24 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

77641 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

No Brasil, o alto custo da energia elétrica, associado ao crescimento significativo do consumo dessa fonte de energia, abre caminho para a instalação de centrais de cogeração que atendam às necessidades elétricas e térmicas. Baseado nesse contexto, é correto afirmar que

  • a)
    o setor primário está entre os setores potencialmente viáveis à implantação de sistemas de cogeração, compreendendo segmentos, tais como mineração e pecuária, que apresentam requerimentos térmicos em menor escala, quando comparados ao setor industrial.
  • b)
    a cogeração com termoacumulação consiste em um sistema que acumula energia a alta temperatura durante os períodos de menor demanda, consequentemente consumindo recursos (energia) das concessionárias nas horas de menor tarifação, para que essa energia acumulada seja então utilizada em períodos de maior demanda, deslocando o pico de consumo de fontes externas de eletricidade para um período em que os custos são mais baixos.
  • c)
    no uso da biomassa para fins energéticos, o setor sucroalcooleiro tem sido pioneiro na utilização do bagaço de cana para a geração de energia elétrica por meio de cogeração, em que o poder calorífico da biomassa resultante da prensagem da cana, em princípio, propicia o uso de turbo-geradores acionados por uma linha elétrica, resultando na produção de energia elétrica durante o período da safra, exclusivamente para consumo próprio.
  • d)
    uma das principais dificuldades à implantação de sistemas de cogeração consiste em conciliar os perfis elétrico e térmico produzidos com as oscilações da demanda, fazendo-se necessária a interligação dos sistemas elétricos entre o autoprodutor e a empresa de distribuição de energia local, possibilitando, assim, a comercialização das faltas e dos excedentes elétricos, prática já consolidada em outros países.
  • e)
    na prática, a construção de termoelétricas deve sempre ser dedicada exclusivamente à produção de energia elétrica, a fim garantir a totalidade da eficiência energética.

77642 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

O correto gerenciamento dos resíduos sólidos é, atualmente, um dos principais desafios dos grandes centros urbanos. Sob este aspecto, o estudo de viabilidade deve levar em conta a avaliação conjunta das variáveis técnicas, sociais, ambientais e econômicas, tornando-se essencial para a escolha adequada dentre os possíveis cenários ou alternativas de fato eficazes, relacionados à coleta e ao tratamento de resíduos sólidos. Considerando estas características, assinale a alternativa correta.

  • a)
    Muitas soluções têm sido adotadas por segmentos (abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo dos resíduos sólidos e manejo das águas pluviais), aumentando a eficácia individual dos resultados de cada especialidade, que somados contribuem para a otimização global.
  • b)
    No gerenciamento dos resíduos urbanos, o manejo e a disposição do resíduo sólido final é o propósito único e exclusivo.
  • c)
    Um aterro sanitário pode ter receitas oriundas pela comercialização da energia elétrica gerada com utilização do biogás e, em contrapartida, despesas pelo tratamento dos lixiviados. Outras alternativas podem incluir receitas oriundas da comercialização de subprodutos, como vendas de materiais recicláveis, de compostos orgânicos e de vapor dos processos térmicos.
  • d)
    O modelo de gerenciamento dos resíduos sólidos a ser perseguido deve considerar a especialização segmentada de alternativas (como, por exemplo, transporte, tratamento biológico, tratamento térmico, etc.), a fim de garantir a melhor eficiência de cada uma dessas segmentações e que resulte no sistema com um custo mais viável, mais ambientalmente efetivo e socialmente aceitável pela população.
  • e)
    Em consonância com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a avaliação de uma potencial solução para o tratamento de resíduos sólidos urbanos (RSU) deve considerar os custos com base na obrigatoriedade dos municípios estabelecerem metas de reciclagem e de aumento de envio para aterro sanitário.

77643 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

Assinale a alternativa correta, considerando o contexto de telecomunicações no Brasil, em que uma reflexão sobre os desafios e as oportunidades de desenvolvimento da infraestrutura e da economia desse setor surge em contexto de profundas transformações estruturais que deslocaram a dinâmica de evolução setorial, partindo das redes de telefonia propriamente ditas para os serviços de telecomunicações.

  • a)
    Atualmente, a infraestrutura de telecomunicações ainda é vista apenas como aquela utilizada para a prestação de serviços de telefonia.
  • b)
    Em termos de tecnologia e operadores, a infraestrutura de telecomunicações passa a permitir também a exploração de novos serviços e suas aplicações multimídia, tanto por parte das empresas historicamente pertencentes ao setor (operadoras de telefonia) quanto por competidores tradicionalmente não vinculados às telecomunicações.
  • c)
    Em meio às atuais transformações, a privatização da prestação de serviços de telecomunicações no Brasil trouxe a modernização da sua infraestrutura e o aumento do acesso da população aos serviços, propiciando também um mercado pouco concentrado e distribuído entre muitas operadoras.
  • d)
    O analfabetismo não se caracteriza como um gargalo relacionado à capacidade da população em usufruir dos serviços de telecomunicações.
  • e)
    Atualmente não são verificados gargalos relacionados à capacidade (renda média) da população de arcar com os custos dos dispositivos, o que propicia às operadoras uma projeção de serviços de telecomunicações mais sustentável.

77644 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

Valéria, engenheira de uma tradicional indústria, optante por um PDV, está pensando em investir os recursos que receber em uma empresa prestadora de serviços. Ela tem uma proposta para montar essa empresa investindo R$ 200.000,00 à vista, hoje. Com essa empresa, ela espera receber resultados líquidos (lucros) durante os próximos três anos de: R$ 50.000,00 ao final do primeiro ano; R$ 60.000,00 ao final do segundo ano; e, finalmente, R$ 70.000,00 ao final do terceiro ano, quando Valéria pretende vender sua participação na empresa por R$ 200.000,00. Considerando que a taxa de custo de capital seja 10% ao ano, calcule o valor presente líquido (VPL) aproximado e avalie se Valéria deve ou não investir na empresa.

Considere VF = VP * (1 + i)n

  • a)
    O VPL é de aproximadamente R$ 100.000,00 (lucro), portanto Valéria deve investir.
  • b)
    O VPL é de aproximadamente R$ 180.000,00 (lucro), portanto Valéria deve investir.
  • c)
    O VPL é de aproximadamente R$ 500.000,00 (lucro), portanto Valéria deve investir.
  • d)
    O VPL é de aproximadamente – R$ 50.000,00 (prejuízo), portanto Valéria não deve investir.
  • e)
    O VPL é de aproximadamente – R$ 20.000,00 (prejuízo), portanto Valéria não deve investir.

77645 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

Durante a 3 Conferência das Partes (COP-3), realizada em 1997 no Japão com a presença de representantes de mais de 160 países, foi celebrado o Protocolo de Quioto, com o propósito de minimizar o acúmulo de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera. Com relação ao Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), principal instrumento proposto por este protocolo relativo à redução ou à limitação das emissões futuras de dióxido de carbono e outros gases responsáveis pelo efeito estufa, assinale a alternativa correta.

  • a)
    O Protocolo de Quioto dispõe sobre o MDL como dispositivo de flexibilidade concebido para o favorecimento dos países desenvolvidos (os mais industrializados), prometendo incentivar o desenvolvimento sustentável e, ao mesmo tempo, auxiliar esses países a cumprirem parte de suas metas de redução de emissões de GEE.
  • b)
    O MDL oferece aos países desenvolvidos a possibilidade de se beneficiarem economicamente dos projetos de redução de emissões (posto que são os maiores países poluidores), os quais darão origem aos chamados “créditos de carbono”, que são basicamente toneladas de CO2 que deixam de ser emitidas ou são retiradas da atmosfera, e que podem ser negociados no mercado mundial.
  • c)
    Para validação dos projetos dentro das regras do MDL, a contribuição para o desenvolvimento sustentável de cada projeto deve ser avaliada pela Autoridade Nacional Designada (no caso do Brasil, é o Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA).
  • d)
    Segundo o Portal Brasil, graças ao MDL, o país ocupa a primeira posição mundial entre os países que participam do Mercado de Crédito de Carbono, com cerca de 5% do total mundial.
  • e)
    Um projeto homologado dentro das regras do MDL recebe uma Redução Certificada de Emissão (RCE) para cada tonelada de CO2 reduzida ou removida da atmosfera. O RCE é o documento considerado como “papel-moeda” para a comercialização de créditos de carbono, cuja compra pelos países signatários permite a estes poderem cumprir parte de suas metas de redução de emissões.

80481 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

Em se tratando de diferentes níveis de quantidade produzida versus variedade de produto, uma empresa poderá se utilizar de diferentes configurações de tipos de instalação.

Isto posto, considerando os tipos de arranjo físico empregados pelas indústrias e suas definições, assinale a alternativa que relaciona corretamente o tipo de arranjo físico e sua definição.

  • a)
    Layout por produto ou em linha – o produto permanece em uma única posição durante toda sua fabricação.
  • b)
    Layout de posição fixa – os equipamentos são dispostos de acordo com a função ou tipo, agrupados para aproveitar o potencial dos mesmos.
  • c)
    Layout por processo ou funcional – as estações de trabalho são distribuídas em uma linha, composta por recursos especializados, com estações destinadas especificamente ao produto.
  • d)
    Layout celular – cada célula é destinada à produção de uma mesma família de peças, ou seja, a célula se especializa na produção de determinado conjunto de peças ou produtos semelhantes, segundo o princípio da tecnologia de grupo.
  • e)
    Layout híbrido – decorre mais de sua flexibilidade quanto à movimentação dos equipamentos multifuncionais do que em relação aos produtos e processos de fabricação.

80482 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

Considerando a visão geral dos sistemas de produção e de como eles algumas vezes são automatizados e computadorizados, e examinando como os fabricantes podem competir de forma bem-sucedida recorrendo-se a modernas abordagens e tecnologias de manufatura, leia e analise atentamente as afirmações a seguir e assinale a alternativa que relaciona corretamente a perspectiva tecnológica a ser adotada e seu respectivo contexto.

  • a)
    Automação: o uso de equipamentos automatizados, muitas vezes, pode compensar os custos de manufatura. Isso porque a automação pode reduzir os custos de mão-de-obra e os ciclos de produção, além de aumentar a quantidade produzida e a consistência do produto.
  • b)
    Tecnologias de manuseio de materiais: a produção normalmente envolve uma sequência de atividades realizadas em diferentes locais da fábrica. O objeto a ser trabalhado deve ser transportado, armazenado e, principalmente, identificado e rastreado manualmente à medida que se movimenta pela fábrica.
  • c)
    Sistemas de produção: envolvem a integração e a coordenação de múltiplas estações de trabalho automatizadas e/ou manuais, por meio do uso de tecnologias de gerenciamento de materiais que visam a alcançar um efeito colaborativo se comparado à operação independente das estações de trabalho.
  • d)
    Manufatura flexível: a flexibilidade na produção permite que os produtos possam competir de maneira efetiva na categoria “baixa diversidade / alto volume” de produtos.
  • e)
    Manufatura integrada por computador (computer integrated manufacturing – CIM): as tecnologias incluem o projeto auxiliado por computador (computer-aided design – CAD), a manufatura auxiliada por computador (computer-aided manufacturing – CAM) e as redes de computadores para integrar as operações de produção e contratos.

80483 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

As diretrizes nacionais para o saneamento básico, que compreendem o conjunto das ações de abastecimento de água (AA), esgotamento sanitário (ES), manejo dos resíduos sólidos (MRS) e manejo das águas pluviais (MAP), definem as atribuições para os municípios como titulares dos serviços, entre elas a implantação da polí- tica e a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). Nesse contexto, considerando a finalidade e a composição de um PMSB, bem como as categorias definidas nas diretrizes, assinale a alternativa correta.

  • a)
    A gestão dos serviços passa a englobar o conjunto das atividades de planejamento, prestação dos serviços, regulação e fiscalização, todas elas acompanhadas e submetidas, exclusivamente, ao controle governamental.
  • b)
    O saneamento passa a ser orientado, unicamente, pelos princípios da universalização, além da adoção de tecnologias apropriadas, consideração das peculiaridades locais e regionais, eficiência e sustentabilidade econômica, transparência, segurança, qualidade e regularidade.
  • c)
    O PMSB consiste em um dos principais instrumentos da política municipal, além de ser uma condição para a validade dos contratos de prestação dos serviços e um requisito para o acesso a recursos federais a partir de 2014. Em função disso, os municípios têm, prioritariamente, iniciado a implementação da Lei por meio de investimentos em obras de saneamento básico.
  • d)
    Dentre as categorias necessárias para a composição de um PMSB, a universalidade compreende a articulação com outras políticas associadas ao saneamento básico, observando-se que os problemas que devem ser enfrentados por um governo são sempre marcados por suas naturezas transversais (como as políticas de desenvolvimento urbano, habitacional, saúde e meio-ambiente), já que perpassam horizontalmente diversas especialidades.
  • e)
    Dentre as categorias necessárias para a composição de um PMSB, a integralidade visa propiciar um ambiente com salubridade ambiental, o que só é possível quando se considera o conjunto das intervenções sanitárias englobando os quatro componentes do saneamento (AA, ES, MRS e MAP) à determinada localidade.

80484 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

A empresa SIGMA Computadores possui 3 fábricas

localizadas nas cidades A, B e C. A produção deve ser

entregue aos distribuidores das cidades D, E e F. A tabela

a seguir especifica os custos de transporte por computador

transportado entre cada cidade; as capacidades de

produção das fábricas; e as demandas dos distribuidores.



Assinale a alternativa que apresenta corretamente o

modelamento matemático, com base em programação

linear, a ser desenvolvido de forma a atender toda a

demanda e otimizar os resultados.

  • a)
    Função Objetivo: Maximizar 35XAD + 30XAE + 40XAF + 40XBD + 35XBE + 35XBF + 30XCD + 25XCE + 33XCF.
  • b)
    Restrição de demanda: XAD + XAE + XAF = 1700.
  • c)
    Função Objetivo: Minimizar 35XAD + 30XAE + 40XAF + 40XBD + 35XBE + 35XBF + 30XCD + 25XCE + 33XCF.
  • d)
    Restrição de fabricação: XAD + XBD + XCD = 1800.
  • e)
    Restrição de demanda: XAD + XAE + XAF + XBD + XBE + XBF + XCD + XCE + XCF = 5400.

80485 VUNESP (2016) - MPE-SP - Engenheiro Industrial / Engenharia Industrial

Em consonância com o objetivo da Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA), que pauta a atuação dos diversos integrantes do Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA), torna-se necessário o estabelecimento de critérios para o estudo de localização de atividades, em específico de aterros sanitários, considerando-se os aspectos técnicos, sociais, econômicos e ambientais para a tomada de decisão. Baseado nesse contexto, e em se tratando especificamente de alguns dos critérios técnico-ambientais estabelecidos para a seleção de alternativas locacionais, assinale a alternativa que corretamente justifica o respectivo critério.

  • a)
    Estrutura fundiária: admitindo a desapropriação de uma área para a implantação do aterro sanitário, o impacto é maior sobre propriedades de grande porte, podendo até mesmo inviabilizar sua exploração. Nesse sentido, a preferência recai sobre áreas localizadas em pequenas propriedades.
  • b)
    Distância do centro gerador: tal característica incide diretamente, apenas, sobre os custos para a realização do transporte.
  • c)
    Posicionamento em relação aos ventos predominantes: a fim de minimizar o impacto/incômodo à população, relacionados a possíveis emissões de odores do aterro, considera-se mais adequado que a área a ser utilizada para este esteja localizada de forma a evitar que núcleos habitacionais se posicionem à jusante do empreendimento e ao longo do eixo dos ventos predominantes (por exemplo, NE-SE ou NO-SO).
  • d)
    Condições de acesso existentes: por conta do transporte dos resíduos até o aterro, a preferência recai sobre locais com acesso que atravessem ou mesmo tangenciem núcleos habitacionais rurais, posto que estes sofrem menos impactos pela baixa densidade populacional se comparados com as áreas urbanas.
  • e)
    Existência de habitações próximas: para minimizar conflitos de natureza socioambiental, a área do novo aterro deverá ser localizada sobre um local distante de habitações.