34 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

202451 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Patologias na Construção Civil



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



Segundo Granato (2002), a corrosão das armaduras é uma das principais manifestações patológicas, responsáveis por enormes prejuízos. Como material de construção denso e resistente, pensa-se que o concreto armado tem uma duração ilimitada. No entanto, atualmente se constata um número crescente de estruturas prematuramente deterioradas por corrosão das armaduras de reforço. A corrosão das armaduras pode-se originar por uma ação química ou eletroquímica, resultando numa modificação do aço de forma contínua, até que todo o aço se transforme em ferrugem.



I. Corrosão química: A corrosão química ocorre pela dissolução da capa passivadora de corrosão, pelo ingresso (por meio externo) de íons de cloretos no concreto ou no caso de contaminação da massa do concreto, formando compostos de óxido de ferro (Fe2 O3).



II. Corrosão eletroquímica ou eletrolítica: Também denominada corrosão catódica ou simplesmente corrosão, ocorre em meio aquoso é o principal e mais sério processo de corrosão encontrado na construção civil. Nesse processo de corrosão, a armadura se transforma em óxidos e hidróxidos de ferro, de cor avermelhada, pulverulenta e porosa, denominada ferrugem.



III. Corrosão em espaços confinados: A corrosão em espaços confinados pode ocorrer, quando sobre a superfície do aço existe um espaço suficiente resguardado que evita o acesso contínuo de oxigênio, podendo criar zonas diferenciais de oxigênio que induzem à corrosão.



IV. Corrosão uniforme generalizada: A corrosão uniforme é o resultado de uma perda generalizada da película passiva, resultante da carbonatação do concreto ou a quantidade excessiva de íons cloretos. Também pode ocorrer por efeito de lixiviação de componentes alcalinos do concreto, devido à percolação de águas puras ou ligeiramente ácidas.



V. Corrosão galvânica: Esse tipo de corrosão pode-se dar, quando existem dois metais diferentes no meio eletrolítico. No aço do aço do concreto, essa situação se dará cada vez que em alguma zona se danifique, ou não se forma uma capa passivadora característica. Essa zona atuará como um ânodo, frente ao restante do material, em que permanece a passivação, o qual atuará como cátodo. Também se poderia apresentar quando o aço se encontra em contato com outros condutores mais nobres.



Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    II, III, IV e V.
  • b)
    I, II, III e V.
  • c)
    I, III, IV e V.
  • d)
    I, II, IV e V.
  • e)
    I, II, III e IV.

202452 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Rodovias e Pavimentação



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. Betume é comumente definido como uma mistura de hidrocarbonetos solúvel no bissulfeto de carbonato. O asfalto é uma mistura de hidrocarbonetos derivados do petróleo de forma natural ou por destilação, cujo principal componente é o betume, podendo conter ainda outros materiais, como oxigênio, nitrogênio e enxofre, em pequenas porções. Alcatrão é uma designação genérica de um produto que contém hidrocarbonetos, que se obtém da queima ou destilação destrutiva do carvão, madeira etc.



II. Como mencionado acima tanto o asfalto quanto o alcatrão são materiais betuminosos, porque contêm betume e possuem propriedades muito parecidas.



III. Os agregados utilizados em revestimentos asfálticos de pavimentos podem ser de origem natural, artificial e reciclado. Os naturais incluem todas as fontes de ocorrência natural e são obtidos por processos convencionais de desmonte, escavação e dragagem em depósitos continentais, marinhos, estuários e rios.



IV. Os pavimentos são estruturas de múltiplas camadas, sendo o revestimento a camada que se destina a receber a carga dos veículos e mais diretamente a ação climática. Dentre as misturas usinadas podem ser subdivididas pela graduação dos agregados em densa, aberta e descontínua. A graduação descontínua se caracteriza por ter uma curva granulométrica com proporcionamento dos grãos de menores dimensões em quantidade dominante em relação aos grãos de dimensões intermediárias, completados por certa quantidade de finos, de forma a ter uma curva descontínua em certas peneiras.



V. A dosagem de uma mistura asfáltica tem consistido até hoje na escolha, por procedimentos experimentais, de um teor dito ótimo de ligante, a partir de uma faixa granulométrica predefinida. Durante a evolução dos procedimentos de dosagem, diversas formas de compactação de amostras vêm sendo desenvolvidas. Dependendo do sistema, as amostras podem ser quanto à forma, cilíndricas, trapezoidais ou retangulares e a compactação podem ser realizadas pelo impacto, amassamento, vibração ou rolagem.



Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    I, III e IV.
  • b)
    I, III e V.
  • c)
    II, III e IV.
  • d)
    II, IV e V.
  • e)
    I, IV e V.

202453 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Hidrologia, Hidráulica, Instalações hidro sanitárias e de Prevenção Incêndio



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. A vazão é a razão entre o volume de fluido escoado em um determinado intervalo de tempo. Quando a água escoa, suas partículas atritam entre si e com as paredes da tubulação. Por isso a água perde energia, ou seja, há uma perda de carga. O dimensionamento de qualquer encanamento, de alimentação, distribuição ou de bombeamento deve prever as perdas de carga ao longo do sistema. Normalmente as perdas de carga são localizadas, principalmente nas conexões e válvulas, ondem ocorre maior perda de carga.



II. Para o sistema de água quente, os tubos podem ser de cobre, latão (quando em liga específica), aço galvanizado ou não, bronze, desde que obedeçam às especificações para cada material. O fornecimento de água quente é feito em encanamento separado dos da água fria e pode ser de três sistemas: aquecimento individual, aquecimento central privado e aquecimento central do edifício. O dimensionamento do sistema de água quente difere ligeiramente do sistema de água fria, por causa da temperatura, que faz que a água tenha comportamento diferente de quando na temperatura ambiente.



III. O reservatório inferior deve armazenar 3/5 e o superior 2/5 do consumo mais a reserva de incêndio. Em uma edificação com 10 pavimentos e 4 apartamentos por andar onde se estima uma ocupação de 5 pessoas por apartamento pode-se estimar um consumo diário de 40.800 litros, assim para atender dois dias, a quantia no reservatório inferior deve ser de 48.960 litros e no superior 32.640 litros.



IV. As bombas dágua são máquinas destinadas à elevação da água utilizando energia mecânica externa. Recalque é o encanamento que vai da bomba ao reservatório superior e deve ter a capacidade horária mínima de 15% do consumo diário. O dimensionamento do recalque baseia-se na fórmula de Forchheimer D=1,3vQ X. O golpe de aríete ocorre, quando há uma variação da pressão acima e abaixo do valor de funcionamento normal dos condutos forçados, em consequência das mudanças da velocidade da água.



V. Um tubo de Pitot ou pitômetro consiste em um tubo de material transparente, com uma extremidade recurvada em direção à corrente da água e serve para medir velocidade do fluido. As seções circulares e semicirculares são as que apresentam o menor perímetro molhado e o maior raio hidráulico por unidade de área do conduto. O valor máximo para a velocidade da águas, num condutor circular, ocorre quando o condutor está parcialmente cheio (y=0,81D) onde y é a altura da lâmina líquida.



Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    III e IV.
  • b)
    I, IV e V.
  • c)
    II e III.
  • d)
    IV e V.
  • e)
    III, IV e V.

202454 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Fundações, Escavações e Contenções



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. Cota de arrasamento é o nível em que deve ser deixado o topo da estaca ou tubulão, demolindo-se o excesso ou completando- o, se for o caso. Deve ser definido de modo a deixar que a estaca e sua armadura penetrem no bloco com um comprimento que garanta a transferência de esforços do bloco à estaca. Repique refere-se à penetração permanente de uma estaca, causada pela aplicação de um golpe do pilão. Em geral é medida por uma série de dez golpes. Ao ser fixada ou fornecida, deve ser sempre acompanhada do peso do pilão e da altura de queda ou da energia de cravação (martelos automáticos).



II. Fundação superficial (ou rasa ou direta): elementos de fundação em que a carga é transmitida ao terreno, predominantemente pelas pressões distribuídas sob a base da fundação, e em que a profundidade de assentamento em relação ao terreno adjacente é inferior a duas vezes a menor dimensão da fundação. Incluem-se nesse tipo de fundação as sapatas, os blocos, os radier, as sapatas associadas, as vigas de fundação e as sapatas corridas.



III. Sapata é elemento de fundação superficial de concreto armado, dimensionado de modo que as tensões de tração nele produzidas não sejam resistidas pelo concreto, mas, sim, pelo emprego da armadura. Pode possuir espessura constante ou variável, sendo sua base em planta normalmente quadrada, retangular ou trapezoidal. Cota de arrasamento é o nível em que deve ser deixado o topo da estaca ou tubulão, demolindo-se o excesso ou completando-o, se for o caso. Deve ser definido de modo a deixar que a estaca e sua armadura penetrem no bloco com um comprimento que garanta a transferência de esforços do bloco à estaca.



IV. São considerados métodos semi-empíricos aqueles em que as propriedades dos materiais são estimadas com base em correlações e são usadas em teorias de Mecânica dos Solos, adaptadas para incluir a natureza semi-empírica do método. Quando métodos semiempíricos são usados, devem-se apresentar justificativas, indicando a origem das correlações (inclusive referências bibliográficas). As referências bibliográficas para outras regiões devem ser feitas com reservas e, se possível, comprovadas. São considerados métodos empíricos aqueles pelos quais se chega a uma pressão admissível com base na descrição do terreno (classificação e determinação da compacidade ou consistência pelas investigações de campo e/ou laboratoriais). Esses métodos apresentam-se usualmente sob a forma de tabelas de pressões básicas onde os valores fixados servem para orientação inicial.



V. Solos expansivos são aqueles que, por sua composição mineralógica, aumentam de volume quando há um aumento do teor de umidade. Nesses solos não se pode deixar de levar em conta o fato de que, quando a pressão de expansão ultrapassa a pressão atuante, podem ocorrer deslocamentos para cima. Por isso, em cada caso, é indispensável determinar experimentalmente a pressão de expansão, considerando que a expansão depende das condições de confinamento. Para o caso de fundações apoiadas em solos de elevada porosidade, não saturados, deve ser analisada a possibilidade de colapso por encharcamento, pois esses solos são potencialmente colapsíveis. Em princípio devem ser evitadas fundações superficiais apoiadas nesse tipo de solo, a não ser que sejam feitos estudos considerando-se as tensões a serem aplicadas pelas fundações e a possibilidade de encharcamento do solo.



Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    II, III, IV e V.
  • b)
    I, II, III e IV.
  • c)
    I, II, III e V.
  • d)
    I, III, IV e V.
  • e)
    I, II, IV e V.

202455 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Análise Estrutural e Resistência dos Materiais



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. Em geral a determinação do momento de uma força no espaço será simplificada consideravelmente se a força e o vetor- posição de seu ponto de aplicação forem decompostos em componentes cartesianas x, y e z. O teorema de Varignon diz que o momento em relação a um dado ponto da resultante de diversas forças concorrentes é igual ao produto dos momentos das várias forças em relação ao mesmo ponto.



II. Duas forças F e F que tenham o mesmo módulo, linha de ação paralelas e sentidos opostos formam um binário. A soma dos momentos das duas forças F e Fem relação a um dado ponto é zero.



III. As forças externas representam a ação de outros corpos sobre o corpo rígido considerando, sendo inteiramente responsável pelo comportamento externo do corpo rígido, causando movimento ou assegurando a permanência em repouso. As forças internas são aquelas que mantêm unidos os pontos materiais que formam o corpo rígido. Se o corpo rígido é estruturalmente composto de diversas partes, as forças que mantêm essas partes unidas também são chamadas de forças internas.



IV. O princípio da transmissibilidade estabelece que as condições de equilíbrio ou de movimento de um corpo rígido permanecem inalteradas se uma força F, que atua em um dado ponto do corpo rígido é substituída por uma força F de mesmo módulo, direção e sentido, mas que atua em outro ponto, desde que as duas tenham a mesma linha de ação.



V. O produto vetorial de dois vetores P e Q é definido como sendo o vetor V, que satisfaz quando a linha de ação de V é perpendicular ao plano que contém P e Q, quando o módulo de V é o produto dos módulos de P e Q e do seno do ângulo Φ formado por P e Q e o sentido de V é tal que uma pessoa colocada na extremidade de V observará como sendo anti-horária a rotação Φ que traz o vetor P sobre o vetor Q.



Estão corretas as afirmativas

  • a)
    I, II e III.
  • b)
    I, IV e V.
  • c)
    II, IV e V.
  • d)
    II, III e IV.
  • e)
    III, IV e V.

202456 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Licitações e Contratos da Administração Pública



Das afirmativas abaixo (Lei 8.666/93) identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. Os contratos devem estabelecer com clareza e precisão as condições para sua execução, expressas em cláusulas que definam os direitos, obrigações e responsabilidades das partes, em conformidade com os termos da licitação e da proposta a que se vinculam. Devem constar nos contratos o objeto e seu elementos característicos, o regime de execução ou a forma de fornecimento, o preço e as condições de pagamento, os prazos, o crédito, as garantias...



II. A critério da autoridade competente, em cada caso, e desde que prevista no instrumento convocatório, poderá ser exigida prestação de garantia nas construções de obras, serviços e compras. Caberá ao contratado optar por uma das seguintes modalidades de garantias: caução em dinheiro ou títulos da dívida pública, seguro-garantia ou fiança bancária. A garantia prestada pelo contratado será liberada ou restituída após a execução do contrato e, quando em dinheiro, atualizada monetariamente.



III. O contratado é responsável pelos danos causados diretamente à Administração ou a terceiros, não excluindo ou reduzindo essa responsabilidade a fiscalização. O contratado é responsável pelos encargos trabalhistas, previdenciários, fiscais e comerciais resultantes da execução do contrato. A inadimplência do contrato, com referência aos encargos trabalhistas, fiscais ou comerciais não transfere à Administração Pública a responsabilidade por seus pagamentos, nem poderá onerar o objeto do contrato ou restringir a regularização e o uso das obras e edificações, inclusive perante o registro de imóveis.



IV. Os contratos podem ser alterados, com as devidas justificativas, em um dos seguintes casos, seja unilateralmente pela administração ou por acordo entre as partes. Diferentemente desses dois casos, pode haver alteração dos contratos, quando houver modificação do projeto ou das especificações, para melhor adequação técnica aos seus objetivos e quando necessária a modificação do valor contratual em decorrência de acréscimo ou diminuição quantitativa de seu objeto, quando conveniente a substituição da garantia de execução, quando necessária a modificação do regime de execução da obra ou serviço ou quando necessária modificação na forma de pagamento.



V. O contrato deverá ser executado fielmente pelas partes, de acordo com as cláusulas avençadas e as normas da lei, respondendo cada uma pelas consequências de sua inexecução total ou parcial. A critério da Administração a execução do contrato pode ser acompanhada e fiscalizada por um representante, especialmente designado para assisti-lo e subsidiá-lo de informações pertinentes. Esse representante anotará em registro próprio todas as ocorrências relacionadas com a execução do contrato.



Estão corretas as afirmativas

  • a)
    I, III e IV.
  • b)
    II, III e V.
  • c)
    I, II e III.
  • d)
    I, III e V.
  • e)
    III, IV e V.

202457 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Custos e Planejamento de Obras



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. Gerenciar pode ser definido como a atividade de dirigir e coordenar recursos, que podem ser financeiros, materiais, humanos, equipamentos... durante a execução de um determinado empreendimento, usando técnicas administrativas para atingir objetivos predefinidos quanto a tempo, custo, qualidade, segurança... propiciando a satisfação do cliente. Logo o gerenciamento é esse conjunto de metodologias, procedimentos ou processos necessários para a realização de um empreendimento.



II. O orçamento a ser elaborado deverá conter, de modo fiel e transparente, todos os serviços e/ou materiais a serem aplicados na obra de acordo com o projeto básico e outros projetos complementares. O orçamento deve ser elaborado com base no levantamento dos quantitativos físicos do projeto e da composição dos custos unitários de cada serviço. A composição do BDI é outra parte importante do orçamento. Não há diferença entre propostas de orçamentos e de remuneração feitas a particulares daquelas feitas ao órgãos públicos, dado que nos dois caso o processo de elaboração do orçamento é o mesmo.



III. Materiais, mão-de-obra, equipamentos auxiliares são exemplos de insumos classificados como custos diretos (CD). Os custos com a administração central, como, por exemplo, engenheiro residente ou engenheiro fiscal e as respectivas despesas desses são consideradas como custos indiretos (CI). Benefícios e Despesas Indiretas (BDI) é composto pelo custo indireto, taxa de risco, custo financeiro do capital, tributos, taxa de comercialização e lucro. Assim podemos dizer de forma simplificada que o preço de venda (PV) é igual à equação PV= CD + BDI.



IV. Pode-se dizer que valor é a importância monetária com o qual podemos adquirir equipamentos, materiais ou serviços a custos e preços, negociados e ajustados. Já custo é a acumulação de valores diversos, representando materiais diversos, mão de obra, equipamentos de produção, ferramentas... sem, entretanto incluir as despesas indiretas ou lucros, podemos também chamar de preço de custo. Preço, quando a uma unidade de custo são adicionados despesas indiretas e lucros, que pode ser diferenciado em preço unitário e preço de venda.



V. Ao analisar os custos incorridos na produção e uso das edificações ao longo de sua vida útil, é possível identificar diferentes componentes do custo que ocorrem em diferentes momentos do processo, como, por exemplo, o custo de construção, de operação, de manutenção, de modernização ou adaptação e de demolição ou venda. A tomada de decisão em relação às alternativas que tem consequências sobre esses custos requer o conhecimento da repercussão da decisão sobre todos os custos envolvidos. Isso equivale a dizer que é preciso conhecer o custo global da edificação que se constitui no somatório: Custo Global = Custo da Construção + Custo de Operações + Custo de Manutenção. Todos esses custos ocorrem em horizonte de tempo predeterminados.



Estão corretas as afirmativas

  • a)
    I, III e IV.
  • b)
    I, II e III.
  • c)
    II, IV e V.
  • d)
    III, IV e V.
  • e)
    I, II e V.

202458 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas das linhas 14, 27 e 28, respectivamente.

  • a)
    a – à – à
  • b)
    a – a – à
  • c)
    à – à – a
  • d)
    à – a – à
  • e)
    à – à – à

222045 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Controle e Ensaios Tecnológicos dos Materiais de Construção e Técnicas Construtivas



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. O ensaio de tração é um dos ensaios mais utilizados na determinação das propriedades mecânicas da maioria dos materiais. No ensaio de tração, um corpo de prova com formas e dimensões padronizadas é submetido a uma força de tração uniaxial que tende a esticá-lo ou alongá-lo. O corpo de prova é fixado nas garras de uma máquina de ensaio que aplica esforços crescentes na sua direção axial. Durante o ensaio, são medidas a força e a deformação correspondente. A forma da curva tensão versus deformação tem a mesma forma da curva força versus alongamento. O ponto máximo nos dois casos está associado com o início da deformação localizada (não uniforme), denominada estricção.



II. O ensaio de dureza é provavelmente o ensaio mecânico mais frequentemente utilizado, tanto em empresas como em universidades e centros de pesquisas. Existe mais de uma dezena de ensaios de dureza. Esses ensaios podem ser classificados, conforme a maneira com que o ensaio é realizado, em três tipos: por penetração. por choque e por risco. A propósito, a escala de dureza mais antiga é a escala Mohs, introduzida em 1822, e é baseada na capacidade de um material riscar o outro. A escala Brinell foi proposta em 1900 por J.A. Brinell. O ensaio consiste em comprimir lentamente uma esfera de aço, de diâmetro D , sobre uma superfície plana por meio da aplicação de uma carga P.



III. Os tipos mais comuns de ensaio de impacto são: ensaio Charpy, ensaio Izod e ensaio de tração sob impacto. No ensaio Charpy, o corpo de prova é biapoiado horizontalmente e recebe o impacto de um pêndulo de peso especificado. O corpo de prova sofre uma flexão sob impacto e fratura com uma alta taxa de deformação. Na região próxima ao entalhe, aparece um estado triaxial de tensões. Este estado triaxial de tensões e a alta taxa de carregamento propiciam uma tendência para ocorrência de fratura frágil. A forma mais frágil de fratura em materiais é a clivagem.



IV. No ensaio de fadiga um corpo de prova ou componente é submetido a um carregamento constante: em alta temperatura, ele deforma-se plasticamente em centenas ou milhares de horas, mesmo que a carga seja menor que o limite de escoamento do material nesta temperatura. O ensaio de fadiga é realizado em temperaturas altas (e constante) e com uma tensão aplicada constante. No ensaio de fluência, mede-se o alongamento do corpo de prova em função do tempo.



V. A fluência ocorre, quando um material é submetido a carregamento cíclico. Em geral, quanto maior for o limite de resistência (determinado com auxílio de um ensaio de tração) do material maior será sua resistência. Por outro lado, quando um corpo de prova ou componente é submetido a esforços dinâmicos, repetidos ou flutuantes, o mesmo pode romper-se com uma carga muito inferior ao limite de resistência do material.



Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    I, IV e V.
  • b)
    II, III e IV.
  • c)
    II, IV e V.
  • d)
    III, IV e V.
  • e)
    I, II e III.

222046 FMP-RS (2013) - MPE-AC - Analista Pericial / Engenharia Civil

Disciplina: Hidrologia, Hidráulica, Instalações hidro sanitárias e de Prevenção Incêndio



Das afirmativas abaixo identifique qual ou quais são VERDADEIRAS.



I. O sistema de hidrantes é um tipo de proteção instalado em edifícios, utilizado como meio de combater o incêndio. É composto basicamente por reservatório de água, bombas de incêndio, tubulações, hidrantes, abrigos e registros de recalque. O sistema de hidrantes tem por objetivo dar continuidade à ação de combate a incêndio.



II. O reservatório de água é um compartimento construído na edificação destinado a armazenar uma quantidade de água, denominada reserva de incêndio, que efetivamente deverá ser utilizada exclusivamente para o sistema de combate a incêndio. A localização do reservatório pode ser: elevada, ao nível do solo, semienterrada ou subterrânea, devendo observar as normas técnicas pertinentes. Deve ser construído de maneira que possibilite sua limpeza sem interrupção total do suprimento de água do sistema.



III. O volume da reserva de incêndio a ser prevista é estabelecido, no mínimo, por 1/3 do volume de água previsto no consumo diário para a edificação. No caso de reservatórios subterrâneos, o conjunto de bombas que alimenta o sistema de combate a incêndio deve ter pelo menos duas bombas que atuem independentes e possam garantir que o sistema de combate a incêndio receba no ponto mais distante a pressão e vazão estabelecida nas normas.



IV. Os hidrantes ou mangotinhos devem ser distribuídos de tal forma que qualquer ponto da área a ser protegida seja alcançado por um esguicho ou dois esguichos, considerando-se o comprimento da mangueira de incêndio através de seu trajeto real e desconsiderando-se o alcance do jato de água. Para dimensionamento deve ser considerado o uso simultâneo dos dois jatos de água mais desfavoráveis considerados nos cálculos. O local mais desfavorável considerado nos cálculos deve ser aquele que proporciona menor pressão dinâmica no esguicho.



V. No caso da de mais de um tipo de ocupação (ocupação mista) na edificação, o dimensionamento dos sistemas deve ser feito para cada tipo sistema individualmente ou dimensionado para o de maior risco. Cada sistema deve ser dimensionado de modo que as pressões dinâmicas nas entradas dos esguichos não ultrapassem o triplo daquela obtida no esguicho mais desfavoráveis. Recomenda-se que o sistema seja dimensionado de forma que a pressão máxima de trabalho não ultrapasse 100mca (1000kPa).



Estão corretas as afirmativas:

  • a)
    I, III e IV.
  • b)
    II, IV e V.
  • c)
    III, IV e V.
  • d)
    I, II e IV.
  • e)
    I, IV e V.