Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 45 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 45 questões gratuitas para resolução." />
45 resultados encontrados para . (0.005 segundos)

05254 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

Com relação ao terceiro setor e aos princípios que regem o direito administrativo, assinale a opção correta.
  • a)
    As entidades que integram o terceiro setor não se sujeitam a controle de tribunal de contas, dada a natureza privada de sua organização
  • b)
    As organizações sociais são instituídas por iniciativa do poder público para o desempenho de serviço público de natureza social.
  • c)
    A doutrina aponta o crescimento do terceiro setor como uma das consequências da aplicação do denominado princípio da subsidiariedade no âmbito da administração pública.
  • d)
    Com fundamento no princípio da impessoalidade, a doutrina destaca que, no âmbito do processo administrativo, a autoridade administrativa não pode invocar o seu próprio impedimento ou suspeição, ao contrário do que ocorre nas ações judiciais.
  • e)
    Aplica-se o princípio da especialidade quando a administração pública firma termo de parceria com organizações da sociedade civil de interesse público, visto que recebe ou pode receber delegação para a gestão do serviço público.

05255 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

No que concerne à administração pública direta, a órgãos públicos e a entidades da administração indireta, assinale a opção correta.
  • a)
    A sociedade de economia mista pode explorar empreendimentos e exercer atividades distintas das definidas pela lei que autorizou a sua constituição, mediante deliberação do respectivo órgão de direção.
  • b)
    É vedada a participação de pessoas jurídicas de direito privado no capital da empresa pública, ainda que integrem a administração indireta.
  • c)
    No que se refere à posição estatal, os órgãos superiores são órgãos de direção, controle e comando que gozam de autonomia administrativa, financeira e técnica.
  • d)
    As fundações e sociedades instituídas e mantidas pelo poder público submetem-se ao controle exercido pelo tribunal de contas, o qual se estende, na esfera federal, a todas as empresas de que a União participe tanto majoritária quanto minoritariamente
  • e)
    Embora dotada de personalidade jurídica própria, a autarquia não dispõe de capacidade de autoadministração, característica da pessoa política que a constituiu.

05256 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

Assinale a opção correta acerca dos atos e processos administrativos.
  • a)
    O princípio da oficialidade tem aplicação na fase de instrução do processo administrativo e na de revisão da decisão proferida, mas não incide sobre a fase de instauração, que demanda provocação expressa do administrado.
  • b)
    O administrado não pode alegar em instância administrativa superior o que não tenha sido arguido no início do processo administrativo.
  • c)
    No que se refere à exequibilidade, o ato administrativo imperfeito e o ato pendente não estão aptos à produção de efeitos jurídicos, já que não completaram o respectivo ciclo de formação.
  • d)
    Quanto à formação da vontade, a deliberação de um conselho constitui exemplo de ato administrativo simples.
  • e)
    É possível a convalidação do ato administrativo quando o vício incide em qualquer um de seus elementos.

05257 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

A respeito do contrato de concessão de serviço público, assinale a opção correta.
  • a)
    Embora a concessão de serviço público demande a realização de procedimento licitatório, é admitida a contratação direta nas hipóteses de dispensa e inexigibilidade de licitação, previstas na legislação de regência
  • b)
    No contrato de concessão de serviço público, o concessionário tem direito ao equilíbrio econômico e financeiro e à inalterabilidade do objeto.
  • c)
    Na hipótese de responsabilidade do concessionário por prejuízos causados a terceiros em decorrência da execução do serviço público, é vedada a responsabilidade solidária do poder concedente, que, no máximo, pode vir a ser responsabilizado subsidiariamente no caso de insuficiência de bens da empresa concessionária
  • d)
    O instituto da encampação, por sua própria natureza, não confere ao concessionário direito à indenização pelos prejuízos que sofrer em decorrência do ato.
  • e)
    A reversão não é cabível na hipótese de extinção do contrato de concessão decorrente do advento do termo contratual.

05258 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

Assinale a opção correta acerca do instituto da desapropriação.
  • a)
    A indicação precisa do proprietário é requisito indispensável para o ajuizamento da ação de desapropriação, sob pena de nulidade do processo
  • b)
    Nos casos de desapropriação por interesse social, a legitimação ativa é conferida com exclusividade aos entes federativos, sendo vedada a atribuição de poder expropriatório às entidades da administração indireta.
  • c)
    Na hipótese de expropriação de glebas de terra em que sejam cultivadas plantas psicotrópicas, o expropriado tem direito à indenização concernente às áreas que não foram objeto de efetivo plantio.
  • d)
    Segundo entendimento do STF, a desapropriação de imóveis rurais para fins de utilidade pública e de reforma agrária é de competência exclusiva da União.
  • e)
    O terceiro atingido pelo ato de desapropriação tem direito à respectiva indenização, que pode ser postulada em ação própria

05260 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

No que concerne ao instituto da licitação, assinale a opção correta.
  • a)
    No procedimento licitatório, o recurso contra a habilitação tem, necessariamente, efeito suspensivo.
  • b)
    A licitação é inexigível quando a União tiver de intervir no domínio econômico para a regulação de preços ou normalização do abastecimento.
  • c)
    No procedimento licitatório, uma vez concluído o julgamento das propostas, a administração pública é obrigada a atribuir o objeto da licitação ao vencedor, em obediência ao princípio da adjudicação compulsória.
  • d)
    O procedimento da concorrência, por ser muito complexo, não se aplica à alienação de bens móveis.
  • e)
    Em regra, os membros da comissão de licitação não são responsáveis solidários pelos atos por ela praticados.

05262 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

No que diz respeito ao contrato administrativo e aos convênios e consórcios administrativos, assinale a opção correta.
  • a)
    A administração pública pode promover a rescisão unilateral do contrato, mediante o ressarcimento dos prejuízos comprovados, nas hipóteses de inadimplemento sem culpa do contratado.
  • b)
    O convênio constitui instrumento hábil a promover a delegação de serviço público a particular caso haja interesses comuns entre a entidade pública e o particular.
  • c)
    Na hipótese de inexecução total ou parcial do contrato, a legislação admite a acumulação da sanção administrativa da advertência com a de declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a administração pública.
  • d)
    Em face da não assinatura do termo de contrato pelo convocado, a administração pública é obrigada a proceder à convocação dos licitantes remanescentes, de acordo com a ordem de classificação no procedimento licitatório.
  • e)
    É indispensável autorização legislativa para a celebração de convênio ou consórcio administrativo que envolvam repasse de verbas não previstas na lei orçamentária.

09256 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

No que se refere ao controle da administração pública e à improbidade administrativa, assinale a opção correta.
  • a)
    De acordo com a doutrina, o julgamento, pelo TCU, das contas dos administradores e demais responsáveis por dinheiros, bens e valores públicos caracteriza o exercício atípico da função jurisdicional.
  • b)
    Como o Poder Judiciário não pode adentrar no exame de aspectos reservados à apreciação subjetiva da administração pública, por compor o denominado mérito do ato, os motivos que levem a administração a praticar o ato não podem ser objeto de apreciação do referido poder.
  • c)
    De acordo com a lei que trata da improbidade administrativa, a indisponibilidade de bens, cabível quando o ato de improbidade causar lesão ao patrimônio público ou ensejar enriquecimento ilícito, constitui medida que apenas pode ser decretada judicialmente.
  • d)
    Em regra, o denominado recurso hierárquico não possui efeito suspensivo.
  • e)
    A revisão, instrumento cuja finalidade é a obtenção do reexame de decisão administrativa que impõe punição ao servidor público, só pode ser manejada pelo interessado, diante do surgimento de fatos novos capazes de demonstrar a sua inocência.

09257 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

No que diz respeito aos agentes públicos, assinale a opção correta
  • a)
    De acordo com posição firmada no STJ, o excesso de prazo para a conclusão do processo administrativo disciplinar é causa de nulidade, mesmo quando não comprovado prejuízo à defesa do servidor.
  • b)
    Conforme dispõe a Lei n.º 8.112/1990, é indispensável, no processo administrativo disciplinar, a concessão de prazo para a apresentação, pela defesa, de alegações após o relatório final da comissão processante, sob pena de nulidade processual.
  • c)
    Segundo entendimento do STJ, caso o servidor público adira a programa de demissão voluntária promovido pelo Estado e, anos depois, ingresse novamente no serviço público, mediante aprovação em concurso, tem ele direito à manutenção das vantagens pessoais percebidas em decorrência do vínculo anterior.
  • d)
    A CF conferiu estabilidade e efetividade àqueles que, embora não tivessem ingressado no serviço público mediante aprovação em concurso público, estavam em exercício, no serviço público, na data da promulgação da Carta, por pelo menos cinco anos continuados.
  • e)
    Consoante entendimento do STJ, a supressão, pelo poder público, de gratificação que esteja sendo paga a servidor público configura ato comissivo, de efeitos permanentes, e não de trato sucessivo, razão pela qual a impetração de mandado de segurança para impugnar o ato deve ocorrer no prazo de cento e vinte dias contados da sua edição.

09258 CESPE (2011) - TRF - 2ª REGIÃO - Juiz / Direito Administrativo

No que diz respeito aos bens públicos e às limitações administrativas, assinale a opção correta.
  • a)
    A faixa de fronteira é bem de uso especial da União pertencente ao seu domínio indisponível, razão pela qual é vedada a alienação de terras nela situadas.
  • b)
    A autorização de uso de bem público é ato administrativo bilateral e discricionário, por intermédio do qual a administração consente que o particular utilize a coisa sem exclusividade.
  • c)
    Consoante o STJ, é ilegal a cobrança, pelo poder público, da concessionária de serviço público, pelo uso do solo, subsolo ou espaço aéreo para a instalação de postes, dutos ou linhas de transmissão.
  • d)
    De acordo com posicionamento do STJ, as benfeitorias realizadas em bem público que se incorporam ao imóvel devem ser indenizadas quando há a rescisão do contrato de concessão de uso por inadimplemento das prestações mensais, ainda que o contrato contenha cláusula em sentido contrário.
  • e)
    A afetação de bens públicos não pode ser tácita.