25 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

77011 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

O Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) tem como finalidade ampliar as condições de permanência dos jovens na educação superior pública federal. Sobre o programa podemos considerar o que se afirma na alternativa:

  • a)
    As ações de assistência estudantil devem considerar a necessidade de viabilizar a igualdade de oportunidades, contribuir para a melhoria do desempenho acadêmico e agir, preventivamente, nas situações de retenção e evasão decorrentes da insuficiência de condições financeiras.
  • b)
    As despesas do PNAES correrão à conta das dotações orçamentárias anualmente consignadas ao Ministério da saúde ou às instituições federais de ensino superior, devendo o Poder judiciário compatibilizar a quantidade de beneficiários com as dotações orçamentárias existentes, observados os limites estipulados na forma da legislação orçamentária e financeira vigente.
  • c)
    O PNAES deverá ser implementado de forma articulada com as atividades de ensino, pesquisa e extensão, visando o atendimento de estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação presencial e novas modalidades à distância das instituições estaduais de ensino superior.
  • d)
    O PNAES minimiza os efeitos das desigualdades sociais e regionais na permanência e conclusão da educação básica.
  • e)
    O PNAES aumentaa as taxas de retenção e evasão, e contribui para a promoção da inclusão social pela educação.

77013 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

A concepção unitária do saber, numa perspectiva de interdisciplinariedade, não significa a constituição de uma única ciência. As diversas disciplinas continuam como válidas perspectivas de abordagem e não operam a eliminação das diferenças, se reconhece as diferenças e as especificidades, se reencontram e complementam, contraditória e dialeticamente. O que se pretende com a prática interdisciplinar é

  • a)
    ressignificar a prática interdisciplinar como um metafisicismo dogmático e exacerbado, onde cada ciência pretende um direcionamento contraditório.
  • b)
    incompatibilizar a prática interdisciplinar da filosofia, numa proposta da dissolução de uma e predomínio de outras formas de abordagem.
  • c)
    determinar que o pressuposto epistemológico da prática interdisciplinar se constitui num processo de concorrência solidária de várias disciplinas, já que a verdade completa não ocorre numa ciência isolada.
  • d)
    indicar que a prática dialética constitui uma unidade de saber, do qual as várias ciências podem até ser concorrentes, mas não complementares.
  • e)
    determinar uma rede única de saber, onde as práticas e saberes complementares se constituem como única forma de abordagem multidisciplinar.

77016 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

A assistência social, direito do cidadão e dever do Estado, é política de seguridade social não contributiva, que provê os mínimos sociais, realizada através de um conjunto integrado de ações de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento às necessidades básicas. Um dos programas de assistência social previstos na lei nº 8.742/1993 é o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), que tem como diretriz

  • a)
    a proteção social especial e consiste no apoio, orientação e acompanhamento a famílias e indivíduos em situação de ameaça ou violação de direitos, articulando os serviços socioassistenciais com as diversas políticas públicas e com órgãos do sistema de garantia de direitos.
  • b)
    o programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), de caráter intersetorial, integrante da Política Nacional de Assistência Social, que, no âmbito do Suas, compreende transferências de renda, trabalho social com famílias e oferta de serviços socioeducativos para crianças e adolescentes que se encontrem em situação de trabalho.
  • c)
    O enfrentamento da pobreza que compreende a instituição de investimento econômico-social nos grupos populares, buscando subsidiar, financeira e tecnicamente, iniciativas que lhes garantam meios, capacidade produtiva e de gestão para melhoria das condições gerais de subsistência, elevação do padrão da qualidade de vida, a preservação do meioambiente e sua organização social.
  • d)
    a identificação de crianças e os adolescentes em situação de trabalho e ter os seus dados inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com o devido estudo das situações de trabalho infantil.
  • e)
    a oferta de ações e serviços socioassistenciais de prestação continuada, nos Cras (atenção básica), por meio do trabalho social com famílias em situação de vulnerabilidade social, com o objetivo de prevenir o rompimento dos vínculos familiares e a violência no âmbito de suas relações, garantindo o direito à convivência familiar e comunitária.

77017 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

De acordo com a Lei nº 8.662/93, é livre o exercício da profissão de assistente social aos possuidores de diploma em Serviço Social reconhecido oficialmente, sendo que o exercício da profissão de assistente social requer prévio registro nos Conselhos Regionais. De acordo com a referida lei, são atribuídas competências e atribuições privativas a estes profissionais, as quais podemos elencar como uma de suas competências profissionais:

  • a)
    Coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas, planos, programas e projetos na área de Serviço Social.
  • b)
    Assumir, no magistério de Serviço Social tanto a nível de graduação como pós-graduação, disciplinas e funções que exijam conhecimentos próprios e adquiridos em curso de formação regular.
  • c)
    Fiscalizar o exercício profissional através dos Conselhos Federal e Regionais.
  • d)
    Realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre a matéria de Serviço Social.
  • e)
    Planejamento, organização e administração de Serviços Sociais e de Unidade de Serviço Social.

77019 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

A história da realização do ser social, objetiva-se através da produção e reprodução da sua existência, que se desenvolve pelos laços de cooperação social existentes no processo de produção material. O homem tem ideado, em sua consciência, a configuração que quer imprimir, antes de sua realização, que se pode demonstrar ontologicamente. Podemos assim afirmar que o ser social se realiza através da categoria

  • a)
    ideologia.
  • b)
    trabalho.
  • c)
    teleológica.
  • d)
    histórica.
  • e)
    consciência.

77021 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

Analisando as várias dimensões das relações entre família e políticas públicas, podemos destacar algumas semelhanças entre o exercício vital das famílias e as funções das políticas voltadas para este segmento, que é dar conta da reprodução e da proteção social dos grupos sob sua tutela. Uma dimensão importante do Estado moderno, nos países capitalistas centrais, principalmente no período pós-guerra foi

  • a)
    ofertar bens e serviços descartando a família e privilegiando o indivíduo-cidadão.
  • b)
    propiciar às famílias condições de procriação com incentivos monetários.
  • c)
    colaborar com a criação de dispositivos de atenção a família.
  • d)
    corroborar com a oferta de serviços e políticas voltadas para as mulheres provedoras.
  • e)
    introduzir o conceito de família como célula central da sociedade.

85458 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

O objetivo da avaliação no campo social é de realimentar ações buscando aferir resultados e impactos. A avaliação quando envolve no seu processo de execução os gestores, implementadores e beneficiários produz melhor eficiência e eficácia. A este tipo de avaliação denomina-se

  • a)
    participativa.
  • b)
    estruturada.
  • c)
    efetiva.
  • d)
    metodológica.
  • e)
    organizacional.

85459 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

A política de assistência social tem por funções a proteção social, a vigilância socioassistencial e a defesa de direitos, e organiza-se sob a forma de sistema público não contributivo, descentralizado e participativo, denominado Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Esta política ocupa-se de prover proteção à vida, reduzir danos, prevenir a incidência de riscos sociais, independente de contribuição prévia, e deve ser financiada com recursos previstos no orçamento da Seguridade Social. Podemos citar como objetivos do SUAS:

  • a)
    Consolidar a gestão compartilhada, o cofinanciamento e a cooperação técnica entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios que, de modo articulado, operam a proteção social de caráter contributivo e garantem os direitos dos usuários.
  • b)
    Integrar a rede pública e privada, com vínculo ao SUAS, de serviços, programas, projetos e benefícios de assistência social.
  • c)
    Padronizar as diversidades culturais, étnicas, religiosas, socioeconômicas, políticas e territoriais.
  • d)
    Definir os níveis de gestão, de maneira equitativa, independente da ofertas de serviços pactuados nacionalmente e do nível de gestão do município.
  • e)
    Afiançar a vigilância socioassistencial de caráter seletivo e focalizado e a garantia de direitos como funções da política de assistência social.

85460 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

A assistência à mulher em situação de violência doméstica e familiar será prestada de forma articulada e conforme os princípios e as diretrizes previstos na Lei Orgânica da Assistência Social, no Sistema Único de Saúde, no Sistema Único de Segurança Pública, entre outras normas e políticas públicas de proteção. Podemos, assim, considerar como medida indicada na assistência à mulher em situação de violência doméstica

  • a)
    o acesso prioritário à remoção quando servidora pública, integrante da administração direta ou indireta.
  • b)
    a manutenção do vínculo trabalhista, quando necessário o afastamento do local de trabalho, por até dois anos.
  • c)
    a inclusão da mulher em situação de violência doméstica e familiar no cadastro de programas desde que comprovada culpa do agressor.
  • d)
    a proibição de fornecer transporte para a ofendida e seus dependentes para abrigo ou local seguro, quando houver risco de vida.
  • e)
    a orientação à ofendida sobre a retirada de seus pertences do local da ocorrência ou do domicílio familiar, sem acompanhamento policial

85461 FUNRIO (2016) - IF-BAIANO - Assistente Social / Serviço Social

No seio do debate por novos postulados éticos profissionais, fundamentados numa perspectiva ontológica-social, o código de ética de 1986 traz apontamentos sobre as possibilidades de enfrentamento da questão ética no interior da tradição marxista. O código de ética em questão, de orientação marxista, entretanto, não supera um elemento presente no marxismo tradicional, como parte importante no seio da discussão ética profissional. Assinale a alternativa que se refere a esse elemento.

  • a)
    Referencial teórico profissional.
  • b)
    Afirmação do neotomismo.
  • c)
    Ruptura com o conservadorismo.
  • d)
    Redução da ética aos interesses de classe.
  • e)
    Perspectivas assistencialistas.