Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 39 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 39 questões gratuitas para resolução." />
39 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

01407 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

A psicodinâmica do trabalho tem por objetivo explicar
  • a)
    as causas da alienação do trabalhador e os mecanismos da doença mental.
  • b)
    as estratégias utilizadas pelo trabalhador para manter-se saudável em face de certos modos patologizantes de organização do trabalho.
  • c)
    a adaptação do organismo às pressões do meio.
  • d)
    a multicausalidade das doenças no contexto de trabalho e identificar seus determinantes.
  • e)
    a forma como a psicologia do sujeito determina as diferentes maneiras de enfrentamento do estresse no trabalho.

01408 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Com relação à psicologia jurídica, assinale a opção correta.
  • a)
    Inicialmente, os estudos de psicologia jurídica contribuíram, principalmente, com as áreas de vitimologia e psicologia do testemunho.
  • b)
    A visão psicometrista é o campo da psicologia jurídica de maior relevância e o mais estudado.
  • c)
    A psicologia jurídica surgiu em razão das dificuldades dos magistrados em decidir demandas jurídicas de guarda e tutela.
  • d)
    As áreas de atuação da psicologia jurídica são a criminologia, a adoção, o divórcio e a separação, sendo de sua competência propor soluções de conflitos e a prevenção de sofrimentos psíquicos graves.
  • e)
    No Brasil, a interface entre a psicologia e o direito iniciou-se de modo informal e voluntário, antes mesmo do reconhecimento da profissão.

01409 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

A atuação do psicólogo jurídico pode abranger
  • a)
    enquanto mediador, uma função interventora, no intuito de solucionar conflitos, focalizando estabelecimento de acordo entre as partes, mesmo que o resgate do canal de comunicação não ocorra.
  • b)
    a aplicação de questões psicodiagnósticas e a elaboração de laudos e pareceres relativos às áreas criminal e civil, podendo o psicólogo decidir e opinar sobre o andamento do processo judicial.
  • c)
    a criação de redes de assistência a famílias de alto risco, com o foco principal em atendimento conjunto de crianças vítimas de abusos e abusadores, pois o trabalho que envolva toda a família é sempre mais benéfico.
  • d)
    o desenlace das dificuldades com as quais o Poder Judiciário, frequentemente, precisa lidar, desde que relacionadas a seu campo de atuação, sem intercâmbio de conhecimento técnico com outros campos.
  • e)
    a organização do contexto de referência familiar, a fim de que a criança possa se constituir como sujeito e se desenvolver de maneira saudável.

01410 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

No que se refere à psicologia jurídica, assinale a opção correta.
  • a)
    A avaliação psicológica na área judiciária deve utilizar, obrigatoriamente, instrumentos psicométricos e projetivos na construção do diagnóstico.
  • b)
    Dadas as demandas recentes do Poder Judiciário, a atuação do psicólogo deve priorizar as práticas de intervenção e de mediação como possibilidades mais adequadas de resolução de conflitos, devendo a atividade avaliativa ser negligenciada.
  • c)
    O Estatuto da Criança e do Adolescente é um marco importante da psicologia jurídica, pois o trabalho do psicólogo jurídico, a partir da publicação do estatuto, ampliou-se e tornou-se essencial, passando a englobar diversas atividades, tanto na área pericial como de acompanhamento.
  • d)
    Diferentemente da psicologia clínica, a psicologia jurídica não objetiva ser uma via de expressão da subjetividade dos envolvidos nas demandas judiciais.
  • e)
    Na avaliação psicológica, embasada em procedimentos técnicos e éticos, o psicólogo pode utilizar habilidades outras que não aquelas específicas do conhecimento psicológico, conforme aumentem suas relações com o campo jurídico.

01411 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Com relação à perícia, assinale a opção correta.
  • a)
    Define-se perícia como a atividade essencialmente jurídica, desenvolvida por meio de procedimentos técnicos especializados e com base nas normas processuais e a regras pertinentes à realização do trabalho.
  • b)
    Questões técnico-operacionais do exercício da psicologia podem ser objeto de consideração pericial no processo judicial.
  • c)
    O diagnóstico que forme prova esclarecedora de determinada situação de conflito consiste em estudo psicológico, e não em perícia.
  • d)
    A perícia, meio pelo qual os profissionais verificam fatos e incidências inerentes à causa, resulta em parecer a ser transmitido ao juiz.
  • e)
    Em nenhuma hipótese, a perícia poderá ser realizada extrajudicialmente.

01412 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Acerca da atuação do psicólogo na área judicial, assinale a opção correta.
  • a)
    Quesitos são perguntas que o perito formula ao juiz ou às partes com intuito de elucidar o caso em questão.
  • b)
    Não é permitida a formulação de quesitos complementares ao longo do processo.
  • c)
    Tanto a fundamentação teórica quanto a técnica são essenciais aos serviços periciais, assim como a estratégia e a instrumentação utilizada e a clareza, coesão e objetividade com que o perito se expressa.
  • d)
    O perito se manifesta por meio da avaliação psicológica.
  • e)
    Em se tratando de intervenção por equipes multiprofissionais, um dos objetivos da perícia, deve-se elaborar um laudo, assinado por todos os profissionais envolvidos, que contemple, de forma ampla, os aspectos relevantes ao caso.

01413 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Acerca da psicopatologia e criminalidade, assinale a opção correta.
  • a)
    De acordo com o DSM-IV, a psicopatia é caracterizada por padrão de inibição social, sentimentos de inadequação e avaliações negativas.
  • b)
    As características do transtorno de personalidade psicótica são preocupação excessiva com organização, perfeccionismo, controle, desconfianças, suspeitas e grandiosidade.
  • c)
    A ocorrência de delírios, alucinações e fantasias e a persistência de comportamentos que se desviam, acentuadamente, das expectativas cognitivas, afetivas e de controle dos impulsos consolidam o diagnóstico de doença mental de um indivíduo.
  • d)
    Para a realização do diagnóstico, é imprescindível que se avalie o sujeito em sua complexidade, contribuindo pouco para o diagnóstico a simples avaliação de sintomas isolados.
  • e)
    Os portadores de transtorno de personalidade que cometem crimes não podem se beneficiar de atenuantes, visto que eles são conscientes dos atos que praticam.

01414 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

São características das normas relativas a direitos humanos
  • a)
    a efetividade e a transparência.
  • b)
    a imprescritibilidade e a individualidade.
  • c)
    a inviolabilidade e a dependência.
  • d)
    a inalienabilidade e a irrenunciabilidade.
  • e)
    a complementaridade e a finalidade.

01415 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

No que se refere aos métodos cooperativos de solução de conflitos, assinale a opção correta.
  • a)
    Assim como o conciliador, o mediador explorara o conflito, a fim de identificar os interesses por trás das queixas imediatas.
  • b)
    Na mediação, não há interesse em perceber as motivações psíquicas e outras questões pessoais que culminaram no conflito.
  • c)
    A conciliação concentra-se no aspecto objetivo do conflito, ao passo que a mediação atua para viabilizar a solução do conflito, empenhando-se para que haja compreensão mútua.
  • d)
    A mediação, entendida como processo ideal na solução de conflitos, resulta no apaziguamento e, consequentemente, na reconciliação, como, por exemplo, nos casos de separações traumáticas e de adoção.
  • e)
    O objetivo da conciliação é o realinhamento das divergências entre as partes, de forma a finalizar o conflito.

01416 CESPE (2012) - TJ-RO - Analista Judiciário - Psicologia / Psicologia

Considerando que duas pessoas envolvidas em um acidente de trânsito sem vítimas tenham, em razão do estresse e dos danos causados aos veículos, discutido, assinale a opção correta no que se refere aos métodos extrajudiciais de soluções de conflitos.
  • a)
    Nesse caso, é papel do mediador apontar as vantagens de um acordo, mesmo que com concessões mútuas, a fim de evitar prejuízos e desgastes emocionais.
  • b)
    O papel do conciliador, que deverá atuar na resolução desse conflito, é questionar os envolvidos na tentativa de investigar aspectos intrínsecos que poderiam interferir no acordo.
  • c)
    O conciliador busca a solução para o conflito, mas não pode tomar decisões, que cabem às partes, cooperativamente.
  • d)
    A mediação é o processo mais adequado a esse caso.
  • e)
    A aceitação das diferenças pessoais deve ser prioridade na resolução desse conflito.