27 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

10990 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



De acordo com o Texto I, a dialética da mudança é devida
  • a)
    à discrepância entre aqueles que rejeitam os avanços da ciência e aqueles que preferem aceitar verdades indiscutíveis.
  • b)
    à oposição baseada unicamente na experiência e na observação, sem levar em consideração qualquer metodologia científica.
  • c)
    à polêmica entre o reconhecimento dos valores inovadores e a presença de outros, consagrados, que garantem a vida em sociedade.
  • d)
    ao caráter contraditório da atitude daqueles que se limitam a conhecimentos fundamentados em valores consagrados.
  • e)
    ao conflito originado pela supremacia dos princípios teóricos, de um lado, e pela crença nos fenômenos práticos, de outro.

10991 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



Ao defender a tese de que a mudança é inerente à realidade, o Texto I apresenta como contra-argumento a ideia de que
  • a)
    as certezas oferecem segurança e tranquilidade para a vida em sociedade.
  • b)
    as descobertas científicas não ocorreriam sem a discussão sobre a imutabilidade.
  • c)
    as verdades constituiriam uma forma de evolução de toda a humanidade.
  • d)
    os partidários de ideologias conservadoras impediriam o avanço da sociedade.
  • e)
    os valores consagrados não deveriam ser aceitos pela sociedade atual.

10992 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



O termo em destaque, nas frases do Texto I, refere-se à informação contida nos colchetes em:
  • a)
    “as pessoas tendem a aceitar algumas afirmações como verdades indiscutíveis e até mesmo a irritar-se quando alguém insiste em discuti-las.” (L. 2-4) [as pessoas]
  • b)
    “Questioná-los, reavaliá-los, negá-los, propor mudanças às vezes radicais tornou-se frequente e inevitável” (L. 21-23) [o pensamento objetivo e a ciência]
  • c)
    “a visão inovadora veio ganhando terreno e, mais do que isso, conquistando posições estratégicas” (L. 31- 32) [processo de fortalecimento da visão inovadora]
  • d)
    “Só que, em muitos casos, não há alternativa senão defendê-los.” (L. 52-53) [os fatos]
  • e)
    “mas apenas aquelas que de algum modo atendem a suas necessidades e a fazem avançar.” (L. 63-64) [mudanças inerentes à existência]

10993 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



A expressão por outro lado (L. 60), no início do último parágrafo do Texto I, estabelece uma relação de contraste entre as seguintes ideias:
  • a)
    a vida muda permanentemente apesar das forças conservadoras / a mudança é inerente à existência humana, que deve aceitá-la sem contestação.
  • b)
    a sociedade é, por definição, conservadora para manter o convívio social / a sociedade acaba por aceitar as mudanças que atendem a suas necessidades.
  • c)
    quem defende valores consagrados e aceitos pode estar errado / o conceito de imutabilidade é destituído de fundamento.
  • d)
    uma comunidade deve mudar a cada dia seus princípios e normas / impedir a mudança é impossível, porque ela é inerente à existência.
  • e)
    uma comunidade que muda a cada dia seria caótica e inviável / a sociedade deve impedir as mudanças desnecessárias à sua sobrevivência.

10994 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



Na frase “Não necessito dizer que, para mim, não há verdades indiscutíveis, embora acredite em determinados valores e princípios que me parecem consistentes.” (L. 8-11) podem ser identificados diferentes tipos de orações subordinadas (substantivas, adjetivas e adverbiais), que nela exercem distintas funções.
Uma oração com função de expressar uma noção adjetiva é também encontrada em:
  • a)
    “Certamente porque não é fácil compreender certas questões, as pessoas tendem a aceitar algumas afirmações” (L. 1-3)
  • b)
    “É natural que isso aconteça, quando mais não seja porque as certezas nos dão segurança e tranquilidade.” (L. 5-7)
  • c)
    “No passado distante, quando os valores religiosos se impunham à quase totalidade das pessoas,” (L. 13-14)
  • d)
    “Os fatos demonstram que tanto pode ser como não.” (L. 50)
  • e)
    “Uma comunidade cujos princípios e normas mudassem a cada dia seria caótica e, por isso mesmo, inviável.” (L. 57-59)

10995 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



No Texto I, o verbo atender (L. 64) exige a presença de uma preposição para introduzir o termo regido.
Essa mesma exigência ocorre na forma verbal destacada em:
  • a)
    “Certamente porque não é fácil compreender certas questões, as pessoas tendem a aceitar algumas afirmações como verdades indiscutíveis.” (L. 1-3)
  • b)
    “Introduziram-se as ideias não só de evolução como de revolução.” (L. 24-26)
  • c)
    “Inúmeras descobertas reafirmam a indiscutível tese de que a mudança é inerente à realidade tanto material quanto espiritual,” (L. 41-43)
  • d)
    “Por outro lado, como a vida muda e a mudança é inerente à existência, impedir a mudança é impossível.” (L. 60-62)
  • e)
    “Daí resulta que a sociedade termina por aceitar as mudanças, ” (L. 62-63)

10996 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



A relação lógica estabelecida entre as ideias do período composto, por meio do termo destacado, está explicitada adequadamente em:
  • a)
    “Não necessito dizer que, para mim, não há verdades indiscutíveis, embora acredite em determinados valores e princípios” (L. 8-10) – (relação de condição)
  • b)
    “No passado distante, quando os valores religiosos se impunham à quase totalidade das pessoas, poucos eram os que questionavam” (L. 13-15) – (relação de causalidade)
  • c)
    “os defensores das mudanças acreditavam-se senhores de novas verdades, mais consistentes porque eram fundadas no conhecimento objetivo das leis” (L. 35-38) – (relação de finalidade)
  • d)
    “a mudança é inerente à realidade tanto material quanto espiritual, e que, portanto, o conceito de imutabilidade é destituído de fundamento.” (L. 41-44) – (relação de conclusão)
  • e)
    “Ocorre, porém, que essa certeza pode induzir a outros erros: o de achar que quem defende determinados valores estabelecidos está indiscutivelmente errado.” (L. 45-48) – (relação de temporalidade)

10997 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



De acordo com as regras de pontuação da Língua Portuguesa, um dos empregos da vírgula é a separação do adjunto adverbial antecipado na estrutura da oração.

O trecho que exemplifica esse tipo de uso é:
  • a)
    “É natural que isso aconteça, quando mais não seja porque as certezas nos dão segurança e tranquilidade.” (L. 5-7)
  • b)
    “Com o desenvolvimento do pensamento objetivo e da ciência, aquelas certezas inquestionáveis passaram a segundo plano,” (L. 18-20)
  • c)
    “Questioná-los, reavaliá-los, negá-los, propor mudanças às vezes radicais tornou-se frequente e inevitável.” (L. 21-23)
  • d)
    “essas mudanças não se deram do dia para a noite, nem tampouco se impuseram à maioria da sociedade.” (L. 27-29)
  • e)
    “Ocorre, porém, que essa certeza pode induzir a outros erros: o de achar que quem defende determinados valores estabelecidos está indiscutivelmente errado. (L. 45-48)

10998 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



Segundo a norma-padrão, o sinal indicativo da crase não deve ser utilizado no seguinte trecho do Texto I: “Certamente porque não é fácil compreender certas questões, as pessoas tendem a aceitar algumas afirmações” (L. 1-3).

A mesma justificativa para essa proibição pode ser identificada em:
  • a)
    “É natural que isso aconteça, quando mais não seja porque as certezas nos dão segurança e tranquilidade. Pô-las em questão equivale a tirar o chão de sob nossos pés.” (L. 5-8)
  • b)
    “Com o desenvolvimento do pensamento objetivo e da ciência, aquelas certezas inquestionáveis passaram a segundo plano, dando lugar a um novo modo de lidar com as certezas e os valores.” (L. 18-21)
  • c)
    “a visão inovadora veio ganhando terreno e, mais do que isso, conquistando posições estratégicas, o que tornou possível influir na formação de novas gerações, menos resistentes a visões questionadoras.” (L. 31-34)
  • d)
    “Ocorre, porém, que essa certeza pode induzir a outros erros: o de achar que quem defende determinados valores estabelecidos está indiscutivelmente errado.” (L. 45-48)
  • e)
    “Uma comunidade cujos princípios e normas mudassem a cada dia seria caótica e, por isso mesmo, inviável”. (L. 57-59)

10999 CESGRANRIO (2013) - BNDES - Nível Superior - Conhecimentos Básicos - Todos os Cargos / Português



No trecho do Texto I “O que ocorreu de fato foi um processo difícil e conflituado em que, pouco a pouco, a visão inovadora veio ganhando terreno” (L. 29-31), a palavra destacada se refere a um termo do contexto anterior, assim como em:
  • a)
    “Não necessito dizer que, para mim, não há verdades indiscutíveis,” (L. 8-9)
  • b)
    “poucos eram os que questionavam, mesmo porque, dependendo da ocasião, pagavam com a vida seu inconformismo.” (L. 15-17)
  • c)
    “Ocorre, porém, que essa certeza pode induzir a outros erros:” (L. 45-46)
  • d)
    “o de achar que quem defende determinados valores estabelecidos está indiscutivelmente errado.” (L. 46-48)
  • e)
    “Os fatos demonstram que tanto pode ser como não.” (L. 50)