oligárquica foi marcada pelo controle político exercido sobre o governo federal pela oligarquia açucareira mineira e pela elite rural paulista, na conhecida “política do café com leite”.
  • d)
    Foi no período da República Oligárquica que ainda se desenvolveu mais fortemente o coronelismo, garantindo poder político regional às diversas elites locais do país.

77216 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

A expansão marítima europeia, processo histórico ocorrido entre os séculos XV e XVII, contribuiu para que a Europa superasse a crise dos séculos XIV e XV. Essa expansão teve um nítido caráter comercial, daí definir este processo como uma empresa comercial de navegação, ou como grandes empreendimentos marítimos. Analise os fatores para a Expansão Marítima: I. Formação do Estado Nacional e a centralização política: as Grandes Navegações só foram possíveis com a centralização do poder político, pois se fazia necessária uma complexa estrutura material de navios, armas, homens, recursos financeiros. II. A aliança rei-burguesia possibilitou o alcance destes objetivos, tornando viável a expansão marítima. III. Avanços técnicos na arte náutica: o aprimoramento dos conhecimentos geográficos, graças ao desenvolvimento da cartografia; o desenvolvimento de instrumentos náuticos - bússola, astrolábio, sextante - e a construção de embarcações capazes de realizar viagens à longa distância, como as naus e as caravelas. IV. Interesses econômicos: a necessidade de ampliar a produção de alimentos, em virtude da retomada do crescimento demográfico; a necessidade de metais preciosos para suprir a escassez de moedas; romper o monopólio exercido pelas cidades italianas no Mediterrâneo que contribuía para o encarecimento das mercadorias vindas do Oriente; tomada de Constantinopla, pelos turcos otomanos, encarecendo ainda mais os produtos do Oriente. Após análise das afirmações acima podemos concluir que:

  • a)
    Apenas I, II e III estão corretas
  • b)
    Apenas I, III e IV estão corretas
  • c)
    Apenas II, III e IV estão corretas
  • d)
    I, II, III e IV estão corretas.

85507 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

A região denominada de Mesopotâmia (entre rios) foi onde se desenvolveram as primeiras sociedades mais bem organizadas da civilização. Essa região é banhada pelos rios Tigre e Eufrates (por isso Mesopotâmia) e sofreu cheias e vazantes durante o ano pelo fato desses rios virem das montanhas congeladas a Armênia e quando das degeleiras dessas montanhas os povos do sul e centro aprenderam a produzir canais para aproveitar as águas para a agricultura. Diferentes povos disputaram esse território. Assinale a alternativa INCORRETA no que diz respeito às características desses povos

  • a)
    O primeiro exército organizado do mundo, com recrutamento obrigatório e que se tornou uma força permanente após o reinado de Teglafalasar III (745 - 728 a. C.), foi uma criação dos assírios.
  • b)
    Os Caldeus foram os povos conhecidos como neobabilônicos
  • c)
    Os sumérios são necessariamente lembrados quando se estuda a base cultural da civilização mesopotâmica
  • d)
    Os persas foram povos essencialmente mercadores, exportavam pescado, vinhos, ouro e prata, armas, praticavam a pirataria, e desenvolviam um intenso comércio de escravos no Mediterrâneo.

85595 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

O processo de reformas religiosas teve início no século XVI. Podemos destacar como causas dessas reformas: abusos cometidos pela Igreja Católica e uma mudança na visão de mundo, fruto do pensamento renascentista. Todas as afirmações abaixo sobre a Reforma Protestante e a Contrarreforma, ocorridas na Era Moderna estão corretas, EXCETO.

  • a)
    A instrumentalização política da Reforma Protestante e a Contrarreforma Católica concorreram decisivamente para as guerras religiosas dos séculos XVI e XVII.
  • b)
    A crise moral vivida pela Igreja Católica e os interesses políticos dos príncipes alemães foram fatores que concorreram para a Reforma Protestante.
  • c)
    A Contrarreforma reanimou a fé católica e a conciliou com as práticas comerciais e a agiotagem desenvolvida pela classe burguesa, valorizando a acumulação de bens.
  • d)
    O calvinismo refletiu a convergência entre sociedade comercial ascendente e fé cristã.

85598 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

O Período Regencial ficou marcado pela ocorrência das chamadas Rebeliões Regenciais (Revoltas Regenciais), que foram uma série de movimentos espalhados pelo Brasil e que ocorreram num período de nove anos. Quase todas essas revoltas ocorreram devido à insatisfação das elites regionais e da classe média urbana com a centralização do poder, as dificuldades econômicas, o aumento dos impostos. Analise as afirmações abaixo sobre esses conflitos I. A Sabinada foi um conflito do período regencial brasileiro, comandado por homens cultos da classe média de Salvador, cujo objetivo principal era formar uma república baiana enquanto o príncipe Pedro de Alcântara fosse menor de idade e não pudesse assumir o poder: II. A Revolução Farroupilha (Guerra dos Farrapos) foi uma guerra civil que ocorreu Rio Grande do Sul, entre 1834 e 1845, contra o governo imperial. Ela foi a maior das revoltas ocorridas no Período Regencial. III. Cabanagem (1835 a 1840. – motivada pelas péssimas condições de vida em que vivia a grande maioria dos moradores da província do Grão-Pará. IV. Balaiada (1838 – 1841. – ocorreu na província do Maranhão. A causa principal foi à exploração da população mais pobre por parte dos grandes produtores rurais. Após análise das afirmações acima podemos concluir que:

  • a)
    I, II, III e IV estão corretas.
  • b)
    Apenas I, II e III estão corretas
  • c)
    Apenas II, II e IV estão corretas
  • d)
    Apenas I, III e IV estão corretas

91529 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

O processo de independência do Brasil é, comumente, datado a partir de 1808, com a chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil, tendo como culminância a separação em 1822 entre Brasil e Portugal. Entre os fatos abaixo todos podem ser associados corretamente ao processo de independência do Brasil, EXCETO.

  • a)
    A criação do Código do Processo Criminal
  • b)
    A ação das Cortes Constituintes de Lisboa
  • c)
    A aliança entre D. Pedro I e o Partido Brasileiro
  • d)
    Os tratados de Aliança e Amizade com a Inglaterra

91558 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

Iluminismo foi um movimento intelectual que ocorreu na Europa do século XVIII, e teve sua maior expressão na França, palco de grande desenvolvimento da Ciência e da Filosofia. Teve grande influência à nível cultural, social, político e espiritual. Todas as afirmações sobre esse movimento estão corretas, EXCETO.

  • a)
    O Iluminismo criticava o mercantilismo, a limitação ao direito à propriedade privada, o absolutismo e a desigualdade de direitos e deveres entre os indivíduos.
  • b)
    Um dos maiores nomes do iluminismo foi o francês Voltaire, que criticava a Igreja e o clero e os resquícios da servidão feudal.
  • c)
    O iluminismo representou uma verdadeira revolução intelectual. Na Europa do século XVIII, os filósofos iluministas se opunham ao fim dos privilégios políticos e sociais da nobreza.
  • d)
    Jean Jacques Rousseau foi o mais radical e popular dos filósofos iluminista. Criticava a sociedade privada, idealizava uma sociedade de pequenos produtores independentes. Defendeu a tese da bondade natural dos indivíduos, pervertidos pela civilização. Propunha uma vida familiar simples, uma sociedade baseada na justiça, igualdade e soberania do povo.

98354 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

O despotismo esclarecido foi uma experiência política que surgiu na Europa do século XVIII. Nessa época, visando aprimorar e fortalecer os seus poderes, os déspotas se utilizaram dos princípios de alguns pensadores iluministas para aprimorar o desenvolvimento da economia nacional e a funcionalidade das instituições políticas. Dessa forma, várias monarquias europeias modernizaram seus sistemas de arrecadação e privilegiaram o emprego de homens instruídos para ocupação de cargos estratégicos. Todas as afirmações abaixo sobre o despotismo esclarecido estão corretas, EXCETO.

  • a)
    Os reis considerados déspotas esclarecidos dentre outros podemos citar Catarina II (Rússia), Frederico II (Prússia) e Dom José II (Áustria).
  • b)
    O Despotismo Esclarecido caracterizava-se por tentar conciliar os princípios do absolutismo com as ideias iluministas.
  • c)
    Os déspotas esclarecidos procuravam modificar os métodos e objetivos de ação do Estado. Em geral, apresentavam-se apenas como "os primeiros servidores do próprio Estado". Entre as manifestações do despotismo esclarecido, pode-se incluir a adaptação de princípios novos a Estados com condições socioeconômicos e políticas bastante avançadas.
  • d)
    O despotismo pode ser observado em todo e qualquer governo em que uma pessoa ou grupo possui um amplo poder político em suas mãos. Em geral, os governos despóticos vão contra a liberdade de opinião da população geral e impõe leis sem que para isso ocorra nenhum tipo de votação ou consulta de outra instituição política qualquer.

98368 Instituto Machado de Assis (2016) - Prefeitura de Matias Olímpio - PI - Professor - História / História

Prenúncio da crise do Antigo Regime na Europa, as Revoluções Inglesas do século XVII são um marco importante no processo de ascensão política da burguesia. Elas transformaram a estrutura política, social e econômica daquele país. Em termos políticos, essa Revolução significou:

  • a)
    A adoção de uma política externa conciliadora em relação aos espanhóis
  • b)
    A predominância da forma católica do Anglicanismo
  • c)
    A afirmação do individualismo e da teoria do contrato
  • d)
    O predomínio da burguesia