61 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

111224 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Português

Mostrar/Esconder texto associado

A leitura inadequada a respeito dos elementos presentes nesta charge é:

  • a)
    o termo “genérico” é uma transferência da designação de remédios;
  • b)
    a posição do boneco representando Judas alude ao seu suicídio por enforcamento;
  • c)
    o vocábulo “todos” no cartaz se refere a todo o povo brasileiro, que sofre com a corrupção reinante;
  • d)
    a charge é uma condenação global a todos os que cometem crimes de corrupção;
  • e)
    a cartola sobre a cabeça do boneco destaca a crítica à parte da classe dominante.

111225 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Áudio e Vídeo

As frequências sonoras são medidas em Hertz, cuja abreviatura é Hz. Os limites aproximados da audição humana estão entre:

  • a)
    10Hz e 10kHz;
  • b)
    1000Hz e 2000Hz;
  • c)
    500Hz e 10kHz;
  • d)
    20Hz e 20kHz;
  • e)
    1Hz e 100kHz.

111226 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Áudio e Vídeo

O protocolo MIDI é utilizado para:

  • a)
    transferência de dados em forma de áudio para armazenamento em CDs;
  • b)
    gravação de áudio em instrumentos eletrônicos antigos, anteriores à linguagem digital;
  • c)
    armazenamento e transmissão de áudio via modem, com o uso de cabos de fibra ótica;
  • d)
    que instrumentos digitais eletrônicos habilitados para MIDI se comuniquem uns com os outros;
  • e)
    transferência de qualquer áudio, em qualquer formato para o padrão de CD de áudio comercial.

111227 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Áudio e Vídeo

Quando a fita de vídeo está virgem, sem uma base pré-gravada, e pretende-se utilizá-la como fita Master para edição, é recomendável estabelecer o controle longitudinal de pista (CTL), ou longitudinal control track (LCT), gerando uma base de vídeo. Para gerar o CTL na fita virgem, é necessário que o modo de edição definido no equipamento (Editing Control Unit) seja:

  • a)
    insert;
  • b)
    assemble;
  • c)
    insert + assemble;
  • d)
    downstream keyer;
  • e)
    downstream keyer + insert.

111228 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Áudio e Vídeo

Para que a imagem reproduzida num receptor de televisão residencial corresponda com fidelidade à imagem captada pela câmera de vídeo, é necessário que ocorra um sincronismo entre os sinais de ambas. Em se tratando de uma imagem em cores, essa informação de cor deve ser idêntica àquela captada pela câmera. O sinal de vídeo responsável pelo sincronismo de cores, também denominado sinal de sincronismo de cores, é o:

  • a)
    burst;
  • b)
    breezeway;
  • c)
    pórtico anterior;
  • d)
    field;
  • e)
    frame.

111229 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Áudio e Vídeo

O Vídeo Componente é um sinal de vídeo formado por:

  • a)
    dois sinais de cor (Pb e Pr) e um sinal de luminância (Y);
  • b)
    dois sinais de cor (Pb e Y) e um sinal de luminância (Pr);
  • c)
    dois sinais de cor (Pr e Y) e um sinal de luminância (Pb);
  • d)
    três sinais de cor (RGB);
  • e)
    um sinal composto de áudio e vídeo.

111230 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Legislação Federal

De acordo com a Lei Complementar Federal nº 80/94, a

Defensoria Pública é instituição permanente, essencial à função

jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe, na forma do inciso LXXIV

do art. 5º da Constituição Federal, como expressão e instrumento

do regime democrático, fundamentalmente, a:

  • a)

    orientação jurídica e a defesa dos direitos individuais e coletivos da pessoa jurídica de direito público interno a que estiver vinculada, nos processos judiciais, em todos os graus, de forma integral e gratuita;

  • b)

    defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis dos ipossuficientes, promovendo a ação civil pública e a ação penal pública incondicionada, de forma integral e gratuita;

  • c)

    defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses difusos, coletivos, sociais e individuais homogêneos, promovendo a ação civil pública e exercendo o controle externo da atividade policial, tudo na defesa dos necessitados e de forma integral e gratuita;

  • d)

    orientação jurídica, a promoção dos direitos individuais e coletivos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos necessitados e do ente federativo a que estiver vinculada, de forma integral e gratuita;

  • e)

    orientação jurídica, a promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos, de forma integral e gratuita, aosnecessitados.

111231 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Legislação Estadual

Em tema de regime jurídico das férias dos Defensores Públicos Estaduais de Rondônia, consoante estabelece a Lei Complementar Estadual nº 117/94:

  • a)
    os membros da Defensoria Pública terão direito a férias anuais de 60 (sessenta) dias, individuais ou coletivas, de acordo com a escala aprovada pelo Defensor Público-Geral;
  • b)
    os membros da Defensoria Pública terão direito a férias anuais de 30 (trinta) dias, que poderão ser gozadas de forma fracionada em 2 (dois) períodos de 15 (quinze) dias;
  • c)
    as férias não gozadas dos membros da Defensoria Pública, por conveniência do serviço, não poderão ser usufruídas umulativamente nos meses seguintes, e deverão ser obrigatoriamente indenizadas em pecúnia;
  • d)
    as férias dos membros da Defensoria Pública somente poderão acumular-se por imperiosa necessidade de serviço e, no máximo, por até 6 (seis) períodos, devendo ser gozadas de forma integral na primeira oportunidade;
  • e)
    os membros da Defensoria Pública que forem condenados à sanção disciplinar de suspensão por mais de 30 (trinta) dias perderão o direito a férias anuais, que são de 30 (trinta) dias, do exercício seguinte.

111254 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Português

Mostrar/Esconder texto associado

A leitura inadequada a respeito dos elementos presentes nesta charge é:

  • a)
    o termo “genérico” é uma transferência da designação de remédios;
  • b)
    a posição do boneco representando Judas alude ao seu suicídio por enforcamento;
  • c)
    o vocábulo “todos” no cartaz se refere a todo o povo brasileiro, que sofre com a corrupção reinante;
  • d)
    a charge é uma condenação global a todos os que cometem crimes de corrupção;
  • e)
    a cartola sobre a cabeça do boneco destaca a crítica à parte da classe dominante.

111255 FGV (2015) - DPE-RO - Técnico em Artes Gráficas / Designer Gráfico

O ensino de artes gráficas no Brasil se inicia:

  • a)
    ainda no período colonial, com a instalação das primeiras gráficas no território brasileiro;
  • b)
    em 1694, com a instalação da Casa da Moeda na Bahia;
  • c)
    em 1808, com a fundação da Imprensa Régia no Rio de Janeiro;
  • d)
    em 1882, com a fundação do Liceu de Artes e Ofícios em São Paulo;
  • e)
    em 1942, com a criação do sistema SENAI.