25 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

49187 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

No circuito esquematizado na Figura 11, considere que todos os valores apresentados nas

resistências são medidos em Ohm's, e que o voltímetro (V ) e o amperímetro (A ) são

indicadores analógicos ideais. Em relação ao momento em que o amperímetro indicar uma

corrente de 3,0 Ampères, analise as afirmativas abaixo:

I. A indicação do voltímetro será de 9,0 Volts.

II. No resistor de 2,0? a tensão será de 9,0 Volts.

III. A potência dissipada no resistor de 6,0? será de 13,5 Watts.

IV. A potência dissipada no resistor de 3,0? será de 18,0 Watts.

V. A potência dissipada no resistor de 2,0? será de 9,0 Watts.

Estão CORRETAS as afirmativas

  • a)
    I, II e IV apenas.
  • b)
    II, III e V apenas.
  • c)
    II e IV apenas.
  • d)
    I e III apenas.
  • e)
    III, IV e V, apenas.

49188 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Uma subestação possui 04 transformadores de potência, tecnicamente idênticos, mesmos dados

de placa, com uma distribuição de carga mensal de tal forma que o primeiro opera com 100% e,

o segundo, com 90% das suas capacidades nominais; o terceiro e o quarto operam,

respectivamente, com 40% e 60%, ou seja, todos funcionam isoladamente, conforme a Figura

06 abaixo. A perda total da subestação, relativa aos enrolamentos primários e secundários, será

de

  • a)

    1,80.R.In²

  • b)

    2,50.R.In²

  • c)

    2,33.R.In²

  • d)

    2,75.R.In²

  • e)

    3,55.R.In²

49189 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Analise as proposições abaixo, acerca dos conceitos do Eletromagnetismo e suas grandezas. I. Indutância é a capacidade do indutor em armazenar energia magnética por meio do fluxo F criado por uma corrente IL. Ela é diretamente proporcional à quantidade de linhas de fluxo magnético geradas por uma bobina e inversamente proporcional à intensidade de corrente que percorre essa bobina. É medida em Henry. II. Permeabilidade Magnética µ é a grandeza que indica quantas vezes um material conduz melhor as linhas do campo magnético em relação ao vácuo. Ela independe do tipo de material empregado no núcleo, pois é uma função da intensidade de campo magnético H. III. Histerese magnética é o fenômeno que acontece quando, mesmo aumentando o fluxo, a densidade magnética não aumenta mais. Por isso, representa uma perda nos materiais ferromagnéticos. IV. Relutância é a oposição oferecida pelo conjunto formador do caminho magnético à passagem do fluxo magnético. Ela é inversamente proporcional à permeabilidade e diretamente proporcional ao comprimento do material condutor das linhas de fluxo magnético. V. A curva de magnetização, conhecida como curva B-H, é usada para mostrar a quantidade de densidade de fluxo B decorrente de um aumento na intensidade de campo magnético H, para um material condutor de linhas de campo magnético. Nela, fica clara a dependência do valor de indução magnética B com a permeabilidade do material empregado no núcleo, no que diz respeito à saturação, retentividade (ou remanência) e força coerciva do material. Estão CORRETAS as proposições

  • a)
    I, III e IV.
  • b)
    I, IV e V.
  • c)
    I, II e III.
  • d)
    II, IV e V.
  • e)
    II, III e V.

49190 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Os números da figura abaixo estão em µF. Pode-se afirmar que a capacitância total desse

circuito será de

  • a)
    6 µF.
  • b)
    18 µF.
  • c)
    63 µF.
  • d)
    1 µF.
  • e)
    15 µF.

49191 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Um baixo fator de potência em uma instalação elétrica pode ocasionar aumentos das perdas

elétricas. Estas perdas podem ser atenuadas com a correção deste fator de potência. Supondo

que se deseje corrigir o fator de potência de um determinado circuito elétrico para

√3 / 2. e sabendo-se que a carga tem uma impedância equivalente e está sendo alimentada

com uma tensão de 220V/60Hz, qual será o valor da potência reativa capacitiva necessária para

realizar essa correção? Marque a alternativa CORRETA. Considere

√3 = 1,7 e √2 = 1,4.

  • a)
    42164,3 VAR.
  • b)
    21320,8 VAR.
  • c)
    14681,3 VAR.
  • d)
    34667,2 VAR.
  • e)
    09975,4 VAR.

53817 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Analise as afirmativas a seguir, sobre controladores lógicos programáveis.

I. O termo relé interno, relé auxiliar ou marcador, é usado para o que pode ser considerado

um relé de CLP. Estes se comportam como relés com seus contatos associados, mas, na

realidade, não simulações de relés feitas pelo software do CLP.

II. Para movimentação de dados, o comando contém a instrução de movimentação, o endereço

da fonte de dados e o endereço de destino, conforme Figura 05, abaixo.

III. Os CLPs normalmente, por si só, não realizam, em seu programa, a comparação de dados,

ou seja, não existe recurso de softwares para comparar variáveis de entrada.

IV. Um CLP equipado com canais de entrada analógica pode ser usado para executar uma

função de controle contínuo, ou seja, um controle PID.

Em relação às alternativas acima, podemos afirmar que

  • a)
    apenas II e III estão corretas.
  • b)
    apenas I e II estão corretas.
  • c)
    apenas II, III e IV estão corretas.
  • d)
    apenas III e IV estão corretas.
  • e)
    apenas I, II e IV estão corretas.

53820 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Uma instalação elétrica industrial possui uma demanda máxima de 500 kW de potência para atender a várias cargas com fatores de potência iguais a 0,80. Sabe-se que o transformador que alimenta essa instalação tem uma potência máxima em regime permanente de 650 kVA. Para que seja atendida essa condição de operação do transformador, o fator de demanda (FD) deve ser, no mínimo, igual a

  • a)
    0,80.
  • b)
    0,67.
  • c)
    0,70.
  • d)
    0,85.
  • e)
    0,96.

53823 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Os transistores necessitam de resistores para sua correta polarização. A partir da curva

característica do transistor e fazendo uso da reta de carga é possível determinar o ponto de

operação do transistor. Analise as figuras abaixo e assinale a opção que representa os valores

dos resistores Rc e Rb, respectivamente.

  • a)
    ??k??e 586 k??
  • b)
    3 k? e 346 k??
  • c)
    3 k??e 586 k??
  • d)
    2 k??e 346 k??
  • e)
    6,5 k? e 346 k??

53824 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

Analisando o circuito de corrente contínua da Figura 10, podemos dizer que a corrente elétrica

e a queda de tensão no resistor R3 de 1,0 Ohm valem, aproximadamente,

  • a)
    2,22A e 2,22V.
  • b)
    3,33A e 3,33V.
  • c)
    1,33A e 1,33V.
  • d)
    5,22A e 5,22V.
  • e)
    0,11A e 0,11V.

53825 CVEST (2017) - IFPE - Técnico de Laboratório - Eletrotécnica / Eletroeletrônica

A linguagem gráfica Ladder é a mais difundida e encontrada em quase todos os CLPs. Ela se

baseia na lógica de relés e contatos elétricos para comandar controladores lógicos programáveis

(CLP). Um exemplo desta programação pode ser visto na Figura 02, abaixo.

Paralelamente, uma outra linguagem, chamada FBD, cujos elementos são expressos por blocos

interligados, é também bastante difundida. Sabendo que a lógica Ladder pode ser representada

pela lógica FBD, assinale a alternativa que corresponde à representação CORRETA da Figura

  • a)

  • b)

  • c)

  • d)

  • e)