37 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

148786 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Direito Constitucional

A Constituição Federal de 1988 é fruto de intensa mobilização social com o objetivo de

garantir a consolidação da democracia e direitos sociais para a população brasileira. A Carta

Magna ficou conhecida como Constituição Cidadã, assim alcunhada pelo deputado federal

Ulisses Guimarães. Uma das características da Constituição foi abrir espaço para a participação

da população na formulação da política pública, conforme reza o artigo 204, inciso II, que diz

“participação da população, por meio de organizações representativas, na formulação das

políticas e no controle das ações em todos os níveis."

A garantia constitucional da participação da população na formulação e no controle das ações

em todos os níveis, de que trata o artigo 204 da Carta Constitucional de 1988, significa

  • a)

    uma concessão que os parlamentares constituintes fizeram para atender as pressões populares, mas que nunca conseguirá ser implementada diante do despreparo técnico das suas organizações representativas da população.

  • b)

    um retrocesso no campo da administração pública porque as organizações representativas não possuem o conhecimento técnico e orçamentário e suas decisões podem levar as políticas públicas ao fracasso.

  • c)

    um avanço no campo da participação social porque as organizações representativas passam a decidir sozinhas sobre as políticas públicas e o governo fica apenas com a responsabilidade de executar tais políticas e fazer o controle da execução.

  • d)

    uma limitação das políticas públicas, elaboradas com a participação social, em virtude da visão imediatista da população no processo de elaboração das políticas.

  • e)

    um avanço para a democracia, porque o governo deixa de decidir sozinho sobre as políticas públicas, ao mesmo tempo em que as organizações representativas da população poderão elaborar propostas e exercer o controle sobre a execução dessas políticas.

148787 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Serviço Social

O Código de Ética do Assistente Social (Resolução CFESS N.271, de 13 de março de 1993),

quando trata dos direitos do Assistente Social em seu Artigo12, afirma como um dos direitos

desses profissionais ( B ) “apoiar e/ou participar dos movimentos sociais e organizações

vinculadas à luta pela consolidação e ampliação da democracia e dos direitos de cidadania". A

participação de que trata o artigo implica que

  • a)

    o/a Assistente Social pode apoiar qualquer movimento social guiado por seus valores morais, estando livre para exercer essa atividade, por exemplo, junto aos movimentos contrários à ampliação dos direitos da população LGBT.

  • b)

    apoiar movimentos sociais e organizações populares é considerada um atividade do profissional, mas só poderá ser exercida com o consentimento dos superiores hierárquicos do/a Assistente Social.

  • c)

    mesmo sendo considerada uma atividade profissional, apoiar movimentos sociais e organizações, sem a adesão dos empregadores, pode levar à demissão do/a Assistente Social por justa causa.

  • d)

    o/a Assistente Social pode apoiar movimentos sociais e organizações vinculadas à luta pela consolidação e ampliação da democracia e dos direitos de cidadania, mesmo que seus empregadores não concordem com essa atividade profissional.

  • e)

    o/a Assistente Social não pode apoiar aleatoriamente qualquer movimento social, só aqueles que estão relacionados com sua atuação profissional e contam com o apoio do seu empregador.

148788 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Serviço Social

A investigação é parte constitutiva da intervenção do/a Assistente Social e se concretiza no

exercício diário de sua função quando são realizadas determinadas atividades profissionais.

I. Visitas, perícias técnicas e laudos.

II. Mapeamento geopolítico e diagnóstico social.

III. Coordenação de pesquisa para subsidiar a formulação de politicas públicas.

IV. Triagem para seletividade do atendimento ao/a usuário/a.

V. Visitas domiciliares para o controle dos/as usuários/as.

Está( ão) CORRETA(S ) a( s) alternativa( s):

  • a)

    IV e V apenas.

  • b)

    I, apenas.

  • c)

    I, II e III apenas.

  • d)

    III e V apenas.

  • e)

    I e III apenas.

153872 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Políticas Sociais e de Infra-Estrutura no Brasil

A Política de Assistência Social (2004) sinaliza para a importância da modernização

administrativa que, juntamente às ações dos/as que perfazem a Política de Assistência Social,

devem favorecer a construção de ferramentas informacionais. Sendo assim, “(...) a preocupação

com o processo de democratização da política e com a prática radical do controle social da

administração pública (...)" é componente básico do/a:

  • a)

    Novo parâmetro de produção, tratamento e disseminação da informação pública.

  • b)

    Estado democrático de Direito.

  • c)

    Mecanismo de regulamentação orçamentária.

  • d)

    Município.

  • e)

    Maximização de indicadores de impacto

154064 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Serviço Social

O Serviço Social, no campo da educação, parece estar em processo de formulação teóricopolítico.

Atualmente o debate realizado por profissionais do Brasil inteiro, através do CFESS,

reflete sobre algumas particularidades do trabalho do/a Assistente Social e pontua alguns focos

de atuação. Sobre o tema, analise os itens baixo e assinale a alternativa CORRETA.

I. Garantia do acesso da população à educação formal.

II. Garantia da permanência da população nas instituições de educação formal.

III. Garantia da qualidade dos serviços prestados no sistema educacional.

IV. Garantia da gestão democrática e participativa na política de educação.

V. Garantia da inserção dos/as docentes nos projetos de permanência.

Estão CORRETOS apenas os itens:

  • a)

    I, II, III e V.

  • b)

    I, II, III e IV.

  • c)

    II, III, IV e V.

  • d)

    I, II, IV e V.

  • e)

    I, III e IV.

154091 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Saúde Pública

Segundo o Ministério da Saúde (2005), “Embora as residências terapêuticas se configurem

como equipamentos da saúde, estas casas, implantadas na cidade, devem ser capazes de (...)"

garantir

  • a)

    o direito à moradia das pessoas que vivem em hospitais psiquiátricos.

  • b)

    o direito à moradia da equipe médica.

  • c)

    o direito à moradia das pessoas egressas de hospitais psiquiátricos.

  • d)

    o apoio à pessoa cuidadora quando esta for designada para apoiar os moradores.

  • e)

    o apoio às famílias nas tarefas do cuidado, dilemas e conflitos cotidianos.

159725 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Português

O verbo assistir, com o sentido de “presenciar" ou “ver", é – de acordo com a gramática

normativa – transitivo indireto, seguido, portanto, da preposição “a". Na charge abaixo, essa

regra é transgredida pelo falante. Dentre as alternativas que seguem, assinale a opção que NÃO

APRESENTA outro caso de transgressão à regência verbal preconizada pela norma padrão.



  • a)
    Há muito ele almeja ao cargo mais alto da empresa.
  • b)
    Diante dos erros, em geral, os adultos perdoam às crianças.
  • c)
    Todos sempre aspiram uma vida melhor.
  • d)
    O atirador sempre visa ao alvo antes de efetuar o disparo.
  • e)
    Todas as ações políticas deveriam visar o bem comum.

159726 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Legislação Federal

A Lei Maria da Penha (Lei 11.340 de 07/08/2006) tem como objetivo coibir a violência

doméstica e familiar contra as mulheres. Com base na Lei 11.340/2006, é CORRETO afirmar

que

  • a)

    a assistência à mulher em situação de violência doméstica e familiar compreenderá o acesso aos benefícios decorrentes do desenvolvimento científico e tecnológico, exceto os serviços de contracepção de emergência.

  • b)

    serão asseguradas às mulheres as condições para o exercício efetivo dos direitos à vida, à segurança, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao aborto, à cidadania, à liberdade, à dignidade e à convivência familiar e comunitária.

  • c)

    a violência patrimonial é entendida como qualquer conduta que configure retenção, subtração, destruição parcial ou total de seus objetos, bem como qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria no seu ambiente social e de trabalho.

  • d)

    os Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher que vierem a ser criados poderão contar com uma equipe de atendimento multidisciplinar, a ser integrada por profissionais especializados nas áreas psicossocial, jurídica e de saúde.

  • e)

    é permitida a aplicação, nos casos de violência doméstica e familiar contra a mulher, de penas de cesta básica ou outras de prestação pecuniária, bem como a substituição de pena que implique o pagamento isolado de multa.

159727 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Serviço Social

“A escola, como lugar legítimo de aprendizagem, produção e reconstrução de conhecimento,

cada vez mais precisará acompanhar as transformações da ciência contemporânea, adotar e,

simultaneamente, apoiar as exigências interdisciplinares que hoje participam da construção de

novos conhecimentos. A escola precisará acompanhar o ritmo das mudanças que se operam em

todos os segmentos que compõem a sociedade" (THIESEN, 2008, p. 508). Acerca dessa sua

reflexão, é CORRETO afirmar que se torna necessário

  • a)

    estruturar currículos adaptados às exigências do mercado.

  • b)

    definir a questão social da comunidade escolar.

  • c)

    construir experiências interdisciplinares nas escolas.

  • d)

    coibir a violência no âmbito da escola.

  • e)

    apoiar os eventos das comunidades vizinhas.

159728 IF-PE (2014) - IF-PE - Assistente Social / Serviço Social

A Política de Assistência Social é promotora de ações que visam à proteção à família, à

maternidade, à infância, à adolescência e à velhice. Para fins de sua organização, a Política de

Assistência Social possui três diretrizes. Constitui uma das diretrizes dessa política

  • a)

    a descentralização político–administrativa para os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, cabendo a coordenação e as normas gerais à esfera estadual.

  • b)

    a supremacia do atendimento às necessidades sociais sobre as exigências de rentabilidade econômica.

  • c)

    a primazia da responsabilidade do Estado na condução da política de assistência social em cada esfera de governo.

  • d)

    a participação da população, através de organizações representativas dos trabalhadores da assistência social, na formulação da política de seguridade social.

  • e)

    a universalização dos direitos sociais, a fim de tornar o destinatário da ação assistencial alcançável pelas demais políticas públicas.