35 resultados encontrados para . (0.008 segundos)

214151 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

Karl Marx elaborou a teoria do materialismo histórico dialético com o intuito de montar uma teoria geral que explicasse o funcionamento das sociedades. Podemos encontrar elementos dessa teoria nas alternativas abaixo. Aponte a alternativa que não condiz com a teoria do autor.

  • a)
    Segundo o autor, os homens constroem as suas divindades a sua imagem e semelhança. Sendo assim, a supressão do mundo religioso, que aprisiona os seres humanos, seria possível por meio da crítica religiosa, fazendo então desaparecer a alienação e promovendo a liberdade da consciência;
  • b)
    Segundo o autor, a alienação associa-se às condições materiais de vida e somente a transformação do processo de vida real, por meio da ação política, poderia extingui-la;
  • c)
    A análise da sociedade deve ser realizada através de uma perspectiva dialética que, além de procurar estabelecer as leis de mudanças que regem os fenômenos, esteja fundada no estudo dos fatos concretos, a fim de expor o movimento real em seu conjunto;
  • d)
    Aquilo que os indivíduos são depende das condições materiais de sua produção. As relações materiais que os homens estabelecem e o modo como produzem seus meios de vida formam a base de todas as relações;
  • e)
    Todo fenômeno social ou cultural é efêmero. Ao adquirir novas forças produtivas, os homens mudam seu modo de produção e, por conseguinte, as relações econômicas e todo o conjunto das relações sociais.

214152 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

Karl Marx afirmava que é possível entender o modo de produção de uma dada sociedade como uma estrutura complexa global, constituída de estruturas regionais, tais como: estrutura econômica, considerada como infraestrutura, estrutura jurídico-política e estrutura ideológica, que são consideradas como superestruturas. Marx afirma que a estrutura de uma sociedade depende, intrinsecamente, da forma como os homens organizam a produção social de bens. A partir do pensamento de Marx, julgue as assertivas a seguir: . I – No primeiro capítulo de O Capital, Marx afirma haver uma fundamental contradição no interior da mercadoria, contradição entre valor de uso e valor de troca. Quando um determinado indivíduo toma qualquer produto na prateleira do supermercado pouco importa para ele as condições concretas sob as quais aquela mercadoria foi produzida. Temos uma sociedade de indivíduos livres isolados, atomizados, produzindo isoladamente suas mercadorias, e trocando-as, ligados, mediados por coisas. II – A produção da ideologia numa dada sociedade de classe caracteriza-se pela forma invertida de enxergar a realidade, como numa “câmara escura”. A explicação para tal fenômeno social deve ser buscada no “conjunto das estruturas jurídico-políticas”, pois é o lugar da luta de classes e da conscientização da classe trabalhadora através do partido comunista. III – O método de análise crítica da economia política, portanto, da sociedade civil-burguesa, desenvolvido ao longo de anos na elaboração de O Capital, pode ser entendido como o processo progressivo de abstração e concreção da realidade por meio do pensamento. IV – O materialismo histórico-dialético indicava a necessidade de se abordar a dinâmica dos fenômenos sociais segundo uma concepção que levasse em conta os movimentos e tensões permanentes da realidade, pois a análise das contradições sociais seria capaz de conduzir o pesquisador à essência dos fenômenos sociais, dando-lhe uma compreensão da totalidade. V – Podemos dizer que: 1) no capitalismo mecanizado, a inversão (sujeito-objeto) aparece sob a dominação do trabalho “vivo“ sobre o trabalho “morto”; 2) há uma relação aparentemente livre entre capital e trabalho assalariado; 3) a dimensão fenomênica da realidade social é “obedientemente refletida” pela mente humana, e é assim que a ideologia é gerada. É correto afirmar que:

  • a)
    Apenas I, II e III são falsas.
  • b)
    Apenas I, II e V são verdadeiras.
  • c)
    Apenas II, III, e IV são verdadeiras.
  • d)
    Apenas II e IV são verdadeiras.
  • e)
    Apenas II e V são falsas.

214153 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

As mudanças sociais ocorrem quando se modificam as estruturas básicas que compõem um grupo social ou uma sociedade. Sobre mudança social, assinale a opção incorreta.

  • a)
    A teoria do materialismo histórico afirma que as mudanças sociais efetivas ocorrem através das modificações na infraestrutura da sociedade. Essas mudanças tende a comandar as alterações na superestrutura.
  • b)
    A teoria do evolucionismo, apresentada por Spencer, considerava que através da lei da evolução universal, as sociedades passavam por fases ou etapas até atingirem o nível de civilização alcançada pela sociedade ocidental. A evolução se diferencia por ser um conjunto de transformações ocorridas na sociedade durante um longo período. Já as mudanças sociais podem ser mais localizadas geograficamente, sendo possível serem observadas num quadro sociocultural mais limitado que a evolução social.
  • c)
    As transformações observadas na mudança social são efêmeras ou provisórias.
  • d)
    Quase todas as mudanças importantes envolvem aspectos sociais, que são transformações inerentes às transformações entre as pessoas, e culturais, que envolvem meios materiais, técnicos, ideias, usos, costumes.
  • e)
    As mudanças sociais são um fenômeno coletivo e devem afetar as condições ou formas de vida.

214156 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

Na obra a Era dos Extremos, Hobsbawm, analisando o século XX, chega a afirmar que vivemos uma época de maior concentração da riqueza praticada, especialmente, pela concentração dos lucros e gerenciamentos nas mãos dos grandes monopólios comerciais e, inversamente, nunca se produziu tanta gente faminta como na atualidade. Essa realidade de pobreza é percebida, inclusive, nos principais centros capitalista, onde o autor afirma que os mais ricos e desenvolvidos se viram mais uma vez acostumando-se com a visão diária de mendigos nas ruas, e com o espetáculo mais chocante de desabrigados protegendo-se em vãos de portas e caixas de papelão, quando não eram recolhidos pela polícia. A existência de grupos sociais que acumulam a riqueza gerada pela sociedade é identificada desde o final da era primitiva, sendo, entretanto, diversos os olhares teóricos sobre essa realidade. De acordo com essas informações, analise as seguintes frases sobre as teorias existentes sobre as desigualdades sociais: I - Segundo Locke, o homem era o primeiro proprietário de si mesmo, podendo, por isso, assumir a atitude de apropriar-se da natureza por meio do trabalho. Entretanto, os indivíduos perderiam a liberdade na medida que tivessem propriedade a zelar, sendo aí o início das desigualdades entre os indivíduos; II - As raízes das desigualdades sociais estariam presentes, na concepção de Rousseau, a partir do surgimento da propriedade privada. Nesse sentido, a igualdade, na visão do autor, não estaria pautada pelos fundamentos jurídicos, ou seja, não é a igualdade legal que garantirá a igualdade entre os indivíduos; III - Na época medieval, muitas teorias centradas na concepção da igreja afirmavam que a existência de pobres na sociedade era decorrente do pecado. E isso seria uma situação irreversível, sendo apenas em um outro plano espiritual a possibilidade de uma vida melhor; IV - Na teoria de Marx aparece o conceito de classes sociais para afirmar a existência das desigualdades sociais, contra a concepção burguesa de igualdade a partir da lei. Segundo o autor, as sociedades dividem os indivíduos em grupos sociais a partir da posse dos meios de produção, sendo o grupo proprietário o que domina economicamente e politicamente o conjunto da sociedade. Após a análise dessas frases, aponte a alternativa correta:

  • a)
    As alternativas I e II estão corretas;
  • b)
    As alternativas III e IV estão corretas;
  • c)
    As alternativas I, II e III estão corretas;
  • d)
    As alternativas II, III e IV estão corretas;
  • e)
    As alternativas I, III e IV estão corretas.

214157 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

“O conceito de dependência tem, pelo menos, três versões. A versão cepalina, do Celso Furtado, que aparece em seu livro sobre teoria do desenvolvimento, de 1967; a versão do______, que de certa maneira se casa mais com a teoria do Wallerstein sobre a economia no mundo; e a versão do Fernando Henrique Cardoso e do Enzo Faletto, que também tem várias etapas de desenvolvimento. Uma coisa foi dita em 60, outras são agregadas em 70”. (Fiori, José Luís. Teoria e Debate, nov./dez. 1996). Complete corretamente a lacuna do texto acima:

  • a)
    Ruy Mauro Marini
  • b)
    André Gunder Frank
  • c)
    Celso Furtado
  • d)
    Florestan Fernandes
  • e)
    Gino Germani

214158 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

Um dos autores mais importantes da sociologia contemporânea é Pierre Bourdieu. Sua contribuição alcança as mais variadas áreas do conhecimento humano, discutindo, em suas obras, temas como educação, cultura, literatura, arte, mídia, política. Analise as assertivas sobre esse autor de origem francesa. I – Inserindo-se no debate sobre a relação estrutura e ação, Bourdieu analisa a realidade, tendo como centralidade metodológica as ações dos indivíduos; II – A dominação do gênero masculino sobre o feminino ocorre porque está no habitus que ambos estão internalizando, tanto os homens como as mulheres, historicamente, têm reproduzido os valores da masculinidade. III – Crítica o estruturalismo por esse desconsiderar a prática humana; IV – O autor faz uma análise sobre a produção cultural em tempos neoliberais, realizando uma crítica à diversificação dos produtos culturais existentes na atualidade. Segundo ele, há uma mitologia da diferenciação e da diversificação dos produtos. A concorrência, longe de diversificar, homogeneíza. A partir dessas informações, assinale as frases corretas que pertencem as discussões do autor:

  • a)
    Todas as alternativas estão corretas;
  • b)
    As alternativas I, II e III estão corretas;
  • c)
    As alternativas I, III e IV estão corretas;
  • d)
    As alternativas II e IV estão corretas;
  • e)
    As alternativas II, III e IV estão corretas.

214159 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

A respeito da Sociologia brasileira, julgue os itens a seguir. I – Sérgio Buarque de Holanda formulou a famosa tese a respeito da cordialidade do brasileiro. A ideia de cordialidade apresentada não significa propriamente “boas maneiras” ou “bondade”. Significa total falta de compromisso com normas sociais objetivas/pragmáticas, a subversão das regras em nome de interesses individuais mais imediatos – comportamentos em total sincronia num ambiente em que prevaleceria o personalismo. II – Casa Grande e Senzala é um marco na Sociologia brasileira, ao abordar as relações entre os portugueses, negros e índios, senhores e escravos, na formação da sociedade brasileira e na constituição de seus traços culturais mais fortes caracterizados pela miscigenação. III – Pensar a sociedade brasileira requer apoiar-se, quase que exclusivamente, em toda a formulação teórica europeia, sobretudo na tradição filosófica clássica, uma vez que os traços culturais do Brasil são definitivamente herdados do velho continente, o que implica na importação crescente de modelos e concepções que já foram consolidados no exterior. IV – Os Donos do Poder representa importante obra da Sociologia brasileira, na qual são apontados os motivos e causas do subdesenvolvimento nacional, denunciando especialmente os problemas da pobreza, da fome e da subnutrição no nordeste do Brasil. V – Gilberto Freyre é considerado um dos mais importantes sociólogos brasileiros, especialmente por sua contribuição sobre a cultura indígena e os conflitos raciais. É correto afirmar que:

  • a)
    Apenas I e IV são verdadeiros.
  • b)
    Apenas II, III, IV, são falsos.
  • c)
    Apenas I e II são verdadeiros.
  • d)
    Apenas I, II, e III são verdadeiros.
  • e)
    Apenas I, II, e V são verdadeiros.

226769 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

Nos clássicos da Sociologia, a forma como eles pensam a organização social reflete a forma como eles utilizam o método de análise da sociedade. Sobre o método utilizado por eles, aponte a alternativa incorreta:

  • a)
    Em Weber, podemos perceber que ele formula sua doutrina da ciência social “axiologicamente neutra”, em que o objeto de pesquisa é definido a partir de um ponto de vista valorativo. São os valores, segundo ele, que forjaram nossos instrumentos conceituais. Desse modo, não há um conhecimento de validade absoluta. As conclusões da investigação empírico-causal devem ser “subjetivas”.
  • b)
    Na teoria marxista, podemos perceber que o método de investigação necessita partir do real para se produzir conhecimento, de buscar a lei de transformação do fenômeno e, então, buscar as leis e conexões deste fenômeno com a totalidade que o torna concreto.
  • c)
    Foi estabelecido por Durkheim que o progresso da ciência social seria a partir da definição de que as leis das sociedades não são diferentes das leis que regem o resto da natureza. Sendo assim, os métodos utilizados para descobri-las são os mesmos utilizados pelas outras ciências.
  • d)
    Na concepção de Weber, o método utilizado consiste em estudar determinados traços da realidade até concebê-lo na sua concepção mais pura e consequente, mas que jamais se apresenta assim nas situações efetivamente observáveis.
  • e)
    Durkheim afirma que os fatos sociais caracterizam-se, entre outras coisas, pelo seu caráter de exterioridade. Sendo assim, eles devem ser tratados como “coisas” ao serem investigados.

226771 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

Max Weber elaborou o conceito de dominação legítima para analisar as relações de mando e obediência na sociedade. De acordo com a teoria do autor, é correto afirmar que:

  • a)
    A dominação legítima é a probabilidade de um indivíduo, situado dentro de uma relação social, impor sua vontade aos demais, mesmo com toda resistência.
  • b)
    O uso da burocracia é um instrumento utilizado no exercício das dominações tradicionais, sendo típicas da sociedade moderna cada vez mais racionalizar e burocratizar suas ações.
  • c)
    O tipo de dominação exercida pelo Nazismo e pelo Fascismo, em alguns grupos, pode ser exemplo da utilização de uma autoridade carismática, em que a obediência muitas vezes era exercida pelas qualidades excepcionais dos governantes.
  • d)
    Segundo o autor, o Estado é uma comunidade humana que pretende monopolizar o uso legítimo da força física dentro de um determinado território. Sendo assim, não é necessário que os detentores do poder possuam uma autoridade reconhecida como legítima.
  • e)
    A tendência da modernidade é cada vez mais utilizar as dominações baseadas nos costumes e afetos.

226782 CEFET-AL (2013) - IF-AL - Professor - Sociologia / Sociologia

Anthony Giddens é um dos sociólogos mais produtivos da atualidade. Sua obra dialoga com várias correntes da Sociologia, da Filosofia social e da Psicologia. Muitos outros sociólogos chegam a colocar o problema da estrutura e da ação como uma questão fundamental para a teoria social moderna. Avalie os seguintes itens: I - Tanto os atores sociais quanto os sociólogos fazem uso dos mecanismos linguísticos. Os atores sociais utilizam a linguagem para explicar aquilo que fazem, e os sociólogos, por sua vez, se servem da linguagem para dar conta das ações dos atores sociais. II - Para Giddens, a teoria da estruturação é o esforço de dar continuidade às dicotomias predominantes até a década de 70 do século XX nas ciências sociais, por um lado o funcionalismo e o estruturalismo versus a hermenêutica, entendida como uma sociologia interpretativa. III - O conhecimento sociológico é impermeável em relação aos discursos dos agentes e atores sociais. Sendo assim, o sociólogo faz parte do que Giddens chama de expert system (sistemas perito) uma vez que é o profissional especializado, numa determinada área do conhecimento, capaz de interpretar a sociedade adequadamente. IV - As sociedades humanas, ou os sistemas sociais, não existiriam, em absoluto, sem a agência humana. O que implica dizer que os agentes, ou autores, criam sistemas sociais. V - A linha entre consciência discursiva e consciência pratica é flutuante e permeável, tanto na experiência do agente individual quanto no que se refere a comparações entre os atores em diferentes contextos da atividade social. É correto afirmar que:

  • a)
    Apenas IV e V são verdadeiras.
  • b)
    Apenas II, IV e V são falsas.
  • c)
    Apenas I, II e IV são verdadeiras.
  • d)
    Apenas II, III e IV são falsas.
  • e)
    Apenas I, II e V são verdadeiras.