Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 42 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 42 questões gratuitas para resolução." />
42 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

147786 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Enfermagem

Em relação aos contatos de Hanseníase, o MS (2010)

considera que

  • a)

    na incerteza de cicatriz vacinal da BCG-ID ao exame dos contatos intradomiciliares adultos, não se recomenda aplicar uma dose da mesma porque essa indicação limita-se aos contatos na faixa etária de zero a dois anos de idade.

  • b)

    todo contato de Hanseníase deve receber a orienta- ção de que a BCG-ID é uma vacina específica para este agravo.

  • c)

    contatos intradomiciliares de Hanseníase com menos de um ano de idade, que já foram vacinados com a BCG-ID, não necessitam de aplicação de outra dosedesta vacina.

  • d)

    para todo contato de Hanseníase HIV positivo ou com AIDS se contraindica a aplicação de imunobiológicos, inclusive a BCG-ID.

  • e)

    a vacina BCG-ID tem aplicação restrita nos contatos intradomiciliares com presença de sinais e sintomas de Hanseníase, no momento da avaliação.

147787 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Segurança e Saúde no Trabalho

A fim de cumprir os dispositivos legais de proteção, segurança

e saúde dos colaboradores e do ambiente de trabalho,

faz-se necessário que o enfermeiro conheça as

competências dos profissionais integrantes do Serviço Especializado

em Engenharia de Segurança e em Medicina

do Trabalho - SESMT. De acordo com a NR 4, são estabelecidas

as seguintes ações:

I.Promover a realização de atividades de conscientização,

educação e orientação dos trabalhadores

para a prevenção de acidentes do trabalho e doen-

ças ocupacionais, tanto através de campanhas,

quanto de programas de duração permanente.

II.Esclarecer e conscientizar os empregadores sobre

acidentes do trabalho e doenças autoimunes, estimulando-os

em favor da prevenção.

III.Exercer atividades essencialmente prevencionistas,

sendo vedado o atendimento de emergência.

Está correto o que consta em

  • a)

    I e II, apenas.

  • b)

    I, apenas.

  • c)

    I, II e III.

  • d)

    II e III, apenas.

  • e)

    III, apenas.

147788 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Não classificada

As ações dirigidas à população com um ou mais fatores associados ao risco de uso de drogas, como aos filhos de dependentes químicos, fazem parte da prevenção

  • a)
    universal.
  • b)
    seletiva.
  • c)
    indicada.
  • d)
    terciária.
  • e)
    secundária.

147789 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Enfermagem

A Prova do Laço é um procedimento obrigatório em todos

os casos suspeitos de Dengue e consiste em desenhar um

  • a)

    círculo de 2,5 cm de cada lado no antebraço do paciente (a área mais apropriada é o terço médio ventral do antebraço); realizar a aplicação de um derivado proteico purificado por via intradérmica (0,1 mL); o local da aplicação se mantém endurecido por cerca de dez minutos. Decorridos este tempo, a prova será considerada positiva se houver o aparecimento de 20 ou mais petéquias em adultos e 5 ou mais em crianças.

  • b)

    círculo de 2,5 cm de cada lado (ou uma área ao redor da falange distal do polegar) na região da panturrilha do paciente; medir a Pressão Arterial com o paciente na posição em pé e no caso da Pressão Arterial Sistêmica maior que 14 mmHg colocar o paciente na posição deitada e com os membros inferiores fletidos por, aproximadamente, 3 minutos (para adultos e crianças). A prova será positiva se houver o aparecimento de petéquias ou equimoses no desenho da panturrilha, independente do número.

  • c)

    quadrado de 2,5 cm de cada lado no terço proximal do antebraço direito do paciente; colocar o paciente deitado em decúbito dorsal com o membro superior direito apoiado sobre o abdômen; garrotear o antebraço dois dedos acima da marca do desenho por, aproximadamente, 3 minutos (tomar cuidado para não apertar demasiadamente o garrote). A prova será considerada positiva, se houver mais de 10 petéquias em adultos e crianças.

  • d)

    círculo de 2,5 cm de cada lado no terço proximal do antebraço direito do paciente e verificar a pressão arterial com ele deitado; insuflar novamente o manguito até atingir o valor da pressão arterial sistólica medida anteriormente e manter por 3 minutos em adulto (em criança 2 minutos) ou até o aparecimento de petéquias ou equimose. A prova será considerada positiva se houver acima de 15 petéquias emadultos e crianças.

  • e)

    quadrado de 2,5 cm de cada lado no antebraço do paciente e verificar a pressão arterial (deitada ou sentada); calcular o valor médio: (PAS + PAD)/2; insuflar novamente o manguito até o valor médio e manter por 5 minutos em adulto (em crianças, 3 minutos) ou até o aparecimento de petéquias ou equimose; contar o número de petéquias no quadrado. A prova será positiva se houver 20 ou mais petéquias em adultos e 10 ou mais em crianças.

147790 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Enfermagem

Para implantar a Sistematização da Assistência de Enfermagem

em uma unidade ambulatorial, os enfermeiros da

unidade, inicialmente, devem adotar um marco conceitual

que fundamente a prática assistencial que o serviço almeja

alcançar. Este marco denomina-se

  • a)

    Teoria de Donabedian.

  • b)

    Regimento de Enfermagem.

  • c)

    Diagnóstico de Enfermagem.

  • d)

    Manual de Normas e Rotinas de Enfermagem.

  • e)

    Teoria de Enfermagem.

147791 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Epidemiologia

Em vigilância epidemiológica, a definição de casos tem o

objetivo de possibilitar a comparação entre sua ocorrência

em diferentes áreas geográficas e épocas. De acordo com

o Ministério da Saúde, os casos são classificados em

I.suspeitos.

II.confirmados.

III.descartados.

Está correto o que consta em

  • a)

    II e III, apenas.

  • b)

    I e II, apenas.

  • c)

    I, II e III.

  • d)

    I e III, apenas.

  • e)

    II, apenas.

147792 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Enfermagem

Muitos produtos processados no Centro de Material e Esterilização

- CME possuem particularidades que requerem

atenção e, cada vez mais, alta especialização dos profissionais

atuantes. A segurança do sucesso da esterilização

é uma responsabilidade administrativa do enfermeiro do

CME, portanto, é altamente recomendado pela Sociedade

Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação

Anestésica e Centro de Material e Esterilização a

  • a)

    terceirização da esterilização dos produtos utilizados na assistência respiratória e em videocirurgias.

  • b)

    elaboração de Procedimentos Operacionais Padrão ou descrição detalhada das etapas do processamento para cada tipo de material.

  • c)

    elaboração do laudo técnico da autoclave, realizada pelo enfermeiro, logo após a sua calibração.

  • d)

    substituição de equipamentos com mais de 8 anos de uso, independente do processo de qualificação do equipamento.

  • e)

    esterilização, no ambiente hospitalar, dos artigos acondicionados em campos de algodão por calor seco.

158584 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Enfermagem

Ao prestar assistência a uma mulher que ingressa no

hospital, com aborto espontâneo de repetição, o enfermeiro,

dentre outros,

  • a)

    orienta que suspenda quaisquer métodos contraceptivos, a de fim protegê-la do sofrimento psicológico relacionado à proibição de engravidar, evitando consequências físicas futuras.

  • b)

    orienta que a recuperação da fertilidade pode ser quase que imediata após o abortamento e que, por conseguinte, a anticoncepção deve iniciar-se também de imediato, até que ela seja encaminhada aum serviço especializado.

  • c)

    expõe que a anticoncepção é opcional e, caso a mesma opte pelo DIU, explica que a inserção deste deve ser realizada no início do esvaziamento uterino por curetagem.

  • d)

    incentiva a mesma, enquanto aguarda o encaminhamento a um serviço especializado, a manter o padrão de vida sexual habitual, a fim de não criar nenhumabarreira psicológica relacionada à concepção.

  • e)

    enfatiza que, caso reinicie sua vida sexual até 45 dias pós abortamento, não há necessidade de se proteger por algum método anticoncepcional.

158585 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Não classificada

O MS (2013) aponta alguns dos efeitos provocados pelo consumo de substâncias psicoativas associadas ao tratamento com antirretrovirais em PVHA (pessoas vivendo com HIV/Aids), como

  • a)
    o fumo, que faz com que estes pacientes apresentem maior contagem de CD4, menor carga viral e mais sintomas de depressão do que aqueles que não fazem uso.
  • b)
    a cocaína, que tem sido associada à evolução mais lenta da doença, provavelmente pela baixa adesão ao tratamento associada ao enfraquecimento do sistemaimunológico.
  • c)
    o ecstasy e outras anfetaminas modificadas, que podem diminuir seus níveis séricos em até três vezes quando associadas aos inibidores da protease.
  • d)
    o álcool associado aos ansiolíticos, que apagam o efeito da embriaguez.
  • e)
    o tabaco, que aumenta o risco de acidente cardiovascular e infarto, já que muitos retrovirais causam dislipidemia.

158586 FCC (2014) - MPE-PE - Analista Judiciário - Enfermagem / Enfermagem

Como medida de segurança nos serviços de enfermagem,

o enfermeiro deve estar atento aos fatores de risco que

podem causar agravos à saúde e à segurança dos trabalhadores.

Dentre os riscos classificados pelo Ministério

do Trabalho e Emprego, de acordo com a sua natureza,

encontram-se os fatores de risco de acidente que são,

dentre outros,

  • a)

    probabilidade de incêndio ou explosão, jornadas de trabalho prolongadas, vibrações.

  • b)

    eletricidade, esforço físico intenso, animais peçonhentos.

  • c)

    iluminação inadequada, armazenamento inadequado, arranjo físico inadequado.

  • d)

    radiações ionizantes, eletricidade, trabalho em turno e noturno.

  • e)

    levantamento e transporte manual de peso, probabilidade de incêndio ou explosão, vapores.