30 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

213139 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Odete é professora há 25 anos e sempre comenta que está mais difícil lecionar atualmente porque “os alunos não são mais os mesmos”. Ela afirma que, antigamente, os alunos respeitavam os professores como faziam também com seus pais, que se levantavam e cumprimentavam, em coro, o diretor que entrava em sala de aula e que não ousavam desobedecer aos mais velhos porque eram mais vividos e sabiam o que diziam. Considerando que, no atual contexto, o modelo de escola quanto à estrutura, à organização e ao funcionamento também “não é mais o mesmo”, pode-se afirmar que

  • a)
    o professor é responsável por mediar o conhecimento e favorecer a apreensão de conceitos e conteúdos relativos ao programa curricular. Valores e atitudes não constituem parte das intenções de ensino; espera-se que aconteçam em decorrência do que propõe o currículo.
  • b)
    o modelo de escola atual é composto por planejamento sistemático, o que ocasiona a eliminação da provisoriedade e das incertezas.
  • c)
    no modelo atual, o ambiente é instável, as situações e os problemas são imprevisíveis e a competitividade predomina.
  • d)
    a instituição escolar é um fragmento da sociedade, por isso é preciso promover o convívio harmônico entre os alunos e buscar a homogeneização.
  • e)
    o modelo atual não prepara os alunos para o ingresso no mundo do trabalho, pois o ideal é que sejam fortalecidos, primeiramente, os pressupostos do desenvolvimento de habilidade gerais, competências amplas e capacidades potenciais.

213140 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Quando Gabriel comete algum erro na realização das atividades propostas em sala de aula, tenta novamente com a mesma determinação. Com base na concepção das ações consecutivas propostas por Paulo Freire na sentença “fazemos, logo pensamos, assim existimos”, em que está intrínseca a intencionalidade social e histórica por trás de todo saber firmado e situando o erro como algo positivo, decorrente da própria busca, assinale a alternativa incorreta.

  • a)
    O erro para o aluno deve ser tido como algo construtivo para que a prática seja continuamente verificada, revista e melhorada. Para o professor, é preciso evitar o erro, uma vez que errar, neste caso, envolve outros seres e pode acarretar em opções que influenciam toda a vida do aluno, como uma retenção, por exemplo.
  • b)
    Sem o erro não há construção do conhecimento, uma vez que o saber estagna-se.
  • c)
    Os alunos podem construir suas próprias hipóteses e investigá-las, sendo capazes de fomentá-las ou eliminá-las ao passo que pesquisam e estudam suas hipóteses, comparam dados e teorias e quebram as fronteiras da tradicional assimilação e absorção dos conteúdos previamente estipulados.
  • d)
    Errar é aproximar-se sucessivamente do objeto de aprendizagem.
  • e)
    Tradicionalmente, a escola não tem estabelecido diferença entre o erro integrante do processo de aprendizagem e aquele classificado como simples engano ou mesmo desconhecimento.

213141 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Um dos desafios mais presentes em discussões educacionais é a reflexão acerca da qualidade e de como promovê-la e ampliá-la cada vez mais nas instituições de ensino. A esse respeito e pensando sobre a atuação do pedagogo junto aos demais profissionais da escola, tendo em vista a qualidade do processo de ensinoaprendizagem, pode-se afirmar que

  • a)
    não necessariamente o profissional especialista que desenvolve planejamento, supervisão, administração, inspeção e orientação no âmbito das escolas deverá ter graduação em Pedagogia ou pósgraduação.
  • b)
    buscando suprir as necessidades educacionais vivenciadas em cada momento histórico, o Pedagogo tornou-se um profissional mencionado nas Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN), ora como especialista, ora como generalista.
  • c)
    não há referência na LDBEN de que deve ser promovida a gestão democrática do ensino público, com a participação de todos que atuam na escola. Quem faz tal abordagem é apenas o autor Vitor Henrique Paro.
  • d)
    nos últimos anos, a escola transformou-se bastante em termos de assumida de papéis, alteração em estrutura física, material, humana e organizacional.
  • e)
    o pedagogo atua com uma disciplina científica aplicada, como aponta Huberman.

213142 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Henrique é um aluno bastante assíduo. Dos 200 dias letivos, teve, em 2012, apenas duas faltas, justificadas por problemas de doença, com atestado médico. Ele e os cinco irmãos estudam na mesma escola municipal, a renda de sua família é de um salário mínimo e eles são beneficiados pelo Programa Bolsa Família. Acerca desse Programa, é incorreto afirmar que

  • a)
    o Bolsa Família foi implantado em 2003, passou a integrar e unificar o “Fome Zero” e incorporou os programas “Bolsa Escola”, “Auxílio Gás” e “Cartão Alimentação”.
  • b)
    para continuar com o benefício, as famílias devem manter seus filhos e/ou dependentes frequentando a escola e cumprir o calendário de vacinação.
  • c)
    um dos objetivos desse Programa é reduzir a pobreza por meio de transferências condicionadas de capital.
  • d)
    cada família considerada pobre (com renda mensal por pessoa de R$70,01 a R$140,00) e extremamente pobre (com renda mensal por pessoa de até R$70,00) recebe mensalmente R$100,00 do Programa Bolsa Família.
  • e)
    o Programa Bolsa Família foi considerado um dos principais programas de combate à pobreza do mundo, sendo citado, por exemplo, pela revista inglesa The Economist e pelo jornal francês Le Monde.

213143 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Tatiana é uma aluna com paralisia cerebral e grande comprometimento da motricidade e da comunicação. Não se expressa oralmente e comunica-se apenas pelo olhar, por meio de expressão facial ou por apontamento do que deseja. A professora e a auxiliar em educação da sala de Tatiana desenvolveram um material de comunicação alternativa para que ela possa se expressar e para que saibam se a aluna está aprendendo com base no que é proposto. Sobre os sistemas de comunicação suplementar e alternativa utilizados como recursos pedagógicos, podese afirmar que

  • a)
    é necessário introduzir nas escolas um sistema de comunicação mais idiossincrático do que convencional.
  • b)
    a introdução de um sistema alternativo de comunicação provoca mudanças na dinâmica interacional da família.
  • c)
    só é possível utilizar os sistemas de comunicação alternativa quando a criança pode utilizar o próprio corpo para significar.
  • d)
    LIBRAS também pode ser considerada um sistema de comunicação, embora não seja constituída como língua autônoma, pois não tem estrutura gramatical plena.
  • e)
    todos os sistemas de comunicação suplementar e alternativa são baseados em sistemas logográficos.

213144 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Ao efetivar a matrícula de seu filho em uma escola pública, Tânia procurou conversar com a equipe gestora da instituição de ensino para compreender melhor a constituição curricular e observou que o currículo da escola está de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, pois

  • a)
    na parte diversificada do currículo, há, a partir do ensino médio, o ensino de pelo menos uma língua estrangeira moderna escolhida pela equipe escolar.
  • b)
    os conteúdos referentes à história e cultura afrobrasileira e indígena brasileira são ministrados obrigatoriamente apenas no ensino fundamental na disciplina de História.
  • c)
    o estudo sobre os símbolos nacionais é tema transversal no currículo do ensino fundamental.
  • d)
    o currículo do ensino médio trata, obrigatoriamente, dos direitos das crianças e dos adolescentes, conforme Estatuto da Criança e do Adolescente.
  • e)
    a base comum do ensino fundamental e médio também inclui as características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela.

227142 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Os trechos abaixo foram extraídos do estudo “O IDEB e a qualidade da educação no ensino fundamental: Fundamentos, Problemas e Primeiras Análises Comparativas”, de Fábio Mariano da Paz, que traz um histórico das avaliações externas no Brasil.

“Se antes, o objetivo era eliminar preliminarmente os alunos considerados inaptos para a escolarização, especialmente nas séries iniciais do ensino fundamental, hoje, o enfoque avaliativo possui outros objetivos mais definidos, sendo, principalmente, medir e escalonar os resultados da aprendizagem escolar visando a mensurar a qualidade do ensino oferecido e favorecer o crescimento econômico.” “O desenho e implementação de sistemas de avaliação externa devem, portanto, ser acompanhados de discussão e esclarecimentos quanto a seus objetivos, a fim de deixar claro que, ao contrário do que fazem professores e escolas, essa avaliação externa não se destina a reprovar ninguém, mas a fornecer informações aos gestores educacionais e ao público sobre o desempenho do sistema como um todo, as escolas, regiões, municípios ou Estados que precisam melhorar seus resultados e o que é necessário fazer para promover essa melhoria.”

Neste contexto, o IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – é uma métrica que vem sendo largamente utilizada. Sobre este indicador, assinale a alternativa incorreta.

  • a)
    A sua utilização reflete o desafio atual do ensino fundamental, que não se situa mais em termos de acesso à escola e, sim, na oferta de um ensino que atenda a padrões mínimos de qualidade.
  • b)
    O IDEB pondera os resultados do SAEB e da Prova Brasil e não inclui, portanto, aspectos como evasão escolar.
  • c)
    O IDEB expressa a pontuação em exames padronizados, obtida por estudantes ao final de determinadas etapas do sistema de ensino.
  • d)
    Os indicadores de desempenho utilizados no IDEB estão restritos à aplicação de testes de Língua Portuguesa, Matemática e questionários socioeconômicos.
  • e)
    O IDEB é medido em escala numérica de 0 a 10, tendo o Ministério da Educação estabelecido como meta nacional o atingimento de nota 6, para os anos iniciais do ensino fundamental, até o ano de 2021.

227143 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Os alunos das turmas de ensino médio da professora Ana Lúcia são muito questionadores. Diante de toda a situação que julgam injusta e determinada apenas por uma pessoa, indagam “Onde está a democracia?”. A palavra democracia é largamente utilizada, em diferentes contextos. Sabendo-se que desde a constituição inicial do governo democrático, na Grécia, houve a definição de uma estrutura organizacional que subdividia as classes sociais, na sociedade brasileira atual, é possível apontar que esse aspecto também prevalece. Dessa forma, assinale a alternativa que apresenta a contribuição da educação para a reversão ou minimização desse quadro de desigualdade social.

  • a)
    Os princípios da não diretividade e da autogestão contribuem para a democratização nas escolas.
  • b)
    A dissociação de escola e sociedade é essencial para que haja o afastamento do problema e a compreensão de que é preciso mudar primeiramente o tratamento em relação ao outro na escola.
  • c)
    Não necessariamente diferentes indivíduos que agem em equipe precisam ter objetivos e perspectivas afins.
  • d)
    O papel do educador é permitir que haja conciliação de ideias, uma vez que a diversidade é conflitiva e ocorre na contramão e da construção do conhecimento.
  • e)
    Saber que a verdade é relativa, instável e diversa e não contribui necessariamente para a aceitação dos princípios alheios. Por isso, tal conceito não precisa ser abordado na escola ao tratar de democracia.

227144 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Em 2003, foi realizada uma pesquisa pela Revista Nova Escola sobre os 10 maiores problemas enfrentados pela Educação Básica brasileira. Na lista dos dez problemas apontados, não apareceu como título

  • a)
    indisciplina.
  • b)
    gestão sem eficiência e sem equipamentos.
  • c)
    fracasso escolar.
  • d)
    cultura escolar elitista.
  • e)
    desinformação da sociedade.

227153 CETRO (2013) - SESI-DF - Técnico em Educação / Pedagogia

Elza é uma professora adepta da concepção tradicional do ensino. Em suas aulas, utiliza como recursos pedagógicos o quadro de giz e livros didáticos. A comunicação escolar, nesse caso, ocorre pela professora como emissora e os alunos como receptores das informações por ela transmitidas. Existe possibilidade, atualmente, de transformar a comunicação escolar em comunicação educativa, que se aproxima da comunicação social vivenciada fora da escola. Para tanto, há professores que, diferentemente de Elza, valem-se da multimídia educativa para promoverem a aprendizagem. A esse respeito, assinale a alternativa incorreta.

  • a)
    A partir dos multimeios, o professor pode coordenar a apresentação dos conteúdos, a prática, a avaliação da aprendizagem e o feedback dado pelos alunos em termos de construção de saberes.
  • b)
    Não é necessário que o professor leve à sala de aula um variado conjunto de suportes tecnológicos para trabalhar com as diferentes linguagens, apenas o computador basta a esse propósito.
  • c)
    O uso combinado de multimeios é suficiente por si só para possibilitar a aprendizagem significativa dos alunos, que interagem com o professor, com o saber e com as tecnologias da comunicação.
  • d)
    A multimídia educacional integra linguagens verbal, sonora e visual, gerenciadas pelo computador na comunicação.
  • e)
    Os professores podem utilizar a multimídia como um instrumento de construção individual do conhecimento e como um instrumento de compartilhamento de produções dos alunos.