Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 16] - 8 questões grátis para resolução." /> Notice (8): Undefined variable: description_for_layout [APP/View/Layouts/default.ctp, line 34] - 8 questões gratuitas para resolução." />
8 resultados encontrados para . (0.009 segundos)

213455 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

Foi lançado pelo Governo Federal, através dos Ministérios do Planejamento e da Cultura, além do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o denominado PAC das Cidades Históricas, que tem como objetivo geral recuperar o patrimônio cultural de centros urbanos distribuídos pelo Brasil. O programa possui subdivisões, sendo uma das principais a restauração de monumentos e edificações de uso público, bem como a requalificação de espaços públicos das cidades selecionadas em diversas unidades da federação, inclusive no estado do Ceará. Entre as duplas de cidades a seguir, a que foi selecionada para o PAC das Cidades Históricas no Ceará é:

  • a)
    Acopiara e Cascavel.
  • b)
    Uruoca e Capistrano.
  • c)
    Granja e Igatu.
  • d)
    Aracati e Sobral.
  • e)
    Itaiçaba e VárzeaAlegre.

227207 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

“As ações do Estado nas favelas, em sua maioria, caracterizam-se pela ignorância ou pelo desprezo às estratégias criativas, complexas e heterogêneas efetivadas pelos moradores na corrida pela melhoria da qualidade de vida. Essas ações desconhecem as redes de sociabilidade, de circulação no conjunto da cidade, de participação na vida pública e, finalmente, de interpretação das vivências produzidas pelos moradores ao longo do tempo. Na linguagem acadêmica, se poderia dizer que eles permanecem, em geral, na condição de objetos dos responsáveis pelas intervenções.” (SILVA, Jailson de Souza & BARBOSA, Jorge Luiz. . Rio de Janeiro: Senac, 2005, p. 65) Favela: aleg. Os autores expressam um modelo de atuação nas áreas de favelas que gera, sobretudo, a seguinte consequência social:

  • a)
    intervenções dos agentes policiais em datas comemorativas.
  • b)
    utilização de horários para trabalho distintos das áreas não favelizadas.
  • c)
    aumento da prática ilegal de comércio ambulante nos bairros do entorno.
  • d)
    proibição à verticalização, dificultando a construção de novas habitações.
  • e)
    reprodução do estigma das comunidades faveladas e de seus habitantes.

262214 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

A gestão urbana é condição fundamental para a melhoria da qualidade de vida das populações. A questão da poluição atmosférica emerge como um problema global e que tem nos espaços urbanos áreas que merecem grande atenção. A principal ação do Poder Público que influenciaria diretamente na diminuição da referida poluição é:

  • a)
    incentivo ao uso do transporte público.
  • b)
    aumento da coleta seletiva de lixo.
  • c)
    desocupação das áreas de encostas.
  • d)
    universalização do saneamento básico.
  • e)
    tratamento eficiente do esgoto sanitário.

262217 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

Leia a reportagem a seguir. Chuva provoca desabamentos e alagamentos em Fortaleza (CE ) As fortes chuvas que atingiram a cidade de Fortaleza (CE ) nos últimos dois dias provocaram alagamentos, desabamentos e inundações e deixaram 82 famílias desabrigadas. Ninguém ficou ferido.ADefesa Civil da cidade atendeu a 91 ocorrências entre as 17 h de segunda-feira (2) e as 7 h desta quarta. No período choveu 83,4 milímetros (cada milímetro equivale a um litro de água por metro quadrado). Foram registrados 47 alagamentos, sete desabamentos, dois incêndios, 27 trechos de inundação e oito imóveis correm risco de desabar, segundo a Defesa Civil. Assinale a opção que melhor possibilita o gerenciamento imediato de crises e o direcionamento de ações emergenciais, como as apresentadas na reportagem.

  • a)
    Acompanhamento em tempo real da evolução das chuvas, identificando o índice crítico previamente estabelecido.
  • b)
    Criação de um fundo nacional para dotar as defesas civis de material humano treinado e instrumentalizado.
  • c)
    Proibição compulsória da circulação de veículos automotores individuais em momentos de chuva intensa.
  • d)
    Aplicação de padrões internacionais que identifiquem as situações que promovam um caráter emergencial.
  • e)
    Reflorestamento das áreas de encostas com altitude superior a 100 metros e intensa declividade.

276375 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

Nas duas últimas décadas, o debate sobre acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência intensificou-se de maneira muito salutar. O estabelecimento de normas gerais e critérios básicos que envolvam melhorias na mobilidade urbana é um verdadeiro ganho social para significativa parcela da população brasileira. Assinale a alternativa que apresenta um critério de acessibilidade que deve ser cumprido.

  • a)
    Os elementos verticais de sinalização, tais como postes de iluminação e sinais de tráfego devem ser trocados por mobiliário totalmente suspenso em altura superior a três metros.
  • b)
    Os veículos de transporte coletivo em regiões metropolitanas ficam isentos de qualquer adequação que viabilize a acessibilidade, pois a interrupção do trânsito configura-se como ônus maior.
  • c)
    Os elementos do mobiliário urbano deverão ser projetados e instalados em locais que permitam a sua utilização por portadores de deficiência ou com mobilidade reduzida.
  • d)
    Todos os semáforos, independente do fluxo de veículos automotores, devem possuir mecanismo que emita sinal sonoro estridente, facilitando a orientação e a mobilidade dos portadores de deficiência visual.
  • e)
    Os edifícios públicos devem reservar o primeiro andar para uso exclusivo de portadores de deficiência ou com mobilidade reduzida, especialmente banheiros e corredores.

276377 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

Quanto mais compacta for a cidade, mais possibilidades ela terá de ser uma cidade de atividades sobrepostas, equitativa, ecológica, aberta e bela, na qual arte, arquitetura e paisagem possam emocionar e satisfazer o espírito humano. Pode-se dizer então que, em uma cidade compacta, os espaços se tornam multifuncionais, diferente dos espaços monofuncionais das cidades dispersas. (ANDRADE, Liza Maria de Souza & FORTES, Melissa Belato Requalificação Urbana Sustentável: Avaliação de áreas subutilizadas da região da Luz – SP São Paulo: USP, 2009.) A partir da perspectiva contida no fragmento, uma política de revitalização urbana é:

  • a)
    incentivar o retorno da função residencial nos centros das cidades.
  • b)
    implementar um sistema de transporte intermodal entre grandes cidades.
  • c)
    construir parques e praças nas áreas periféricas das regiões metropolitanas.
  • d)
    promover ações conjuntas entre o Poder Público e os incorporadores imobiliários.
  • e)
    conceder isenções de impostos para lojas comerciais afastadas dos bairros centrais.

290984 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

“O modo de vida nas cidades com alto grau de urbanização promove a criação de padrões sociais e biofísicos particulares. Além dos fluxos econômicos e de pessoas, um dos elementos mais característicos da paisagem urbana moderna é a verticalização. A verticalização pode ser definida como o resultado da multiplicação do solo urbano, por meio da expansão em altura da área edificada.”(NUCCI, João Carlos & MOURA, Angelita Rolim.A verticalização como parâmetro na avaliação da qualidade ambiental urbana Curitiba: UFPR, 2009.)Uma consequência ambiental decorrente do processo de intensa verticalização, sobretudo de prédios com gabaritos superiores a dez andares, é:

  • a)
    produção de áreas verdes mais extensas, com residências multifamiliares.
  • b)
    modificação da circulação dos ventos, criando um novo microclima urbano.
  • c)
    valorização territorial motivada pelas melhorias paisagísticas concebidas pela arquitetura.
  • d)
    aumento das áreas de lazer, em razão da existência de pátios internos nas edificações.
  • e)
    facilidade para o escoamento das chuvas promovida pelas galerias pluviais dos prédios.

290985 FUNCAB (2013) - SC-CE - Analista de Desenvolvimento Urbano - Arquitetura / Desenvolvimento Urbano

As cidades e aglomerações urbanas estão constantemente em transformação através de reestruturações, segregações habitacionais, ampliação dos espaços construídos, entre outros fatores. O fenômeno da conurbação faz parte de um processo de transformação e é de importante identificação, pois cria, na maioria das vezes, a necessidade de uma atenção particularizada para possíveis consequências dele decorrentes. A conurbação é um fenômeno que pode ser definido como:

  • a)
    a transformação de um pequeno núcleo urbano em uma região metropolitana em função do investimento direto do poder público.
  • b)
    o encontro e junção dos tecidos urbanos de dois ou mais municípios, formando uma única mancha urbana.
  • c)
    a produção de uma urbanização verticalizada nas áreas centrais das cidades pequenas e médias.
  • d)
    o fluxo diário entre trabalhadores residentes em cidades localizadas afastadas das regiões metropolitanas.
  • e)
    a ação das diferentes unidades da federação na criação e definição de suas próprias regiões metropolitanas.