16 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

49716 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Esterilização é a destruição de todos os organismos vivos, mesmo os esporos bacterianos, de um objeto. Para isso dispomos de agentes físicos e químicos. A autoclave é um método de esterilização que utiliza:

  • a)
    Calor úmido.
  • b)
    Calor seco.
  • c)
    Radiação gama.
  • d)
    Flambagem.
  • e)
    Fulguração.

49723 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Géis são preparações semi-sólidas definidas como:

  • a)
    Dispersões coloidais predominantemente hidrofílicas constituídas por uma fase sólida e uma líquida, de aspecto homogêneo.
  • b)
    São preparações de aspecto homogêneo que apresentam características comuns aos géis e cremes.
  • c)
    São preparações farmacêuticas estáveis, semissólidas, de consistência mole, destinadas ao uso externo, constituídas por um ou mais princípios ativos e por excipientes com características lipofílicas ou hidrofílicas.
  • d)
    São preparações emulsionadas constituídas por uma fase aquosa, uma oleosa e um agente emulsivo.
  • e)
    São preparações estáveis, semissólidas, sem princípios ativos.

49724 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Entre as classes terapêuticas estão os pediculicidas que servem para:

  • a)
    Diminuir a frequência e a força de contração da musculatura lisa, aliviando assim a dor.
  • b)
    Combate a infecções causadas por fungos. Esses medicamentos são amplamente utilizados na clínica humana e veterinária.
  • c)
    Aliviar a congestão nasal, diminui a coriza e ressaca a mucosa nasal.
  • d)
    Destinados a diminuir o acúmulo de gorduras (oleosidade) da pele e do couro cabeludo.
  • e)
    Tratamento da infestação parasitária da pele causada pelo o piolho, que pode ocorrer na cabeça, no corpo e na região genital.

49726 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

A Portaria nº 344, de 12 de maio de 1998 que aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial em seu Capítulo V (da Prescrição; da Notificação de Receita) diz:

  • a)
    A Notificação de Receita é o documento que acompanhado de receita autoriza a dispensação de medicamentos a base de substâncias constantes das listas “A1” e “A2” (entorpecentes), “A3”, “B1” e “B2” (psicotrópicas), “C2” (retinóicas para uso sistêmico) e “C3” (imunossupressoras), deste Regulamento Técnico e de suas atualizações.
  • b)
    A Notificação de Receita é o documento que acompanhado de receita autoriza a dispensação de medicamentos a base de substâncias constantes das listas “A1” e “A2” (imunossupressoras), “A3”, “B1” e “B2” (psicotrópicas), “C2” (retinóicas para uso sistêmico) e “C3” (entorpecentes), deste Regulamento Técnico e de suas atualizações.
  • c)
    A Notificação de Receita é o documento que acompanhado de receita autoriza a dispensação de medicamentos a base de substâncias constantes das listas “A1” e “A2” (imunossupressoras), “A3”, “B1” e “B2” (entorpecentes), “C2” (retinóicas para uso sistêmico) e “C3” (psicotrópicas), deste Regulamento Técnico e de suas atualizações.
  • d)
    A Notificação de Receita é o documento que acompanhado de receita autoriza a dispensação de medicamentos a base de substâncias constantes das listas “A1” e “A2” (entorpecentes), “A3”, “B1” e “B2” (imunossupressoras), “C2” (retinóicas para uso sistêmico) e “C3” (psicotrópicas), deste Regulamento Técnico e de suas atualizações.
  • e)
    A Notificação de Receita é o documento que acompanhado de receita autoriza a dispensação de medicamentos a base de substâncias constantes das listas “A1” e “A2” (retinóicas para uso sistêmico), “A3”, “B1” e “B2” (entorpecentes), “C2” (imunossupressoras) e “C3” (psicotrópicas), deste Regulamento Técnico e de suas atualizações.

54399 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Sobre preparações farmacêuticas, as preparações otológicas são:

  • a)
    Preparações farmacêuticas que contém em sua composição insumo(s) ativo(s) dissolvido(s) em óleos, podendo ser incorporadas em soluções alcoólicas ou emulsões.
  • b)
    Preparações destinadas à aplicação na mucosa nasal sendo apresentadas sob formas líquidas ou semi-sólidas.
  • c)
    Preparações destinadas à aplicação na mucosa ocular sendo apresentadas sob formas líquidas ou semi-sólidas.
  • d)
    Preparações destinadas à aplicação na cavidade auricular, apresentadas sob formas líquidas ou semi-sólidas.
  • e)
    Preparações destinadas à aplicação na mucosa bucal (gengivas e língua), apresentadas sob formas sólidas.

54400 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Assepsia e antissepsia têm conceitos diferentes, tendo antissepsia a seguinte definição:

  • a)
    É o processo de destruição de todas as formas de vida microbiana (bactérias nas formas vegetativas e esporuladas, fungos e vírus) mediante a aplicação de agentes físicos e ou químicos.
  • b)
    Dispersão sob forma de partículas, de agentes desinfetantes como gases, líquidos ou sólidos.
  • c)
    O conjunto de medidas propostas para inibir o crescimento de microrganismos ou removê-los de um determinado ambiente, podendo ou não destruí-los e para tal fim utilizamos antissépticos ou desinfetantes.
  • d)
    O conjunto de medidas que utilizamos para impedir a penetração de microrganismos num ambiente que logicamente não os tem, logo um ambiente asséptico é aquele que está livre de infecção.
  • e)
    Diminuição do número de microrganismos patogênicos ou não, após a escovação da pele com água e sabão.

54402 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Uma droga colerética é:

  • a)
    Uma droga que é obtida a partir do plasma humano.
  • b)
    Uma droga que estimula a formação de bile.
  • c)
    Uma forma farmacêutica para aplicação vaginal, geralmente de forma ovoide.
  • d)
    Uma solução alcoólica ou hidroalcoólica preparada a partir de um fármaco.
  • e)
    Um fármaco que provoca fluxo de bile no intestino.

54403 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Na Lei 8080 de 19 de setembro de 1990 que dispões sobre a Gestão Financeira, o artigo 33 diz: “Os recursos financeiros do Sistema Único de Saúde (SUS) serão depositados em conta especial, em cada esfera de sua atuação, e movimentados sob fiscalização dos respectivos Conselhos de Saúde”. É correto afirmar que:

  • a)
    Na esfera federal, quem administra os recursos financeiros, provenientes do Orçamento da Seguridade Social é o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Ele faz o acompanhamento dos recursos repassados aos Estados e Municípios mediante um sistema de auditoria, que quando comprovada malversação, desvio ou não aplicação dos recursos, aplica as medidas previstas em lei.
  • b)
    Na esfera federal, quem administra os recursos financeiros, provenientes do Orçamento da Seguridade Social é o Ministério da Transparência, Fiscalização e CGU (Controladoria Geral da União). Ele faz o acompanhamento dos recursos repassados aos Estados e Municípios mediante um sistema de auditoria, que quando comprovada malversação, desvio ou não aplicação dos recursos, aplica as medidas previstas em lei.
  • c)
    Na esfera federal, quem administra os recursos financeiros, provenientes do Orçamento da Seguridade Social é o Ministério do Trabalho. Ele faz o acompanhamento dos recursos repassados aos Estados e Municípios mediante um sistema de auditoria, que quando comprovada malversação, desvio ou não aplicação dos recursos, aplica as medidas previstas em lei.
  • d)
    Na esfera federal, quem administra os recursos financeiros, provenientes do Orçamento da Seguridade Social é o Ministério da Saúde. Ele faz o acompanhamento dos recursos repassados aos Estados e Municípios mediante um sistema de auditoria, que quando comprovada malversação, desvio ou não aplicação dos recursos, aplica as medidas previstas em lei.
  • e)
    Na esfera federal, quem administra os recursos financeiros, provenientes do Orçamento da Seguridade Social é o Ministério da Fazenda. Ele faz o acompanhamento dos recursos repassados aos Estados e Municípios mediante um sistema de auditoria, que quando comprovada malversação, desvio ou não aplicação dos recursos, aplica as medidas previstas em lei.

59360 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Dada às características dos medicamentos de uso controlado, sua área de estocagem deve ser considerada de segurança máxima. Assim, é incorreto afirmar:

  • a)
    Esses medicamentos precisam estar em área isolada das demais.
  • b)
    Somente podem ter acesso a ela o pessoal autorizado pelo farmacêutico responsável do almoxarifado
  • c)
    Os registros de entrada e de saída desses medicamentos, devem ser feitos de acordo com a legislação sanitária específica.
  • d)
    Esses medicamentos são controlados pelo pessoal técnico do almoxarifado, que regulam sua distribuição.
  • e)
    Deve existir um sistema de distribuição que permita a fácil identificação do seu destino.

59402 FAU (2017) - Prefeitura de Ivaiporã - PR - Auxiliar de Farmácia / Farmácia

Medicamento é dito genérico quando:

  • a)
    Refere-se aquele que contém o mesmo ou os mesmos princípios ativos, apresenta a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, preventiva ou diagnóstica, do medicamento de referência registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária, podendo diferir somente em características relativas ao tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem, rotulagem, excipientes e veículos, devendo sempre ser identificado por nome comercial ou marca.
  • b)
    É o medicamento industrializado, cuja fabricação é regulamentada por normas governamentais, com fórmula conhecida e de ação terapêutica comprovada, embalado de modo uniforme e comercializado com um nome convencional, sendo, portanto, o produto oriundo da indústria farmacêutica com registro na ANVISA, e, disponível no mercado.
  • c)
    Consiste no medicamento semelhante a um produto de referência ou inovador, que pretende ser com este intercambiável, geralmente produzido após a expiração ou renúncia da proteção patentária ou de outros direitos de exclusividade, comprovada a sua eficácia, segurança e qualidade, e designado pela DCB (Denominação Comum Brasileira) ou, na sua ausência, pela DCI (Denominação Comum Internacional).
  • d)
    É conceituado como o produto inovador registrado no órgão federal responsável pela Vigilância Sanitária e comercializado no País, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente junto ao órgão federal competente, por ocasião do registro.
  • e)
    Corresponde ao fármaco preparado na própria farmácia de acordo com as normas e doses estabelecidas pela Farmacopeia, apresentando uma denominação uniforme.