20 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

75348 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

A importância dos acidentes por animais peçonhentos para a saúde pública pode ser expressa pelos mais de 100 mil acidentes e quase 200 óbitos registrados por ano, decorrentes dos diferentes tipos de envenenamento. Destes, o escorpionismo vem adquirindo magnitude crescente, correspondendo em 2007 a 30% das notificações, e superando em números absolutos os casos de ofidismo. Ainda sobre escorpiões, analise e classifique as afirmativas abaixo em falsas ( F) ou verdadeiras (V ) e a seguir assinale a alternativa que contenha a sequência de classificação correta, respectivamente. ( ) A espécie Tityus bahiensis reproduz-se por partenogênese. Assim, só existem fêmeas e todo indivíduo adulto pode parir sem a necessidade de acasalamento. ( ) Cada mãe da espécie T. serrulatus tem aproximadamente dois partos com, em média, 20 filhotes cada, por ano, chegando a 160 filhotes durante a vida. ( ) É necessário controlar as populações de escorpiões pelo risco que representam para a saúde humana, já que a erradicação dessas espécies não é possível e nem viável. No entanto, o controle pode diminuir o número de acidentes e, consequentemente, a morbimortalidade. ( ) A intervenção para o controle de escorpiões consiste na busca ativa em todo e qualquer imóvel (área interna e externa) visando a captura de exemplares, conhecimento e manejo dos ambientes propícios à ocorrência e proliferação desses animais e conscientização da população.

  • a)
    V, V, V, V.
  • b)
    V, F, V, F.
  • c)
    F, V, V, V.
  • d)
    F, F, V, V.

75349 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

De acordo com o Manual Integrado de Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Transmitidas por Alimentos do Ministério da Saúde, a ocorrência de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) vem aumentando de modo significativo em nível mundial. Para atuarmos na vigilância, controle e prevenção das doenças transmitidas por alimentos devemos conhecer o comportamento das DTA na população. As DTA podem aparecer sob a forma de Intoxicação Alimentar, Infecção Alimentar e Toxinfecção Alimentar. Assinale a alternativa que correlacione o tipo de apresentação da DTA com sua correta descrição, respectivamente. I.Infecção alimentar. II.Toxinfecção alimentar. III.Intoxicação alimentar. A.Doença produzida pela ingestão de bactéria patogênica capaz de produzir toxina, na luz intestinal com capacidade de causar dano ao organismo. B.Doença produzida pela ingestão de alimentos que contem toxinas formadas naturalmente em tecidos de plantas ou animais, ou produtos metabólicos de microrganismos ou por substancias químicas ou contaminantes físicos que se incorporam a ele de modo acidental ou intencional em qualquer momento, desde a sua origem, produção até o consumo. C.Doença produzida pela ingestão de alimentos contaminados por agentes infecciosos, tais como vírus, fungos, bactérias, parasitas que na luz intestinal podem se multiplicar, lisar, esporular e produzir toxinas, aderir ou invadir a parede intestinal podendo alcançar órgãos ou sistemas.

  • a)
    I-A, II-B, III-C.
  • b)
    I-C, II-B, III-A.
  • c)
    I-C, II-A, III-B.
  • d)
    I-B, II-C, III-A.

75350 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

Após a morte de um cão com suspeita de raiva, o diagnóstico deve ser confirmado por um laboratório oficial. Assinale a alternativa que descreve o material de eleição que deverá ser encaminhado para a confirmação do diagnóstico no referido laboratório.

  • a)
    Língua e medula espinhal.
  • b)
    Cabeça inteira
  • c)
    Encéfalo e medula espinhal.
  • d)
    Saliva e encéfalo.

75351 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

A Dengue é uma doença febril aguda, que pode apresentar um amplo espectro clínico. A maioria dos pacientes se recupera após evolução clínica leve e autolimitada, uma pequena parte progride para doença grave. O agente etiológico é um Arbovírus do gênero Flavivírus, pertencente à família Flaviviridae. São conhecidos _________ sorotipos virais. A transmissão se faz principalmente pela picada dos mosquitos ________________ no ciclo ser humano – mosquito – ser humano. O período de encubação varia, sendo em média de ____________. Assinale a alternativa que preencha corretamente as lacunas, respectivamente.

  • a)
    Três / Aedes aegypti / 10 a 21 dias.
  • b)
    Quatro / Aedes aegypti / 5 a 6 dias.
  • c)
    Dois / Anopheles / 10 a 21 dias.
  • d)
    Três / Mosquito palha / 2 a 5 dias.

83689 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

Assinale a alternativa que contenha os significados correto das descrições abaixo, respectivamente. 1) Presença contínua, ou prevalência habitual, de uma doença ou agente infeccioso na população animal de uma área geográfica. 2) Conceito utilizado em veterinária e ecologia das populações para qualificar uma enfermidade contagiosa que ataca um número inusitado de animais ao mesmo tempo e na mesma região e que se propaga com rapidez. 3) Considerado um surto de uma doença infecciosa animal que se espalhe por uma vasta região geográfica ou à escala global. As definições 1, 2 e 3 acima correspondem respectivamente a:

  • a)
    Epizootia, Enzootia e Panzootia.
  • b)
    Enzootia, Epizootia e Panzootia.
  • c)
    Panzootia, Epizootia e Enzootia.
  • d)
    Enzootia, Panzootia e Epizootia.

83690 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

Segundo o RIISPOA, o pescado em natureza pode ser apresentado ao consumidor de três maneiras: fresco, resfriado e congelado. Assinale a alternativa que descreve corretamente o que se entende por pescado RESFRIADO.

  • a)
    Pescado dado ao consumo sem ter sofrido qualquer processo de conservação, a não ser a ação do gelo.
  • b)
    Pescado devidamente acondicionado em gelo e mantido em temperatura entre -2 a -0,5ºC (menos dois graus centígrados a menos meio grau centígrado).
  • c)
    Pescado devidamente acondicionado em gelo e mantido em temperatura entre 0,5 a 2ºC (meio grau centígrado a dois graus centígrados).
  • d)
    Pescado tratado por processos adequados de congelação, em temperatura não superior a -25ºC (menos vinte e cinco graus centígrados)

83691 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

Doença transmitida por alimento (DTA) é um termo genérico, aplicado a uma síndrome geralmente constituída de anorexia, náuseas, vômitos e/ou diarreia, acompanhada ou não de febre, atribuída a ingestão de alimentos ou água contaminados. As DTA podem ser causadas por vírus, bactérias, toxinas, parasitas e substâncias tóxicas. Classifique as afirmativas abaixo referentes a DTA como verdadeiras ( V) ou falsas ( F). ( ) A sobrevivência e a multiplicação de um agente etiológico nos alimentos dependem de seus mecanismos de defesa e das condições do meio, expressas principalmente pelos níveis de oxigenação, pH e temperatura, variável de acordo com cada alimento. Em alimentos muito ácidos, com pH

  • a)
    F, V, F, F.
  • b)
    V, F, V, F.
  • c)
    F, V, F, V.
  • d)
    V, F, V, V.

83692 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

A Febre Amarela é uma doença febril aguda, de curta duração e de gravidade variável. A forma grave caracteriza-se clinicamente por manifestações de insuficiência hepática e renal, que podem levar a morte. Quanto ao risco de transmissão da doença no Brasil são conhecidas quatro áreas epidemiológicas distintas: Enzoótica ou Endêmica, Epizoótica ou de Transição, Indene de risco potencial e Indene. Assinale abaixo a alternativa que descreve corretamente a área epidemiológica INDENE.

  • a)
    Área onde o vírus da febre amarela circula entre os hospedeiros naturais (principalmente macacos) e está presente na população culicidiana vetora.
  • b)
    Corresponde a zonas contiguas às áreas de transição, onde houve identificação recente da presença do vírus, têm ecossistemas semelhantes e apresentam maior risco para a circulação do vírus da febre amarela.
  • c)
    Corresponde à área onde não há circulação do vírus amarílico.
  • d)
    Corresponde à área onde no início do século havia intensa circulação do vírus da febre amarela entre os hospedeiros naturais.

88365 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

A palavra morbidade provém da palavra latina morbus, que significa tanto doença física, enfermidade, como doença do espírito, paixão. A morbidade é um dos temas centrais da epidemiologia. Podemos definir morbidade como:

  • a)
    O número de casos existentes de determinada doença.
  • b)
    O número de óbitos por determinada doença em relação ao número de habitantes.
  • c)
    A relação entre o número de óbitos decorrentes de determinada causa e o número de pessoas que foram realmente acometidas pela doença.
  • d)
    Variável característica de comunidades de seres vivos e refere-se ao conjunto dos indivíduos que adquirem doenças em um dado intervalo de tempo e lugar, ou também, o comportamento das doenças e dos agravos à saúde em uma população exposta.

88366 IBFC (2016) - SES-PR - Médico - Veterinária / Medicina Veterinária

Ainda sobre o RIISPOA, onde o mesmo regulamenta o uso de embalagens, temos o seguinte trecho: “Além de outras exigências previstas neste Regulamento e em legislação ordinária, os rótulos devem obrigatoriamente conter as seguintes indicações: ” Classifique as afirmativas abaixo em verdadeiras ( V) ou falsas ( F), quanto as indicações OBRIGATÓRIAS de rotulagem contidas no RIISPOA e assinale a alternativa que contenha a sequência correta de resposta de cima para baixo. ( ) Nome da firma responsável e da firma que tenha completado operações de acondicionamento, quando for o caso. ( ) Código, em que o ano será representado por seus dois últimos algarismos, tendo a direita aquele que corresponder o mês e a esquerda o referente ao dia da fabricação. ( ) Endereço do estabelecimento, contendo obrigatoriamente nome da rua e número. ( ) Algarismos correspondentes à data da fabricação dispostos em sentido horizontal ou vertical.

  • a)
    F, V, V, F.
  • b)
    V, F, V, F.
  • c)
    V, F, F, V.
  • d)
    F, F, V, V.