70 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

75080 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Contabilidade Geral

Ao se proceder à análise das demonstrações contábeis de uma determinada empresa, verificou-se que: I. a participação de recursos de terceiros correspondia a 25% do Patrimônio Líquido. II. o Ativo Circulante correspondia a 20% do Ativo Total. III. o Passivo Circulante correspondia a 50% do Passivo Total da empresa. Considerando-se as informações acima, podemos afirmar que o índice de Liquidez Corrente da empresa era de:

  • a)
    1,0.
  • b)
    1,5.
  • c)
    2,0.
  • d)
    2,5.
  • e)
    1,8.

75081 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Contabilidade Geral

De acordo com o definido na Resolução CFC n. 750/1993,

é correto afirmar que:

  • a)

    o Princípio da Oportunidade exige tempestividade e integralidade nos lançamentos das variações ocorridas no patrimônio de uma entidade, ainda que pairem dúvidas acerca do valor correto envolvido.

  • b)

    o Princípio da Continuidade pressupõe que a entidade continuará operando indefinidamente, ainda que a previsão de encerramento de suas atividades estejadefinida em seu estatuto ou contrato social.

  • c)

    o Princípio do Registro pelo Valor Original impõe que os componentes do patrimônio sejam inicialmente registrados nos valores originais, respeitando-se a manutenção das moedas adotadas.

  • d)

    a criação de contas retificadoras do ativo deve respeitar o Princípio do Conservadorismo.

  • e)

    o Princípio da Competência vincula-se somente a contas do ativo.

75082 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Contabilidade Geral

A Orientação OCPC 05 foi editada com a finalidade de

esclarecer dúvidas acerca da adoção da Interpretação

Técnica ICPC 01 - Contratos de Concessão. Sobre a

Orientação informada, avalie as proposições abaixo.

I. Ela se restringe a abordar somente aspectos contábeis

da adoção da ICPC 01, não incluindo discussão

sobre aspectos tributários decorrentes da adoção da

Interpretação Técnica.

II. Ao explicar o reconhecimento contábil do direito de

outorga tratado na ICPC 01, explica que o contrato

de concessão gera uma forma de direito de uso do

concessionário sobre a infraestrutura utilizada para a

prestação do serviço público objeto da concessão.

III. Outra questão relevante tratada na ICPC 01 se

refere à forma de contabilização no que diz respeito

ao reconhecimento contábil do direito de outorga,

no início ou no fim do prazo de concessão, também

tratada pela OCPC 05.

É correto afirmar que está(ão) correta(s):

  • a)

    a proposição I, apenas.

  • b)

    as proposições II e III estão corretas.

  • c)

    as proposições I e II estão corretas.

  • d)

    todas as proposições estão corretas.

  • e)

    apenas a proposição II está correta.

75083 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Contabilidade Geral

Dada uma situação hipotética: uma Instrução Normativa, em vigor, expedida pelo Ministério do Planejamento prevê, em seu art. 44, a exigência de Capital Circulante Líquido (ou Capital de Giro) mínimo de 16,66%, do valor estimado para contratação, tendo por base o balanço patrimonial e as demonstrações contábeis do último exercício social, para a contratação de empresas prestadoras de serviços, no âmbito do Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais (SIASG). Uma empresa do setor de serviços que desejava concorrer a um determinado certame apresentava como índice de Liquidez Corrente o valor de 2 (dois) à data informada na Instrução Normativa citada. Considerando que o valor do Passivo Circulante da citada empresa era para aquela data R$ 200.000,00, é correto afirmar que esta empresa:

  • a)
    possuía um Capital de Giro de R$ 150.000,00.
  • b)
    não poderia participar de licitações com valor estimadopara contratação superior a R$ 600.000,00.
  • c)
    possuía um Ativo Circulante no valor de R$ 300.000,00.
  • d)
    não poderia participar de licitações com valor estimado global para contratação superior a R$ 1.400.000,00.
  • e)
    possuía um Ativo Circulante no valor de R$ 350.000,00.

75084 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Contabilidade Geral

O art. 248 da Lei n. 6.404/1976 dispõe que os investimentos permanentes em participação no capital social de sociedades coligadas, controladas, controladas em conjunto e sociedades que estejam sob controle comum sejam avaliados segundo o Método de Equivalência Patrimonial. Considere a seguinte situação: uma empresa "A" possui 40% do capital votante em sua investida, a companhia "B". A companhia "C" possui 20% do capital votante e 20% do capital não votante da companhia "B". Avalie as seguintes proposições, segundo o Método de Equivalência Patrimonial previsto na lei. I. A companhia "A" tem direito a receber 40% dos dividendos que porventura sejam distribuídos pela companhia "B". II. Uma eventual redução do Patrimônio Líquido da investida, a companhia "B", em 20% refletiria no Balanço da companhia "A" como uma redução correspondente a 8% do capital investido. III. Uma eventual redução do Patrimônio Líquido da investida, a companhia "B", em 20% refletiria no Balanço da companhia "C" como uma redução correspondente a 4% do capital investido. Sobre as proposições acima, é correto afirmar que:

  • a)
    todas estão corretas.
  • b)
    nenhuma está correta.
  • c)
    I e II estão corretas, apenas.
  • d)
    I e III estão corretas, apenas.
  • e)
    apenas a III está correta.

75085 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Economia

Seja o conjunto (x1, x2) a representação da cesta de consumo do consumidor em que x1 e x2 são as quantidades dos bens 1 e 2, respectivamente. Suponha que os preços desses bens sejam dados por p1 (para o bem 1) e p2 (para o bem 2) e que o orçamento do consumidor seja dado por R. Com base nessas informações, é correto afirmar que

  • a)
    as quantidades demandadas dos bens 1 e 2 dependem da produtividade marginal dos fatores de produção.
  • b)
    a inclinação da restrição orçamentária depende da relação entre x1 e x2.
  • c)
    a função restrição orçamentária é homogênea de grau zero em p1, p2 e R.
  • d)
    a quantidade máxima que o consumidor pode adquirir do bem 2 é dada pela relação R/p1.
  • e)
    o conjunto orçamentário é dado pela reta R=p1x1+p2x2.

75086 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Economia

Em um mercado de ativos em que não há incerteza, é correto afirmar que

  • a)
    o valor futuro de um ativo é dado pela razão entre seu rendimento e seu valor presente.
  • b)
    a ausência de arbitragem garante que o preço de venda dos ativos seja equivalente ao seu valor presente.
  • c)
    o equilíbrio no mercado de ativos é garantido pela existência de arbitragem.
  • d)
    a arbitragem garante que os serviços oferecidos pelos ativos sejam equivalentes.
  • e)
    o valor do investimento em um ativo tem relação direta com seu preço.

75087 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Economia

Em um mercado perfeitamente competitivo:

  • a)
    o primeiro Teorema Fundamental do Bem-Estar garante que uma alocação eficiente no sentido de Pareto nos “n” mercados também representa o equilíbrio nos “n-1” mercados (Lei de Walras).
  • b)
    a Lei de Walras garante uma solução de equilíbrio para os mercados.
  • c)
    uma alocação eficiente no sentido de Pareto constitui um equilíbrio de mercado, independentemente das preferências dos consumidores.
  • d)
    o segundo Teorema Fundamental do Bem-Estar não distingue o problema da escassez relativa do problema da distribuição dos bens na sociedade.
  • e)
    pela Lei de Walras, o excedente de demanda agregada será igual a zero somente para os preços de equilíbrio.

75088 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Economia

No modelo keynesiano generalizado, tem-se que

  • a)
    uma política monetária expansionista provoca um aumento na quantidade demandada por títulos e, com isso, uma queda na taxa de juros. Assim, tanto o produto quanto os investimentos caem.
  • b)
    caso a demanda por moeda seja infinitamente elástica em relação à taxa de juros, uma política monetária expansionista poderia aumentar o nível de investimento e, consequentemente, o produto.
  • c)
    a política fiscal tem eficiência máxima quando a economia se encontra em uma situação conhecida naliteratura por “armadilha de liquidez”.
  • d)
    o mercado de bens está em equilíbrio somente no ponto em que a curva IS cruza a curva LM.
  • e)
    o mercado de moedas está em equilíbrio somente no ponto em que a curva IS cruza a curva LM.

75089 ESAF (2016) - ANAC - Especialista em Regulação de Aviação Civil - Área 3 / Economia

No contexto da Teoria das Expectativas Racionais, é correto afirmar que

  • a)
    os agentes econômicos não consideram racionais as mudanças de políticas públicas e agem conforme os acontecimentos observados no passado.
  • b)
    os agentes supõem a existência de um equilíbrio de Nash, como na Teoria dos Jogos.
  • c)
    uma política econômica crível pelos agentes econômicos é capaz de afetar o produto real, semefeitos sobre o nível de preços da economia.
  • d)
    os agentes econômicos conhecem o desempenho das variáveis endógenas e, a partir desse comportamento, passam a descrever a trajetória das variáveis exógenas.
  • e)
    a inércia inflacionária é uma das consequências do comportamento dos agentes.