15 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

72885 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

O Departamento de Atenção Básica (DAB) da

Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da

Saúde assumiu o compromisso de reestruturar

o Sistema de Informação da Atenção Básica

(Siab), com o objetivo de melhorar a qualidade da

informação em saúde e de otimizar o uso dessas

informações pelos gestores, profissionais de saúde

e cidadãos. A essa reestruturação, deu-se o nome

de Estratégia e-SUS Atenção Básica (e-SUS AB).

Sobre o e-SUS AB, assinale a alternativa correta.

  • a)
    Conta com dois sistemas de software para a captação de dados, sendo eles: o sistema com Coleta de Dados Simplificada (CDS) e o sistema com Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC), os quais alimentam o novo Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (Sisab), que substitui o Siab.
  • b)
    As equipes dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf), equipe de Consultório na Rua (CnaR), equipes de Atenção Domiciliar (AD), assim como as ações realizadas no âmbito do Programa Saúde na Escola (PSE), no Programa Academia da Saúde e desenvolvidas pelas equipes de Saúde no Sistema Prisional (eSP), não são programas que fazem parte do novo sistema e-SUS AB.
  • c)
    A Coleta de Dados Simplificada (CDS) é um dos componentes da estratégia e-SUS AB, que tem como objetivo ser um programa de digitação de fichas que contém dados coletados em cadastros, visitas domiciliares, atendimentos e atividades desenvolvidas nas UBS pelas equipes de AB. A CDS é composta por doze fichas para o registro de informações, divididas em três blocos.
  • d)
    O ponto de partida do e-SUS AB é o registro das informações em saúde de forma coletiva, permitindo o acompanhamento do histórico de atendimentos de cada usuário, assim como da produção de todo profissional da AB. Outro ponto importante é a integração dos diversos sistemas de informação oficiais existentes na Atenção Básica, reduzindo a necessidade de registrar informações similares em mais de um instrumento.

72886 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

A Resolução COFEN - Nº 293/2004 estabelece os parâmetros para dimensionar o quantitativo mínimo dos diferentes níveis de formação dos profissionais de Enfermagem para a cobertura assistencial nas instituições de saúde. De acordo com essa resolução, devem ser consideradas como horas de enfermagem, por leito, nas 24 horas, e distribuição percentual do total de profissionais de enfermagem:

  • a)
    12,7 horas de Enfermagem, por cliente, na assistência semi-intensiva. Para assistênciaintensiva: de 52% a 56% são Enfermeiros e os demais, Técnicos de Enfermagem.
  • b)
    2,5 horas de Enfermagem, por cliente, na assistência mínima ou auto-cuidado. Para assistência intensiva: de 80% a 86% são Enfermeiros e os demais, Técnicos de Enfermagem.
  • c)
    5,6 horas de Enfermagem, por cliente, na assistência intermediária. Para assistência mínima e intermediária: de 33% a 37% são enfermeiros (mínimo de seis) e os demais, Auxiliares e/ou Técnicos de Enfermagem.
  • d)
    15,7 horas de Enfermagem, por cliente, na assistência semi-intensiva. Para assistência intensiva: de 52% a 56% são Enfermeiros e os demais, Técnicos de Enfermagem.

72887 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

O planejamento familiar é parte integrante do conjunto de ações de atenção à mulher, ao homem ou ao casal, dentro de uma visão de atendimento global e integral à saúde. O planejamento familiar é direito de todo cidadão, observado o disposta Lei 9.263 de 12 de janeiro de 1996. De acordo com esta lei, somente é permitida a esterilização voluntária nas seguintes situações:

  • a)
    Em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de trinta anos de idade ou, pelo menos, com dois filhos vivos.
  • b)
    Risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto, testemunhado em relatório escrito e assinado por dois médicos.
  • c)
    Em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de trinta anos de idade ou, pelo menos, com três filhos vivos.
  • d)
    Risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto, testemunhado em relatório escrito e assinado pelo médico e pelo cônjuge autorizando o procedimento cirúrgico.

81315 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

Atualmente, o transplante de órgãos e tecidos é

alternativa terapêutica segura e eficaz no tratamento

de diversas doenças, determinando melhoria na

qualidade e na perspectiva de vida. A identificação

de potenciais doadores é o primeiro passo de todo o

processo de doação e transplante, e provavelmente

aquele que traz maior impacto no número final de

doadores de órgãos, uma vez que o baixo número

de notificações é a principal causa da limitada

taxa de doadores e de transplantes no nosso país.

A adequada avaliação clínica e laboratorial do

potencial doador de órgãos e tecidos é fundamental

para a obtenção de um enxerto de qualidade, assim

como seja evitada a transmissão de enfermidades

infecciosas ou neoplásicas. Assinale a alternativa

em que a doença apresentada NÃO é considerada

contra-indicação absoluta para doação de órgãos.

  • a)
    Tumores malignos, com exceção dos carcinomas basocelulares da pele, carcinoma in situ do colo uterino e tumores primitivos do sistema nervoso central.
  • b)
    Sorologia positiva para HIV ou para HTLV I e II
  • c)
    Sepse ativa e não controlada, tuberculose em atividade.
  • d)
    Hipertensão arterial severa, Sífilis.

81316 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

Todos os serviços que realizam o processamento

de produtos para a saúde devem seguir a Resolução

– RDC ANVISA N0 15, de 15 de Março de 2012

que dispõe sobre requisitos de boas práticas para o

processamento de produtos para saúde e dá outras

providências. Estas práticas visam a segurança

do paciente e dos profissionais envolvidos nestes

serviços e se aplica aos Centros de Material

e Esterilização - CME dos serviços de saúde

públicos e privados, civis e militares, e às empresas

processadoras envolvidas no processamento de

produtos para saúde. Sobre a inspeção, preparo

e acondicionamento de produtos para saúde, de

acordo com a RDC N0

15 de 2012, é correto afirmar

que:

  • a)
    É obrigatória a identificação nas embalagens dos produtos para saúde submetidos à esterilização, contendo as seguintes especificações: nome do produto, data de esterilização e data de validade.
  • b)
    O CME e a empresa processadora devem utilizar embalagens que garantam a manutenção da esterilidade do conteúdo, bem como a sua transferência sob técnica asséptica.
  • c)
    O uso de caixas metálicas é permitido para esterilização de produtos para a saúde, sem a necessidade de conterem furos.
  • d)
    O uso de embalagens de papel kraft, papel toalha, papel manilha, papel jornal e lâminas de alumínio é permitido, desde que a empresa fornecedora da embalagem garanta a esterilização, validados por testes internos na própria empresa.

81317 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

O período pós-operatória para o paciente que faz uma cirurgia cardíaca apresenta muitos desafios para a equipe de saúde. Além de todas as alterações fisiológicas que o paciente sofreu, ele e sua família estão enfrentando uma crise importante na vida. As principais metas para o paciente em pós-operatório de cirurgia cardíaca envolve a restauração do débito cardíaco, a troca gasosa adequada, a manutenção do débito hidro-eletrolítico, a redução dos sintomas de sobrecarga sensorial, o alivio da dor, entre outros cuidados. Em relação aos cuidados de enfermagem ao paciente em pós-operatório de uma cirurgia cardíaca, assinale a alternativa INCORRETA:

  • a)
    A função renal está relacionada à função cardíaca, já que a pressão arterial e a frequência cardíaca direcionam a filtração glomerular. Portanto, o débito urinário é medido e registrado. O débito urinário inferior a 120 ml/h pode indicar uma diminuição no ébito cardíaco.
  • b)
    Para garantir a troca gasosa adequada, a enfermeira avalia e mantém a permeabilidade do tubo endotraqueal. O paciente é aspirado quando sibilos, estertores ou roncos estão presentes. As frequentes mudanças de posição do paciente auxiliam na expansão pulmonar.
  • c)
    Toda ingestão hídrica é registrada, incluindo líquidos intravenosos, soluções de lavagem usadas nos cateteres arteriais e venosos, na sonda nasogástrica e líquidos orais. Além disso, todo débito é registrado na urina, drenagem nasogástrica e na drenagem torácica.
  • d)
    A higienização das mãos é um cuidado necessários antes e após tocar o paciente, para evitar que o mesmo desenvolva uma infecção. A técnica asséptica é empregada quando se trocam curativos de cateteres e drenos e quando se realizam os cuidados como aspiração endotraqueal e infusão de medicações endovenosas.

92272 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

O diabetes mellitus é uma doença metabólica crônica, caracterizada por hiperglicemia e responsável por índices elevados de morbimortalidade perinatal, macrossomia fetal e malformações fetais. O diabetes mellitus associado à gravidez pode ser classificado como diabetes gestacional (diagnosticado durante a gravidez) ou diabetes pré-gestacional (diabetes prévio à gravidez, de tipo 1, tipo 2 ou outros). Sobre esta patologia na gestação, assinale a alternativa correta.

  • a)
    No teste oral de tolerância à glicose, os pontos de corte são > 110, 180 e 135, respectivamente, e os achados de dois valores alterados confirmam o diagnóstico de Diabetes Gestacional.
  • b)
    É importante que essas mulheres diabéticas engravidem com níveis glicêmicos adequados,com o objetivo de prevenir as malformações fetais associadas à hiperglicemia periconcepcional.
  • c)
    São considerados fatores de risco nas mulheres para o desenvolvimento de diabetes gestacional: idade igual ou superior a 35 anos, Índice de Massa Corporal (IMC) > 18kg/m2, antecedente pessoal de diabetes gestacional e uso de drogas hiperglicemiantes (corticoides, diuréticostiazidicos, etc.).
  • d)
    Duas glicemias plasmáticas de jejum = 99mg/dL confirmam o diagnóstico de diabetes gestacional, sem necessidade de teste oral de tolerância à glicose.

92273 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

A gravidez provoca grandes mudanças fisiológicas e modificações nas relações anatômicas que afetam praticamente todos os órgãos do corpo humano. Essas mudanças na estrutura e na função podem influenciar a avaliação da gestante traumatizada. A este respeito, assinale a alternativa INCORRETA:

  • a)
    Em virtude do aumento do seu volume intravascular, a gestante pode perder uma parte significativa de seu volume circulante antes que ocorram taquicardia, hipotensão e outros sinais de hipovolemia. Desta maneira, o feto pode estar “chocado”, enquanto as condições hemodinâmicas da mãe continuam estáveis.
  • b)
    Em torno da 20ª semanas de gestação, o útero alcança a cicatriz umbilical. Entre a 34ª e a 36ªsemanas, atinge a reborda costal. A medida que o útero aumenta, o intestino acaba deslocando-se cada vez mais para parte alta do abdome. Como resultado, o intestino acaba sendo parcialmente protegido no trauma abdominal contuso, enquanto que o útero e o feto se tornam mais vulneráveis.
  • c)
    A compressão da veia cava pelo útero pode reduzir o retorno venoso ao coração, diminuindo odébito cardíaco e agravando o choque. Portanto, a menos que haja suspeita de trauma na coluna, a gestante deve ser transportada e avaliada em decúbito lateral direito.
  • d)
    No trauma na gestante, a ruptura uterina é sugerida pelo achado de dor abdominal, de defesa, de rigidez ou de descompressão brusca positiva. Outros achados abdominais sugestivos de ruptura uterina incluem a posição do feto (por exemplo, oblíqua ou transvers(A) e a facilidade de palpar partes fetais que se exteriorizam através da ruptura do útero.

92274 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

O diabetes mellitus é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por níveis elevados de glicose no sangue, resultante de defeitos na secreção de insulina e/ou na ação desta. Uma complicação do diabetes que é causada por uma ausência ou quantidade acentuadamente inadequada de insulina, resultando em distúrbios no metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídios, ocorre principalmente em pacientes com DM tipo 1. Assinale a alternativa que corresponde à complicação do diabetes descrita acima.

  • a)
    Neuropatias diabéticas.
  • b)
    Doença renal secundária ao diabetes.
  • c)
    Síndrome hiperglicêmica hiperosmolar nãocetótica.
  • d)
    Cetoacidose diabética.

95949 FAUEL (2016) - CISMEPAR - PR - Enfermeiro / Enfermagem

Os psicofármacos são um recurso, dentre outros, para o tratamento em saúde mental. Entretanto, o seu uso só faz sentido em um contexto de vínculo e de escuta entre o paciente e o profissional de saúde. É importante que as equipes da Atenção Básica possam ter uma expectativa realista de que tipo de problema de saúde mental pode ou não responder a uma determinada medicação. Sobre os psicofármacos, assinale a alternativa INCORRETA:

  • a)
    Os benzodiazepínicos ativam o sistema Gaba, que é um sistema inibitório da função neuronal. Daí os seus efeitos sedativos, relaxantes musculares e mesmo anticonvulsivantes. O uso continuado provoca fenômenos de tolerância e dependência.
  • b)
    Os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS) são os “antidepressivos” mais recentes, com o destaque para a fluoxetina. São substâncias mais “limpas”, ou seja, agem sobre poucos sistemas de neurotransmissão.
  • c)
    Os sintomas psicóticos que respondem à medicação geralmente vêm acompanhados de uma série de mudanças “atípicas” na vida da pessoa e raramente ocorrem isolados. São considerados medicamento neurolépticos: Diazepam, Clonazepam, Bromazepam e Alprazolam.
  • d)
    Os neurolépticos agem bloqueando a transmissão da dopamina no cérebro, com efeitos motores (contenção química), hormonais e sobre o pensamento. Alguns dos neurolépticos apresentam formulação injetável de depósito.