26 resultados encontrados para . (0.010 segundos)

210471 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Medicina

Entre as seguintes alternativas assinale a que representa

indicação Classe I para o implante de marcapasso definitivo

em portadores de bloqueios fasciculares:

  • a)

    Bloqueio de ramo alternante, de causa não reversível, com síncopes ou pré-síncopes recorrentes.

  • b)

    Intervalo H-V igual ou superior a 70 ms ou bloqueio intra ou infra-hisiano, comprovado por estudo eletrofisiológico intracardíaco, em pacientes com síncopes ou pré-síncopes recorrentes.

  • c)

    Bloqueio bi ou trifascicular com episódios sincopais recorrentes, nos quais não se consegue comprovar a existência de BAVT paroxístico e não é possível identificar outras causas que justifiquem os sintomas.

  • d)

    Bloqueio de ramo alternante assintomático.

210472 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Medicina

Quanto à perfusão sanguínea durante a circulação

extracorpórea (CEC) em paciente gestante com

necessidade de cirurgia cardíaca, podemos afirmar:

  • a)

    A resistência periférica da gestante é mais baixa, portanto, o fluxo da perfusão durante a CEC pode ser menor.

  • b)

    O fluxo da perfusão deve ser suficiente para perfundir a mãe e o feto. A gestante possui resistência vascular periférica mais baixa pela presença da placenta na circulação.

  • c)

    É comum a gestante ser perfundida do mesmo modo que a não gestante.

  • d)

    O fluxo da perfusão pode ser mais baixo, em virtude da elevação da resistência vascular periférica.

210473 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Medicina

A lesão residual mais frequente no pós-operatório da

correção do defeito do septo atrioventricular é:

  • a)

    Comunicação interventricular.

  • b)

    Insuficiência da valva atrioventricular esquerda.

  • c)

    Estenose subaórtica.

  • d)

    Comunicação interatrial.

210474 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Medicina

Assinale a alternativa correta quanto às características

do miocárdio.

  • a)

    Nos corações imaturos, há preferência pela utilização de ácidos graxos do que glicose e glicogênio como substratos energéticos.

  • b)

    A lesão miocárdica decorrente da má preservação durante a cirurgia pode levar à síndrome de baixo débito cardíaco, podendo resultar, a médio e a longo prazo, em fibrosemiocárdica associada à disfunção do músculo cardíaco.

  • c)

    O miocárdio neonatal apresenta maior número de mitocôndrias, maior densidade de bombas de cálcio e retículo sarcoplasmático desenvolvido, elementosimportantes na função contrátil das células miocárdicas.

  • d)

    A capacidade da fibra miocárdica gerar força contrátil e o seu relaxamento é menor nos adultos do que no feto. Ou seja, a tensão ativa do miocárdio, assim como suacomplacência, é maior nos corações dos fetos.

210475 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Não classificada

A principal complicação da reconstrução da via de saída do ventrículo direito em pacientes com cardioplegia congênita, é:

  • a)
    Estenose valvar pulmonar.
  • b)
    Insuficiência valvar pulmonar.
  • c)
    Estenose supravalvar pulmonar.
  • d)
    Aneurisma de artéria pulmonar.

218882 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Raciocínio Lógico

Se o valor lógico de uma proposição p é verdadeiro e o

valor lógico de uma proposição q é falso então o valor

lógico da proposição composta

  • a)
    Falso e verdadeiro
  • b)
    Verdadeiro
  • c)
    Falso
  • d)
    Inconclusivo

218883 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Não classificada

Um paciente submetido à revascularização do miocárdio, apresenta súbita falência cardíaca e hipotensão severa 20 minutos após a saída de perfusão. A pressão no átrio direito eleva-se a 25 mmHg, enquanto a pressão sistólica da artéria pulmonar alcança 70 mmHg. A causa mais provável dessa alteração súbita é:

  • a)
    Inflamação causada pela CEC.
  • b)
    Embolia.
  • c)
    Dissecção aórtica.
  • d)
    Reação à protamina.

218884 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Não classificada

Em pacientes com defeito do septo atrioventricular, é correto afirmar:

  • a)
    No tipo A da classificação de Rastelli o folheto ponte superior não conecta-se ao septo interventricular.
  • b)
    A forma mais comum que ocorre em associação com a Tetralogia de Fallot é a tipo A da classificação de Rastelli.
  • c)
    Devido ao posicionamento do feixe de condução elétrica do coração o bloqueio divisional ântero-superior é pouco frequente.
  • d)
    A dimensão da via de saída do coração é muito maior que a da via de entrada.

218885 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Medicina

Quanto ao quadro clínico da Transposição das Grandes

Artérias (TGA), está correto afirmar:

  • a)

    A grande maioria dos recém-natos não apresenta cianose no primeiro dia de vida.

  • b)

    Nos pacientes com TGA e septo interventricular íntegro, a cianose é mais tardia em relação aos pacientes que apresentam TGA e comunicação interventricular.

  • c)

    Quando a resistência vascular pulmonar aumenta, a cianose torna-se mais intensa e os sinais de insuficiência cardíaca também aumentam em um primeiro momento.

  • d)

    O fechamento do canal arterial provoca súbita queda de saturação sistêmica de oxigênio arterial e rápida deterioração clínica.

218886 IBFC (2013) - EBSERH - Médico - Cirurgia Cardiovascular / Não classificada

Uma das complicações do implante de endopróteses para o tratamento de aneurisma de aorta são os vazamentos também chamados de endoleaks. Assinale a alternativa correta quanto ao tratamento endovascular e a presença de vazamentos.

  • a)
    O vazamento de aorta tipo III é o mais frequente.
  • b)
    A taxa de ocorrência de paraplegia é maior com o tratamento endovascular do que com o tratamento cirúrgico.
  • c)
    O vazamento tipo V ocorre por vazamento do polímero da endoprótese.
  • d)
    O vazamento tipo II ocorre por fluxo retrógrado de ramos arteriais para dentro do saco aneurismático.