48 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

151196 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Português

Mostrar/Esconder texto associado

“Mas amar é profundo”. A conjunção em destaque inicia o verso e assume o sentido de:

  • a)
    adição, marcando a continuidade de mais um entre “todos os verbos”
  • b)
    consequência, indicando amar como efeito da sequência de verbos
  • c)
    contraste, mostrando que amar é o mais importante
  • d)
    explicação, sugerindo a ruptura na enumeração de verbos

151197 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Em “a vitória é aparentemente tão absoluta que os derrotados acabam por desaparecer”, a oração em destaque estabelece com a anterior a seguinte relação de sentido:

  • a)
    consequência
  • b)
    explicação
  • c)
    finalidade
  • d)
    concessão

151200 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Contabilidade Pública

Mostrar/Esconder texto associado

No balanço patrimonial elaborado na mesma data,

o valor, demonstrado no balanço orçamentário, que

fez parte do montante do Passivo Circulante correspondeu

a:

  • a)
    R$ 7.200,00
  • b)
    R$ 7.500,00
  • c)
    R$ 9.600,00
  • d)
    R$ 17.100,00

151201 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Contabilidade Pública

Com base na estrutura do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (PCASP) e com referência aos controles da fixação e execução das despesas orçamentárias, bem como ao controle da descentralização dos créditos orçamentários, é correto afirmar que:

  • a)
    o registro da liquidação de uma despesa será feito pelo lançamento a débito da conta Crédito Empenhado Liquidado a Pagar e a crédito da conta Crédito Empenhado a Liquidar
  • b)
    quando ocorrer uma reserva de dotação para atender uma licitação, será realizado o lançamento a débito da conta Crédito Disponível e a crédito da conta Crédito Inicial
  • c)
    quando um hospital municipal receber uma Provisão da Secretaria de Saúde, o lançamento efetuado pelo hospital deverá ser a débito da conta Crédito Disponível e a crédito da conta Provisão Recebida
  • d)
    no comprometimento assumido por um ente governamental, sem a realização do pré- empenho, deverá ser efetuado um lançamento a débito da conta Crédito Disponível e a crédito da conta Crédito Empenhado a Liquidar

151202 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Auditoria

O risco de auditoria é uma função dos riscos de:

  • a)
    fraude e quantidade de erro
  • b)
    distorção relevante e de detecção
  • c)
    imagem e prestação de contas
  • d)
    responsabilização e transparência

151203 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Auditoria

Se uma comunicação final da auditoria interna contiver erro ou omissão significativa, o chefe de auditoria deve:

  • a)
    comunicar a informação correta a todas as partes que tenham recebido a comunicação original
  • b)
    publicar nos meios públicos de comunicação da organização uma retificação do conteúdo
  • c)
    comunicar a informação correta para as partes que reclamarem de erros ou omissão
  • d)
    alterar a comunicação final e documentar nos papéis de trabalho a retificação com a informação correta

151204 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Direito Administrativo

A Lei nº 10.520/2002 (Lei do pregão) instituiu a modalidade licitatória denominada pregão, que possui características próprias, bem como objeto de contratação específico, sendo certo que:

  • a)
    o Município do Rio de Janeiro poderá adotar, nas licitações de registro de preços destinadas à aquisição de bens e serviços comuns da área da saúde, a modalidade do pregão, inclusive por meio eletrônico, observando-se que, quando o quantitativo total estimado para a contratação ou fornecimento não puder ser atendido pelolicitante vencedor, admitir-se-á a convocação de tantos licitantes quantos forem necessários para o atingimento da totalidade do quantitativo, respeitada a ordem de classificação, desde que os referidos licitantes aceitem praticar o mesmo preço da proposta vencedora
  • b)
    é restrita à União a adoção, nas licitações de registro de preços destinadas à aquisição de bens e serviços comuns da área da saúde, da modalidade do pregão, inclusive por meio eletrônico, observando-se que, quando o quantitativo total estimado para a contratação ou fornecimento não puder ser atendido pelo licitante vencedor, admitir-se-á a convocação de tantos licitantes quantos forem necessários para o atingimento da totalidade do quantitativo, respeitada a ordem de classificação, desde que os referidos licitantes aceitem praticar o mesmo preço da proposta vencedora.
  • c)
    o Município do Rio de Janeiro poderá adotar, nas licitações de registro de preços destinadas à aquisição de bens e serviços comuns da área da saúde, a modalidade do pregão presencial, sendo incabível a modalidade do pregão eletrônico em razão da natureza dos bens e serviços em questão, observando-se que quando o quantitativo total estimado para a contratação ou fornecimento não puder ser atendido pelo licitante vencedor, admitir-se-á a convocação de tantos licitantes quantos forem necessários para o atingimento da totalidade do quantitativo, respeitada a ordem de classificação, desde que os referidos licitantes aceitem praticar o mesmo preço da proposta vencedora
  • d)
    é restrita à União, aos Estados e ao Distrito Federal a adoção, nas licitações de registro de preços destinadas à aquisição de bens e serviços comuns da área da saúde, da modalidade do pregão presencial, sendoincabível a modalidade do pregão eletrônico em razão da natureza dos bens e serviços em questão

151944 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Administração Financei...

A Lei Orçamentária de 2013 do Município de Estrela Branca previa receitas e fixava despesas no valor de R$ 500.000,00. No decorrer do exercício financeiro, foram aprovados e abertos os seguintes créditos adicionais: 15/jul – crédito suplementar no valor de R$ 80.000,00 com recursos de superávit financeiro de 2012; 01/set – crédito especial no valor de R$ 30.000,00 com recursos provenientes da anulação parcial de dotação anterior; 11/nov – crédito suplementar no valor de R$ 40.000,00 proveniente do excesso de arrecadação apurado até o final de outubro. Sabendo-se que só houve essas retificações na Lei orçamentária, pode-se afirmar que o montante da despesa autorizada no exercício foi igual a:

  • a)
    R$ 650.000,00
  • b)
    R$ 620.000,00
  • c)
    R$ 610.000,00
  • d)
    R$ 590.000,00

152020 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Administração Financei...

Em 2013, uma determinada prefeitura registrou os

seguintes ingressos de recursos financeiros ocorridos

no seu caixa: (valores em R$)

Impostos sobre Serviços.............................30.000

IPTU...............................................................21.500

Aluguéis de imóveis....................................12.500

Alienação de títulos mobiliários...................20.000

Operações de crédito internas....................50.000

Alienação de bens móveis..........................13.000

Tarifa de pedágios........................................2.000

Arrendamentos................................................4.000

Dividendos de empresas públicas................12.000

Recebimento da Dívida Ativa Tributária..........4.000

Pode-se afirmar que o montante correspondente

às receitas patrimoniais arrecadadas foi igual a:

  • a)
    R$ 28.500,00
  • b)
    R$ 43.500,00
  • c)
    R$ 33.000,00
  • d)
    R$ 49.500,00

160151 FJG - RIO (2014) - Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Analista Legislativo - Contabilidade / Contabilidade Pública

Mostrar/Esconder texto associado

De acordo com as normas vigentes, os valores da

economia de gastos e do superávit orçamentário

foram, respectivamente, iguais a:

  • a)
    R$ 3.900,00 e R$ 7.200,00
  • b)
    R$ 7.200,00 e R$ 24.200,00
  • c)
    R$ 17.100,00 e R$ 3.900,00
  • d)
    R$ 24.200,00 e R$ 14.700,00