31 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

76510 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Informática

As tabelas a seguir apresentam a composição de

preços de cinco serviços e o orçamento desses

serviços com base nos preços dos insumos tomados

em três lojas distintas. A TABELA 1 mostra a

quantidade de insumos necessários para a

composição dos serviços. A TABELA 2 mostra o

preço unitário de cada insumo obtido em cada loja

consultada. Por sua vez, A TABELA 3 apresenta o

preço dos serviços ( o orçamento), composto a partir

dos insumos obtidos nas três lojas. O cálculo de

cada preço parcial da TABELA 3 é obtido por meio

da soma ordenada da multiplicação do elemento de

cada linha da TABELA 1 por cada elemento da

coluna da TABELA 2. Assim, por exemplo, o preço

parcial do Serviço 1 na loja 1 é obtido na TABELA 3

por meio de 1173,90 = 4,00 x 20,50 +5,50 x 135,80 +

1,00 x 345,00 + 0,00 x 100,00. Uma maneira

eficiente de efetuarmos esse cálculo é operarmos

com as tabelas usando o conceito de matrizes.



A fórmula inserida na célula B20 para o cálculo da

TABELA 3, usando o conceito de matrizes é:

  • a)
    = MULTI(TABELA1, TABELA2)
  • b)
    = MATRIZ.MULT(TABELA1;TABELA2)
  • c)
    = MATRIZ.MULT(B5:E9;B13:D16)
  • d)
    = MULT.MATRIZ(DEFMAT(B5:E9-B13:D16))
  • e)
    = MULTI(B5:E9-B13:D16)

76511 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Administração Financeira e Orçamentária

Analise as seguintes alternativas e assinale a INCORRETA:

  • a)
    No Brasil, a Constituição de 1988 introduziu várias mudanças significativas nas regras da orçamentação pública, salientando a obrigatoriedade para a elaboração do PPA (planejamento de médio prazo – quatro anos) e da LOA (considerada como de curto prazo – anual), com base nas metas e prioridades estabelecidas na LDO.
  • b)
    No Brasil, a Constituição de 1988 introduziu várias mudanças significativas nas regras da orçamentação pública, salientando a obrigatoriedade para a elaboração do PPA (planejamento de médio prazo) e da LOA (considerada como de curto prazo), com base nas metas e prioridades estabelecidas na LDO.
  • c)
    No Brasil, a Constituição de 1988 introduziu várias mudanças significativas nas regras da orçamentação pública, salientando a obrigatoriedade para a elaboração do PPA (planejamento de médio prazo) e da LOA (considerada como de curto prazo).
  • d)
    No Brasil, a Constituição de 1988 introduziu várias mudanças significativas nas regras da orçamentação pública, salientando a obrigatoriedade para a elaboração do PPA e da LOA, com base nas metas e prioridades estabelecidas na LDO.
  • e)
    No Brasil, a Constituição de 1988 introduziu várias mudanças significativas nas regras da orçamentação pública, salientando a obrigatoriedade para a elaboração do PPA (planejamento de médio prazo – dois anos) e da LOA (considerada como de curto prazo – anual), com base nas metas e prioridades estabelecidas na LDO.

76512 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Administração Financeira e Orçamentária

Analise as seguintes alternativas sobre as fases do processo orçamentário. Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

  • a)
    Formulação do PPA – Poder Executivo; Apreciação do PPA – Poder Legislativo; Elaboração do PLDO – Poder Executivo; Aprovação da LDO – Poder Legislativo; Elaboração da PLOA – Poder Executivo; Aprovação da LOA - Poder Legislativo; Execução Orçamentária; Avaliação da Execução e Julgamento das Contas.
  • b)
    Elaboração do PLDO – Poder Executivo; Aprovação da LDO – Poder Legislativo; Formulação do PPA – Poder Executivo; Apreciação do PPA – Poder Legislativo; Elaboração do PLDO – Poder Executivo; Elaboração da PLOA – Poder Executivo; Aprovação da LOA - Poder Legislativo; Execução Orçamentária; Avaliação da Execução e Julgamento das Contas.
  • c)
    Formulação do PPA – Poder Legislativo; Apreciação do PPA – Poder Executivo; Elaboração do PLDO – Poder Executivo; Aprovação da LDO – Poder Legislativo; Elaboração da PLOA – Poder Executivo; Aprovação da LOA - Poder Legislativo; Execução Orçamentária; Avaliação da Execução e Julgamento das Contas.
  • d)
    Elaboração do PLDO – Poder Legislativo; Aprovação da LDO – Poder Executivo; Formulação do PPA – Poder Executivo; Apreciação do PPA – Poder Legislativo; Elaboração do PLDO – Poder Executivo; Elaboração da PLOA – Poder Executivo; Aprovação da LOA - Poder Legislativo; Execução Orçamentária; Avaliação da Execução e Julgamento das Contas.
  • e)
    Aprovação da LDO – Poder Legislativo; Formulação do PPA – Poder Executivo; Apreciação do PPA – Poder Legislativo; Elaboração do PLDO – Poder Executivo; Elaboração da PLOA – Poder Executivo; Aprovação da LOA - Poder Legislativo; Execução Orçamentária; Avaliação da Execução e Julgamento das Contas.

76513 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Contabilidade Pública

O Manual de Procedimentos da Receita Pública, aprovado pela Portaria Conjunta nº 2, de 08 de agosto de 2007, conceitua receita pública da seguinte forma:

I. Receita Pública é uma derivação do conceito contábil de Receita, agregando outros conceitos utilizados pela administração pública, em virtude de suas peculiaridades.

II. Receita Pública são todos os ingressos de recursos auferidos pelo poder público, em qualquer esfera governamental, para alocação e cobertura das despesas públicas.

III. Receita Pública são todos os ingressos de caráter não devolutivo auferidos pelo poder público, em qualquer esfera governamental, para alocação e cobertura das despesas públicas.

IV.Receita Pública é a arrecadação de recursos específicos efetuada pelo poder público, em qualquer esfera governamental, para alocação e cobertura das despesas públicas.

Assinale a alternativa correta:

  • a)
    Somente as afirmativas I e II estão corretas
  • b)
    Somente as afirmativas I e III estão corretas
  • c)
    Somente as afirmativas I e IV estão corretas
  • d)
    Somente as afirmativas II e III estão corretas
  • e)
    Somente as afirmativas III e IV estão corretas

76514 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Contabilidade Pública

As contas contábeis do PCASP são identificadas por códigos com 7 níveis de desdobramento, compostos por 9 dígitos, de acordo com a seguinte estrutura:

  • a)
    1º Nível – Classe (1 dígito); 2º Nível – Grupo (1 dígito); 3º Nível – Subgrupo (1 dígito); 4º Nível – Título (1 dígito); 5º Nível – Subtítulo (1 dígito); 6º Nível – Item (2 dígitos) e 7º Nível – Subitem (2 dígitos).
  • b)
    1º Nível – Classe (1 dígito); 2º Nível – Grupo (1 dígito); 3º Nível – Subgrupo (2 dígitos); 4º Nível – Título (1 dígito); 5º Nível – Subtítulo (2 dígitos); 6º Nível – Item (2 dígitos) e 7º Nível – Subitem (2 dígitos).
  • c)
    1º Nível – Classe (1 dígito); 2º Nível – Grupo (2 dígitos); 3º Nível – Subgrupo (3 dígitos); 4º Nível – Título (4 dígitos); 5º Nível – Subtítulo (5 dígitos); 6º Nível – Item (2 dígitos) e 7º Nível – Subitem (2 dígitos).
  • d)
    1º Nível – Classe (1 dígito); 2º Nível – Grupo (1 dígito); 3º Nível – Subgrupo (1 dígito); 4º Nível – Título (1 dígito); 5º Nível – Subtítulo (2 dígitos); 6º Nível – Item (1 dígito) e 7º Nível – Subitem (2 dígitos).
  • e)
    1º Nível – Classe (1 dígito); 2º Nível – Grupo (2 dígitos); 3º Nível – Subgrupo (3 dígitos); 4º Nível – Título (1 dígito); 5º Nível – Subtítulo (1 dígito); 6º Nível – Item (2 dígitos) e 7º Nível – Subitem (2 dígitos).

78277 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Contabilidade Pública

Sobre o Sistema Integrado de Administração

Financeira (SIAFI), é INCORRETO afirmar:

  • a)

    É um sistema informatizado implantado pelo Governo Federal, que processa e controla as execuções orçamentária, financeira, patrimonial e contábil da União, através de terminais instalados em todo o território nacional.

  • b)

    Está estruturado em sistema, cada sistema está organizado por subsistemas e estes, por módulos. Dentro de cada módulo estão agregadas inúmeras transações, que guardam entre si características em comum.

  • c)

    Cada subsistema do SIAFI tem uma função própria e bem delimitada, sendo possível organizá-los formalmente em cinco grupos principais: Controle de Haveres e Obrigações, Administração do Sistema, Execução Orçamentária e Financeira, Organização de Tabelas e Recursos Complementares com Aplicação Específica.

  • d)

    Cada subsistema do SIAFI tem uma função própria e bem delimitada, sendo possível organizá-los informalmente em cinco grupos principais: Controle de Haveres e Obrigações, Administração do Sistema, Execução Orçamentária, Execução Financeira e Organização de Tabelas.

  • e)

    O módulo SIAFI Gerencial tem por objetivo atender às demandas de informações gerenciais de áreas que possuem atribuições de gerência orçamentária, financeira e de controle, além de subsidiar as áreas estratégicas de informações para o aperfeiçoamento do processo de tomada de decisões.

84289 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Informática

No MS Word 2007, os atalhos de teclado consistem

no pressionamento simultâneo de duas teclas ou

mais que executam uma função específica. A tabela

a seguir apresenta alguns atalhos de teclado e suas

ações correspondentes:



A sequência que relaciona corretamente a

coluna da esquerda com a da direita é:

  • a)
    1-a; 2-c; 3-b; 4-e; 5-d; 6-f; 7-h; 8-i; 9-g; 10-j
  • b)
    1-a; 2-c; 3-g; 4-e; 5-d; 6-f; 7-j; 8-i; 9-b; 10-h
  • c)
    1-c; 2-a; 3-d; 4-i; 5-b; 6-f; 7-j; 8-h; 9-g; 10-e
  • d)
    1-g; 2-e; 3-a; 4-f; 5-j; 6-d; 7-i; 8-c; 9-b; 10-h
  • e)
    1-g; 2-e; 3-a; 4-i; 5-b; 6-f; 7-j; 8-h; 9-c; 10-d

84290 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Administração Financeira e Orçamentária

Em relação ao processo de alocação de recursos no Brasil, é CORRETO afirmar:

  • a)
    O processo orçamentário brasileiro passou por mudanças que tinham como finalidade proporcionar a redução dos gastos públicos e a qualidade dos serviços prestados pelo governo, principalmente com incentivo à produção, por meio da revisão de paradigmas associados aos modelos patrimonial e burocrático da Administração Pública.
  • b)
    O processo orçamentário brasileiro passou por mudanças que tinham como finalidade proporcionar a redução dos gastos públicos e a qualidade dos serviços prestados pelo governo, principalmente com incentivo à inovação e produção, por meio da revisão de paradigmas associados ao modelo patrimonial e burocrático da Administração Pública.
  • c)
    O processo orçamentário brasileiro passou por mudanças que tinham como finalidade proporcionar a redução dos gastos públicos e a qualidade dos serviços prestados pelo governo, principalmente com incentivo à inovação e produção, por meio da revisão de paradigmas associados ao modelo burocrático da Administração Pública
  • d)
    O processo orçamentário brasileiro passou por mudanças que tinham como finalidade proporcionar a redução dos gastos públicos e a qualidade dos serviços prestados pelo governo, principalmente com incentivo à produção, por meio da revisão de paradigmas associados ao modelo patrimonial da Administração Pública.
  • e)
    O processo orçamentário brasileiro passou por mudanças que tinham como finalidade aumentar a eficiência dos fatores de produção e da qualidade dos serviços prestados pelo governo, principalmente com incentivo à inovação e por meio da revisão de paradigmas associados aos modelos patrimonial e burocrático da Administração Pública.

84291 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Administração Financeira e Orçamentária

Concernente ao Orçamento Base-Zero, é CORRETO afirmar:

  • a)
    É o processo orçamentário que apresenta duas dimensões: objeto de gasto e programa de trabalho, contendo as ações desenvolvidas. Enfatiza o desempenho organizacional.
  • b)
    É o processo orçamentário que se apoia na necessidade de justificativa de todos os programas, cada vez que se inicia um novo ciclo orçamentário. Analisa, revê e avalia todas as despesas propostas e não apenas as das solicitações que ultrapassam o nível de gasto já existente.
  • c)
    É o processo orçamentário que contempla a população no processo decisório, por meio de lideranças ou audiências públicas.
  • d)
    É o critério de alocação de recursos através do estabelecimento de um quantitativo financeiro fixo, obtido mediante a aplicação de um percentual único sobre as despesas realizadas em determinado período.
  • e)
    É o orçamento que expressa, financeira e fisicamente, os programas de trabalho de governo, possibilitando a integração do planejamento com o orçamento, a quantificação de objetivos e a fixação de metas, as relações insumo-produto, as alternativas programáticas, o acompanhamento físico-financeiro, a avaliação de resultados e a gerência por objetivos.

84292 COMVEST - UFAM (2016) - UFAM - Contador / Contabilidade Pública

Sobre Despesas de Exercícios Anteriores, é CORRETO afirmar:

  • a)
    São dívidas reconhecidas no exercício anterior, resultantes de compromissos gerados, para as quais o orçamento respectivo consignava crédito próprio, com saldo insuficiente para atendê-las, mas que não foram processadas naquela época.
  • b)
    São dívidas reconhecidas no exercício atual, resultantes de compromissos gerados em exercícios anteriores, para as quais o orçamento respectivo não consignava crédito próprio nem saldo suficiente para atendê-las, mas que foram processadas naquela época.
  • c)
    São dívidas não reconhecidas no exercício anterior, resultantes de compromissos gerados, para as quais o orçamento respectivo consignava crédito próprio, com saldo insuficiente para atendê-las, mas que não foram processadas naquela época.
  • d)
    São dívidas reconhecidas no exercício atual, resultantes de compromissos gerados em exercícios anteriores, para as quais o orçamento respectivo consignava crédito próprio, com saldo suficiente para atendê-las, mas que não foram processadas naquela época.
  • e)
    São dívidas reconhecidas no exercício anterior, resultantes de compromissos gerados, para as quais o orçamento respectivo não consignava crédito próprio, com saldo suficiente para atendê- las, mas que não foram processadas naquela época.