35 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

206144 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

A alimentação de vacas em lactação envolve o conhecimento das exigências nutricionais dos animais e a capacidade de ingestão de alimentos durante as diferentes fases de lactação, para que se tenha o máximo de produtividade, o menor custo de produção e o menor comprometimento da condição corporal das fêmeas. Nesse contexto, em vacas leiteiras de alta produção observa-se

  • a)
    balanço energético positivo no pós-parto, quando são alimentadas com dietas ricas em energia.
  • b)
    maior incidência de acidose e timpanismo, quando volumosos são misturados com concentrado em uma mesma refeição.
  • c)
    necessidade de maior ingestão de dieta rica em concentrado no pós-parto para impedir a perda de peso nas primeiras semanas.
  • d)
    aumento da produção de leite no início da lactação sem acompanhamento do aumento proporcional da ingestão de matéria seca.
  • e)
    aumento do consumo de dieta rica em fibra e umidade no pós-parto ajudando a aumentar a ingestão de matéria seca.

206145 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

Em várias espécies, logo após o parto, é comum ocorrer um determinado grau de infecção uterina. Entretanto, dependendo dos agentes e da patogenicidade, a infecção pode evoluir e impedir novos processos reprodutivos. A endometrite é o processo inflamatório mais frequente no útero de diversas fêmeas domésticas e caracteriza-se por

  • a)
    útero com grande quantidade de exsudato purulento, ambos cornos uterinos dilatados e repletos de exsudato.
  • b)
    útero aumentado e rígido, com exsudato purulento, endométrio espesso e acinzentado, contendo restos placentários.
  • c)
    involução do útero, parede flácida e friável e presença de exsudato cor de chocolate, além de odor fétido.
  • d)
    presença de gases no útero, em decorrência da colonização por Clostridium.
  • e)
    intumescimento do útero devido à hiperemia, ao edema e à presença de exsudato.

206146 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

A desmama precoce se caracteriza pela retirada da alimentação líquida dos bezerros nos primeiros meses de vida, induzindo-os precocemente ao consumo de alimentos sólidos. A desmama precoce de bezerros leiteiros é realizada com a finalidade de

  • a)
    reduzir a suscetibilidade dos bezerros a doenças.
  • b)
    reduzir os custos com a alimentação dos bezerros.
  • c)
    aumentar o ganho de peso dos bezerros.
  • d)
    aumentar o intervalo de partos das vacas.
  • e)
    aumentar o aproveitamento do colostro.

206147 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

A identificação individual é a primeira etapa do processo de rastreabilidade do rebanho bovino, que consiste no acompanhamento dos animais desde o nascimento até o abate, registrando todas as ocorrências relevantes ao longo de sua vida. O método de identificação individual mais utilizado no rastreamento de bovinos de corte é a(o )

  • a)
    tatuagem
  • b)
    resenha
  • c)
    marca a fogo
  • d)
    brinco
  • e)
    exame de DNA

206148 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

Na criação de frangos de corte, a densidade de alojamento (kg de aves/m² de galpão) é um importante fator de manejo, que influencia significativamente os índices zootécnicos e a qualidade do produto final. Valores elevados de densidade de alojamento resultam em

  • a)
    redução da mortalidade de aves
  • b)
    antecipação da muda forçada
  • c)
    redução da ocorrência de hematomas nas carcaças
  • d)
    aumento da qualidade da cama aviária
  • e)
    redução do ganho de peso médio diário das aves

206149 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

Segundo a União Brasileira de Avicultura, em seu relatório anual de 2012, a produção de carne de frango no Brasil chegou a 13,058 milhões de toneladas, colocando o país como terceiro maior produtor mundial. Desse total, 30,2% foram destinados às exportações, chegando à casa de 3,943 milhões de toneladas. A região que mais importa carne de frango do Brasil é a(o)

  • a)
    Ásia
  • b)
    Oceania
  • c)
    Europa
  • d)
    América do Norte
  • e)
    Oriente Médio

206150 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

O desempenho reprodutivo dos bovinos de corte está diretamente relacionado aos atributos apresentados pelos machos e pelas fêmeas. Nos métodos utilizados para avaliar a fertilidade dos bovinos, o(a )

  • a)
    produção percentual de bezerros nascidos vivos pode ser determinada pela contagem das vacas e novilhas em idade de procriar e, também, dos bezerros nascidos ivos naquele ano, não devendo esse valor ser inferior a 85%.
  • b)
    produção percentual de bezerros desmamados pode ser determinada pela contagem das vacas e novilhas prenhes e, também, dos bezerros desmamados naquele ano, não devendo esse valor ser inferior a 85%.
  • c)
    intervalo entre partos é determinado pela contagem em dias (ou meses) entre partos sucessivos, devendoesse valor ser avaliado como uma média do rebanho, sendo considerado valor ideal 15 meses entre partos.
  • d)
    período de serviço é determinado pelo número médio de dias entre o cio da vaca e a confirmação da prenhez, sendo considerado ideal um período médio de 35 dias.
  • e)
    número de serviços por concepção é determinado pelo número de vacas no cio e a quantidade de bezerros nascidos, sendo considerado que valores pró- ximos a 70% indicam rebanhos com boa fertilidade.

224453 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

A conversão alimentar é um dos índices zootécnicos mais utilizados para avaliar resultados técnicos e econômicos da produção animal. Essa conversão representa a eficiência com que o animal transformou o alimento consumido em carne. Nesse sentido, a conversão alimentar

  • a)
    aumenta com a idade.
  • b)
    é menor quando houver menor consumo de ração por ganho de peso.
  • c)
    sendo alta, resulta em maior eficiência da produção.
  • d)
    independe da digestibilidade da dieta.
  • e)
    não é influenciada pela idade do animal.

224454 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

Freemartins são quimeras XX/XY que se desenvolvem como consequência da circulação corioalantoidea em gestações gemelares, em que haja pelo menos um feto macho e outro fêmea, quando essa fêmea sofre alterações da organogênese do sistema genital. O freemartin aparece quando há

  • a)
    supressão dos dutos paramesonéfricos causada pelo excesso de progesterona.
  • b)
    liberação de dois oócitos, sendo os dois fecundados por espermatozoides Y.
  • c)
    intercâmbio de células e hormônios entre os fetos logo após a diferenciação gonadal total do feto fêmea.
  • d)
    anastomose dos vasos corioalantoideos e intercâmbio celular e hormonal entre os fetos antes da diferenciação gonadal do feto fêmea estar completa.
  • e)
    desenvolvimento dos testículos e dos ovários, por volta dos 60 dias do feto.

224455 CESGRANRIO (2013) - IBGE - Tecnologista - Análise Pecuária / Agropecuária

O SISBOV é utilizado para a identificação e o controle do rebanho de bovinos e bubalinos do território nacional, bem como para o rastreamento do processo produtivo no âmbito das propriedades rurais. As informações coletadas pelo SISBOV colaboram para nortear a tomada de decisão quanto à qualidade do rebanho nacional e importado. Aos bovinos ou bubalinos, registrados em associações de raça, será facultada a

  • a)
    utilização do número de registro genealógico marcado a ferro quente ou tatuado com a correspondência do mesmo com um número do SISBOV.
  • b)
    identificação original, independentemente de movimentação entre Estabelecimentos Rurais Aprovados no SISBOV.
  • c)
    comunicação da transferência de estabelecimento rural aprovado no SISBOV para um não aprovado.
  • d)
    obrigação do uso de brinco auricular padrão em uma das orelhas e o número de manejo.
  • e)
    obrigatoriedade do uso de um dispositivo eletrônico contendo identificação visível, combinado com brinco auricular.