30 resultados encontrados para . (0.014 segundos)

01492 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

O Manual de Prevenção das DST/HIV/Aids em Comunidades Populares do Ministério da Saúde (Brasília, DF, 2008) aponta que a Aids hoje atinge a todos os grupos sociais, independentemente de classe, sexo, raça ou etnia, orientação sexual e faixa etária, o que significa que estamos todos vulneráveis. A ideia de vulnerabilidade, segundo o Manual, surgiu para explicar que a relação entre a saúde e a doença


  • a)
    de uma pessoa depende de ela ter tido DST (doença sexualmente transmissível) anterior e se foi bem sucedida no tratamento, sem recorrências.
  • b)
    de uma pessoa ou de um grupo está diretamente relacionada à orientação recebida dos professores na escola.
  • c)
    de indivíduos depende de como se apresentam “pontos fortes”, que definem a exposição ao HIV.
  • d)
    depende de pessoa a pessoa e se ela utilizou do serviço de saúde a partir dos 10 anos, quando entra- se na puberdade.
  • e)
    não se dá em função das atitudes das pessoas, mas está diretamente relacionada ao ambiente e suas relações.

01493 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Quando o juiz determina perícia psicológica em uma ação de interdição, ele necessita conhecer
  • a)
    a capacidade do indivíduo em reger sua própria pessoa e administrar seus bens.
  • b)
    a condição do indivíduo no tocante ao exercício de sua parentalidade.
  • c)
    somente a capacidade do indivíduo em se manter sóbrio diante da oferta e disponibilidade do álcool e de outras drogas na nossa sociedade.
  • d)
    se há condições emocionais familiares para colaborar na manutenção de seu parente na internação em estabelecimento de Medida de Segurança.
  • e)
    a condição de cessação de periculosidade do indivíduo, visando possível progressão no regime de cumprimento da pena.

01494 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Segundo a Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, nos transtornos psicóticos agudos predominantemente delirantes (F23.3) são comuns os delírios de perseguição, sendo as alucinações usualmente


  • a)
    auditivas.
  • b)
    visuais.
  • c)
    olfativas.
  • d)
    gustativas.
  • e)
    táteis.

01495 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV-TR) indica que a maioria dos indivíduos com esquizofrenia tem insight pobre em relação ao fato de que sofrem de uma doença


  • a)
    borderline.
  • b)
    neurótica.
  • c)
    psicopática.
  • d)
    psicótica.
  • e)
    social.

01496 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Segundo o Código de Ética Profissional do Psicólogo, o psicólogo, quando requisitado a depor em juízo,
  • a)
    não poderá prestar informações dado que é dever do psicólogo respeitar o sigilo profissional (Art. 9° ).
  • b)
    poderá prestar informações, considerando o previsto no Código de Ética Profissional do Psicólogo (Art. 11).
  • c)
    não poderá prestar informações, dado que o psicólogo deve garantir a proteção integral do atendido (Art. 8o parágrafo 2º).
  • d)
    poderá prestar somente informações se forem sobre indivíduo(s) maior(es) de 18 anos, com antecedente infracional (Art. 10, parágrafo único).
  • e)
    não poderá prestar informações no caso de atendimento a crianças e adolescentes, dado que para fazê-lo, dependeria da autorização dos pais do(s) menor(es) por escrito (Art. 13).

01497 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

A Análise Transacional trata da comunicação humana (da pessoa consigo mesma e em relação aos outros) e propõe que, em uma situação de relacionamento com o outro, cada indivíduo exibirá um estado do Eu. No Estado do Eu Adulto, entre outros aspectos, estão


  • a)
    os impulsos, as emoções e a criatividade.
  • b)
    as ordens, as recriminações e os conselhos.
  • c)
    a coleta objetiva de dados, a organização e a avaliação dos fatos.
  • d)
    a inadaptação à realidade, os sonhos e as tradições.
  • e)
    os sentimentos naturais, as fantasias e a capacidade de amar.

01498 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

A terapia cognitiva emprega técnicas cognitivas e comportamentais cuja escolha deve ser feita a partir da conceitualização cognitiva de cada caso. A técnica utilizada quando uma das distorções predominantes é o pensamento dicotômico; em que o terapeuta constrói um gráfico linear de 0 a 100% para a característica avaliada, em termos de tudo ou nada; na qual o terapeuta solicita que o paciente compare seu desempenho com o de outros indivíduos, posicionando-se no gráfico, corresponde à técnica denominada
  • a)
    técnica da seta descendente.
  • b)
    registros de pensamentos disfuncionais (RPD).
  • c)
    identificação de distorções cognitivas.
  • d)
    técnica do gráfico em forma de pizza.
  • e)
    continuum cognitivo.

01499 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Na avaliação de aspectos da personalidade de um indivíduo, levam-se em conta vários fatores, entre eles, a rigidez ou ineficiência do superego, que se refere a
  • a)
    capacidade de enfrentar dificuldades e tolerar perdas e separações e de lidar com aumento de ansiedade.
  • b)
    repressão, racionalização, negação, dissociação, projeção e idealização.
  • c)
    intransigência, normas rígidas, severidade para consigo mesmo e perfeccionismo.
  • d)
    agressão, sexualidade, ansiedade, relacionadas ou não à eficácia no controle e na repressão dos impulsos e dos afetos.
  • e)
    dependência, submissão, sadismo/masoquismo, evitação e distanciamento.

01500 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

A abordagem junguiana define a disposição introvertida como a que
  • a)
    emana de um movimento positivo do interesse subjetivo no sentido do objeto.
  • b)
    se orienta de acordo com a percepção e o conhecimento que representa a disposição objetiva capaz de admitir a excitação dos sentidos.
  • c)
    se dá pelo fluir da libido de dentro para fora, gerando a relação evidente do sujeito com o objeto.
  • d)
    observa as condições exteriores, mas elege como decisivas as determinações de caráter subjetivo.
  • e)
    implica o movimento do sujeito sempre àquilo que recebe do objeto, sendo que a impressão exterior opera papel primordial.

01501 FCC (2012) - TJ-PE - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

O modelo piagetiano do desenvolvimento humano propõe períodos que são caracterizados pelo aparecimento de novas qualidades do pensamento, interferindo no desenvolvimento global. O período de operações concretas se dá dos
  • a)
    9 aos 14 anos, com o desenvolvimento de um egocentrismo intelectual e social.
  • b)
    7 aos 11 ou 12 anos com o início da construção lógica, ou seja, a capacidade da criança estabelecer relações que permitam a coordenação de pontos de vista diferentes.
  • c)
    6 aos 10 anos, quando deixa de ter dificuldade para realizar as operações no plano das ideias sem necessitar de manipulação ou referências concretas.
  • d)
    10 aos 14 anos, quando é capaz de abstrair e generalizar, criando teorias sobre o mundo, principalmente sobre aspectos que gostaria de modificar.
  • e)
    4 aos 7 anos, com o aparecimento da linguagem, incrementando a comunicação e a interação com os demais.