3548 resultados encontrados para . (0.016 segundos)

49225 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

Suponha que determinada entidade integrante da Administração pública pretenda medir seu grau de excelência utilizando os conceitos, ferramentas e metodologias preconizados pela Fundação Nacional de Qualidade − FNQ. Tal pretensão afigura-se

  • a)
    viável apenas em se tratando de entidade sujeita ao regime jurídico privado, tais como empresas públicas e sociedades de economia mista.
  • b)
    inviável, em face da colidência com os princípios constitucionais que regem a Administração pública.
  • c)
    cabível, eis que o modelo da FNQ contempla adaptação para a gestão pública, com conteúdos específicos para cada critério.
  • d)
    de difícil consecução, haja vista a não aderência dos fundamentos preconizados pela FNQ ao “estado da arte” na Administração pública.
  • e)
    cabível apenas para fins de premiação, em caráter honorífico, para gestores públicos de destaque, não se aplicando para fins de avaliação da organização.

49226 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

Um dos instrumentos disponíveis para a melhoria dos processos de uma organização é o Ciclo PDCA, com a padronização e a redução de erros. As etapas necessárias para aplicação de tal metodologia consistem em

  • a)
    promover a redução de fases; desenvolver estratégias; corrigir desvios e avaliar o desempenho dos envolvidos no processo.
  • b)
    mapear os processos; desenvolver estratégias de ação; controlar os prazos de execução; avaliar os resultados obtidos.
  • c)
    planejar; executar as atividades previstas no planejamento; verificar o grau de cumprimento do que foi planejado; identificar eventuais falhas e adotar ações corretivas.
  • d)
    estabelecer metas; definir ações necessárias para atingimento das metas; avaliar o cumprimento das metas; redesenhar os processos.
  • e)
    identificar os processos principais; planejar as atividades e tempos de execução; controlar a execução; agir para remover obstáculos.

49250 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

O processo de Desenvolvimento Organizacional é composto de etapas sucessivas, tendo início a partir da colheita e análise de dados, partindo para sua intepretação e diagnóstico, para se chegar à fase de intervenção, que corresponde à implementação. Nesta última etapa, os agentes de mudança possuem à sua disposição diversas técnicas, direcionadas para cada membro da organização, individualmente, para equipes ou grupos, para relações intergrupais e para a organização como um todo. Constitui exemplo de técnica apropriada para o desenvolvimento do indivíduo:

  • a)
    retroação de dados.
  • b)
    consultoria de procedimentos.
  • c)
    reuniões de confrontação.
  • d)
    treinamento da sensitividade.
  • e)
    desenvolvimento transacional.

49251 FCC (2017) - TRT - 24ª REGIÃO (MS) - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

Alguns métodos de gerenciamento de projetos dão ênfase ao tempo de execução dos projetos, tais com o CPM − Critical Path Method e o PERT − Program Evaluation and Review Technique, sendo que o

  • a)
    CPM, assim como o PERT, são diagramas com quadrantes de tempo estimado de execução, porém utilizados em diferentes plataformas.
  • b)
    CPM é probabilístico, enquanto o PERT é determinístico, porém ambos atingem os mesmos objetivos.
  • c)
    CPM corresponde a um workflow, com a representação gráfica da sequência de atividades do projeto.
  • d)
    PERT, diferentemente do CPM, consiste em um sistema informatizado de gerenciamento de projetos.
  • e)
    PERT, diversamente do CPM, calcula o tempo de execução a partir da média ponderada das estimativas provável, pessimista e otimista.

49586 CESPE (2017) - TRE-PE - Analista Judiciário - Área Judiciária / Administração Pública

Os conselhos de gestão responsáveis por estabelecer as diretrizes para as políticas públicas em suas respectivas áreas de atuação são conhecidos como

  • a)
    deliberativos.
  • b)
    executivos.
  • c)
    fiscalizadores.
  • d)
    normativos.
  • e)
    consultivos.

49593 CESPE (2017) - TRE-PE - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

As agências executivas estão inseridas no setor estatal denominado

  • a)
    serviços não exclusivos, correspondente ao setor em que o Estado atua simultaneamente com outras organizações públicas não estatais.
  • b)
    núcleo estratégico, setor em que as leis e as políticas públicas são definidas e em que seu cumprimento é cobrado.
  • c)
    produção de bens e serviços para o mercado, correspondente à área de atuação das empresas estatais do segmento produtivo.
  • d)
    atividades exclusivas, correspondente aos serviços que só o Estado pode realizar, possuindo poder de regulamentar, de fiscalizar e de fomentar.
  • e)
    organizações sociais, correspondente às áreas que incentivam a produção não lucrativa, pela sociedade, de bens e serviços públicos não exclusivos do Estado.

49595 CESPE (2017) - TRE-PE - Analista Judiciário - Área Administrativa / Administração Pública

Em relação ao princípio da descentralização na administração pública, assinale a opção correta.

  • a)
    Para formalizar a descentralização de atividades da administração federal para as unidades federadas, os instrumentos legais utilizados são os contratos.
  • b)
    A administração de casos individualizados e a definição das normas e critérios a serem obedecidos pelos responsáveis pela execução são de competência de cada nível de execução.
  • c)
    Nos órgãos da administração federal, a estrutura central de direção deve concentrar-se no planejamento, na supervisão, na coordenação e no controle, e não nas rotinas de execução de tarefas de mera formalização de atos administrativos.
  • d)
    Convênios e parcerias público-privadas são as formas de descentralização de atividades da administração federal para a esfera privada.
  • e)
    A distribuição das atividades entre os servidores dentro de um mesmo núcleo da administração pública é uma forma de descentralização.

49685 IDECAN (2017) - MS - Analista Técnico / Administração Pública

Considerando o contexto de Estado e Sociedade Civil, são institutos que contemplam parcerias entre a sociedade e a administração pública, EXCETO:

  • a)
    Realização de um plebiscito.
  • b)
    Criação de uma fundação pública.
  • c)
    Criação de um conselho participativo.
  • d)
    Instituição de parceria público-privada.
  • e)
    Realização de orçamento participativo.

49839 PROGEPE (2017) - UFPR - Administrador / Administração Pública

As Universidades Federais são consideradas autarquias pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Em função disso, considere as seguintes afirmativas:

1- As universidades federais fazem parte da administração indireta da União.

2- As universidades federais atualmente existentes no Brasil podem ter personalidade jurídica de direito privado.

3- As universidades federais atualmente existentes no Brasil estão vinculadas ao Ministério de Educação.

4- As universidades federais atualmente existentes no Brasil podem se constituir na forma de sociedade anônima. Assinale a alternativa correta.

  • a)
    Somente a afirmativa 3 é verdadeira.
  • b)
    Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
  • c)
    Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
  • d)
    Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.
  • e)
    As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

50077 FCC (2017) - TRE-SP - Analista / Administração Pública

Diferentes teorias foram desenvolvidas para explicar o fenômeno da liderança, algumas mais centradas nas características pessoais do líder e outras com foco na sua interação com o ambiente. Nesse contexto, o modelo proposto nos estudos de Fielder, que isolou determinados critérios situacionais, apresenta, entre outras, a seguinte conclusão:

  • a)
    o líder orientado para a tarefa tende a ter desempenho melhor em situações extremas, incluindo as muito desfavoráveis.
  • b)
    o estresse afeta, favoravelmente, a atuação do líder, aguçando a racionalidade e propiciando a motivação da equipe.
  • c)
    em situações muito favoráveis, o líder orientado para as pessoas é o mais adequado, porém enseja desmotivação e rotatividade.
  • d)
    a maturidade dos subordinados é um elemento fundamental e deve ser cotejada com o estilo de liderança adotada.
  • e)
    o líder eficaz orienta sua atuação para dois aspectos, simultaneamente: ênfase na produção e ênfase nas pessoas.