Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 3 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 3 questões gratuitas para resolução." />
3 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

16255 FEPESE (2010) - SEFAZ-SC - Auditor Fiscal da Receita Estadual - Parte I / Português

K. Anders Ericsson, sueco grandalhão, barbudo e entusiástico, é professor de Psicologia na Florida State University, na qual recorre à pesquisa empírica para determinar o quanto do talento é "natural" e o quanto é adquirido. Conclusão: o atributo que em geral denominamos "talento bruto" é muito superesti­mado. "Muita gente acha que as pessoas nascem com limitações inatas", diz. "Mas dispomos de muito poucas evidências concretas de que alguém seja capaz de alcançar qualquer espécie de desempenho excepcio­nal sem se dedicar ao autoaperfeiçoamento". Ou, em outros termos, a excelência - no futebol, no piano, na cirurgia ou em programação de computadores - quase sempre é conquistada, não inata.
E é verdade, como sua avó sempre lhe dizia, que a prática realmente faz a perfeição. Mas não só a prática desordeira, ao acaso. O domínio de uma área, a mes­tria, decorre do que Ericsson denomina "prática delibe­rada", o que significa mais que tocar ao piano a escala de C menor 100 vezes ou treinar saques de tênis até deslocar o ombro. A prática deliberada tem três com­ponentes básicos: definição de objetivos específicos, obtenção de feedback imediato e concentração tanto em técnicas quanto em resultados.
As pessoas que se tornam excelentes em determinada área nem sempre são as mesmas que parecem "super­dotadas" quando crianças ou jovens. Isso sugere que, quando se trata de escolher o que fazer na vida, as pessoas devem fazer o que amam - sim, sua avó tam­bém lhe disse isso - porque, se você não amar o que faz, dificilmente se empenhará o suficiente para ser bom no que faz.
LEVITT, Steven D.; DUBNER, Stephen J. Super Freakonomics. O lado oculto do dia a dia. Trad. Afonso Celso da Cunha Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010, p. 56-57. (adaptado)
Assinale com ( V ) as afirmativas verdadeiras e com ( F ) as falsas.
( ) Os verbos denominar e dispor ("denominamos" e "dispomos", sublinhados no texto) estão conjugados na primeira pessoa do plural do presente do modo Indicativo.
( ) Em "Sua avó sempre lhe dizia", o verbo dizer está conjugado na terceira pessoa do singular do pretérito perfeito do modo Indicativo.
( ) Os vocábulos "superestimado" e "superdotadas" (sublinhados no texto) apresentam o prefixo "super", que significa "em excesso, em posição superior".
( ) Os vocábulos evidência, espécie e tênis são acentuados devido à mesma regra de acentuação gráfica.
( ) Os vocábulos "grandalhão" e "dificilmente" (sublinhados no texto) apresentam os sufixos ão e mente, respectivamente, sendo que o primeiro (ão) é um sufixo nominal aumentativo e o segundo (mente) é um sufixo adverbial.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
  • a)
    V - V - V - F - V
  • b)
    F - F - V - F - V
  • c)
    V - F - V - F - V
  • d)
    F - V - F - V - F
  • e)
    V - F - V - V - F

16259 FEPESE (2010) - SEFAZ-SC - Auditor Fiscal da Receita Estadual - Parte I / Português

Analise as afirmativas abaixo, relacionadas ao Texto 2.
1. A expressão "professor de Psicologia na Florida State University", sublinhada no texto, é predicativo do sujeito da primeira oração do texto.
2. A segunda oração do texto inicia pelo conectivo "na qual", que poderia ser substituído pelo pronome relativo "onde" sem prejuízo gramatical ou de sentido.
3. A "pesquisa empírica", sublinhada no texto, significa a pesquisa científica baseada no racionalismo.
4. Em "Muita gente acha que as pessoas nascem com limitações inatas", a oração sublinhada é uma oração substantiva objetiva direta que complementa o verbo "achar".
Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.
  • a)
    São corretas apenas as afirmativas 1 e 4.
  • b)
    São corretas apenas as afirmativas 2 e 3.
  • c)
    São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.
  • d)
    São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 4.
  • e)
    São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4.

42888 FEPESE (2010) - SEFAZ-SC - Auditor Fiscal da Receita Estadual - Parte I / Economia

Suponha um fluxo circular de renda com quatro setores: famílias, empresas, setor financeiro e governo. O equilíbrio é alcançado quando
S + T = I + G
Onde S é a poupança das famílias, T é o imposto, I é o investimento e G é o gasto do governo.
Com base neste modelo, pode-se dizer que:
  • a)
    Quando a poupança (S) é maior do que o investimento (I), a economia encontra-se necessariamente em desequilíbrio macroeconômico.
  • b)
    Se (S + T) for maior do que (I + G), a renda das famílias e o produto da economia crescem, restabelecendo o equilíbrio.
  • c)
    Se (T - G) é a poupança do governo, então o investimento é maior quanto menor a poupança do governo.
  • d)
    A tributação é um vazamento no fluxo circular da economia, pois ela reduz o valor corrente da renda, diminuindo os gastos com bens e serviços.
  • e)
    O setor financeiro injeta na economia, via empresas, poupança, e retira da economia, via famílias, investimento.