Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 30 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 30 questões gratuitas para resolução." />
30 resultados encontrados para . (0.014 segundos)

52332 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

No Word do Microsoft Office 2013, a ativação da opção SmartArt permite inserir

  • a)
    o elemento gráfico para comunicação de informações visualmente.
  • b)
    imagens de um arquivo ou de várias fontes online.
  • c)
    Clip-art no documento, incluindo desenhos, filmes e sons.
  • d)
    formas prontas como triângulos, retângulos, círculos etc.
  • e)
    uma tabela para organização das informações.

52343 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Um edifício público destinado ao uso coletivo passará por uma reforma. Para que sua execução atenda às disposições da Lei nº 10.098/2000, dentre outros, deverá ser observado o seguinte requisito de acessibilidade:

  • a)
    nas áreas externas ou internas da edificação, destinadas a garagem e a estacionamento de uso público, deverão ser reservadas vagas, em qualquer local do espaço em referência, para veículos que transportem pessoas portadoras de deficiência com dificuldade de locomoção permanente.
  • b)
    todos os acessos ao interior da edificação deverão estar livres de barreiras arquitetônicas e de obstáculos que impeçam ou dificultem a acessibilidade de pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida.
  • c)
    os edifícios deverão dispor de, no mínimo, dois banheiros acessíveis, distribuindo-se seus equipamentos e acessórios de maneira que possam ser utilizados por pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida.
  • d)
    pelo menos um dos itinerários que comuniquem horizontal e verticalmente todas as dependências e serviços do edifício, entre si e com o exterior, deverá cumprir os requisitos de acessibilidade de que trata esta Lei.
  • e)
    pelo menos um dos percursos que comuniquem horizontalmente as dependências e serviços internos do edifício com o exterior, deverá ser coberto para proteção contra as intempéries.

52344 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Carlos é um agente de segurança de dignitário e, para tanto, desenvolveu conhecimentos técnicos, conhecimentos táticos e controle emocional, objetivando o desempenho adequado de suas funções, no que tange a operacionalização da segurança. Considerando essas três qualidades de Carlos, compreende características de conhecimento técnico no que tange a segurança de dignitários:

  • a)
    o saber acerca das leis, normas, regulamentos e doutrinas de segurança, bem como sobre o funcionamento de dispositivos de emergência e de proteção.
  • b)
    a forma como o segurança de dignitário irá comportar-se mentalmente e psicologicamente, controlando suas emoções e mantendo o equilíbrio necessário no momento da ação.
  • c)
    o mecanismo psicológico que traz a tona a verdade ou a mentira, o profissionalismo ou o amadorismo, a sabedoria ou a ignorância, a razão ou a emoção, a vitória ou a derrota.
  • d)
    a habilidade de lidar com os próprios sentimentos, adaptando-os conforme a situação e expressando-os de maneira saudável para si e para o grupo no qual está inserido.
  • e)
    a manutenção do equilíbrio entre razão e emoção, considerando que os excessos costumam trazer consequências prejudiciais à ação no trabalho de segurança.

52345 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

O fornecimento de Equipamento de Proteção Individual − EPI aos empregados gratuitamente é uma obrigação da empresa. Este deve ser adequado ao risco e estar em perfeito estado de conservação e funcionamento, devendo ser fornecido

  • a)
    em situações de emergência, sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos existentes no trabalho ou enquanto medidas de proteção coletivas estiverem sendo implantadas.
  • b)
    prioritariamente em relação a qualquer outra medida de proteção e prevenção, sejam elas de ordem geral e/ou coletivas, de qualquer natureza.
  • c)
    prioritariamente, tão logo o risco seja identificado, quantificado e qualificado, podendo ser adotadas medidas de proteção coletiva em complemento à sua aplicação.
  • d)
    mediante documento que registre sua entrega ao empregado, para que seja identificado o instante a partir do qual o empregado assume a responsabilidade pela higienização e manutenção periódica do EPI.
  • e)
    mediante registro de fornecimento, que poderá ser feito em livro, ficha ou meio eletrônico, para que seja identificado o momento em que o empregado assume sua responsabilidade pela substituição imediata, sem ônus para o empregador, quando danificado ou extraviado.

52347 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Com relação ao suporte básico de vida, a sequência recomendada para um único socorrista, no atendimento da Ressuscitação Cardiopulmonar − RCP de adultos, realizada por socorristas leigos treinados, deve ser com

  • a)
    30 compressões torácicas seguidas por 1 respiração, a velocidade é no máximo de 100 compressões por minuto e a compressão, deve ser no mínimo, 5 centímetros.
  • b)
    30 compressões torácicas seguidas por 2 ventilações, sendo a velocidade de 100 a 120 compressões por minuto e a profundidade da compressão deve ser pelo menos 5 a 6 centímetros no máximo.
  • c)
    15 compressões torácicas seguida de uma ventilação, a velocidade não deve ultrapassar de 100 compressões por minuto e a compressão torácica não deve ultrapassar de 5 centímetros.
  • d)
    100 compressões por minutos e 1 ventilação, repetir o procedimento até a chegada de profissional socorrista com treinamento adicional, com um Desfibrilador Externo Automático − DEA.
  • e)
    o reconhecimento da ausência ou a anormalidade da respiração e deve identificar a ausência de resposta com gasping ou respiração agônica em várias apresentações e descrições clínicas para atendente de emergência.

52350 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Nos locais de trabalho, em uma situação de emergência ou sinistro, os colaboradores que se encontram nos setores devem seguir os procedimentos para evacuação. Segundo a NR-23, em conformidade com a legislação estadual e as normas técnicas aplicáveis, a largura para a passagem de uma fila de pessoas é fixada em

  • a)
    0,80 m.
  • b)
    1,20 m.
  • c)
    1,00 m.
  • d)
    0,90 m.
  • e)
    0,55 m.

57129 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Um indivíduo com uma faca tenta agredir um segurança patrimonial após uma discussão ou desinteligência no acesso a edificação. Neste caso, embasado nas técnicas de defesa pessoal, pode-se afirmar que o segurança deve

  • a)
    se aproximar do agressor para diminuir a área de raio de ação e investir em golpes com quedas e imobilização.
  • b)
    se aproximar em relação ao agressor, fazendo com que a distância da área de engajamento diminua, dificultando os movimentos do agressor com a faca e tentar imobilizá-lo.
  • c)
    manter a distância dentro da área de risco, em posição defensiva, e não investir em ataques, aguardar o agressor atacar com a faca e realizar projeção ou manobra de uma alavanca, com uso dos braços, para desarmá-lo.
  • d)
    fazer com que a área do corpo ou a área de combate do agressor diminua para ter menos espaço do movimento de braço com a faca.
  • e)
    se prevenir e controlar o agressor, valer-se de métodos e técnicas de defesa pessoal, com o uso de força excessiva.

57130 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Ao final do curso, o aluno, uma vez aprovado e capacitado para o exercício de segurança privada, deverá apresentar indicadores relacionados ao desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes. O único indicador que NÃO se enquadra nesse perfil é

  • a)
    identificar os agentes nocivos no ambiente de trabalho e desenvolver hábitos de empatia no trabalho.
  • b)
    defender-se com o uso de técnicas adequadas e manter-se saudável e em forma física.
  • c)
    identificar condutas ilícitas descritas na legislação penal e executar uma vigilância dinâmica e alerta, interagindo com o público em geral.
  • d)
    aplicar primeiros socorros e proteger o meio ambiente.
  • e)
    adotar medidas iniciais de prevenção e de combate a incêndios, operar com técnica e segurança equipamentos de comunicação, alarmes e outras tecnologias de vigilância patrimonial.

57153 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Considere quatro veículos de transporte coletivo pertencentes a uma empresa de ônibus, que ainda estão em utilização:

− veículo A − produzido em novembro de 1997;

− veículo B − produzido em janeiro de 1998;

− veículo C − produzido em julho de 2001;

− veículo D − produzido em dezembro de 2005.

Considerando que o proprietário e os fabricantes dos veículos A, B, C e D atendem completamente as disposições da Lei Federal nº 10.048/2000,

  • a)
    o proprietário da empresa precisou proceder às adaptações nos veículos A, B e C necessárias ao acesso facilitado das pessoas portadoras de deficiência, enquanto o veículo D foi obrigado a ser planejado, antes de sua produção, de forma a facilitar o acesso de pessoas portadoras de deficiência a seu interior.
  • b)
    o proprietário da empresa precisou proceder às adaptações nos veículos A e B necessárias ao acesso facilitado das pessoas portadoras de deficiência, enquanto os veículos C e D foram obrigados a serem planejados, antes de sua produção, de forma a facilitar o acesso de pessoas portadoras de deficiência a seu interior.
  • c)
    o proprietário da empresa precisou proceder às adaptações nos quatro veículos, A, B, C e D, necessárias ao acesso facilitado das pessoas portadoras de deficiência.
  • d)
    os quatro veículos, A, B, C e D, foram obrigados a serem planejados, antes de sua produção, de forma a facilitar o acesso de pessoas portadoras de deficiência a seu interior.
  • e)
    o proprietário da empresa precisou proceder às adaptações no veículo A necessárias ao acesso facilitado das pessoas portadoras de deficiência, enquanto os veículos B, C e D foram obrigados a serem planejados, antes de sua produção, de forma a facilitar o acesso de pessoas portadoras de deficiência a seu interior.

57154 FCC (2017) - DPE-RS - Técnico - Segurança Institucional / Segurança e Saúde no Trabalho

Conforme disposições da NR-5, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de uma empresa tem por atribuição, dentre outras,

  • a)
    executar a paralisação de máquina ou setor onde considere haver risco grave e iminente à segurança e saúde dos trabalhadores.
  • b)
    determinar, a utilização, pelo trabalhador, de Equipamentos de Proteção Individual − EPI, de acordo com o que determina a NR-6, desde que a concentração, a intensidade ou característica do agente de risco presente assim o exija.
  • c)
    responsabilizar-se tecnicamente, pela orientação quanto ao cumprimento do disposto nas NR aplicáveis às atividades executadas pela empresa e/ou seus estabelecimentos.
  • d)
    colaborar no desenvolvimento e implementação do Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional − PCMSO e Programa de Prevenção de Riscos Ambientais − PPRA e de outros programas relacionados à segurança e saúde no trabalho.
  • e)
    analisar e registrar, em documento específico e com base técnico-científica, todos os acidentes ocorridos na empresa ou estabelecimento, com ou sem vítima, e todos os casos de doença ocupacional, descrevendo a história e as características do acidente e/ou da doença ocupacional, os fatores ambientais, as características do agente e as condições do(s) indivíduo(s) portador(es) de doença ocupacional ou acidentado(s).