30 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

211223 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

Jorge de Sá, no livro Crônica (São Paulo: Ática), nos afirma que esse gênero jornalístico “surge primeiro no jornal, herdando a sua precariedade, esse seu lado efêmero de quem nasce no começo de uma leitura e morre antes que se acabe o dia, no instante em que o leitor transforma as páginas em papel de embrulho, ou guarda os recortes que mais lhe interessam num arquivo pessoal”. Sobre a crônica podemos acrescentar que



I. também assume essa transitoriedade, dirigindo-se inicialmente a leitores apressados, que leem nos pequenos intervalos da luta diária.

II. os acontecimentos são extremamente rápidos, e o cronista precisa de um ritmo ágil para poder acompanhá-los.

III. sua estrutura literária é idêntica a do conto, tanto na parte psicológica como na parte narrativa.

IV. sua sintaxe lembra alguma coisa desestruturada, solta, mais próxima da conversa entre dois amigos do que propriamente do texto escrito.



Está correto o que se afirma APENAS em

  • a)
    III e IV.
  • b)
    I.
  • c)
    I e II.
  • d)
    I e III.
  • e)
    I, II e IV.

211224 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

No telejornalismo há um tipo de entrevista conhecido como “povo-fala”, cujo objetivo é retratar a opinião de várias camadas da população. Essa entrevista também é conhecida por

  • a)
    denunciativa.
  • b)
    noticiosa.
  • c)
    coletiva.
  • d)
    enquete.
  • e)
    investigativa.

211225 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

Muitos editores e diagramadores utilizam, como um recurso tipográfico e com clara intenção estética, uma letra em um corpo maior no início do parágrafo. Chamamos essa letra de

  • a)
    versalete.
  • b)
    grifo.
  • c)
    capitular.
  • d)
    cursiva.
  • e)
    haste.

211226 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

Nos Estados Unidos, na década de 1910, buscou-se construir a Comunicação como uma ciência social de bases empíricas. Uma escola que se desenvolveu na academia nesse contexto colocou um enfoque microssociológico sobre os modos de comunicação na organização da comunidade. Tal enfoque se harmonizava com uma reflexão sobre o papel da ferramenta científica na resolução dos grandes desequilíbrios sociais. Esta Escola chama-se

  • a)
    Mass Communication Research.
  • b)
    Escola de Chicago.
  • c)
    Escola de Shannon.
  • d)
    Escola de Frankfurt acolhida na Califórnia.
  • e)
    Centro de Estudos Culturais Contemporâneos.

211227 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

O sociólogo Warren Breed publicou, em 1955, um artigo no qual defende que o jornalista se conforma mais com as normas editoriais da política editorial da organização - empresa - jornalística para a qual trabalha do que com as crenças pessoais. Ele afirma que o jornalista acaba “socializado” na política editorial por uma sucessão sutil de recompensas e punições. Esta análise é conhecida como teoria

  • a)
    organizacional.
  • b)
    da ação política.
  • c)
    interacionista.
  • d)
    do espelho.
  • e)
    do gatekeeper.

211228 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

A partir do Capítulo V - Da Comunicação Social, do Título VIII - Da Ordem Social, da Constituição Federal brasileira, é correto afirmar:



I. A publicação de veículo impresso depende de autorização do poder municipal e, no caso de Brasília, do Governo Distrital.

II. Um dos princípios da produção de Rádio e TV é a preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas.

III. É vedada censura de natureza política, ideológica e artística, mas propaganda de tabaco, bebidas alcoólicas, agrotóxicos, medicamentos e terapias está sujeita a restrições.

IV. O capital total e o capital votante das empresas jornalísticas e de radiodifusão deverá pertencer integralmente a brasileiros natos ou naturalizados há mais de dez anos.



Está correto o que se afirma APENAS em

  • a)
    I e II.
  • b)
    I e III.
  • c)
    II e III.
  • d)
    I e IV.
  • e)
    II e IV.

211229 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

A finalidade básica da infografia é

  • a)
    preencher espaços da página (impresso) ou do monitor (web).
  • b)
    codificar iconograficamente informações que não podem ser escritas.
  • c)
    introduzir na mídia impressa a linguagem televisiva.
  • d)
    enriquecer o texto, permitindo que o leitor visualize o assunto em pauta.
  • e)
    reduzir a necessidade de uso da linguagem verbal escrita e da fotografia.

217839 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

Dentro da política de comunicação implementada pelo Ministério das Comunicações, as rádios comunitárias têm como um dos seus objetivos

  • a)
    descentralizar as verbas publicitárias gerando novos negócios.
  • b)
    dar participação a todos os partidos com representação no congresso.
  • c)
    facilitar a transmissão do sinal radiofônico das grandes redes.
  • d)
    redistribuir as faixas de AM e FM no espectro eletromagnético.
  • e)
    abrir a programação e a participação para os moradores da área da rádio.

217840 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

Sua função primordial é possibilitar uma melhor descrição de um ambiente ou de um personagem, a fim de permitir ao leitor situar diferentes elementos que int erferem na informação principal da notícia.



(Lustosa, Elcias. O texto da notícia. Brasília: Ed. UnB.)



Esta definição é de

  • a)
    olho.
  • b)
    box.
  • c)
    texto-legenda.
  • d)
    manchete.
  • e)
    pauta.

217841 FCC (2013) - AL-RN - Analista Legislativo - Jornalismo / Jornalismo

Considere as imagens abaixo publicadas em Edição e design.







O autor recomenda, com relação às legendas, que a melhor maneira de diagramá-las é tal como vemos na imagem II, pois

  • a)
    o trabalho extra de ficar procurando as explicações é um incômodo para o leitor que olha rápido.
  • b)
    elas não devem ficar concentradas no canto esquerdo da página, o que ocasiona baixo índice de leitura.
  • c)
    as fotos todas no centro da página causam uma certa confusão visual para aquele que vai lê-la.
  • d)
    nesse tipo de editoração todas as fotos utilizadas na matéria deverão ter o mesmo tamanho.
  • e)
    a página I deixou de seguir o projeto editorial da publicação, o que não é o caso da II.