100 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

206523 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

Em uma determinada empresa onde trabalham 500 empregados, com regime de trabalho igual a 8 horas diárias, ocorre­ram, em 2 meses, 5 acidentes do trabalho, com perda de tempo. A TF (Taxa de Frequência) dessa empresa é

  • a)
    50,00
  • b)
    25,00
  • c)
    75,00
  • d)
    100,00
  • e)
    125,00

206524 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

A ventilação local exaustora tem como objetivo principal captar os poluentes de uma fonte (gases, vapores ou po­eiras tóxicas), antes que eles se dispersem no ar do am­biente de trabalho, ou seja, antes que atinjam a zona de respiração do trabalhador. A escolha de um bom captor é fundamental para esse tipo de ventilação funcionar ade­quadamente. Um dos melhores captores é o receptor.

Os receptores são

  • a)
    pontos de captura de poluentes que, dimensionados convenientemente para uma fonte poluidora, irão en­clausurar parte da fonte, e com um mínimo de energia.
  • b)
    captores que envolvem a fonte de poluição, ou seja, a emissão dos poluentes ocorre dentro do captor; nesse tipo de captor, existem pequenas frestas para a entra­da do ar de exaustão.
  • c)
    captores similares aos enclausurantes, mas que se diferenciam pela maior área aberta para entrada de ar de exaustão.
  • d)
    captores colocados estrategicamente no sentido de movimentação dos poluentes, de forma a receber na­turalmente o fluxo de poluentes.
  • e)
    captores posicionados externamente à fonte os quais devem induzir, na zona de emissão de poluentes, cor­rentes de ar em velocidade suficiente para a captação e a condução dos poluentes para seu interior.

206525 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

O responsável pela segurança de uma equipe de traba­lhadores com especialização diferente da dele precisa descobrir qual intervenção seria mais adequada para fo­mentar a utilização dos equipamentos de proteção indivi­dual. Já foi aplicado treinamento anterior, cuja eficácia já foi verificada.

O seguinte fator favorece o acesso às informações de que ele precisa:

  • a)
    a escolha de seu escritório para conversar com os tra­balhadores envolvidos.
  • b)
    a posição hierárquica superior à equipe de trabalha­dores.
  • c)
    o domínio do jargão específico da segurança do traba­lho e da ergonomia.
  • d)
    o esclarecimento dos objetivos e interesses do profis­sional responsável.
  • e)
    o uso do meio escrito para o estabelecimento do con­tato.

206526 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

Participar de campanhas de prevenção da AIDS e promo­ver atividades de conscientização, orientação e educação dos trabalhadores, visando à prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, são atribuições definidas, respec­tivamente, nas NR

  • a)
    4 e 5
  • b)
    4 e 6
  • c)
    5 e 4
  • d)
    5 e 6
  • e)
    6 e 5

206527 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

Quando se elabora um arranjo físico, procura-se uma combinação ótima das instalações industriais e de tudo que concorre para a produção, dentro de um espaço dis­ponível. Visa-se a harmonizar e a integrar equipamento, mão de obra, material, áreas de movimentação, estoca­gem, enfim, todos os itens que possibilitam uma atividade industrial.

Segundo o Anexo IV da Portaria de no 25 de 29/12/1994, que dispõe sobre Mapa de Risco, o arranjo físico inade­quado pode ser caracterizado como Risco(s)

  • a)
    Físico
  • b)
    Ergonômico
  • c)
    Acidente
  • d)
    Ergonômico e Acidente
  • e)
    Inerente à atividade

209227 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

O Plano de Emergência Individual (PEI) deverá ser reavaliado pelo empreendedor na seguinte circunstância:

  • a)
    sempre que houver qualquer análise de risco da instalação.
  • b)
    a critério do órgão ambiental competente, mesmo que não haja justificativa técnica.
  • c)
    quando os autos de licenciamento ambiental forem arquivados.
  • d)
    quando a avaliação do seu desempenho, decorrente do seu acionamento por exercício simulado, recomendar.
  • e)
    quando a instalação sofrer modificações físicas, operacionais ou organizacionais incapazes de afetar os seus procedimentos ou a sua capacidade de resposta.

209298 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Meio Ambiente

Para o licenciamento das atividades relacionadas à

exploração e à lavra de jazidas de combustíveis líquidos

e gás natural, a Resolução Conama nº 23, de 7/12/1994,

estabelece que, caso o empreendimento esteja sendo

planejado para a área onde a atividade não esteja

implantada, o empreendedor deverá apresentar, quando

do requerimento da Licença Instalação (LI), o

  • a)

    Relatório de Controle Ambiental (RCA)

  • b)

    Estudo de Viabilidade Ambiental (EVA)

  • c)

    Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA)

  • d)

    Relatório de Avaliação Ambiental (RAA)

  • e)

    Projeto de Controle Ambiental (PCA)

209299 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Meio Ambiente

De acordo com a Lei nº 6.938/1981 e suas alterações,

os órgãos e entidades da União, dos Estados, do Distrito

Federal, dos Territórios e dos Municípios, bem como as

fundações instituídas pelo Poder Público, responsáveis

pela proteção e pela melhoria da qualidade ambiental,

constituirão o Sistema Nacional do Meio Ambiente —

Sisnama.

Na estrutura do Sisnama, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente

e dos Recursos Renováveis — Ibama é um órgão

  • a)

    executor

  • b)

    consultivo

  • c)

    central

  • d)

    deliberativo

  • e)

    superior

209300 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

De acordo com a norma NBR ISO 14001:2004, NÃO é um requisito do sistema da gestão ambiental (SGA) o(a)

  • a)
    Planejamento
  • b)
    Relatório de controle da qualidade
  • c)
    Verificação
  • d)
    Implementação e operação
  • e)
    Política Ambiental

209301 CESGRANRIO (2013) - LIQUIGAS - Engenheiro Júnior / Não classificada

São requisitos da Política de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS) tanto a implementação de programa corporativo de avaliação da gestão, visando a seu constante aperfeiçoamento, quanto a implementação de planos de ação, com base nos resultados dessas avaliações, visando à prevenção e/ou à correção de eventuais desvios.

Esses requisitos dizem respeito à diretriz de

  • a)
    Operação e Manutenção
  • b)
    Aquisição de Bens e Serviços
  • c)
    Processo de Melhoria Contínua
  • d)
    Conformidade Legal
  • e)
    Contingência