381 resultados encontrados para . (0.011 segundos)

50465 UEM (2017) - UEM - Médico Veterinário / Medicina Veterinária

O trato gastrointestinal de um equino PSI adulto apresenta a seguinte sequência e respectivas capacidades ou extensões:

  • a)
    esôfago (100 a 125 cm); estômago (aproximadamente 25 l); intestino delgado (aproximadamente 22 metros, composto por duodeno, jejuno e íleo); intestino grosso (aproximadamente 3 a 3,5 metros, composto por ceco, colon ventral direito, flexura esternal, colon ventral esquerdo, flexura pélvica, colon dorsal esquerdo, flexura diafragmática, colon dorsal direito, colon transverso, colon menor) e reto (aproximadamente 30 cm).
  • b)
    esôfago (200 a 250 cm); estômago (aproximadamente 20 l); intestino delgado (aproximadamente 22 metros, composto por duodeno, íleo e jejuno); intestino grosso (aproximadamente 3 a 3,5 metros, composto por ceco, colon ventral direito, flexura esternal, colon ventral esquerdo, flexura pélvica, colon dorsal esquerdo, flexura diafragmática, colon dorsal direito, colon transverso, colon menor) e reto (aproximadamente 30 cm).
  • c)
    esôfago (125 a 150 cm); estômago (aproximadamente 18 l); intestino delgado (aproximadamente 22 metros, composto por duodeno, jejuno e íleo); intestino grosso (aproximadamente 3 a 3,5 metros, composto por ceco, colon ventral direito, flexura esternal, colon ventral esquerdo, flexura pélvica, colon dorsal esquerdo, flexura diafragmática, colon dorsal direito, colon transverso, colon menor) e reto (aproximadamente 30 cm).
  • d)
    esôfago (125 a 150 cm); estômago (aproximadamente 18 l); intestino delgado (aproximadamente 22 metros, composto por duodeno, jejuno e íleo); intestino grosso (aproximadamente 3 a 3,5 metros, composto por ceco, colon ventral direito, flexura esternal, colon ventral esquerdo, flexura pélvica, flexura diafragmática, colon dorsal direito, colon menor, colon dorsal esquerdo, colon transverso) e reto (aproximadamente 30 cm).
  • e)
    NDA.

50482 UEM (2017) - UEM - Médico Veterinário / Medicina Veterinária

Foi encaminhado para seu atendimento um paciente felino obeso, com anorexia há cinco dias, vômito e diarreia. Ao exame físico, ele apresentou icterícia, desidratação e letargia. Após a avaliação de exames complementares, a suspeita de lipidose hepática foi confirmada. Com relação ao tratamento, assinale a alternativa verdadeira.

  • a)
    A terapia nutricional deve ser iniciada após a correção da desidratação.
  • b)
    O uso de ciproeptadina e outros estimulantes de apetite resultam em ingestão de aporte calórico adequado.
  • c)
    Para a reposição de fluidos, o mais indicado é o uso de solução glicosada, já que ela auxilia no aporte calórico ao paciente.
  • d)
    A terapia nutricional intensiva precoce é peça-chave no tratamento, e o aporte calórico basal deve ser alcançado gradativamente.
  • e)
    Os benzodiazepínicos podem ser utilizados como adjuvantes no tratamento de emergência, já que promovem estímulo ao apetite do paciente.

50485 UEM (2017) - UEM - Médico Veterinário / Medicina Veterinária

Um equino macho, da raça QM, de 7 anos de idade, usado para provas de vaquejada, apresenta perda de peso, cifose, disúria, estrangúria, polaquiúria e relutância ao exercício, associado à hematúria durante ou especialmente após o exercício, há aproximadamente uma semana. Quando o animal está em repouso, a hematúria diminui ou cessa, mas os outros sinais urinários permanecem. Qual o diagnóstico? Quais exames complementares auxiliam no diagnóstico?

  • a)
    Cistite e cálculo vesical; urinálise, cistoscopia, palpação da bexiga via transretal e ultrassom vesical.
  • b)
    Cálculo renal; urinálise, palpação renal via transretal e ultrassom vesical.
  • c)
    Cálculo uretral; exame radiográfico, uretrocistoscopia.
  • d)
    Insuficiência renal por cálculo vesical; urinálise, cistoscopia e bioquímica sérica.
  • e)
    Cálculo uretral; exame radiográfico, urinálise, cistoscopia e bioquímica sérica.

50486 UEM (2017) - UEM - Médico Veterinário / Medicina Veterinária

Assinale a alternativa incorreta em relação às anemias hemolíticas.

  • a)
    O sistema monocítico fagocítico retira e destrói hemácias na hemólise extravascular.
  • b)
    Anemias hemolíticas intravasculares são acompanhadas de hemoglobinemia e hemoglobinúria.
  • c)
    A icterícia é um achado comum em casos de intensa hemólise intravascular.
  • d)
    Anemias hemolíticas induzem resposta medular.
  • e)
    A anemia hemolítica autoimune é mais comum em cães.

50490 UEM (2017) - UEM - Médico Veterinário / Medicina Veterinária

Qual o tratamento emergencial indicado para um cão apresentando vólvulo gástrico?

  • a)
    Fluidoterapia 50ml/kg/h, ceftriaxona, succinato metilprednisolona.
  • b)
    Fluidoterapia 90ml/kg/24h, ceftriaxona, succinato de metilprednisolona.
  • c)
    Fluidoterapia 900ml/kg/h, ceftriaxona, acetato metilprednisolona.
  • d)
    Fluidoterapia 900ml/kg/24h, ceftriaxona, acetato metilprednisolona.
  • e)
    Fluidoterapia 90ml/kg/h, ceftriaxona, succinato metilprednisolona.

50491 UEM (2017) - UEM - Médico Veterinário / Medicina Veterinária

Quais procedimentos abaixo são mais indicados para diagnosticar uma ruptura de bexiga?

  • a)
    Ultrassonografia abdominal.
  • b)
    Sondagem associada à radiografia simples.
  • c)
    Sondagem associada à dosagem sérica de creatinina.
  • d)
    Cistografia de contraste positivo.
  • e)
    NDA.

53101 UFU-MG (2017) - UFU-MG - Assistente de Laboratorio / Medicina Veterinária

Os sinais vitais são elementos de grande valor para identificação do estado de saúde dos animais. Assim sendo, cabe ao médico veterinário e sua equipe avaliá-los.

Assinale a alternativa que exemplifica corretamente os sinais vitais dos animais.

  • a)
    Temperatura corporal/retal, estado nutricional, frequência cardíaca e movimentação articular.
  • b)
    Temperatura corporal/retal, estado de alerta, frequência cardíaca e tônus muscular e esquelético.
  • c)
    Temperatura corporal/retal, frequência cardíaca, reatividade ao contato direto e movimentação articular.
  • d)
    Temperatura corporal/retal, frequências cardíaca e respiratória, coloração de mucosas e grau de hidratação.

53104 UFU-MG (2017) - UFU-MG - Assistente de Laboratorio / Medicina Veterinária

Um auxiliar de laboratório veterinário está vinculado a um Código de Ética, assim como o Médico Veterinário.

Quanto à ética profissional, é correto afirmar que esses profissionais devem fundamentar-se em

  • a)
    executar procedimentos que determinem melhor remuneração à equipe.
  • b)
    oferecer procedimentos humanitários, minimizando sofrimento e dor do animal.
  • c)
    usar animais em atividades de ensino independentemente da justificativa.
  • d)
    realizar eutanásia em animais, conforme julgamento individual.

53111 UFU-MG (2017) - UFU-MG - Assistente de Laboratorio / Medicina Veterinária

O exame ultrassonográfico é amplamente difundido na medicina veterinária, como diagnóstico de caráter complementar. Para sua melhor execução, é necessário conhecer e compreender quais são os planos anatômicos dos animais.

De acordo com a assertiva acima, assinale a alternativa que NÃO constitui plano anatômico ultrassonográfico.

  • a)
    Plano austral.
  • b)
    Plano sagital.
  • c)
    Plano dorsal.
  • d)
    Plano frontal.

53112 UFU-MG (2017) - UFU-MG - Assistente de Laboratorio / Medicina Veterinária

Em processo de cicatrização, o antisséptico ideal deve ser bactericida e não deve afetar os tecidos. Há, no mercado, diversos tipos de soluções disponíveis para os procedimentos veterinários.

Assinale a alternativa que indica corretamente um tipo de solução disponível.

  • a)
    Ácido butírico a 3,5%.
  • b)
    Polidioxanona a 1,5%.
  • c)
    Iodo povidona 1%.
  • d)
    Óxido de etileno a 2,5%.