26 resultados encontrados para . (0.007 segundos)

20929 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Direito Constitucional

Numa empresa pública, um cidadão se dirige ao Departamento de Gestão de Pessoas e solicita informações a respeito de si próprio. Fora funcionário daquela empresa e, por motivos pessoais, havia sido exonerado, e precisava dos dados que lá estavam arquivados. Um funcionário desse departamento disse que a documentação daquele setor era sigilosa e, assim, nenhum documento ou informação poderia ser acessado antes do prazo de 5 anos do ato de arquivamento. O cidadão, indignado com a recusa do funcionário, poderá impetrar, de acordo com a Constituição, um(a)
  • a)
    ação de degenere.
  • b)
    ação de injúria.
  • c)
    habeas corpus.
  • d)
    habeas lex.
  • e)
    habeas data.

30338 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

Um arquivista precisa descrever documentos visando a explicar como e por que esses documentos foram produzidos e utilizados. Além disso, registra o papel que tiveram num organismo e como se ajustaram nesses organismos, e como se ligaram ou não a outros documentos que foram produzidos. Essa descrição específica será muito bem efetivada se for usada como apoio à Norma
  • a)
    ISBN
  • b)
    ISDF
  • c)
    ISAD
  • d)
    ISOB
  • e)
    ISAAR

30339 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

O Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), considerando a grande necessidade de que a microfilmagem de documentos arquivísticos seja efetivada dentro de padrões internacionais, resolve adotar símbolos constantes da ISSO 9878/1990 para a microfilmagem de documentos arquivísticos. Nesse sentido, torna-se obrigatória a utilização de um cartão específico em todos os rolos de microfilmes, viabilizando a realização de testes de qualidade. Essa é a principal finalidade do cartão de
  • a)
    redução.
  • b)
    identificação.
  • c)
    resolução.
  • d)
    restrição.
  • e)
    continuação.

30340 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

No decreto que regulamenta a microfilmagem, está explicito, no art. 6º, que "na microfilmagem poderá ser utilizado qualquer grau de redução, garantida a legibilidade e a qualidade de reprodução". No entanto, quando se tratar de original cujo tamanho for superior à dimensão máxima do campo fotográfico do equipamento em uso, a microfilmagem
  • a)
    não poderá ser feita.
  • b)
    poderá ser feita com grau de redução maior.
  • c)
    poderá ser feita por etapas.
  • d)
    será considerada incorreta.
  • e)
    será realizada em outra empresa.

30341 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

A documentação produzida e acumulada ao longo de 70 anos num arquivo público estadual necessita de uma sistemática de organização eficaz, pois o volume de documentos é muito grande e não há pessoal qualificado em número suficiente para o desenvolvimento de todo o trabalho. Para tal fim, o diretor desse arquivo pretende contratar uma equipe prestadora de serviços para a realização de todo o trabalho. No entanto, sabe-se que, em arquivos públicos, só é possível contratar serviços para execução de atividades
  • a)
    científicas profissionais.
  • b)
    pedagógicas acadêmicas.
  • c)
    permanentes.
  • d)
    intelectuais.
  • e)
    técnicas auxiliares.

30342 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

Um arquivo público de uma cidade do interior do estado de Minas Gerais faz todos os preparativos para a eliminação de documentos, com base na Resolução nº 7, de 20 de maio de 1997. Procede-se então à elaboração da listagem e do termo de eliminação de documentos, que inclui, dentre outros tópicos, o código de assunto, datas-limite, quantidades, especificação das unidades de arquivamento a serem descartados, etc. Contudo, em relação aos órgãos e entidades do Poder Público, para a efetivação da eliminação, é necessário dar publicidade em periódicos oficiais ao ato de descarte dos acervos arquivísticos sob sua guarda, por meio de edital de
  • a)
    comunicação dos assuntos dos documentos.
  • b)
    convocação dos detentores dos acervos.
  • c)
    especificação dos processos de eliminação.
  • d)
    ciência de eliminação de documentos.
  • e)
    chamada para interessados nos documentos.

30343 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

Algumas pessoas, ao longo da vida, tornam-se notórias e produzem documentos importantes que serão, num futuro, de interesse público e social. Se isso ocorrer, os arquivos que contêm tais documentos não poderão ser alienados, com dispersão ou perda da unidade de arquivamento, e nem transferidos para o exterior. Contudo, se a alienação desses arquivos for inevitável, o Poder Público
  • a)
    terá preferência na aquisição.
  • b)
    deverá impedir as ações de alienação.
  • c)
    será informado sobre o procedimento da transferência.
  • d)
    poderá mover ação de inventário dos documentos.
  • e)
    orientará quanto à divisão das unidades.

30344 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

A Constituição garante, no seu art. 5º, Inciso X, que a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas são invioláveis. No entanto, se um livro for publicado contendo informações sobre a vida íntima de alguém ou fotografias forem publicadas em jornais ou revistas, invadindo a privacidade de alguma pessoa, essa violação é séria e garante ao atingido o direito a
  • a)
    desculpas públicas.
  • b)
    recebimento de todos os originais publicados.
  • c)
    retratação em jornal local.
  • d)
    comissão pela veiculação de sua vida.
  • e)
    indenização por dano material ou moral.

30345 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

Para que o serviço de protocolo tenha o controle da movimentação dos documentos, deve distribuí-los às unidades administrativas destinatárias, acompanhados de
  • a)
    ficha de protocolo.
  • b)
    guia de encaminhamento.
  • c)
    guia-fora.
  • d)
    código de classificação.
  • e)
    notação.

30346 CESGRANRIO (2010) - BNDES - Arquivista / Arquivologia

Considerando o método alfabético e as regras de alfabetação utilizadas nesse método, analise os nomes a seguir.

1 - Luis Otávio Teixeira Amaral Filho
2 - Vinicius Cerqueira Santo Aleixo
3 - Pedro Augusto Rocha Alonso
4 - Antonio Henrique de Amaral Neto
5 - Paulo Ricardo da Costa Almeida

A ordem correta de arquivamento desses nomes é:
  • a)
    2 - 3 - 1 - 4 - 5
  • b)
    2 - 5 - 4 - 1 - 3
  • c)
    5 - 1 - 4 - 3 - 2
  • d)
    5 - 3 - 4 - 1 - 2
  • e)
    5 - 4 - 1 - 2 - 3