87 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

146056 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Uma sociedade empresária é arrendatária em um contrato de Arrendamento Mercantil Financeiro. O valor presente das contraprestações é de R$280.000,00 e o valor justo do bem arrendado é de R$285.000,00. O contrato estabelece o pagamento de 36 parcelas mensais de R$10.000,00.

O reconhecimento inicial da operação de arrendamento resultará em:

  • a)
    aumento de R$280.000,00 no Ativo e de R$280.000,00 no Passivo.
  • b)
    aumento de R$285.000,00 no Ativo e de R$285.000,00 no Passivo.
  • c)
    reconhecimento de R$280.000,00 como Despesa e de R$280.000,00 no Passivo.
  • d)
    reconhecimento de R$360.000,00 como Despesa e de R$360.000,00 no Passivo.

146057 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

A respeito dos critérios de reconhecimento de provisões, conforme o estabelecido na NBC TG 25 — Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes, jugue as situações hipotéticas apresentadas nos itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA.



I. Uma entidade do setor de petróleo causa contaminação e opera em um país onde não há legislação ambiental. Entretanto, a entidade possui uma política ambiental amplamente divulgada, na qual ela assume a limpeza de toda a contaminação que causa. A entidade tem um histórico de honrar essa política publicada e é possível estimar, confiavelmente, os gastos com a limpeza de toda a contaminação causada.

II. Em 12 de dezembro de 2013, o conselho da entidade decidiu encerrar as atividades de uma divisão. Os gastos com o encerramento das atividades foram estimados em R$1.000.000,00, e esta estimativa é confiável. Antes do fechamento do balanço de 31 de dezembro de 2013, a decisão não havia sido comunicada a qualquer um dos afetados por ela e nenhuma outra providência havia sido tomada para implementar a decisão.

III. Uma loja de varejo tem a política de reembolsar compras de clientes insatisfeitos, mesmo que não haja obrigação legal para isso. Sua política de efetuar reembolso é amplamente conhecida. Com base no histórico anterior, é possível mensurar, confiavelmente, o montante dos reembolsos a serem efetuados.



Devem ser objeto de constituição de provisão as situações apresentadas nos itens:

  • a)
    I e II, apenas.
  • b)
    I e III, apenas.
  • c)
    II e III, apenas.
  • d)
    I, II e III.

146111 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Uma Indústria produz apenas um produto e incorreu nos seguintes gastos durante o mês de fevereiro de 2014:



• Mão de obra direta R$99.000,00

• Salário da supervisão da fábrica R$22.500,00

• Salário da administração geral da empresa R$31.500,00

• Comissões dos vendedores R$18.000,00

• Outros custos de fabricação R$36.000,00

• Compra de matéria–prima (líquida dos tributos recuperáveis) R$45.000,00



Saldos em fevereiro de 2014

Estoque Inicial de Produtos em Processo R$54.000,00

Estoque Final de Produtos em Processo R$9.000,00

Estoque Inicial de Matéria–Prima R$13.500,00

Estoque Final de Matéria–Prima R$31.500,00



O Custo da Produção Acabada em fevereiro de 2014, pelo Método de Custeio por Absorção, é de:

  • a)
    R$184.500,00.
  • b)
    R$202.500,00.
  • c)
    R$211.500,00.
  • d)
    R$229.500,00.

146112 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Uma indústria fabrica dois produtos. Em um determinado mês, o departamento de produção envia para a contabilidade os seguintes dados da produção:



Sabendo–se que a indústria distribui seus custos indiretos de fabricação de acordo com as unidades produzidas, os custos unitários dos produtos X e Z são, respectivamente:

  • a)
    R$24,00 e R$42,00.
  • b)
    R$20,67 e R$48,67.
  • c)
    R$21,00 e R$48,00.
  • d)
    R$21,50 e R$47,00.

146113 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Uma indústria estabeleceu os seguintes padrões de consumo de matéria–prima para cada unidade de produto fabricado:



Com base nos dados fornecidos e em relação ao custo com matéria–prima:

  • a)
    o custo padrão superou o custo real em R$2.800,00, em decorrência de uma variação de preço desfavorável na matéria–prima A, e uma variação de quantidade desfavorável na matéria–prima B.
  • b)
    o custo padrão superou o custo real em R$2.800,00, em decorrência de uma variação de quantidade desfavorável na matéria–prima A, e uma variação de preço desfavorável na matéria–prima B.
  • c)
    o custo real superou o custo padrão em R$2.800,00, em decorrência de uma variação de preço desfavorável na matéria–prima A, e uma variação de quantidade desfavorável na matéria–prima B.
  • d)
    o custo real superou o custo padrão em R$2.800,00, em decorrência de uma variação de quantidade desfavorável na matéria–prima A, e uma variação de preço desfavorável na matéria–prima B.

146114 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Considerando o que dispõe a NBC TG Estrutura Conceitual, a respeito das características qualitativas da informação contábil–financeira útil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.



I. Para que a informação contábil–financeira seja útil, ela precisa ser relevante e representar com fidedignidade o que se propõe a representar.

II. A utilidade da informação contábil–financeira é melhorada se ela for comparável, verificável, tempestiva e compreensível.

III. Informação contábil–financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários.

IV. Comparabilidade é o mesmo que uniformidade e consistência.



A sequência CORRETA é:

  • a)
    F, F, F, V.
  • b)
    F, F, V, V.
  • c)
    V, V, F, F.
  • d)
    V, V, V, F.

146115 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Uma sociedade empresária optante pelo lucro presumido, em 31.1.2014, apresentou um faturamento com vendas de mercadorias de R$15.000,00 e venda de serviços no valor de R$10.000,00, cujo faturamento incidiu os seguintes imposto: IRPJ, CSLL, PIS, COFINS, ICMS e ISSQN.

Em um processo civil, foi apresentada uma planilha de cálculo devidamente auditada relativa aos tributos líquidos.

Nos tributos já estavam excluídos suas compensações de créditos e não tinham sidos pagos até 31.1.2014.



De acordo com as informações disponibilizadas em 31.1.2014, verificou–se no Balanço Patrimonial, referente ao mês de janeiro de 2014, os seguintes valores de tributos no Passivo Circulante:



De acordo com os valores apresentados e informações adicionais, julgue os itens com os quesitos apresentados pelo juiz e as respostas apresentadas pelo perito contador nomeado para o caso e assinale a opção CORRETA. I. Pode o Sr. Perito informar se o valor do IRPJ a pagar está apresentado de acordo com o faturamento total em 31.1.2014?

Resposta: Analisando a planilha apresentada e auditada em 31.1.2014, com os valores dos tributos apresentados no Balanço Patrimonial, mais precisamente no Passivo Circulante, verifica–se que não foram computados o valor do IRPJ referente à venda de mercadorias. II. Pode o Sr. Perito informar se o valor da COFINS a recolher está apresentado de acordo com o faturamento total em 31.1.2014?

Resposta: Analisando a planilha apresentada e auditada em 31.1.2014, com os valores dos tributos apresentados no Balanço Patrimonial, mais precisamente no Passivo Circulante, verifica–se que não foram computados os valores da COFINS referente à venda de serviços.

III. Pode o Sr. Perito informar se o valor do ICMS a pagar está apresentado de acordo com o faturamento total em 31.1.2014?



Resposta: Analisando a planilha apresentada e auditada em 31.1.2014,

com os valores dos tributos apresentados no Balanço Patrimonial, mais precisamente no Passivo Circulante, verifica–se que foi computado corretamente o valor do ISSQN sobre venda de serviços.



Está(ão) certo(s) o(s) item(ns):

  • a)
    I, apenas.
  • b)
    I e II, apenas.
  • c)
    II e III, apenas.
  • d)
    I, II e III.
icon
Questão anulada pela banca organizadora do concurso.

146116 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Mostrar/Esconder texto associado

A propósito dos fatos gramaticais identificados no texto, julgue os itens a seguir.



I. Sigla é a “redução literal [...] baseada nas letras iniciais de cada um ou de alguns dos componentes do intitulativo a que se referirem”, estando corretas as grafias das formas “Fiesp”, “Code” e “FGV”, nos dois primeiros parágrafos.

II. A palavra “bem–vindo” (l.13) admite, no contexto, as opções benvindo e bem vindo, escritas segundo o padrão gráfico de bendito e bem educado.

III. Na linha 18, “Porque” inicia período e a grafia deveria ser Por que.

IV. A palavra “cidade–sede” (l.34) é composta por justaposição indicada pelo hífen e tem sentido de “cidade que é sede”.



Estão CORRETOS apenas os itens:

  • a)
    I, II e III.
  • b)
    I e III.
  • c)
    I e IV.
  • d)
    II, III e IV.

148257 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Uma Sociedade Empresária apresentava, ao final do exercício de 2013, um saldo de R$1.530.000,00 na conta Máquinas e Equipamentos, assim discriminado:

A empresa realiza a contabilização mensal dos encargos de depreciação e utiliza, para todos os equipamentos, uma taxa anual de 24%. Além disso, considera o valor residual igual a zero. Todos os equipamentos entraram em uso na data de sua aquisição.

Considerando–se os dados acima, assinale a opção que apresenta o valor dos encargos com depreciação no ano de 2013.

  • a)

    R$255.000,00.

  • b)

    R$367.200,00.

  • c)

    R$391.000,00.

  • d)

    R$503.200,00.

148258 CFC (2014) - CFC - Contador / Contabilidade Geral

Uma Sociedade Empresária celebrou um contrato de arrendamento mercantil, na condição de arrendatária, com as seguintes informações:

De acordo com os critérios da NBC TG 06 (R1) — Arrendamento Mercantil, a operação foi classificada como arrendamento mercantil financeiro.

Conforme as informações acima, o reconhecimento inicial irá gerar um registro no ativo imobilizado no valor de:

  • a)

    R$38.700,00.

  • b)

    R$39.000,00.

  • c)

    R$48.000,00.

  • d)

    R$49.200,00.