23 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

211928 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

A RDC n 33, de 25 de fevereiro de 2003, que dispõe sobre o regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, classifica os resíduos com a possível presença de agentes biológicos, que por suas características de maior virulência ou concentração podem apresentar risco de infecção, como pertencentes ao grupo

  • a)
    A.
  • b)
    B.
  • c)
    C.
  • d)
    D.
  • e)
    E.

211929 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

Considerando a RDC n 220, de 21 de setembro de 2004, que aprova o Regulamento Técnico de Funcionamento dos Serviços de Terapia Antineoplásica, assinale a alternativa correta.

  • a)
    A Equipe Multiprofissional de Terapia Antineoplásica (EMTA) deve ser constituída, no mínimo, de profissional farmacêutico e médico.
  • b)
    Na determinação do prazo de validade da solução preparada e pronta para uso, será definida somente pela garantida sua esterilidade.
  • c)
    No Controle da Qualidade da Terapia Antineoplásica, a inspeção visual deve ser feita em 100% das amostras, para assegurar a integridade física da embalagem, ausência de partículas, precipitações e separação de fases.
  • d)
    Cabine de Segurança Biológica (CSB), Classe II B1, é a indicada para uso no Serviço de Terapia Antineoplásica.
  • e)
    A sala exclusiva para preparação de medicamentos para Terapia Antineoplásica, terá área mínima de 3 (três) m2 por cabine de segurança biológica.

211930 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

A Portaria MS/SNVS n 272, de 8 abril de 1998, aprova o Regulamento Técnico para fixar os requisitos mínimos exigidos para a Terapia de Nutrição Parenteral. Assinale a alternativa que apresenta corretamente o item considerado imprescindível numa inspeção sanitária. Considera-se imprescindível aquele item que pode influenciar, em grau crítico, na qualidade e segurança da Nutrição Parenteral.

  • a)
    Existe proteção contra a entrada de roedores, insetos, aves ou outros animais?
  • b)
    São realizados treinamentos dos funcionários?
  • c)
    As paredes são de cor clara, lisas e estão em bom estado de conservação?
  • d)
    Existe local próprio para limpeza e higienização de materiais, produtos farmacêuticos e correlatos?
  • e)
    A iluminação é suficiente e adequada?

211931 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

A Portaria n 344, de 12 de maio de 1998, que aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos, sujeitos a controle especial, estabelece os critérios para a prescrição e dispensação destes medicamentos. Sobre o tema, assinale a alternativa correta.

  • a)
    A Notificação de Receita é o documento que, acompanhado de receita, autoriza a dispensação de medicamentos à base de substâncias, constantes somente nas listas “A1” (entorpecentes), “B1” (psicotrópicas) e “C2” (retinoicas para uso sistêmico), deste Regulamento Técnico e de suas atualizações.
  • b)
    A lista “C3” (imunossupressores), cujo exemplo é a FTALIMIDOGLUTARIMIDA (TALIDOMIDA), é sujeita à Notificação de Receita Especial.
  • c)
    A lista “A3” (entorpecentes), cujo exemplo é a metadona, é sujeita à Notificação de Receita A (cor amarela).
  • d)
    A lista “B1” (psicotrópicos anorexígenos), cujo exemplo é femproporex, é sujeita à Notificação de Receita B (cor azul).
  • e)
    A lista “C2” (outras substâncias sob controle especial), cujo exemplo é a oximetalona, é sujeita à Notificação de Controle Especial, em duas vias.

211932 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

Considerando a RDC n80, de 11 de maio de 2006, que dispõe sobre o fracionamento de medicamentos em uma inspeção da Vigilância Sanitária, assinale a alternativa que não apresenta um quesito considerado imprescindível.

  • a)
    Os dizeres de rotulagem da embalagem secundária, para fracionados, contemplam todas as informações especificadas nas normas vigentes?
  • b)
    Todos os medicamentos fracionados são dispensados mediante prescrição, segundo a legislação vigente?
  • c)
    O estabelecimento está devidamente regularizado, perante os órgãos de vigilância sanitária competentes, para realizar a dispensação de medicamentos?
  • d)
    Existem procedimentos escritos (rotinas), quanto à estocagem/armazenamento, fracionamento e dispensação de medicamentos?
  • e)
    Existe área identificada, de forma legível e ostensiva, para o fracionamento de medicamentos?

221014 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

Um médico prescreve 2 g de ceftriaxona para ser adicionada a 500 ml de solução de glicose 5%. Se a velocidade de administração for de 200 ml/h, quantos miligramas de ceftriaxona o paciente receberá por minuto?

  • a)
    15,2.
  • b)
    13,3.
  • c)
    14,4.
  • d)
    9,3.
  • e)
    12,6.

221015 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

Sobre os sistemas de distribuição de medicamentos, assinale a alternativa correta.

  • a)
    O sistema de distribuição coletivo é o mais antigo, ainda adotado em muitos hospitais e representa um alto custo institucional, por necessitar de grande número de funcionários na farmácia.
  • b)
    A informática e a automação dos serviços de farmácia só são possíveis com a implantação do sistema de distribuição de medicamentos, por dose unitária.
  • c)
    O sistema de distribuição individualizado se caracteriza pelo fato do medicamento, em todas as formas farmacêuticas, ser dispensado por paciente, de acordo com a prescrição médica pronto para uso, sem necessidade de transferências ou cálculos por parte da enfermagem.
  • d)
    Aumento do estoque de medicamentos nas unidades assistenciais, gasto excessivo do tempo de enfermagem em atividades relacionadas ao medicamento e administração de medicamentos não prescritos, são algumas das desvantagens do sistema de distribuição individualizado.
  • e)
    Redução da incidência de erros de administração de medicamentos, auxílio no controle da infecção hospitalar devido à higiene e à organização no preparo das doses, maior segurança para o médico em relação ao cumprimento de suas prescrições e participação efetiva do farmacêutico, na terapêutica medicamentosa, são vantagens do sistema de distribuição por dose unitária.

221016 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

Os ensaios clínicos se constituem num método experimental comparativo, de participação consentida e livre, para a verificação da segurança e eficácia de fármaco e para a validação de medicamentos em todas as suas características operacionais (SILVA, 2010). Considerando a realização dos ensaios clínicos e suas fases, assinale a alternativa correta.

  • a)
    A FASE II tem como objetivo essencial estabelecer o nível de eficácia do novo fármaco para o controle ou resolução do quadro clínico da patologia em estudo.
  • b)
    A FASE III tem como objetivo determinar a segurança do medicamento, num número necessariamente reduzido de voluntários sãos, com a finalidade de definir dose terapêutica.
  • c)
    A FASE I ocorre após a liberação para comercialização, sendo, portanto estudos relacionados com o aprofundamento dos mecanismos farmacodinâmicos e com aspectos farmacocinéticos.
  • d)
    Ao final da FASE IV, o novo medicamento estará pronto para a aprovação pelo órgão de vigilância sanitária.
  • e)
    Os testes pré-clínicos são realizados em indivíduos sãos, em boas condições de saúde física e emocional.
icon
Questão anulada pela banca organizadora do concurso.

221017 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

Considerando o controle de infecção hospitalar nas unidades de saúde, assinale a alternativa correta.

  • a)
    Cirurgias infectadas são aquelas realizadas em tecidos, recentemente traumatizados e abertos, colonizados por flora bacteriana abundante, cuja descontaminação seja difícil ou impossível, bem como todas aquelas em que tenham ocorrido falhas técnicas grosseiras, na ausência de supuração local. Na presença de inflamação aguda, na incisão e cicatrização de segunda intenção ou grande contaminação, a partir do tubo digestivo. Obstrução biliar ou urinária também se inclui nesta categoria.
  • b)
    A taxa de infecções, após cateterismo vesical, é calculada tendo, como numerador, o número de pacientes submetidos ao procedimento que desenvolveram infecção hospitalar e, como denominador, o total de pacientes internados na unidade.
  • c)
    A lavagem das mãos é, isoladamente, a ação mais importante para a prevenção e controle das infecções hospitalares. O uso de luvas não dispensa a lavagem das mãos, antes e após contatos, que envolvam mucosas, sangue, outros fluidos corpóreos, secreções ou excreções.
  • d)
    Áreas não críticas são todas as áreas ocupadas por pacientes com doenças infecciosas de baixa transmissibilidade e doenças não infecciosas. São exemplos desse tipo de área: enfermarias e apartamentos, ambulatórios, banheiros, posto de enfermagem, elevador e corredores.
  • e)
    A clorexidina tem imediata ação contra bactérias e vírus entéricos e contra cistos de protozoários. Microbactérias e esporos de bacilos e de clostrídios podem também ser eliminados pela clorexidina. Apresenta, ainda, atividade fungicida e tricomonicida.

221018 IADES (2013) - EBSERH - Farmacêutico / Farmácia

De acordo com a Portaria n 2.616, de 12 de maio de 1998, que regulamenta as ações de controle de infecção hospitalar no Brasil, é definida como competência da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da unidade hospitalar

  • a)
    garantir o cumprimento das recomendações formuladas pela Coordenação Municipal, Estadual/Distrital de Controle de Infecção Hospitalar.
  • b)
    estabelecer critérios, parâmetros e métodos para o controle de infecção hospitalar.
  • c)
    acompanhar, avaliar e divulgar os indicadores epidemiológicos de infecção hospitalar.
  • d)
    colaborar e acompanhar os hospitais na execução das ações de controle de infecção hospitalar.
  • e)
    notificar ao Serviço de Vigilância Epidemiológica e Sanitária do organismo de gestão do SUS, os casos e surtos diagnosticados ou suspeitos de infecção associadas à utilização de insumos e/ou produtos industrializados.