Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 70 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 70 questões gratuitas para resolução." />
70 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

34773 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Uma paciente de cinquenta e um anos de idade, sedentária e hipertensa procurou o ambulatório para realizar exame periódico.
A paciente apresentava-se assintomática e relatou que fazia uso de clortalidona, na dosagem de 25 mg ao dia. No exame físico, foi constatado que seu índice de massa corporal (IMC) era de 31 kg/m ^2, sua pressão arterial (PA), de 142 mmHg × 94 mmHg (obtida pela média de três medidas), sua frequência cardíaca (FC), de 74 bpm e sua circunferência abdominal, de 95 cm. O exame de sangue mostrou os seguintes resultados: triglicerídios = 192 mg/dL, colesterol total = 255 mg/dL, fração HDL do colesterol = 35 mg/dL, fração LDL do colesterol = 180 mg/dL e glicemia de jejum = 108 mg/dL. O eletrocardiograma e os demais exames de sangue solicitados apresentaram resultados normais.

A partir do caso clínico apresentado acima, julgue os itens que se seguem.

A realização do teste oral de tolerância à glicose para o diagnóstico de diabetes é desnecessária se a paciente apresentar resultado normal no teste de hemoglobina glicada.







  • Certo
  • Errado

34774 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Uma paciente de cinquenta e um anos de idade, sedentária e hipertensa procurou o ambulatório para realizar exame periódico.
A paciente apresentava-se assintomática e relatou que fazia uso de clortalidona, na dosagem de 25 mg ao dia. No exame físico, foi constatado que seu índice de massa corporal (IMC) era de 31 kg/m ^2, sua pressão arterial (PA), de 142 mmHg × 94 mmHg (obtida pela média de três medidas), sua frequência cardíaca (FC), de 74 bpm e sua circunferência abdominal, de 95 cm. O exame de sangue mostrou os seguintes resultados: triglicerídios = 192 mg/dL, colesterol total = 255 mg/dL, fração HDL do colesterol = 35 mg/dL, fração LDL do colesterol = 180 mg/dL e glicemia de jejum = 108 mg/dL. O eletrocardiograma e os demais exames de sangue solicitados apresentaram resultados normais.

A partir do caso clínico apresentado acima, julgue os itens que se seguem.

Para a obtenção da meta pressórica preconizada para essa paciente, que é de 140 mmHg × 90 mmHg, são indicadas apenas medidas não farmacológicas, como redução do peso corporal e prática de exercícios físicos.
  • Certo
  • Errado

34775 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Uma paciente de cinquenta e um anos de idade, sedentária e hipertensa procurou o ambulatório para realizar exame periódico.
A paciente apresentava-se assintomática e relatou que fazia uso de clortalidona, na dosagem de 25 mg ao dia. No exame físico, foi constatado que seu índice de massa corporal (IMC) era de 31 kg/m ^2, sua pressão arterial (PA), de 142 mmHg × 94 mmHg (obtida pela média de três medidas), sua frequência cardíaca (FC), de 74 bpm e sua circunferência abdominal, de 95 cm. O exame de sangue mostrou os seguintes resultados: triglicerídios = 192 mg/dL, colesterol total = 255 mg/dL, fração HDL do colesterol = 35 mg/dL, fração LDL do colesterol = 180 mg/dL e glicemia de jejum = 108 mg/dL. O eletrocardiograma e os demais exames de sangue solicitados apresentaram resultados normais.

A partir do caso clínico apresentado acima, julgue os itens que se seguem.

Geralmente, em casos clínicos semelhantes ao apresentado, os exames de sangue dos pacientes registram a existência de partículas de LDL menores, mais densas, mais facilmente oxidadas e, consequentemente, com maior poder aterogênico.
  • Certo
  • Errado

34776 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Uma paciente de cinquenta e um anos de idade, sedentária e hipertensa procurou o ambulatório para realizar exame periódico.
A paciente apresentava-se assintomática e relatou que fazia uso de clortalidona, na dosagem de 25 mg ao dia. No exame físico, foi constatado que seu índice de massa corporal (IMC) era de 31 kg/m ^2, sua pressão arterial (PA), de 142 mmHg × 94 mmHg (obtida pela média de três medidas), sua frequência cardíaca (FC), de 74 bpm e sua circunferência abdominal, de 95 cm. O exame de sangue mostrou os seguintes resultados: triglicerídios = 192 mg/dL, colesterol total = 255 mg/dL, fração HDL do colesterol = 35 mg/dL, fração LDL do colesterol = 180 mg/dL e glicemia de jejum = 108 mg/dL. O eletrocardiograma e os demais exames de sangue solicitados apresentaram resultados normais.

A partir do caso clínico apresentado acima, julgue os itens que se seguem.

O médico que atendeu a paciente procedeu corretamente ao solicitar apenas os exames citados, já que é desnecessário avaliar a presença de lesões em órgãos-alvos por meio de outros exames complementares.
  • Certo
  • Errado

34777 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Um paciente de setenta e três anos de idade, com antecedente de hipertensão arterial, compareceu ao ambulatório queixando-se de sintomas compatíveis com dispneia. O paciente referiu que os sintomas apareceram havia dois meses, primeiramente associados a esforços maiores que os habituais e, havia um mês, a médios e pequenos esforços. Dois dias antes da consulta, segundo o paciente, ele acordou, no meio da noite, com intensa falta de ar, sintoma que desapareceu após ele permanecer sentado por trinta minutos. O exame físico mostrou que as extremidades do paciente estavam quentes e ele se apresentava normocorado. Sua FC era de 108 bpm e sua PA, de 130 mmHg × 70 mmHg. Observaram-se, ainda, turgência jugular a 30º, ictus cordis propulsivo, localizado no 6.º espaço intercostal esquerdo, na linha axilar anterior esquerda, e ritmo cardíaco em
galope, à custa de 3.ª bulha (B3) e sem sopros. A ausculta pulmonar mostrou normalidade. Além disso, foram constatados refluxo hepatojugular e edema perimaleolar bilateral. O ecocardiograma realizado no paciente mostrou fração de ejeção igual a 32%.

Considerando o caso clínico acima descrito, julgue os itens de 05 a 09.

Ainda que o resultado do ecocardiograma não estivesse disponível, a principal hipótese diagnóstica, nesse caso, seria de insuficiência cardíaca.







  • Certo
  • Errado

34778 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Um paciente de setenta e três anos de idade, com antecedente de hipertensão arterial, compareceu ao ambulatório queixando-se de sintomas compatíveis com dispneia. O paciente referiu que os sintomas apareceram havia dois meses, primeiramente associados a esforços maiores que os habituais e, havia um mês, a médios e pequenos esforços. Dois dias antes da consulta, segundo o paciente, ele acordou, no meio da noite, com intensa falta de ar, sintoma que desapareceu após ele permanecer sentado por trinta minutos. O exame físico mostrou que as extremidades do paciente estavam quentes e ele se apresentava normocorado. Sua FC era de 108 bpm e sua PA, de 130 mmHg × 70 mmHg. Observaram-se, ainda, turgência jugular a 30º, ictus cordis propulsivo, localizado no 6.º espaço intercostal esquerdo, na linha axilar anterior esquerda, e ritmo cardíaco em
galope, à custa de 3.ª bulha (B3) e sem sopros. A ausculta pulmonar mostrou normalidade. Além disso, foram constatados refluxo hepatojugular e edema perimaleolar bilateral. O ecocardiograma realizado no paciente mostrou fração de ejeção igual a 32%.

Considerando o caso clínico acima descrito, julgue os itens de 05 a 09.

A ativação neuro-humoral envolvida na fisiopatologia desse paciente contribui para o agravamento da manifestação clínica inicial, para a evolução do processo de remodelamento miocárdico e, ainda, para a progressão das alterações morfofuncionais.
  • Certo
  • Errado

34779 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Um paciente de setenta e três anos de idade, com antecedente de hipertensão arterial, compareceu ao ambulatório queixando-se de sintomas compatíveis com dispneia. O paciente referiu que os sintomas apareceram havia dois meses, primeiramente associados a esforços maiores que os habituais e, havia um mês, a médios e pequenos esforços. Dois dias antes da consulta, segundo o paciente, ele acordou, no meio da noite, com intensa falta de ar, sintoma que desapareceu após ele permanecer sentado por trinta minutos. O exame físico mostrou que as extremidades do paciente estavam quentes e ele se apresentava normocorado. Sua FC era de 108 bpm e sua PA, de 130 mmHg × 70 mmHg. Observaram-se, ainda, turgência jugular a 30º, ictus cordis propulsivo, localizado no 6.º espaço intercostal esquerdo, na linha axilar anterior esquerda, e ritmo cardíaco em
galope, à custa de 3.ª bulha (B3) e sem sopros. A ausculta pulmonar mostrou normalidade. Além disso, foram constatados refluxo hepatojugular e edema perimaleolar bilateral. O ecocardiograma realizado no paciente mostrou fração de ejeção igual a 32%.

Considerando o caso clínico acima descrito, julgue os itens de 05 a 09.

Os medicamentos essenciais para que esse paciente tenha maior sobrevida e melhor qualidade de vida são enalapril, espironolactona e carvedilol, o qual deve ser introduzido após resolução da congestão.
  • Certo
  • Errado

34780 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Uma paciente de setenta e dois anos de idade compareceu ao ambulatório para avaliação de palpitações que a incomodavam havia cinco meses e vinham ficando mais frequentes e prolongadas.
Ela informou que os sintomas não eram acompanhados de síncope, dor torácica, dispneia, cansaço ou tontura e relatou, ainda, antecedentes de diabetes melito e hipertensão arterial sistêmica. No exame físico, ela apresentava bom estado geral de saúde, com PA de 130 mmHg × 70 mmHg, FC de 92 bpm, FR de 16 irpm e ritmo cardíaco irregular, em dois tempos, com bulhas normofonéticas e sem sopros. O ecocardiograma da paciente demonstrou disfunção sistólica moderada do ventrículo esquerdo associada a aumento importante do átrio esquerdo. O eletrocardiograma convencional (ECG) da paciente é apresentado abaixo (calibração de 1 cm = 1mV e velocidade do papel de 25 mm/s).



Com base no caso clínico e no ECG acima apresentados, julgue os itens de 18 a 20.

A prevalência de arritmias cardíacas, como a descrita acima, aumenta com a idade e frequentemente está associada a doenças estruturais cardíacas e a complicações que aumentam a morbimortalidade de pacientes acometidos de arritmias desse tipo.

  • Certo
  • Errado

34781 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Uma paciente de setenta e dois anos de idade compareceu ao ambulatório para avaliação de palpitações que a incomodavam havia cinco meses e vinham ficando mais frequentes e prolongadas.
Ela informou que os sintomas não eram acompanhados de síncope, dor torácica, dispneia, cansaço ou tontura e relatou, ainda, antecedentes de diabetes melito e hipertensão arterial sistêmica. No exame físico, ela apresentava bom estado geral de saúde, com PA de 130 mmHg × 70 mmHg, FC de 92 bpm, FR de 16 irpm e ritmo cardíaco irregular, em dois tempos, com bulhas normofonéticas e sem sopros. O ecocardiograma da paciente demonstrou disfunção sistólica moderada do ventrículo esquerdo associada a aumento importante do átrio esquerdo. O eletrocardiograma convencional (ECG) da paciente é apresentado abaixo (calibração de 1 cm = 1mV e velocidade do papel de 25 mm/s).



Com base no caso clínico e no ECG acima apresentados, julgue os itens de 18 a 20.

O aumento do átrio esquerdo é um dos melhores preditores para o desenvolvimento da arritmia apresentada pela paciente, pois, para um mesmo comprimento de onda, quanto maior for a quantidade de tecido disponível, mais facilmente a reentrada será formada. Ademais, o aumento das dimensões atriais promove fibrose intersticial e desconexão elétrica entre os miócitos atriais.

  • Certo
  • Errado

34782 CESPE (2012) - STJ - Analista Judiciário - Clínica Médica / Medicina

Uma paciente de setenta e dois anos de idade compareceu ao ambulatório para avaliação de palpitações que a incomodavam havia cinco meses e vinham ficando mais frequentes e prolongadas.
Ela informou que os sintomas não eram acompanhados de síncope, dor torácica, dispneia, cansaço ou tontura e relatou, ainda, antecedentes de diabetes melito e hipertensão arterial sistêmica. No exame físico, ela apresentava bom estado geral de saúde, com PA de 130 mmHg × 70 mmHg, FC de 92 bpm, FR de 16 irpm e ritmo cardíaco irregular, em dois tempos, com bulhas normofonéticas e sem sopros. O ecocardiograma da paciente demonstrou disfunção sistólica moderada do ventrículo esquerdo associada a aumento importante do átrio esquerdo. O eletrocardiograma convencional (ECG) da paciente é apresentado abaixo (calibração de 1 cm = 1mV e velocidade do papel de 25 mm/s).



Com base no caso clínico e no ECG acima apresentados, julgue os itens de 18 a 20.

Se comparada à estratégia de manutenção do ritmo atual associada à anticoagulação eficaz e ao controle da frequência cardíaca, a reversão da arritmia em questão para o ritmo sinusal proporcionará maior sobrevida à paciente.
  • Certo
  • Errado