23 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

209455 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

O gen de supressão tumoral que pode sofrer mutação com maior

frequência no câncer em seres humanos é:

  • a)

    ( ) p53.

  • b)

    ( ) HER2/neu.

  • c)

    ( ) p21.

  • d)

    ( ) BRCA1.

209461 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

As lesões ureterais são reconhecidas como potenciais

complicações de procedimentos cirúrgicos ginecológicos, sendo importante para o

ginecologista estar ciente dos meios de minimizar a ocorrência desta complicação,

bem como facilitar o diagnóstico e o tratamento da lesão, caso ela ocorra. Em

relação às lesões ureterais, é INCORRETO afirmar que:

  • a)

    ( ) Todas as lesões ureterais que são diagnosticadas no pós-operatório devem ser abordadas, inicialmente, com conduta expectante por até 30 dias, evitando-se uma intervenção cirúrgica precipitada e possibilitando a resolução espontânea desta complicação.

  • b)

    ( ) A forma mais importante de prevenir lesões ureterais é o cirurgião ter certeza, de forma inequívoca, da localização dos ureteres em todos os momentos do procedimento.

  • c)

    ( ) Apesar de ser uma cirurgia oncológica, a histerectomia abdominal extrafascial, para tratamento do câncer de endométrio, tem índice de lesão de ureter semelhante à histerectomia para tratamento de doenças benignas.

  • d)

    ( ) Esmagamento, ligadura, transecção, angulação, isquemia e ressecção são os tipos de lesões ureterais operatórias descritas.

209462 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

Em relação à Histeroscopia Cirúrgica, é INCORRETO afirmar que:

  • a)

    ( ) A hiponatremia e o edema pulmonar são complicações relacionadas aos meios líquidos de distensão da cavidade uterina.

  • b)

    ( ) A perfuração uterina é uma complicação que pode ocorrer em qualquer procedimento histeroscópico, durante a dilatação ou uso do ressectoscópio, sendo mais comum durante a ressecção de septos, miomectomias e remoção de aderências.

  • c)

    ( ) Por suas características físico-químicas, o Soro Fisiológico (NaCl 0,9%) é o melhor meio de distensão a ser utilizado na Histeroscopia Cirúrgica, desde que se utilize de um sistema eletrocirúrgico monopolar.

  • d)

    ( ) A ablação endometrial histeroscópica é uma alternativa à histerectomia como tratamento cirúrgico do sangramento uterino anormal.

209463 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

Sobre os derrames papilares, marque a alternativa INCORRETA:

  • a)

    ( ) Os derrames papilares espontâneos necessitam de investigação diagnóstica.

  • b)

    ( ) Os derrames papilares uniductais são considerados suspeitos.

  • c)

    ( ) O câncer de mama é a causa mais comum de derrame papilar sanguinolento.

  • d)

    ( ) Nos derrames papilares, a citopatologia é um método propedêutico útil para esclarecimento diagnóstico.

214572 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

Em relação ao Consentimento Informado (ou Consentimento Esclarecido), é INCORRETO afirmar que:

  • a)
    ( ) O Consentimento Informado deve ser detalhado, inteligível, sem termos médicos não usuais, assinado não apenas pela paciente, mas também por duas testemunhas não componentes da equipe médica ou do hospital.
  • b)
    ( ) Frente a um mal resultado terapêutico, a paciente tem o direito de alegar que assinou um Consentimento Informado de maneira apressada ou sem real conhecimento de causa.
  • c)
    ( ) O Consentimento Informado garante a defesa do médico frente a um eventual mal resultado terapêutico, desde que devidamente preenchido com detalhes sobre a proposta de tratamento, assinado e com reconhecimento de firma em cartório.
  • d)
    ( ) Ao assinarem o Consentimento Informado, as pacientes estão tomando decisões informadas e voluntárias sobre sua assistência à saúde, podendo tomar decisões que satisfaçam seu conceito de bom e benéfico.

218193 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Não classificada

NÃO é um músculo que contribui para a estrutura e a resistência da parede ântero-lateral do abdome o:

  • a)
    ( ) Reto do abdome.
  • b)
    ( ) Oblíquo médio.
  • c)
    ( ) Transverso.
  • d)
    ( ) Oblíquo interno.

228192 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

O estudo urodinâmico, método propedêutico para avaliação do funcionamento do trato urinário baixo, NÃO tem o seguinte objetivo:

  • a)
    ( ) Reproduzir o sintoma da paciente.
  • b)
    ( ) Avaliar o grau de cistocele.
  • c)
    ( ) Avaliar a competência uretral.
  • d)
    ( ) Avaliar o volume de urina residual.

228193 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

Em relação ao câncer de ovário, é INCORRETO afirmar que:

  • a)
    ( ) O estadiamento inicial e a morfologia tumoral são considerados variáveis prognósticas.
  • b)
    ( ) A ultrassonografia e o CA 125 são métodos de exame eficazes para o “screening” (rastreio) do Ca ovariano, sendo indicado rotineiramente em pacientes na pós-menopausa.
  • c)
    ( ) Os padrões mais comuns de disseminação do Ca de ovário são: transcelômico (esfoliação de células), linfático e hematogênico.
  • d)
    ( ) O estadiamento é cirúrgico e permite programar a conduta subseqüente de acordo com o estágio da doença.

228195 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

Em relação ao desenvolvimento embrionário do trato genital feminino, é INCORRETO afirmar que:

  • a)
    ( ) A presença ou ausência de fator determinante do testículo e de androgênios determinam o início da diferenciação sexual em torno da 12ª semana de gestação.
  • b)
    ( ) As anomalias de origem embrionária do sistema genital são frequentemente acompanhadas por anomalias do sistema urinário.
  • c)
    ( ) O útero e a vagina, em seu 1/3 superior, originam-se da fusão dos ductos paramesonéfricos (de Muller), na linha média.
  • d)
    ( ) O ducto mesonéfrico tem importância no desenvolvimento, principalmente, da genitália externa e das tubas uterinas.

228196 CRSP - PMMG (2013) - PM-MG - Oficial de Saúde - Ginecologia / Medicina

Paciente de 40 anos, com exame físico das mamas normal, apresenta em sua primeira mamografia de rastreamento um agrupamento de microcalcificações puntiformes e monomórficas no quadrante súpero-lateral da mama direita. Sobre a classificação BI-RADS® da mamografia e a conduta a ser tomada, marque a alternativa CORRETA:

  • a)
    ( ) Classificação: BI-RADS® 3. Conduta: mamografia unilateral direita em 6 meses.
  • b)
    ( ) Classificação: BI-RADS® 2. Conduta: mamografia unilateral direita em 6 meses.
  • c)
    ( ) Classificação: BI-RADS® 4. Conduta: investigação histopatológica.
  • d)
    ( ) Classificação: BI-RADS® 5. Conduta: investigação histopatológica