60 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

153774 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Português

Mostrar/Esconder texto associado

As alternativas apresentam trechos da entrevista que foi concedida por Jorge Luis Borges, em julho de 1985, ao jornalista Roberto D’Ávila. Borges morreria um ano depois. O trecho da entrevista que pode ser diretamente relacionado com as informações autobiográficas dadas no texto indicado para a leitura é:

  • a)
    O fracasso e o sucesso são impostores. Ninguém fracassa tanto como imagina. Ninguém tem tanto sucesso como imagina. Além disso, o que importa o sucesso e o fracasso?.
  • b)
    Quando publico um livro, não sei se teve êxito, se está vendendo. O que disse a crítica. Meus amigos sabem que não devem falar do que escrevo.
  • c)
    Nunca li um jornal na vida. Pra que lê-los? É tudo bobagem. Só falam de viagens de presidentes, congressos de escritores, partidas de futebol.
  • d)
    Nasci aqui no centro de Buenos Aires: Rua Tucumán, quatro ou cinco quadras daqui. Toda a Buenos Aires era de casas baixas com terraços, pátios, campainhas manuais.
  • e)
    Continuo a adquirir livros porque gosto de estar rodeado por eles. Como quando era menino, já que minhas primeiras lembranças são de livros e acho que minhas últimas o serão também.

153775 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Arquitetura

No Levantamento de dados para arquitetura − LV-ARQ devem ser produzidas informações técnicas com os registros de vistorias no local da futura edificação. Tais registros incluem uma grande quantidade de dados entre os quais:

  • a)
    terreno destinado à edificação, leis municipais de parcelamento de solo e de zoneamento, serviços públicos, companhias concessionárias, levantamento topográfico e cadastral, volumes de corte e aterro, sondagem.
  • b)
    terreno destinado à edificação, orientação Norte-Sul, diferença ou alterações ocorridas após o levantamento topográfico e cadastral, volumes de corte e aterro previstos (quando houver), sondagem, vias públicas, perfis e calçadas.
  • c)
    terreno destinado à edificação, vizinhança, orientação Norte-Sul, direção e sentido dos ventos dominantes, leis municipais de parcelamento de solo e de zoneamento, serviços públicos e outras informações relevantes.
  • d)
    levantamento topográfico e cadastral precedente às alterações ocorridas no curso do tempo, edificações existentes no terreno (a demolir ou não), área de construção, número de pavimentos, uso atual, características arquitetônicas e construtivas.
  • e)
    levantamento topográfico, volumes de corte e aterro, sondagem do solo com especificação dos índices de estanqueidade e valores higrométricos, leis municipais de parcelamento do solo e zoneamento.

153776 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Arquitetura

De acordo com as regras estabelecidas pela Resolução nº 52, que aprova o Código de Ética e Disciplina do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil − CAU/BR, o arquiteto e urbanista deve

  • a)
    exercer, manter e defender as prerrogativas da profissão liberal, orientando suas decisões profissionais pela prevalência das considerações artísticas, técnicas e científicas do cliente que o contrata.
  • b)
    defender sua opinião, em qualquer campo da atuação profissional, fundamentando-a na observância do princípio da melhor qualidade, e rejeitando imposições que possam comprometer os seus valores pessoais de conduta ética.
  • c)
    assumir todas as responsabilidades profissionais, técnicas e legais que exacerbam os limites de suas atribuições, habilidades e competências, bem como de seus colaboradores, em seus respectivos campos de atuação.
  • d)
    responsabilizar-se pelas tarefas ou trabalhos executados por seus auxiliares, equipes, ou sociedades profissionais que estiverem sob sua administração ou direção, e assegurar que atuem em conformidade com os melhores métodos e técnicas.
  • e)
    comprovar o conhecimento das disciplinas do campo específico, no caso de ser responsável por atividade docente, não sendo necessário ter executado atividades profissionais relativas às disciplinas lecionadas.

153777 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Português

Mostrar/Esconder texto associado

A afirmação do último parágrafo E não parei de ver Niemeyer, no contexto do texto, permite a pressuposição de que autor

  • a)
    manteve contato pessoal com o arquiteto no exterior.
  • b)
    revisitou o hotel construído pelo arquiteto em Mariana.
  • c)
    encontrou diversas obras do arquiteto em suas viagens.
  • d)
    comprovou em documentos a origem mineira do arquiteto.
  • e)
    divulgou a beleza da obra do arquiteto no exterior.

153778 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Português

Considere a tirinha reproduzida abaixo.

Seguindo-se a regra determinada pelo novo acordo ortográfico, tal como referida no primeiro quadrinho, também deixaria de receber o acento agudo a palavra:

  • a)
    Tatuí.
  • b)
    graúdo.
  • c)
    baiúca.
  • d)
    cafeína.
  • e)
    Piauí.

153779 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Português

Mostrar/Esconder texto associado

O sentido das palavras surpreendia e espantoso (ambas do primeiro parágrafo) é posteriormente retomado no texto pela palavra:

  • a)
    suspeita.
  • b)
    vetusta.
  • c)
    suavemente.
  • d)
    memória.
  • e)
    alumbramento.

153780 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Arquitetura

Para a aprovação, licenciamento ou emissão de certificado de conclusão de projeto arquitetônico ou urbanístico deverá ser atestado o atendimento às regras de acessibilidade previstas nas normas técnicas de acessibilidade da ABNT, na legislação específica e no Decreto nº 5.296/2004. Integra tais documentos a seguinte recomendação:

  • a)
    Nas intervenções em vias e logradouros públicos, o Poder Público e as empresas concessionárias responsáveis pela execução das obras e dos serviços garantirão a circulação segura das pessoas em geral, e em especial, daquelas portadoras de deficiência, por meio de percurso protegido com largura mínima de 1,10 m.
  • b)
    A urbanização das vias, praças, dos logradouros, parques e demais espaços de uso público devem atender exigências que incluem a construção de calçadas assim como o seu rebaixamento com rampa acessível, para a circulação de pedestres, à exceção das situações preexistentes comprovadamente consolidadas.
  • c)
    A construção, ampliação ou reforma de edificações de uso público deve garantir, pelo menos, um dos acessos ao seu interior, com comunicação com todas as suas dependências e serviços, livre de todo tipo de barreiras e de obstáculos que impeçam ou dificultem a sua acessibilidade.
  • d)
    Nas edificações de uso público a serem construídas, os sanitários destinados à utilização por pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida serão distribuídos na razão de, no mínimo, uma cabine em cada pavimento da edificação, preferencialmente com entrada independente dos sanitários coletivos.
  • e)
    Na instalação de elevadores novos ou na troca dos já existentes, em edificação de uso público ou de uso coletivo, pelo menos um deles deverá ter cabine com 1,00 m de largura mínima de acesso, de modo a garantir o acesso e a movimentação de pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida.

153781 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Arquitetura

Foram observadas falhas na fiscalização de obra, com relação à execução de serviços de imprimadura betuminosa impermeabilizante. Indique a alternativa que corresponda a um desses casos frequentes e que devem ser evitados para preservar a qualidade na execução dos serviços.

  • a)
    Antes de iniciar a distribuição do material betuminoso, foram medidas e comparadas entre si as vazões dos bicos de barra de distribuição, de forma a apresentarem uniformidade de aspersão.
  • b)
    A distribuição do material betuminoso foi iniciada somente quando atingida a temperatura necessária à obtenção de viscosidade dentro do veículo distribuidor.
  • c)
    Durante as operações de distribuição do material betuminoso, os serviços foram sustados durante a chuva, para evitar que os agregados estivessem molhados.
  • d)
    A distribuição do material betuminoso foi feita com regador tipo bico de pato por ser o modo mais apropriado quando a superfície não permitir a utilização de barra de distribuição.
  • e)
    No emprego de asfaltos diluídos ou emulsões, o início de cada operação de material betuminoso foi condicionado à cura do material aplicado na camada anterior.

153782 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Arquitetura

Segundo a Lei nº 8.666/1993, que institui normas para licitações e contratos da Administração pública, estão entre as condições indispensáveis para que obras e serviços sejam licitados a existência de

  • a)
    previsão de recursos orçamentários que assegurem o pagamento das obrigações decorrentes de obras ou serviços a serem executados no exercício financeiro em curso, de acordo com o respectivo cronograma.
  • b)
    projeto executivo e orçamento detalhado, ambos analisados pela autoridade competente e disponíveis para exame dos interessados, em participar do processo licitatório.
  • c)
    projeto básico e orçamento sumário em planilhas que apresentem a composição dos principais custos unitários, de acordo com o respectivo cronograma.
  • d)
    estudo e orçamento preliminares analisados pela autoridade competente e disponíveis para exame dos interessados em participar do processo licitatório.
  • e)
    inclusão de fornecimento de materiais e recursos sem previsão de quantidades desde que os quantitativos correspondam às previsões presumíveis com base nos produtos apresentados no projeto básico.

153783 FCC (2014) - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Arquitetura / Arquitetura

As modificações no espaço das edificações em decorrência de novas necessidades de uso podem ser melhor atendidas em função da flexibilidade que o projeto possibilita. Nesse sentido, em um edifício são características importantes:

  • a)
    plantas modularmente coordenadas, divisórias internas removíveis, fixação das áreas molhadas.
  • b)
    formas geométricas regulares, paredes autoportantes, instalações embutidas na alvenaria.
  • c)
    racionalização da estrutura, vãos de médio porte, pátios como reserva de áreas.
  • d)
    estrutura metálica, plantas com várias tipologias, separação da área úmida em relação à seca.
  • e)
    sistemas pré-fabricados, formas laminares, torre de circulação central.