31 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

208157 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Geral

Com relação ao Patrimônio Líquido, é correto afirmar que

  • a)
    as Ações em Tesouraria possuem direito a voto, mas não possuem direito a dividendos e devem ser registradas em conta credora no Patrimônio Líquido.
  • b)
    o valor dos dividendos mínimos obrigatórios proposto e aprovado em assembleia geral deve ser registrado em conta credora no Patrimônio Líquido.
  • c)
    a destinação do lucro para constituição da Reserva Estatutária e da Retenção de Lucros, não poderá ser aprovada, em cada exercício, em prejuízo da distribuição dos dividendos obrigatórios.
  • d)
    o montante das Reservas de Lucros (Legal, Estatutária, para Contingências, Incentivos Fiscais e Retenção de Lucros) que ultrapassar o valor do capital social deve ser distribuído como dividendos.
  • e)
    os valores reconhecidos em Ajustes de Avaliação Patrimonial deverão ser reclassificados para Lucros Acumulados e distribuídos como dividendos quando forem realizados financeiramente.

208158 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Geral

A empresa Vende Tudo SA realizou, em 31/12/2012, uma venda no valor total de R$ 120.000,00. A condição de recebimento pactuada com o cliente foi R$ 40.000,00 à vista e o restante (R$ 80.000,00) para ser recebido em 31/10/2014, embora o prazo normalmente concedido pela empresa fosse de 90 dias. Sabe-se que se o cliente efetuasse a compra à vista, ele pagaria, no total, R$ 106.000,00 (valor presente). Com base nestas informações e na regulamentação vigente, no momento da venda a empresa deve reconhecer receita de venda de

  • a)
    R$ 106.000,00.
  • b)
    R$ 120.000,00.
  • c)
    R$ 106.000,00 e receita financeira de R$ 14.000,00.
  • d)
    R$ 120.000,00 e despesa financeira de R$ 14.000,00.
  • e)
    R$ 120.000,00 e despesa financeira a apropriar de R$ 14.000,00.

208159 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Pública

No âmbito da contabilidade aplicada ao setor público, dentre outros, classificam-se como ingressos extraorçamentários, os valores recebidos a título de

  • a)
    rendimentos de aplicações financeiras não previstos na lei orçamentária anual.
  • b)
    veículos recebidos em doação.
  • c)
    multas e juros sobre impostos recebidos com atraso.
  • d)
    transferências voluntárias.
  • e)
    Operações de Crédito por Antecipação de Receita Orçamentária - ARO.

208160 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Pública

Em relação aos créditos adicionais, é correto afirmar:

  • a)
    entendem-se as autorizações de receitas não previstas e despesas não computadas ou insuficientemente dotadas na lei orçamentária.
  • b)
    os especiais são os destinados a reforço de dotação orçamentária.
  • c)
    tem vigência até o término do exercício financeiro subsequente em que foram autorizados, independentemente do mês de abertura.
  • d)
    a vigência restringe-se ao exercício financeiro em que foram autorizados, exceto os créditos especiais e extraordinários, abertos nos últimos quatro meses do exercício financeiro, que poderão ter seus saldos reabertos por instrumento legal apropriado, situação na qual a vigência fica prorrogada até o término do exercício financeiro subsequente.
  • e)
    a vigência restringe-se ao exercício financeiro em que foram autorizados independentemente do mês de sua abertura.

208161 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Auditoria Governamental

É um dos objetos sujeitos à atuação do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal, nos órgãos da Administração Direta, entidades da Administração Indireta e entidades privadas:

  • a)
    apreciação das contas prestadas anualmente pelos administradores públicos, mediante parecer prévio, que deverá ser elaborado em sessenta dias a contar de seu recebimento.
  • b)
    os processos de concessão de empréstimos a Estados e Municípios destinados a cobrir déficit orçamentário.
  • c)
    avaliação do cumprimento dos limites mínimos de gastos com a segurança pública, a educação e a saúde realizados pelos entes da federação em cada exercício financeiro.
  • d)
    os contratos firmados por gestores públicos com entidades públicas ou privadas para prestação de serviços, execução de obras e fornecimento de materiais.
  • e)
    verificação do cumprimento dos limites e condições relativos à realização de operações de crédito dos entes da Federa- ção, inclusive das empresas por eles controladas, direta ou indiretamente, em cada exercício financeiro.

208162 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Auditoria Governamental

No âmbito do Sistema de Controle Interno do setor público federal, os documentos que fundamentam as informações obtidas nos trabalhos de auditoria e fiscalização denominam-se:

  • a)
    anotações de auditoria.
  • b)
    relatórios de auditoria.
  • c)
    papéis de trabalho.
  • d)
    pareceres de auditoria.
  • e)
    registros das constatações.

226329 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Geral

A Cia. Serra do Mar apresentava, em 31/12/2012, os saldos das seguintes contas:

Com base nestas informações, o total do Patrimônio Líquido da Cia. Serra do Mar SA, em 31/12/2012, era, em reais,

  • a)
    310.700.
  • b)
    313.000.
  • c)
    321.000.
  • d)
    321.600.
  • e)
    329.600.

226330 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Geral

Considere as seguintes assertivas sobre Ativos Intangíveis: I.O custo de um ativo intangível (identificado e separável) adquirido em uma combinação de negócios é o seu valor justo na data da aquisição. II.Os ativos intangíveis gerados internamente, resultantes da fase de pesquisa, devem ser reconhecidos, uma vez que o custo pode ser determinado com segurança. III.Um ativo intangível com vida útil indefinida deve ser reconhecido inicialmente pelo custo, não sofre amortização e está sujeito ao teste de redução ao valor recuperável. Está correto o que se afirma em

  • a)
    III, apenas.
  • b)
    I e II, apenas.
  • c)
    I e III, apenas.
  • d)
    II e III, apenas.
  • e)
    I, II e III.

226331 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Pública

Mostrar/Esconder texto associado

A soma da receita tributária arrecadada, cuja competência é dos Estados, é de

  • a)
    320.
  • b)
    500.
  • c)
    420.
  • d)
    200.
  • e)
    250.

226332 FCC (2013) - DPE-RS - Analista - Contabilidade / Contabilidade Pública

O empenhamento da despesa pública deve estar em consonância com a classificação institucional, funcional e programática. Em relação a classificação da despesa orçamentária, segundo a sua natureza, compõe-se de

  • a)
    categoria econômica, grupo de natureza da despesa e elemento de despesa.
  • b)
    despesa corrente e de capital.
  • c)
    despesa de custeio e de investimentos.
  • d)
    despesa com pessoal, material de consumo, investimentos e amortização da dívida.
  • e)
    programa, projeto, atividade e elemento de despesa.