53 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

144043 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Direito Administrativo

Vinicius, servidor público federal, pretende tirar licença

para capacitação profissional. A propósito de tal licença e

nos termos da Lei n 8.112/90, é INCORRETO afirmar que

  • a)

    é concedida sem prejuízo da respectiva remuneração do servidor.

  • b)

    se pode dar após cada quinquênio de efetivo exercício.

  • c)

    é concedida no interesse da Administração.

  • d)

    se dá com o afastamento do exercício do cargo efetivo.

  • e)

    tem, como prazo máximo, o período de dois meses.

150459 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Ao lado de razões mais pessoais, marcadas por alguma subjetividade, o autor indica, como prova objetiva da utilidade de certos prefácios, o fato de que

  • a)
    Machado de Assis os julgava obras–primas pelo poder de alta concisão de que seriam capazes.
  • b)
    eles antecipam, para o leitor mais desavisado, alguns fragmentos essenciais à compreensão do texto principal.
  • c)
    algumas bibliografias valorizam–nos de modo especial, em detrimento do texto principal do livro.
  • d)
    as apresentações da poesia de Cecília Meireles faziam ver tanto a beleza dos poemas como a da escritora.
  • e)
    os prefaciadores são escolhidos a partir de um critério inteiramente idôneo, o que impede favoritismos.

150460 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Está inteiramente clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:

  • a)
    Ao contrário dos que consideram os prefácios tão inúteis quanto inconvenientes, o autor julga que muitas dessas apresentações são mais atraentes e substanciosas do que o texto principal.
  • b)
    Embora hajam apresentações bem realizadas de livros, é indiscutível que boa parte delas primem pela inutilidade, inconveniência ou mesmo assumam o caráter de um estraga–prazeres.
  • c)
    Há discordâncias quanto ao valor ou não dos prefácios, uma vez que alguns concordam com seu intento esclarecedor, ao passo que outros o negam, em razão de argumentos não valorativos.
  • d)
    O autor acredita de que a maioria dos prefácios pode mesmo carecer de valor, ainda que em muitos casos, ao contrário, se estabelece uma utilidade insuspeita que chega a valorizá–lo mais que à obra.
  • e)
    Não seria bom para um escritor, que viesse a ter como autor de seu prefácio um colega mais talentoso, tanto que isso poderia acarretar, nas bibliografias, uma importância exclusiva para o texto introdutório.

150461 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Sistemas Operacionais (TI)

Um Sistema Operacional (SO) realiza o gerenciamento

I , que inclui o fornecimento do sistema de arquivos para a representação de arquivos e diretórios e o gerenciamento do

espaço em dispositivos com grande capacidade de armazenamento de dados.

II , que são a unidade básica de trabalho do SO. Isso inclui a sua criação, sua exclusão e o fornecimento de mecanismos

para a sua comunicação e sincronização.

III , controlando que partes estão sendo usadas e por quem. Além disso, é responsável pela alocação e liberação dinâmica

de seu espaço.

As lacunas I, II e III são, correta e respectivamente, preenchidas por:

  • a)

    de armazenamento – de processos – de memória

  • b)

    em memória secundária – de serviços – em memória principal

  • c)

    de arquivos – de barramentos – de discos

  • d)

    de discos – de threads – de cache

  • e)

    de I/O – de tempos de CPU – de RAM

150462 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Governança de TI (TI)

De acordo com a ITIL v3, as requisições de serviço

  • a)

    são gerenciadas pelo processo Cumprimento de Requisições, normalmente em conjunto com o controle de operações de TI, do estágio Desenho de Serviços.

  • b)

    são uma declaração formal de um usuário em relação àquilo que é necessário, por exemplo, um requisito de nível de serviço, um requisito de projeto ou os entregáveis necessários para um processo.

  • c)

    são requeridas para implementar uma mudança padrão e elas são registradas e rastreadas usando um PPO (Procedimento Padrão de Operação).

  • d)

    podem estar vinculadas a uma requisição para mudança como parte do processo Cumprimento de Requisições, do estágio Operação de Serviço.

  • e)

    possuem tipos de categorias que são usadas para distinguir as requisições feitas a uma central de serviços, como evento, falha, requisição de mudança, reclamação e pedido de instalação de software.

150463 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Não classificada

O Capítulo II da Instrução Normativa MP/SLTI no 04, de 12 de novembro de 2010, está divido em 3 seções que contemplam todo o procedimento para execução das fases de Planejamento da Contratação, Seleção de Fornecedor e Gerenciamento do Contrato. Na Seção II do capítulo II, que trata da Seleção de Fornecedor, afirma–se que

  • a)
    a fase de Seleção do Fornecedor se encerrará com a assinatura do contrato e com a nomeação do Gestor do Contrato.
  • b)
    caberá exclusivamente à Área Jurídica apoiar tecnicamente o pregoeiro ou a Comissão de Licitação na análise e julgamento das propostas e dos recursos apresentados pelos licitantes.
  • c)
    caberá exclusivamente à Área de Planejamento e Contratação apoiar tecnicamente o pregoeiro ou a Comissão de Licitação na resposta aos questionamentos ou às impugnações dos licitantes.
  • d)
    caberá à Área de Licitações conduzir as etapas da fase de Seleção do Fornecedor.
  • e)
    caberá à Área de Licitações analisar as sugestões feitas pela área de TI para o Termo de Referência ou Projeto Básico e demais documentos.

150464 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Redes de Computadores (TI)

Após a finalização das escolhas do cabeamento e dos equipamentos, o Analista decidiu configurar logicamente a rede utilizando

o conceito de sub–rede na rede local e otimizar o seu desempenho. Para que a sub–rede criada acomode todos os

30 computadores, a máscara de sub–rede utilizada deve ser:

  • a)

    255.255.255.252

  • b)

    255.255.255.240

  • c)

    255.255.255.224

  • d)

    255.255.255.192

  • e)

    255.255.255.255

150465 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Sistemas Operacionais (TI)

Um usuário do sistema operacional Linux criou um arquivo com as seguintes características apresentadas utilizando o comando

De acordo com as informações apresentadas, pode–se dizer que

  • a)

    qualquer usuário pode ler o arquivo abcd.

  • b)

    somente abcd pode executar o arquivo efgh.

  • c)

    efgh pode ler e escrever o arquivo abcd.

  • d)

    somente abcd pode ler o arquivo efgh.

  • e)

    qualquer usuário pode acessar o arquivo efgh.

153671 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Governança de TI (TI)

André trabalha como Analista Judiciário e, analisando o modelo de maturidade do CobiT 4.1, concluiu que a performance atual

do TRT da 16 Região nos seus processos de TI encontra–se no seguinte patamar: “os processos evoluíram para um estágio em

que procedimentos similares são seguidos por diferentes funcionários fazendo a mesma tarefa. Mas não existe um treinamento

formal ou uma comunicação dos procedimentos padronizados e a responsabilidade é deixada com cada um dos funcionários.

Há um alto grau de confiança no conhecimento por parte deles e, consequentemente, erros podem ocorrer".

O TRT da 16 Região encontra–se no nível de maturidade

  • a)

    3 (Processo Definido) e o próximo nível de maturidade a ser alcançado é o nível 4 (Gerenciado e Mensurável). No nível 4, a gerência passa a monitorar e medir a aderência aos procedimentos e adotar ações em que os processos parecem não funcionar muito bem no TRT da 16 Região. Os processos estarão em constante aprimoramento e fornecerão boas práticas. Automação e ferramentas serão utilizadas de uma maneira limitada ou fragmentada.

  • b)

    4 (Gerenciado e Mensurável) e o próximo nível de maturidade a ser alcançado é o nível 5 (Processo Definido). No nível 5, a gerência passa a monitorar e medir a aderência aos procedimentos e adotar ações em que os processos parecem não funcionar muito bem no TRT da 16 Região. Os processos estarão em constante aprimoramento e fornecerão boas práticas. Automação e ferramentas serão utilizadas de uma maneira limitada ou fragmentada.

  • c)

    2 (Repetível, porém Intuitivo) e o próximo nível de maturidade a ser alcançado é o nível 3 (Processo Definido). No nível 3, os procedimentos terão sido padronizados, documentados e comunicados através de treinamento. Todos do TRT da 16 Região devem seguir estes processos, mas possivelmente desvios não serão detectados. Os procedimentos não serão sofisticados, mas existirá a formalização das práticas existentes.

  • d)

    1 (Inicial / Ad hoc) e o próximo nível de maturidade a ser alcançado é o nível 2 (Repetível, porém Intuitivo). No nível 2, os procedimentos terão sido padronizados, documentados e comunicados através de treinamento. Todos do TRT da 16 Região devem seguir estes processos, mas possivelmente desvios não serão detectados. Os procedimentos não serão sofisticados, mas existirá a formalização das práticas existentes.

  • e)

    3 (Repetível, porém Intuitivo) e o próximo nível de maturidade a ser alcançado é o nível 4 (Gerenciado e Mensurável). No nível 4, os processos terão sido refinados a um nível de boas práticas, baseado no resultado de um contínuo aprimoramento e modelagem da maturidade como em outros Tribunais. A TI passará a ser utilizada no TRT da 16 Região como um caminho integrado para automatizar o fluxo de trabalho, provendo ferramentas para aprimorar a qualidade e efetividade, tornando a organização rápida em adaptar–se.

153902 FCC (2014) - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Português

Mostrar/Esconder texto associado

Quanto à pontuação, a frase inteiramente correta é:

  • a)
    Já pela má fama adquirida já por preconceito, sempre haverá por parte de certos leitores, alguma relutância diante da leitura de um prefácio.
  • b)
    O autor do texto não hesita honestamente, de recorrer a experiências pessoais, para demonstrar sua tese, favorável em boa parte à existência mesma dos prefácios.
  • c)
    A escritora Cecília Meireles tão talentosa quanto bonita, é citada no texto como parâmetro de excelência, na comparação com uma jovem, bela e pouco inspirada poetisa.
  • d)
    Muita gente acabará por confessar tal como fez o autor, que um prefácio pode prender nossa atenção, com muito mais força, do que o texto principal de uma obra.
  • e)
    O autor conclui, não sem razão, que as bibliografias que indicam apenas o prefácio de uma obra permitem deduzir, não há dúvida, que o restante do livro não importa muito.