27 resultados encontrados para . (0.010 segundos)

73848 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Português

Mostrar/Esconder texto associado

O texto apresenta-se em uma linguagem predominantemente informativa. Contudo, além de apresentar os fatos, há demonstração de análise subjetiva do autor no seguinte trecho em destaque:

  • a)
    “Obviamente, são os mais vulneráveis aos perigos da travessia.” (3º§)
  • b)
    “Nos últimos meses, tem se dedicado a registrar a onda de refugiados na Europa.” (1º§)
  • c)
    “Não são poucas as que morrem de hipotermia mesmo depois de pisar em terra firme, por falta de atendimento médico.” (2º§)
  • d)
    “Messinis diz que o mais chocante do seu trabalho é retratar, em território pacífico, pessoas que trazem no rosto o sofrimento da guerra.” (2º§)

73849 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Português

Mostrar/Esconder texto associado

A palavra “se” possui inúmeras classificações e funções. Acerca das ocorrências do termo “se” em “Exatamente por causa dessa assimetria entre o fotojornalista e os protagonistas de suas fotos, muitas vezes Messinis deixa a câmera de lado e põe-se a ajudá-los. Ele se impressiona e se preocupa muito com os bebês que chegam nos botes.” (3º§) pode-se afirmar que

  • a)
    possuem o mesmo referente.
  • b)
    ligam orações sintaticamente dependentes.
  • c)
    apenas o primeiro “se” é pronome apassivador.
  • d)
    apenas o último “se” é uma conjunção integrante.

73850 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Ao substituir “perigos da travessia" por “travessia", mantendo-se a norma padrão da língua, em “Obviamente, são os

mais vulneráveis aos perigos da travessia." (3º§) ocorreria:

  • a)

    Facultativamente, o emprego do acento grave, indicador de crase.

  • b)

    A substituição de “aos" por “a", pois o termo regido teria sido modificado.

  • c)

    Obrigatoriamente, o emprego do acento grave, indicador de crase, substituindo-se “aos" por “à".

  • d)

    A substituição de “aos" por “a", já que o termo regente passaria a não exigir o emprego da preposição.

73851 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Artes



A obra anterior, uma intervenção urbana com imagem digital sobre vinil adesivo, da artista Regina Silveira, recobre

integralmente os vidros externos do Museu de Arte de São Paulo (Masp). A respeito dessa obra, é correto afirmar que

  • a)
    apresenta simetria e perspectiva, integra diversas linguagens artísticas.
  • b)
    refere-se à arte moderna, apresenta fidelidade à forma realista numa abordagem educacional.
  • c)
    trata-se de arte contemporânea, que se faz efêmera e dialoga com a cidade, transformando a paisagem.
  • d)
    trata-se de arte contemporânea que adentra ao Museu estabelecendo uma relação direta entre público e artista.

73852 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Pedagogia

Todos nós conhecemos a necessidade de desenvolver uma educação voltada para a criatividade, capacitando melhor nossos alunos para as exigências do mundo atual e preparando melhor as gerações futuras. A elaboração de uma metodologia para o desenvolvimento do Potencial Criativo, na Escola Fundamental, nas Artes, poderá ser um paradigma a ser seguido pelas demais disciplinas, já que a Arte, quando trabalhada de forma criativa, oferece grandes condições à interdisciplinaridade por envolver aspectos, particularmente:

  • a)
    Cognitivos e afetivos.
  • b)
    Psicológicos e biológicos.
  • c)
    Tecnológicos e matemáticos.
  • d)
    Humanistas e econômico-sociais.

73853 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Música

Desde os primórdios anos do descobrimento do Brasil, a tríplice influência das nações africanas, europeia e indígena local, nos traz traços marcantes como afro-indígena herdados dos índios e negros que cujo ritmo criva a linha melódica trêfega com seus incisos breves e pequenos intervalos, a frisante riqueza e singular agrestia do acompanhamento e, sobretudo, a nota de melancolia e languidez das tonalidades. Muitas dessas formas musicais continuam vivas nas manifestações populares, tais como na catira ou cateretê, congados, maracatus, batuques, jongos, lundus, emboladas etc. Com relação à influência europeia, através dos reisados, pastoris, cheganças, bumba-meu-boi, modinhas, fandangos, boleros e tangos, é correto afirmar que a mesma evidencia-se mais pelas culturas:

  • a)
    Holandesa e francesa.
  • b)
    Espanhola e congolesa.
  • c)
    Angolana e portuguesa.
  • d)
    Portuguesa e espanhola.

82225 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Português

Mostrar/Esconder texto associado

O título do texto enumera duas ações entre as quais Aris – fotógrafo apresentado no texto – se divide. A partir da estrutura escolhida para transmitir tal informação, é correto afirmar que tais ações

  • a)
    são complementares tendo em vista seus objetivos.
  • b)
    possuem aspectos diferentes, mas ocorrem no mesmo contexto.
  • c)
    são dependentes entre si, independente do contexto apresentado.
  • d)
    contrastam-se considerando as características próprias de cada uma.

82226 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Português

Mostrar/Esconder texto associado

No segundo parágrafo é apresentada a atual situação do grego Aris Messinis no trecho “Em Lesbos, não é assim. Ele está em absoluta segurança. As pessoas que chegam estão lutando por suas vidas. Não são poucas as que morrem de hipotermia mesmo depois de pisar em terra firme, por falta de atendimento médico”. Acerca das informações apresentadas no trecho destacado, pode-se afirmar que:

  • a)
    Ao estabelecer um paralelo entre a situação de Aris Messinis e das pessoas por ele retratadas, pode-se afirmar que há uma oposição.
  • b)
    Há uma comparação apontando aspectos semelhantes entre a segurança de Aris Messinis e a luta pela vida das pessoas por ele retratadas.
  • c)
    A expressão “absoluta segurança” é uma expressão que recorre a um exagero para produzir um efeito expressivo em relação à situação de Aris Messinis.
  • d)
    O termo “lutando” é empregado com o objetivo de demonstrar um eufemismo na caracterização da ação das pessoas retratadas por Aris Messinis.

82227 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Artes

A cidade de Natal/RN, apesar da modernidade, ainda conserva conjuntos de edifícios e bairros com suficiente representatividade histórica. Numere os edifícios históricos da cidade de Natal/RN de acordo com suas especificações. 1- Foi a terceira igreja erguida em Natal/RN e é também conhecida como Igreja do Galo. Apresenta características do estilo Barroco.

2- Inaugurado em 1904, surgiu no estilo chalé, possuindo uma composição clássica. Reformado em 1910, pelo arquiteto Herculano Ramos, reinaugurado em 1912, com dois pavimentos, apresenta arquitetura eclética e com elementos da art nouveau.

3- Segundo templo católico de Natal/RN. Construída para o atendimento às classes sociais menos favorecidas. 4- Importante monumento da arquitetura colonial religiosa potiguar, primeiro templo católico da cidade de Natal/RN.

( ) Igreja de Santo Antônio.

( ) Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

( ) Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação.

( ) Teatro Alberto Maranhão.

A sequência está correta em

  • a)
    1, 2, 4, 3.
  • b)
    1, 3, 4, 2.
  • c)
    2, 3, 1, 4.
  • d)
    3, 4, 2, 1.

82228 IDECAN (2016) - Prefeitura de Natal - RN - Arte - Educador / Artes

Observe as obras.



Em relação às obras anteriores e seus autores, é correto afirmar que

  • a)
    foram inscritas no salão dos independentes, na primeira mostra do Fauvismo, no ano de 1908.
  • b)
    as obras pertencem à última fase do movimento Impressionista, do qual os dois pintores, Derain e Matisse, são seus maiores representantes.
  • c)
    a obra número 2, de Matisse, é uma releitura da obra número 1, de Derain, tendo sido encomendada pelo Rei da Espanha, Afonso XIII, ao pintor.
  • d)
    as obras, de Derain e Matisse, apresentam características do Fauvismo, estilo desenvolvido por eles, através de experimentos com cores e espaço pictórico.