20 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

74376 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

Observando-se as próprias experiências sensitivas do mundo, pode-se ensinar aos alunos que:

  • a)
    amarelo e vermelho são cores quentes.
  • b)
    amarelo e vermelho são cores frias.
  • c)
    azul e amarelo são cores frias.
  • d)
    verde e azul são cores quentes.
  • e)
    branco e preto são cores frias.

74377 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

Até hoje, discute-se a existência ou não de uma cultura negra. “A cultura não tem cor, mas é importante discutir quem produz e também o contexto em que ela é feita.” (Martha Abreu ) O pensamento acima indica que:

  • a)
    cultura negra não existe.
  • b)
    conhecer a vida e a obra do artista e procurar compreender o contexto de sua produção são importantes para a discussão do conceito de cultura.
  • c)
    cultura é sempre produção homogênea e a justificativa está na origem do povo.
  • d)
    cultura negra é contrária à cultura branca, pois seus fundamentos estão no preconceito.
  • e)
    cultura negra existiu nos períodos da escravidão, principalmente no período conhecido como Cultura Clássica.

74378 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

A partir da obra “A Primeira Missa no Brasil” (1860), de Victor Meirelles de Lima, a Professora. Dra. Teresinha Franz, desenvolveu um instrumento de análise para compreensão crítica da arte. Nesse instrumento, ela relaciona diferentes níveis de compreensão (ingênuo, principiante, aprendiz e especialista) com variados âmbitos de compreensão (histórico/antropológico, estético/artístico, biográfico, crítico social e pedagógico). Considerando a afirmativa feita marque como (V ) verdadeiro ou (F ) falso cada item a seguir: ( ) Insere-se em uma concepção pós-modernista do ensino da arte, conectado aos demais aspectos da vida, e sem limites entre arte, contexto social e cultural. Nesta concepção a obra é compreendida dentro de um sistema geral de formas simbólicas a que chamamos cultura. ( ) Insere-se em uma concepção modernista do ensino de arte, em que se deve priorizar uma leitura formalista das imagens. ( ) As obras de arte são consideradas fruto de produções individuais, de artistas geniais que produzem objetos belos. ( ) Não é necessário considerar o mundo pessoal de quem aprende, seus conhecimentos, ideias prévias e preconceitos, uma vez que o objetivo é atingir o nível do especialista. ( ) Para atingir níveis elevados de compreensão na arte, o canal privilegiado é a qualidade da experiência sensível da percepção. A opção que apresenta a sequência correta, de cima para baixo, é:

  • a)
    V, F, F, F, F.
  • b)
    F, F, V, V, V.
  • c)
    V, F, F, V, F.
  • d)
    V, V, V, V, F.
  • e)
    F, V, F, F, V.

74379 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

A arte esteve predominantemente comprometida com o projeto de difusão e propaganda do cristianismo europeu. Durante esse período, visto que a vasta maioria dos camponeses era iletrada, as artes visuais eram o principal método para comunicar as ideias religiosas aos fiéis. O trecho comentado acima se refere ao período da arte:

  • a)
    rupestre.
  • b)
    medieval.
  • c)
    renascentista.
  • d)
    naif.
  • e)
    religiosa.

80603 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

A pintura “O vendedor de frutas” (1928), é de:

  • a)
    Di Cavalcanti.
  • b)
    Tarsila do Amaral.
  • c)
    Anita Malfati.
  • d)
    Cândido Portinari.
  • e)
    Heitor dos Prazeres.

80604 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

Apresentar aos alunos uma imagem, seja ela de algum período da história da arte ou de alguma outra produzida pela mídia, contextualizá-la, ampliando ao máximo suas múltiplas leituras, e, como fazer artístico, propor uma releitura, de modo a permitir que cada aluno escolha meios, suportes e técnicas para a realização da atividade prática, indica que o objetivo educacional deste professor é de formar:

  • a)
    historiadores e conhecedor.
  • b)
    mecenas e artistas profissionais.
  • c)
    conhecedor, decodificador e fruidor.
  • d)
    artistas profissionais, fruidor e historiadores.
  • e)
    futuros professores e historiadores.

80605 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

Analise as afirmativas abaixo. I A primeira institucionalização sistemática do ensino de arte foi a Missão Francesa e um dos poucos modelos com atualidade no país de origem no momento de sua importação para o Brasil. Quase sempre os modelos estrangeiros foram tomados de empréstimo numa forma já enfraquecida e desgastada. A Missão francesa foi na realidade uma invasão cultural. II A ditadura de 1964, que perseguiu professores e escolas experimentais, foram aos poucos desmontadas sem muito esforço. Era só normatizar e estereotipar seus currículos, tornando-as iguais às outras do sistema escolar. Até escolas de educação infantil foram fechadas. A partir daí, a prática de arte nas escolas públicas primárias foi dominada, em geral, pela sugestão de tema e por desenhos alusivos a comemorações cívicas, religiosas e outras festas. III Desde a instauração da Academia Imperial de Belas Artes, primeira instituição pública e formal de formação para as Artes Plásticas no Brasil, até a formalização da Arte como área de conhecimento nos Parâmetros Curriculares Nacionais, passando pelas diferentes iniciativas do final do século XIX e por todo o século XX, os modelos de ensino da arte foram se tecendo e se sobrepondo, correspondendo às demandas políticas e culturais de cada época. Das afirmativas acima:

  • a)
    somente II está correta,
  • b)
    somente I está correta.
  • c)
    somente II e III estão corretas.
  • d)
    somente I e III estão corretas.
  • e)
    todas estão corretas.

80606 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

Pertence a ela uma série de obras em que figuram aranhas gigantescas, nas quais a artista propõe uma concepção radical da escultura como arquitetura, com raízes barrocas em suas características. O nome da artista comentada no trecho acima é:

  • a)
    Yahoi Kusama.
  • b)
    Tomie Ohtake.
  • c)
    Louise Bourgeouis.
  • d)
    Niki de Saint Phalle.
  • e)
    Iole de Freitas.

88736 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

“Em nossa vida diária estamos rodeados por imagens impostas pela mídia, vendendo produtos, ideias, conceitos, comportamentos, slogans políticos etc. Como resultado de nossa incapacidade de ler essas imagens, nós aprendemos por meio delas inconscientemente. A educação deveria prestar atenção ao discurso visual. Ensinar a gramática visual e sua sintaxe através da arte, tornar as crianças conscientes da produção humana de alta qualidade são uma forma de prepará-las para compreender e avaliar todo tipo de imagem, conscientizando-as de que estão aprendendo com estas imagens.” (BARBOSA, A. Mae - Arte, Educação e Cultura.) O ensino de Artes Visuais nas escolas, antes das ideias disseminadas por Ana Mae, era por assim definido como:

  • a)
    o estudo da História da Arte e das teorias críticas.
  • b)
    a prática no livre fazer artístico e no estudo do desenho geométrico.
  • c)
    a decodificação das imagens e no fazer artístico.
  • d)
    o estudo da História da Arte e o estudo de desenho geométrico.
  • e)
    inteiramente no desenho geométrico.

88737 COSEAC (2016) - Prefeitura de Niterói - RJ - Professor II - Artes / Artes

Os artistas que apontam em seus trabalhos influências de algumas questões de origem afro-cultural são:

  • a)
    Di Cavalcanti, Mestre Didi, Heitor dos Prazeres, Rubem Valentim, Pierre Verger, Carybé.
  • b)
    Pablo Picasso, Carybé, Beatriz Milhazes, Burle Marx, Ligia Catunda, Rosângela Rennó.
  • c)
    Di Cavalcanti, Guignard, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Portinari, Beatriz Milhazes.
  • d)
    Mestre Didi, Anita Malfatti, Ligia Catunda, Beatriz Milhazes, Pablo Picasso, Nelson Leiner.
  • e)
    Burle Marx, Pierre Verger, Guignard, Portinari, Rubem Valentim, Beatriz Milhazes.