Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 35 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 35 questões gratuitas para resolução." />
35 resultados encontrados para . (0.010 segundos)

110807 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

No interior de um estado brasileiro pobre, um casal residente na capital vai à casa de uma mulher que acabou de dar à luz. Saem de lá com o recém-nascido e o registram como seu filho biológico, sem nenhuma intermediação judicial. Essa prática é conhecida como:

  • a)
    família substituta;
  • b)
    adoção pronta;
  • c)
    guarda permanente;
  • d)
    adoção à brasileira;
  • e)
    estágio de convivência.

110808 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

No processo de supervisão em Serviço Social, o Supervisor Acadêmico, o Supervisor de Campo e o Estagiário são sujeitos fundamentais. Dentre as atribuições do Supervisor de Campo está:

  • a)
    certificar se o campo de estágio está na área do Serviço Social, em conformidade às competências e atribuições específicas, objetivando a garantia das condições necessárias para que o exercício profissional seja desempenhado comqualidade e competência técnica e ética;
  • b)
    auxiliar o estagiário no processo de sistematização do conhecimento, orientando e revisando suas produções teóricas, como também contribuindo no processo pedagógico de análise do trabalho profissional;
  • c)
    receber, ler, manter sigilo e observar criticamente as sínteses profissionais construídas pelos estagiários, conduzindo a supervisão embasada em pressupostos teóricos, éticos, olíticos, técnico-operativos que contribuam com uma formação integral;
  • d)
    avaliar o estagiário emitindo parecer sobre sua frequência, desempenho e atitude ético-crítica e técnico-política no exercício do estágio, atribuindo o respectivo conceito ou arespectiva nota;
  • e)
    fornecer, à coordenação de estágio ou órgão competente, os documentos necessários para compor o prontuário de cada estagiário.

110809 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

Valdomiro, um senhor de 75 anos, foi internado de emergência e prepara-se para uma cirurgia cardíaca em um hospital público. Bastante angustiado, solicita ao seu neto, Cleber, de 23 anos, que o acompanhe na enfermaria. O próprio médico assistente recomenda a presença de Cleber, devido à afeição existente entre ambos. A direção do hospital, entretanto, veta a presença do neto de Valdomiro, alegando que não existe lugar na enfermaria que possa acomodar Cleber. Essa decisão, de acordo com o Estatuto do Idoso, é/está:

  • a)
    inadmissível, pois ao idoso internado é assegurado o direito a acompanhante, devendo o hospital providenciar as condições adequadas para a permanência do neto do usuário;
  • b)
    justificável, legalmente, os serviços públicos de saúde carecem de acomodações decentes e a presença de acompanhante pode dificultar o atendimento médico;
  • c)
    correta, pois a direção do hospital está zelando pelo bemestar do jovem;
  • d)
    errada, pois esta decisão cabe à equipe de saúde, após escutar a família do usuário;
  • e)
    fundamentada, uma vez que baseada na realidade da instituição.

110810 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

O campo da Saúde do Trabalhador é pleno de contradições e antagonismos, o que se reflete liminarmente na intervenção do assistente social. Ao assumir uma direção consonante com o Projeto Ético-Político neste campo, uma das questões a serem tratadas pelo assistente social é:

  • a)
    trabalhar com equipe multiprofissional de Saúde Ocupacional;
  • b)
    estabelecer parcerias com as empresas que fornecem equipamentos de biossegurança;
  • c)
    identificar os determinantes sociais do processo de adoecimento do trabalhador;
  • d)
    atuar junto ao empregador, a fim de que este realize atividades de segurança no trabalho;
  • e)
    recuperar o acolhimento individualizado ao trabalhador.

111590 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Português

A charge abaixo, publicada no jornal O Dia (PI) em 1 de abril de

2015, produz humor apoiada numa figura de linguagem expressa

graficamente, figura essa denominada:

  • a)
    metáfora;
  • b)
    metonímia;
  • c)
    hipérbole;
  • d)
    pleonasmo;
  • e)
    catacrese.

111591 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

O assistente social de um projeto que atende a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social foi procurado por Júlia, que gostaria que o seu filho de 15 anos se inserisse no mercado de trabalho. Durante o acolhimento, essa mãe verbalizou que o filho deseja ter acesso a bens, como roupas de marca e outros acessórios, e ela não tem condições de adquiri-los com o salário que recebe. Ressaltou ainda que o adolescente não se sente atraído pela escola e apresenta um histórico de sucessivas reprovações, apresentando defasagem escolar, pois está matriculado no 6º ano do ensino fundamental. Durante o atendimento o assistente social buscou conhecer o cotidiano familiar, os benefícios e serviços sociais a que a família tem acesso e a rede de serviços da região em que residem. Solicitou ainda que, em um próximo atendimento, o adolescente pudesse estar presente, a fim de ouvi-lo e torná-lo partícipe do processo. A fim de atender à demanda inicial da mãe do adolescente, o assistente social esclareceu sobre a possibilidade de inserção do adolescente no mercado de trabalho, na condição de aprendiz. O assistente social informou sobre os Programas de Aprendizagem e finalizou corretamente o atendimento com a seguinte orientação a respeito do contrato de aprendizagem:

  • a)
    a inserção do adolescente no Programa de Aprendizagem não seria um óbice ao processo de escolarização, e o adolescente poderia continuar frequentando a escola no turno da tarde, haja vista que ele poderia trabalhar em um período noturnocompreendido entre 18 e 23 horas;
  • b)
    o contrato de aprendizagem é o contrato de trabalho especial, com um prazo indeterminado, em que o empregador se compromete a assegurar ao aprendiz inscrito em Programa de Aprendizagem, formação técnicoprofissional metódica compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico;
  • c)
    como o adolescente ainda não concluiu o ensino fundamental, a validade do contrato de aprendizagem pressupõe anotação na Carteira de Trabalho e Previdência Social, matrícula e frequência do aprendiz à escola e inscrição em Programa de Aprendizagem desenvolvido sob a orientação de entidade qualificada em formação técnicoprofissional metódica;
  • d)
    há necessidade de um estímulo ao protagonismo do adolescente, porque, para fins do contrato de aprendizagem, serão levadas em consideração as suas competências relacionadas com a profissionalização e com a produtividade no exercício das tarefas atribuídas;
  • e)
    há necessidade de observação da assiduidade, haja vista que, para fins do contrato de aprendizagem, a duração do trabalho do aprendiz será de oito horas diárias, com compensação dejornada em casos de falta.

116646 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Legislação Estadual

Edson, Defensor Público Estadual de Rondônia, foi condenado em processo criminal transitado em julgado, a seis anos de reclusão pela prática de peculato. Considerando que se trata de crime contra a administração pública, de acordo com a Lei Complementar Estadual nº 117/94, tal fato:

  • a)
    não constitui causa para sua demissão, nem que haja processo próprio para tal, pela independência das instânciascivil, penal e administrativa;
  • b)
    não constitui causa para sua demissão, para evitar o bis in idem, ou seja, para impedir que o réu seja punido mais de uma vez pelos mesmos fatos;
  • c)
    constitui causa para sua demissão, cuja pretensão punitiva disciplinar prescreve juntamente com a ação penal, na forma da lei;
  • d)
    constitui causa para sua demissão, cuja pretensão punitiva disciplinar prescreve no prazo de 03 (três) anos, na forma da lei;
  • e)
    constitui causa para sua suspensão durante o período de cumprimento da pena, sem direito à remuneração, na forma da lei.

116686 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

Como um dos rebatimentos das medidas anticrise neoliberais levadas a cabo por meio de uma nova concepção das políticas sociais, a pobreza passa a ser submetida à díade:

  • a)
    controle punitivo / projetos assistenciais correcionais;
  • b)
    empregabilidade / universalidade de direitos;
  • c)
    repressão à criminalidade / obrigatoriedade do ensino;
  • d)
    reconhecimento dos direitos humanos fundamentais / políticas de transferência de renda;
  • e)
    pragmatismo político / Estado Providência.

116702 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

De acordo com Netto (2012), o projeto neoliberal restaurador pode ser resumido em um tríplice mote:

  • a)
    universalização – precarização – publicização;
  • b)
    desemprego – proteção social – sindicalização;
  • c)
    flexibilização – desregulamentação – privatização;
  • d)
    crise – ampliação dos direitos sociais – governabilidade;
  • e)
    responsabilidade do Estado – dívida pública – pleno emprego.

116703 FGV (2015) - DPE-RO - Analista - Assistência Social / Serviço Social

Gestado na segunda metade dos anos 1990, o Projeto ÉticoPolítico do Serviço Social (PEP) firma-se como hegemônico no interior da categoria profissional. Em seus princípios e valores fundamentais, o PEP colide frontalmente com o projeto societário vigente na atualidade, o que lhe imprime limites, cujas linhas mais evidentes se expressam, para Netto (2006):

  • a)
    nas condições institucionais do mercado de trabalho;
  • b)
    na formação profissional dos assistentes sociais;
  • c)
    nos documentos exarados pelas entidades representativas da categoria;
  • d)
    na relação dos assistentes sociais com os usuários de seus serviços;
  • e)
    nas demandas de seus usuários extrainstitucionais.