18 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

147908 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Zootecnia

Com o desenvolvimento acentuado da indústria de rações, começou a surgir no país uma indústria misturadora que se dedicava à fabricação e comercialização de suplementos minerais, vitamínicos e outros. De acordo com o MAPA, quando o suplemento possuir na sua composição, macro e/ou micro elemento mineral e, no mínimo, 42% de equivalente proteico, será denominado

  • a)

    suplemento mineral.

  • b)

    suplemento mineral proteico.

  • c)

    suplemento mineral com ureia.

  • d)

    suplemento mineral proteico energético.

147909 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Não classificada

A FAO lidera os esforços internacionais para erradicar a fome. Os objetivos da FAO são: elevar os níveis de nutrição, melhorar a produtividade agrícola; melhorar a vida das populações rurais; e, contribuir para o crescimento da economia mundial. Serve para países desenvolvidos e em desenvolvimento, sendo também uma fonte de conhecimento e informação. Sobre a FAO, analise as afirmativas.

I. É constituída por 191 países‐membros, mais a União Europeia.

II. É uma das agências especializadas da Organização das Nações Unidas (ONU).

III. Sua sede está localizada em Genebra, na Suíça, onde ocorrem as reunião trimestrais dos países‐membros.

IV. No Brasil, a FAO questiona e pede mudança nos principais programas sociais do governo.

Estão corretas apenas as afirmativas

  • a)
    I e II.      
  • b)
    II e III.    
  • c)
    III e IV.    
  • d)
    I, II e IV.

147910 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Zootecnia

O controle adequado da temperatura ambiente é um dos principais focos quando se busca aliar bem‐estar animal e produtividade. Para a criação comercial de suínos, a zona de conforto térmico para as matrizes em lactação está situada entre

  • a)

    12°C e 22°C.

  • b)

    22°C e 35°C.

  • c)

    25°C e 31°C.

  • d)

    33°C e 38°C.

147911 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Zootecnia

Assinale a alternativa que define corretamente o Codex Alimentarius.

  • a)

    É o órgão que coordena e controla internacionalmente o consumo e a distribuição de alimentos geneticamente modificados (OGM).

  • b)

    É uma convenção internacional de aplicação compulsória sobre os valores nutricionais de matérias‐primas destinadas à alimentação humana e animal.

  • c)

    É uma coletânea de normas alimentares adotadas internacionalmente e apresentadas de modo uniforme, para proteger a saúde do consumidor e incentivar práticas justas no comércio internacional de alimentos.

  • d)

    É a compilação de códigos alfanuméricos utilizados para a padronização e identificação do comércio internacional dos ingredientes de produtos destinados à alimentação animal, em conformidade com suas características nutricionais.

157262 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Zootecnia

A fertilidade da fêmea bovina é fortemente afetada pela nutrição, desde o desenvolvimento dos folículos até o momento do parto e na sobrevivência pós-natal. Dieta bem balanceada em proteína, energia e minerais é fundamental quando se objetiva o melhor desempenho produtivo e reprodutivo. Em relação aos efeitos da nutrição sobre a fertilidade, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.

( ) Peso e condição corporal influenciam em 55% da variação na idade à primeira concepção, indicando serem eles os fatores mais informativos para predizer a idade à primeira concepção de novilhas.

( ) A subnutrição leva a uma menor secreção pulsátil de LH devido a uma redução na secreção do GnRH pela hipófise com consequente falha na ovulação.

( ) Os óleos vegetais poli‐insaturados aumentam a concentração de insulina no plasma sanguíneo, podendo ser a mediadora do crescimento folicular direta ou indiretamente, interagindo com receptores de IGF-I.

( ) Em dieta com alta concentração proteica ocorre diminuição da taxa de gestação, podendo este efeito ser devido à ação da alta concentração de ureia no ambiente uterino com consequente diminuição no seu pH.

( ) A leptina é produzida pelos adipócitos e age no hipotálamo, na hipófise, no pâncreas e nos ovários, com importância na comunicação do status nutricional ao sistema nervoso central, incluindo os centros que controlam a reprodução.

A sequência está correta em

  • a)

    V, F, V, V, V.

  • b)

    V, V, F, F, V.

  • c)

    V, F, V, V, F.

  • d)

    F, V, F, F, F.

157263 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Não classificada

A União Europeia (UE ) é uma parceria econômica e política constituída por 28 países, que, em conjunto, abarcam uma grande parte do continente europeu. A UE baseia-se nos princípios do Estado de direito, ou seja, toda a sua ação deriva de tratados voluntária e democraticamente aprovados por todos os Estados-Membros. A instituição que reúne os chefes de Estado e de Governo dos países‐membros da UE, cerca de quatro vezes por ano, para debater as prioridades políticas, é intitulada

  • a)
    Conselho Europeu.            
  • b)
    Comissão Europeia.            
  • c)
    Parlamento Europeu.
  • d)
    Conselho da União Europeia.

157264 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Zootecnia

A família das gramíneas (Poaceae ou Gramineae) é amplamente utilizada na alimentação de bovinos, equinos e caprinos, além de servir para adubação e conservação do solo. As gramíneas são essenciais para a criação de gado e a qualidade da carne bovina. O potencial biológico das espécies forrageiras também depende do clima de cada ecossistema. Forrageiras de estação fria têm o pico de produção no inverno e na primavera, enquanto forrageiras de

estação quente apresentam maior produtividade durante os meses mais quentes. Assinale a alternativa que apresenta somente espécies gramíneas de estação fria (inverno).

  • a)

    Aveia preta (Avena strigosa Schreb.), triticale (X Triticosecale Wittmack) e centeio (Secale cereale L.).

  • b)

    Sorgo forrageiro (Sorghum bicolor (L.) Moench), aveia branca (Avena sativa L.) e azevém (Lolium multiflorum Lam.).

  • c)

    Grama bermuda (Cynodon dactylon (L.) Pers.), pensacola (Paspalum notatum Flugge) e cevada (Hordeum vulgare L.).

  • d)

    Teossinto [Zea mays subsp. mexicana (Schrad.) H. H. Iltis], trigo (Triticum aestivum L.) e capim‐elefante (Pennisetum purpureum Schum.).

157265 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Não classificada

O Decreto nº 6.296/2007 regulamenta a inspeção e a fiscalização obrigatórias dos produtos destinados à alimentação animal, dando ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento a atribuição de fiscalizar e inspecionar a produção, o comércio e o uso desses produtos. No exercício da inspeção e da fiscalização de que trata o Decreto nº 6.296/07, NÃO é atribuição do fiscal

  • a)
    proceder a interdição temporária de estabelecimento.
  • b)
    emitir certificado de conformidade ou outros documentos equivalentes.
  • c)
    exigir registro no MAPA das sementes comercializadas in natura para a alimentação animal.
  • d)
    instruir, analisar e emitir pareceres em processos administrativos de fiscalização e de registro.

168308 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Zootecnia

Beta-agonistas são compostos sintéticos muito semelhantes, do ponto de vista farmacológico e estrutural, às catecolaminas endógenas, como a epinefrina e norepinefrina. Os beta‐agonistas se ligam a receptores do tipo ß, presentes em praticamente todas as células do corpo animal, e provocam uma resposta em nível celular que resulta em alterações fisiológicas importantes. Com relação aos beta‐agonistas, analise as afirmativas.

I. A administração de beta-agonistas leva à hipertrofia muscular e à diminuição do conteúdo proteico, devido a mecanismos que envolvem a quebra das proteínas miofibrilares.

II. O endurecimento na carne de animais tratados por beta‐agonistas pode ser explicado pelo aumento na atividade de calpastatina.

III. As células musculares tornam-se insensíveis aos beta‐agonistas após alguns dias de uso, de forma que a partir desse período resultará somente em prejuízo financeiro e risco de resíduos na carne.

IV. Elevam a proporção de massa muscular sem a diminuição do tecido adiposo e da espessura de gordura subcutânea, elevando, assim, a estimativa de rendimento de desossa.

Estão corretas apenas as alternativas

  • a)

    I e II.

  • b)

    I e IV.

  • c)

    II e III.

  • d)

    II, III e IV.

168309 CONSULPLAN (2014) - MAPA - Zootecnista / Não classificada

O gasto energético de repouso (GER ) é

  • a)
    conhecido como exigência energética basal (EEB).
  • b)
    o total de calor produzido pela combustão de um alimento em bomba calorimétrica.
  • c)
    o gasto energético de um animal normal em repouso e em jejum, num ambiente termoneutro.
  • d)
    o gasto energético de um animal normal em repouso, mas acordado e não estando em jejum, num ambiente termoneutro.