Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 35 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 35 questões gratuitas para resolução." />
35 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

52205 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Leia o excerto e as proposições a seguir:

“Há uma infinidade de sombras do mesmo cubo, todas verdadeiras. Mas quem, submetido, limitado à sombra, poderá compreender que tais aparências são aparências do mesmo ser? [...] Retenhamos o exemplo fácil do cubo, desse cubo que nenhum olho viu e jamais verá como ele é, mas que apenas por ele o olho pode ver um cubo, isto é, reconhecê-lo sob suas diversas aparências. E digamos ainda que, se vejo um cubo, e se compreendo o que vejo, não há aqui dois mundos, nem duas vidas; mas trata-se de um único mundo e uma única vida. O verdadeiro cubo não está distante, nem próximo, nem alhures; mas é ele que sempre fez que esse mundo visível seja e tenha sido sempre verdadeiro." (Alain, “A Caverna")

Analise as afirmativas abaixo, dê valores Verdadeiro ( V ) ou Falso ( F ).

( ) As percepções que se possa ter do cubo são sempre parciais, particulares e pessoais, enquanto a ideia de cubo é completa, universal e impessoal.

( ) As percepções variam e são tão diversas que o mundo visível não pode ser verdadeiro, sendo assim apenas uma ilusão.

( ) As percepções que se possa ter do cubo são menos reais do que o discurso que enuncia a definição de cubo.

( ) Todas as percepções que se possa ter do cubo são verdadeiras porque a ideia de cubo é a reunião de todas as percepções do cubo.

( ) Tudo aquilo que pode ser percebido diretamente pelos sentidos constitui a própria realidade das coisas.

( ) Tudo aquilo que pode ser percebido diretamente pelos sentidos é fidedigno enquanto aparência.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.

  • a)
    V, F, V, F, F, V
  • b)
    F, V, V, V, F, F
  • c)
    V, F, V, V, F, F
  • d)
    F, V, F, V, V, F
  • e)
    V, F, F, F, V, V

52207 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Quanto ao estado de natureza Hobbes, tem-se que: “a natureza fez os homens tão iguais, quanto às faculdades do corpo e do espírito, que, embora por vezes se encontre um homem manifestamente mais forte de corpo, ou de espírito mais vivo do que outro, mesmo assim, quando se considera tudo isto em conjunto, a diferença entre um e outro homem não suficientemente considerável para que um deles possa com base nela reclamar algum benefício a que outro não possa igualmente aspirar". (Thomas Hobbes, Leviatã)

Assinale a alternativa correta.

  • a)
    É um momento da vida dos homens, um estado de guerra, que já passou definitivamente, que se situa no passado
  • b)
    É a condição anterior ao pacto que institui o Estado para preservação dos direitos naturais, como a vida, a liberdade e a propriedade
  • c)
    É o estado para o qual os homens recaem quando da dissolução ou enfraquecimento do poder soberano
  • d)
    É a tendência natural que os homens tem de associarem-se uns aos outros, pois não são capazes de satisfazer suas necessidades sozinhos
  • e)
    É a condição da vida dos selvagens encontrados nas Américas

52218 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Leia as afirmativas a seguir:

I A moral kantiana, alicerçada na possibilidade do imperativo categórico, não dá conta de deliberar sobre ações em situações particulares, em que se consideram as consequências previsíveis das ações que requer o resgate da prudência aristotélica.

II A moral kantiana considera as motivações dos atos, os seus fins e fornece os critérios formais (e, por isso, universais) de deliberação, na forma de um dever, um mandamento que a razão dá à vontade e, assim, pode prescindir da experiência.

III A ética aristotélica considera as motivações dos atos, os fins (o bom, o justo e a felicidade) e trata de julgar caso a caso, segundo os critérios extraídos da experiência; opera assim por imperativos hipotéticos.

IV A ética aristotélica considera que a virtude se identifica com a razão, cujo desenvolvimento, isto é, do movimento da potência ao ato, é um fim determinado pela natureza.

Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    I, III, IV apenas
  • b)
    II, III, IV apenas
  • c)
    I, II, III apenas
  • d)
    I, III apenas
  • e)
    II, IV apenas

52261 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Assinale a alternativa correta.

  • a)
    Os filósofos pós-socráticos escolheram um Physis para dizer qual era o princípio que estaria na origem da natureza e de seus movimentos
  • b)
    Além de Tales de Mileto, podemos ainda mencionar: Heráclito, cujo princípio era o átomo, o movimento; Pitágoras, que afirmava ser o número o princípio de todas as coisas; Leucipo e Demócrito, para quem o princípio era o fogo
  • c)
    O nascimento da Filosofa, portanto, pode ser entendido como um novo modo de pensar que se diferencia do mito, de uma visão de mundo única que se formou a partir de narrativas que eram transmitidas oralmente de geração para geração
  • d)
    A religião, era apresentada com sistemas teóricos escritos, livros sagrados, sacerdotes, e aceita por toda população que nela acreditava e a concebia como verdadeira
  • e)
    Por muito tempo o pensamento mítico não foi suficiente para organizar, explicar e significar o mundo, porém, o pensamento filosófico, enquanto um pensar conceitual e reflexivo acerca da realidade, busca ordenar, explicar e significar a simplicidade do cosmos e a diversidade dos seres

52262 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

I. Aristóteles considera que a Filosofa e Ética dialética não é um procedimento seguro para o pensamento e a linguagem da Filosofa e da Ciência, pois parte de meras opiniões contrárias cuja escolha de uma delas não garante que se tenha chegado à essência da coisa investigada.

II. Para Platão, à Filosofa e à Ciência interessa a demonstração ou a prova de uma verdade. Por isso ele criou a Lógica: enquanto a dialética platônica é um modo de pensar e conhecer que opera com os conteúdos do pensamento e do discurso, a Lógica é um instrumento para o exercício do pensamento e da linguagem que oferece procedimentos que conduzem a um conhecimento universal e necessário, cujo ponto de partida não são opiniões contrárias, mas princípios, regras e leis necessários e universais do pensamento.

III. Somos seres de linguagem. Tal é a importância da linguagem na vida humana. A linguagem é o meio pelo qual o homem se expressa e expressa o mundo que o circunda. E isto nós fazemos mediante a arte, os gestos, as sentenças.

IV. Os inúmeros modos possíveis de expressão linguística são diferenciáveis pela atribuição de regras e ordenamentos aos quais são submetidas. No mundo acadêmico assumimos algumas regras que definem a linguagem apropriada para este meio, reconhecidamente denominadas de sentenças, argumentos, proposições, proferimentos, enunciados.

Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    I e II apenas
  • b)
    II e III apenas
  • c)
    III e IV apenas
  • d)
    I, II e III, apenas
  • e)
    II, III e IV, apenas

52263 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Assinale a alternativa correta.

  • a)
    Devemos considerar um elementor em relação ao mundo grego. É aí que nasce a forma de governo que denominamos socialismo
  • b)
    São os gregos, também, os primeiros a se dedicarem de forma intensa, profunda e sistemática ao estudo da política. É do grego Aristóteles a clássica definição do homem como um “animal político”
  • c)
    É ainda Aristóteles que afirma que um ser que vive em sociedade é “uma besta ou um deus”, argumentando com isto que o viver em sociedade é uma característica essencial do homem
  • d)
    A Idade Média é representada, muitas vezes, como um período no qual a história floresceu ou desabrochou e a cultura enriqueceu. Costuma-se chamar esse período, às vezes, de “Idade das trevas”
  • e)
    Com a queda de Roma, terminou o ciclo dos grandes impérios orientais, sendo estes substituídos por uma infinidade de pequenas cidades-estados, independentes política e economicamente

52264 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

I. Cada vez mais a sociedade humana depende do conhecimento formalizado em forma de ciência e tecnologia em todas as áreas: cultura, lazer, saúde, transportes, agropecuária, energia, arte, indústria bélica. A própria vida humana não depende de toda a produção científica já existente, tanto que a sua repentina inclusão significaria a morte de um número incalculável de pessoas.

II. Por outro lado, a sua atual manutenção em processo de desenvolvimento crescente também representa a morte de milhares de seres humanos. Resultados desastrosos são visíveis nas patologias da natureza, vítima de exploração delirante da ação instrumental veiculada por conhecimentos científicos e tecnológicos esquecidos de sua origem, função e sentido; também na sociedade em termos de sofrimento incalculável por miséria, fome, injustiça doenças e desesperança; igualmente na loucura potencialmente assassina dos indivíduos alienados em desesperadas certezas em forma de reducionismos absolutizados.

III. A teia invisível da compreensão por meio de conhecimentos formalizados é constantemente tecida pelo sistema educacional. Veneno ou remédio? Aprimora-se em velocidade de repasse legitimante do agenciamento da morte e da desgraça ou assume o combate à alienação feliz por inconsciência já nas suas próprias fileiras? A moralidade está sempre em execução prática em todas as áreas da atividade humana e diferenciadamente em todos os grupos e classes sociais.

IV. Refletir sobre os fundamentos e valores do status quo instaura a atividade ética, hoje dificultada pela morosidade e desaceleração das informações por meio das inovações na técnica computacional. A possibilidade de informação de todos para todos favorece a participação reflexiva de cada um sobre os princípios, valores e critérios já em agenciamento efetivo na produção do real. Os supostos, as intenções e a função de todos os conhecimentos formalizados e atuantes operativamente na sociedade podem ser mais bem elucidados e avaliados.

Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    I e II, apenas
  • b)
    II e III, apenas
  • c)
    III e IV, apenas
  • d)
    I, II e III, apenas
  • e)
    I,II, III, IV, V apenas

56889 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

“Mas, o que teria a concepção de causalidade [de Aristóteles] a ver com a divisão social? [...] Se tomarmos o cidadão ou o senhor e indagarmos a qual das causas ele corresponde [...] se, por outro lado, indagarmos a que causa corresponde o escravo ou servo [...] compreende-se, então, por que a metafísica das quatro causas considera a causa eficiente inteiramente subordinada à final." (Marilena Chauí, O que é ideologia, adaptado.)

Assinale a alternativa INCORRETA:

  • a)

    A causa final é identificável ao cidadão ou ao senhor, como aquele que ordena, e está evidentemente acima do simples meio ou instrumento da ação, o escravo

  • b)
    Tal teoria da causalidade é uma transposição involuntária no plano das ideias de relações sociais muito determinadas, no caso, as de uma sociedade escravagista
  • c)
    Um dos traços fundamentais da ideologia consiste em tomarmos ideias como independentes da realidade histórica e social
  • d)
    As quatro causas não possuem o mesmo valor, isto é, são concebidas como hierarquizadas, indo da causa mais inferior à causa superior
  • e)
    A ideologia oferece uma visão arbitrária da realidade que em nada corresponde a ela, antes é o seu avesso, um mundo de ponta cabeça

56890 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

O pensador argumenta: “Que de A suceda B; limitado a este evento, só posso constatar que A sucede B. Mas que outras vezes A suceda B, reiteradamente. Não é possível inferir da experiência nada além de que A suceda B, em todos os casos observados, apenas. Mas, que sempre será assim, que A implique B, uma conexão necessária, como A é causa de B, isso não posso inferir. Se junto A e B, não é por força da razão – ela não me autoriza a tanto; antes, o faço pela imaginação e por força do hábito de reiteradas vezes eu perceber o mesmo, que A sucede B".

Assinale a alternativa o pensador a quem se pode associar tal argumentação.

  • a)
    Locke
  • b)
    Kant
  • c)
    Leibniz
  • d)
    Descartes
  • e)
    Hume

56892 IBFC (2017) - SEDUC-MT - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna.

“A concepção de universo de ___________ ainda hoje baliza os discursos que intentam a construção da nação, pois também o Brasil intitula-se República (Coisa Pública em construção). Por isso é preciso perguntar, até que ponto na educação e na Universidade brasileira optamos teórica, política e administrativamente pela formação e informação construtiva de todos para todos, ou pela sistemática e estratégica desinformação das grandes massas para a construção do poder próprio de determinados grupos? o conhecimento como saber formalizado em sistemas teóricos nas mais diversas áreas e capaz de operações práticas, que interferem na natureza, na sociedade e na compreensão valorativa do indivíduo, é necessariamente limitado se comparado à totalidade das experiências humanas. toda a formalização científica paga o preço da sua coesão interna autorreferencial com a limitação de sua compreensão e com a aplicabilidade a um campo necessariamente restrito".

  • a)
    Péricles
  • b)
    Tucides
  • c)
    Anaxágora
  • d)
    Eurídes
  • e)
    Sócrates