Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 30 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 30 questões gratuitas para resolução." />
30 resultados encontrados para . (0.006 segundos)

110619 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Os sofi stas surgiram durante a passagem da perda de poder

da oligarquia para a democracia. São considerados mestres da

retórica e oratória que percorriam as cidades-estado fornecendo

suas habilidades aos políticos em geral. Infelizmente, de seus

textos só nos restaram fragmentos e citações de seus principais

adversários (Platão e Aristóteles). O mais conhecido fragmento

do sofi sta Protágoras sobre a verdade resume as seguintes ideias

centrais relacionadas aos sofi stas:

  • a)

    humanismo e relativismo

  • b)

    humanismo e dialética

  • c)

    atomismo e maiêutica

  • d)

    relativismo e mítico

  • e)

    religioso e analítico

110620 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Em sua obra “O Banquete", Platão, por meio do discurso de

Fedro, o primeiro a falar, conclui que de “todos os deuses o mais

antigo, o mais augusto de todos, capaz de tornar o homem virtuoso

e feliz durante a vida e após a morte", é o deus:

  • a)

    do amor

  • b)

    do trovão

  • c)

    da felicidade

  • d)

    da beleza

  • e)

    da força

110621 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Santo Anselmo, por meio do seu famoso “argumento ontológico"

(Marcondes 2013), para provar a existência de Deus,

procura conciliar:

  • a)

    o instinto e a fé

  • b)

    a razão e a lógica

  • c)

    a razão e a fé

  • d)

    a filosofi a e a dialética

  • e)

    o argumento e a realidade

110622 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Para Leibniz, a chave para o desenvolvimento sistemático

e racional da totalidade do conhecimento humano é:

  • a)

    o psicologismo

  • b)

    a epistemologia

  • c)

    a ética

  • d)

    a experiência

  • e)

    a lógica

110623 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Friedrich Nietzsche, em sua obra Genealogia da moral (2009),

na Primeira dissertação, discute os conceitos “bom e mau", “bom

e ruim", afi rmando que “todas eles remetem à mesma transformação

conceitual" que, em toda parte no sentido social, “bom" se

desenvolveu a partir de:

  • a)

    nobre/aristocrático

  • b)

    nobre/plebeu

  • c)

    realeza/comum

  • d)

    plebeu/ baixo

  • e)

    comum/baixo

110624 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

De acordo com Hanna Arendt, política e liberdade são:

  • a)

    antagônicas

  • b)

    idênticas

  • c)

    diferentes

  • d)

    opostas

  • e)

    paralelas

115802 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

A passagem do pensamento mítico-religioso ao pensamento

fi losófi co-científi co representando o surgimento da filosofia na

Grécia Antiga, conforme observa Marcondes (2013), possui características

centrais que rompem com a narrativa mítica. É possível

destacar como duas dessas características:

  • a)

    o caráter mítico e a causalidade

  • b)

    o dogmatismo e a concepção do cosmo

  • c)

    as teogonias e o logos

  • d)

    o caráter crítico e a concepção do cosmo

  • e)

    o mítico e a noção da physis

115803 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Santo Agostinho desenvolve sua teoria para o processo do

conhecimento a partir de:

  • a)

    interioridade e iluminação

  • b)

    reminiscência e inatismo

  • c)

    especulação e razão

  • d)

    razão e sentido

  • e)

    revelação e conhecimento

115804 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

Um dos principais fi lósofos do Empirismo do período clássico

foi Francis Bacon. São dois aspectos de sua contribuição filosófica:

  • a)

    o método da dúvida e a concepção crítica da verdade

  • b)

    o inatismo e o racionalismo lógico

  • c)

    a concepção do pensamento crítico e o método indutivo

  • d)

    a causalidade e a probabilidade

  • e)

    o ceticismo e o racionalismo

115805 CEPERJ (2015) - SEEDUC-RJ - Professor - Filosofia / Filosofia e Ética

A virtude é defi nida por Spinoza (2013, 2 ed.) como aquilo

que contribui para o ser humano conservar o seu ser, ou seja, a

sua autopreservação. Neste sentido, a virtude consiste em agir

conforme a natureza, isto é, de acordo com:

  • a)

    a lei

  • b)

    o afeto

  • c)

    o bem

  • d)

    a razão

  • e)

    a essência