Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 46 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 46 questões gratuitas para resolução." />
46 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

00402 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Banco de Dados

Ferramentas de processamento analítico on-line (OLAP)
  • a)
    funcionam sobre dados multidimensionais, caracterizados por atributos de dimensão e atributos de medida.
  • b)
    funcionam sobre dados unidirecionais, caracterizados por atributos de medida e atributos de qualidade.
  • c)
    funcionam sobre dados multidimensionais, caracterizados por atributos de dispersão e atributos de mediação.
  • d)
    desconsideram dados multidimensionais.
  • e)
    transformam dados unidimensionais em dados analíticos, caracterizando dimensão e medidas por atributos equivalentes.

00580 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Governança de TI

Com base no CMMI, assinale a opção correta que apresenta Categoria e algumas de suas Áreas de Processo.
  • a)
    Suporte: Gestão de Componentes, Medição e Revisão, Análise e Resolução de Consequências.
  • b)
    Gestão de Processo: Foco no Planejamento, Definição do Processo Organizacional, Desempenho do Processo Organizacional.
  • c)
    Suporte: Gestão da Configuração, Garantia da Operacionalidade do Processo e do Produto, Análise de Planejamento e Decisões.
  • d)
    Gestão de Processo: Foco no Processo Organizacional, Definição do Processo Operacional, Inovação e Disseminação Estrutural.
  • e)
    Gestão de Processo: Foco no Processo Organizacional, Definição do Processo Organizacional, Inovação e Disseminação Organizacional.

00581 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Governança de TI

A categoria de afinidade Engenharia do CMMI contém as áreas de processo
  • a)
    Desenvolvimento de Protótipos. Gestão de Estágios. Solução Técnica. Integração da Produção. Verificação. Validação.
  • b)
    Desenvolvimento de Requisitos. Gestão de Requisitos. Parecer Técnico. Integração de Componentes. Verificação. Encerramento.
  • c)
    Desenvolvimento de Requisitos. Gestão de Requisitos. Solução Técnica. Integração do Produto. Verificação. Validação.
  • d)
    Planejamento de Requisitos. Desenvolvimento de Requisitos. Solução Integrada. Especificação do Produto. Verificação. Validação.
  • e)
    Desenvolvimento de Requisitos. Apresentação de Requisitos. Seleção Técnica. Integração dos Componentes. Verificação. Viabilização.

12781 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Engenharia de Software

Considerando Arquivos de Interface Externa (AIE), na contagem de Registros Lógicos Referenciados (RLR),
  • a)
    caso não haja um subgrupo de informações, conte um RLR para cada dupla de AIE.
  • b)
    conte um RLR para cada subgrupo de dados de um AIE, somente quando o subgrupo for mandatório.
  • c)
    conte um RLR para cada subgrupo de dados de um AIE, somente quando o subgrupo for opcional.
  • d)
    caso não haja um subgrupo de informações, não conte RLR para nenhum AIE.
  • e)
    conte um RLR para cada subgrupo de dados de um AIE, seja o subgrupo opcional ou mandatório.

12782 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Engenharia de Software

Baseando-se nas Características Gerais do Sistema (CGS), um dos passos para o cálculo do fator de ajuste é:
  • a)
    avaliar o impacto de cada uma das 14 CGS no aplicativo que está sendo contado, atribuindo peso de 0 a 5 para cada característica.
  • b)
    calcular o nível de in?uência por meio da multiplicação dos pesos de cada uma das 14 CGS.
  • c)
    avaliar as entradas de cada uma das 14 CGS no aplicativo que está sendo contado, atribuindo peso de 0 a 10 para cada característica.
  • d)
    avaliar o impacto de cada uma das 14 CGS no aplicativo que está sendo contado, atribuindo peso de 0 a 10 para cada característica.
  • e)
    calcular o nível de in?uência por meio da soma dos pesos da primeira metade das 14 CGS.

12783 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Engenharia de Software

Algumas das Características Gerais do Sistema (CGS) são:
  • a)
    Comunicação de Dados. Funções intrínsecas. Performance. Especi?cação de equipamento. Saída de dados on-line. Processamento complexo. Reusabilidade. Facilidade de Implementação.
  • b)
    Transmissão de Dados. Funções distribuídas. Modularidade. Fornecedores de equipamentos. Entrada de dados on-line. Processamento complexo. Reengenharia. Múltiplos subprogramas.
  • c)
    Comunicação de Dados. Servidores distribuídos. Performance. Con?guração de equipamento. Entrada de dados on-line. Processamento cognitivo. Facilidade de Manutenção. Múltiplos locais.
  • d)
    Comunicação de Dados. Funções distribuídas. Performance. Con?guração de equipamento. Entrada de dados on-line. Processamento complexo. Reusabilidade. Facilidade de Implantação.
  • e)
    Transmissão de Dados. Ações distribuídas. Performance. Con?guração de equipamento. Entrada de dados on-line e off-line. Direcionamento complexo. Reusabilidade. Facilidade de Implantação.

12784 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Engenharia de Software

O cálculo dos pontos de função de um projeto de desenvolvimento consiste dos componentes de funcionalidade:
  • a)
    reusabilidade de aplicação; reusabilidade de conversão; fator de ajuste da aplicação.
  • b)
    funcionalidade de aplicação; funcionalidade de compressão; fator de ponderação da aplicação.
  • c)
    reusabilidade de aplicação; funcionalidade de programação; fator de ajuste da aplicação.
  • d)
    funcionalidade de aplicação; funcionalidade de conversão; fator de ajuste da aplicação.
  • e)
    funcionalidade de programação; funcionalidade de conversão; funcionalidade de manutenção.

12785 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Engenharia de Software

O dicionário de dados é
  • a)
    uma listagem organizada daqueles elementos de dados de maior pertinência ao sistema.
  • b)
    uma listagem organizada de alguns dos dados que devem subsidiar o planejamento do sistema.
  • c)
    uma listagem organizada de todos os elementos de dados que são pertinentes ao sistema.
  • d)
    uma atividade inerente ao trabalho de operadores de sistemas aplicativos.
  • e)
    uma listagem impressa de dados quantitativos de?nidos na especi?cação de requisitos do sistema.

12786 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Engenharia de Software

Ferramentas CASE podem ser usadas pelo engenheiro de sistemas
  • a)
    para criar um modelo de sistema reativo que seja usado como base para simulação de desempenho e de comportamento.
  • b)
    para criar um modelo de mudança organizacional que seja usado como base para interface e interpretação.
  • c)
    para criar um modelo de hardware que seja usado como base para simulação virtual de desempenho e de comportamento.
  • d)
    para criar um modelo de requisitos ativos que seja usado como base para auditoria de comportamento.
  • e)
    para projeto de hardware de apoio que seja usado para simulação de obsolescência controlada.

12787 ESAF (2010) - CVM - Analista de Sistemas - prova 2 / Engenharia de Software

Com Ferramentas de Gerenciamento de Projetos, o gerente de projeto pode de?nir uma
  • a)
    equipe de de?nição do trabalho (work de?nition team).
  • b)
    estrutura de apoio ao usuário (user support structure).
  • c)
    estrutura de divisão do trabalho (work breakdown structure).
  • d)
    estrutura de divisão de objetos (object breakdown structure).
  • e)
    metodologia de segmentação dos programas (program segmentation methodology).