60 resultados encontrados para . (0.006 segundos)

10648 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

A Resolução CFP nº 002/2003 define e regulamenta o uso, a elaboração e a comercialização de testes psicológicos e estabelece, no Art. 16, que a utilização de testes psicológicos que não constam na relação de testes aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia - CFP será considerada falta
  • a)
    de profissionalismo.
  • b)
    moral.
  • c)
    jurídica.
  • d)
    de conhecimento técnico.
  • e)
    ética.

10649 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

Para José Bleger (autor da obra Temas de Psicologia - Entrevista e Grupos), "uma diferença fundamental entre entrevista e anamnese, no que diz respeito à teoria da personalidade e à teoria da técnica, reside em que, na anamnese, trabalha-se com a suposição de que o paciente conhece sua vida e está capacitado, portanto, para fornecer dados sobre a mesma, enquanto a hipótese da entrevista é que cada ser humano tem organizada uma história de sua vida e um esquema de seu presente, e desta história e deste esquema temos que deduzir o que
  • a)
    ocorreu no primeiro ano de vida".
  • b)
    ele não sabe".
  • c)
    se passou no vínculo com a mãe".
  • d)
    se passou com as figuras significativas".
  • e)
    incomoda o paciente".

10650 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

O Registro diário de pensamentos disfuncionais (RPD) está entre as técnicas muito utilizadas na Terapia cognitivo- comportamental dos comportamentos aditivos, que corresponde a treinar o paciente e solicitar que ele registre
  • a)
    suas emoções disfuncionais, no final do dia ou, de preferência, ainda na vigência do desconforto físico, sendo que, no tratamento dos comportamentos aditivos, o registro deve ser feito em relação aos sentimentos de culpa pela adição.
  • b)
    suas fantasias funcionais de solução do problema aditivo, ao início do dia e, de preferência, ainda na vigência da sensação de superação, sendo que, no tratamento dos comportamentos aditivos, o registro deve ser feito em relação às metas alcançadas.
  • c)
    seus pensamentos persecutórios na metade do dia ou, de preferência, ainda na vigência do desconforto físico, sendo que, no tratamento dos comportamentos aditivos, o registro deve ser feito em relação a todos os mal-estares.
  • d)
    seus pensamentos disfuncionais, no final do dia ou, de preferência, ainda na vigência do desconforto psicológico, sendo que, no tratamento dos comportamentos aditivos, o registro é feito em relação às fissuras.
  • e)
    suas emoções funcionais, no início do dia ou, de preferência, ainda na vigência do conforto mental, sendo que, no tratamento dos comportamentos aditivos, o registro é feito em relação às expectativas vividas anteriores ao uso do álcool ou droga.

15948 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

A cultura organizacional pode ser um fator de sucesso ou de fracasso das organizações. Ela pode ser flexível e impulsionar a organização, como também pode ser rígida e travar o seu desenvolvimento. A parte mais visível da cultura é a ponta externa do iceberg, onde estão
  • a)
    os padrões e estilos de comportamento dos funcionários, o que é mais fácil de mudar.
  • b)
    os valores compartilhados e pressuposições desenvolvidos ao longo da história da organização.
  • c)
    os padrões e valores mais arraigados e difíceis de serem acessados por meio de ações de treinamento e desenvolvimento.
  • d)
    os rituais, formas de confraternização e de acolhimento de novos integrantes, que estão sujeitos a se alterarem com sucesso por meio de incentivos a serem praticados via treinamento e campanhas institucionais.
  • e)
    todos os valores e a missão da empresa, que indicam os melhores comportamentos a serem praticados por todos os funcionários.

15949 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

Na seleção de uma determinada técnica para ser usada em treinamento ou desenvolvimento, existem diversas permutas. O melhor método depende
  • a)
    da expectativa de resultado; da capacidade de aprendizagem dos treinandos; dos recursos metodológicos; do orçamento presente; dos interesses organizacionais e do volume de participantes.
  • b)
    da efetividade em termos de custo; do conteúdo desejado do programa; da adequação das instalações; das preferências e capacidades do treinando; das preferências e capacidades do treinador e dos princípios de aprendizagem.
  • c)
    da expectativa de resultado; da capacidade de aprendizagem dos treinandos; dos recursos audiovisuais; do orçamento presente; dos interesses organizacionais e do levantamento de necessidades realizado.
  • d)
    da expectativa de resultado; da capacidade de aprendizagem dos treinandos; das características motivacionais da população-alvo do treinamento; dos recursos audiovisuais; do orçamento e da capacidade do treinador.
  • e)
    dos conteúdos do treinamento; dos recursos audiovisuais; do orçamento; do volume de treinandos; das expectativas empresariais e do método de avaliação de resultado a ser considerado.

15950 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

O conteúdo do programa de treinamento é moldado pela avaliação de necessidades e pelos
  • a)
    recursos de aprendizagem.
  • b)
    objetivos de aprendizagem.
  • c)
    princípios psicopedagógicos.
  • d)
    princípios da andragogia.
  • e)
    indicadores de satisfação dos treinandos.

15951 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

Pesquisando, Kurt Lewin identificou três fases no processo de mudança:
  • a)
    congelamento, negação e mudança organizacional.
  • b)
    negação, negociação e comprometimento.
  • c)
    rejeição, barganha e comprometimento.
  • d)
    rejeição, raiva e comprometimento.
  • e)
    descongelamento, mudança e recongelamento.

15952 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

Nos seus estudos, Likert verificou que os estímulos administrativos predominantes nas empresas podem ser representados num contínuo que vai desde o Sistema 1 até o Sistema 4. No Sistema 1, a administração
  • a)
    parece não ter confiança nos subordinados, pois dificilmente estes são envolvidos em qualquer aspecto do processo de tomada de decisão.
  • b)
    mostra certa confiança condescendente nos subordinados, do tipo da que o senhor tem em relação ao criado.
  • c)
    tem uma confiança substancial, mas que não ainda total, nos subordinados.
  • d)
    tem plena confiança nos subordinados, tanto que o processo de tomada de decisão é compartilhado.
  • e)
    tem plena confiança nos subordinados, tanto que o processo de tomada de decisão é realizado por um comitê de colaboradores credenciados.

15954 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

Segundo Abraham Maslow, uma necessidade satisfeita deixa de
  • a)
    reconhecer uma ação de satisfação.
  • b)
    motivar o comportamento.
  • c)
    acionar o comportamento.
  • d)
    acionar um reforço positivo.
  • e)
    bloquear o sistema de satisfação social.

15957 FCC (2010) - METRÔ-SP - Analista Treinee - Psicologia / Psicologia

Segundo o Art. 6º, item b, do Código de Ética Profissional do Psicólogo, no relacionamento com profissionais não psicólogos, o psicólogo
  • a)
    restringirá dados relevantes para qualificar o serviço prestado, uma vez que entenda que a privacidade não deva em nenhuma situação ser publicamente exposta.
  • b)
    compartilhará todas as informações obtidas, resguardando o caráter confidencial das comunicações, pois, no trabalho multiprofissional, os demais profissionais também respondem aos seus respectivos Códigos de Ética.
  • c)
    restringirá dados relevantes para preservar o serviço prestado, mesmo quando não obtenha autorização por escrito dos envolvidos, para a exposição de relatório por ele elaborado, quando houver pedido judicial para prestar esclarecimentos.
  • d)
    compartilhará somente informações relevantes para qualificar o serviço prestado, resguardando o caráter confidencial das comunicações, assinalando a responsabilidade, de quem as receber, de preservar o sigilo.
  • e)
    avaliará, a cada situação, se deve ou não expor dados relevantes ao público não psicólogo, mesmo que esteja envolvido em prestação de serviço de tipo jurídico.